Log In

Reviews

Review: House – The Right Stuff

Pin it

House - The Right Stuff
Série: House
Episódio: A Coisa Certa (The Right Stuff)
Temporada:
Número do Episódio: 72 (4×02)
Data de Exibição nos EUA: 2/10/2007
Data de Exibição no Brasil: 29/11/2007
Emissora no Brasil: Universal

Quarenta candidatos e apenas três sobreviverão até o final, além disso, eles serão cortados por motivos que podem fazer algum sentido ou não, tudo depende do humor de quem comanda a sala – e essa pessoa é o doutor Gregory House. Tudo pode acontecer. Além de atormentar todos os candidatos ao cargo de pupilos, o doutor também acaba tendo “visões” com os antigos. Para completar, Wilson mais uma vez consegue enganar seu amigo e mostra que veio com tudo nessa temporada. Com um caso médico interessante e intrigante e ainda a cena, que já considero clássica, de todos os candidatos seguindo o doutor, o episódio não poderia ser menos que ótimo.

Vocês assitem aos promos dos próximos episódios ou lêem spoilers? Na primeira vez que vi o episódio, fiquei esperando algo diferente do que houve aqui, devido a todas as expectativas que isso tudo gerou em mim. Parecia ter faltado algo, mesmo tendo achado ele maravilhoso. Porém, como eu já previa, quando o revi para fazer o review tudo mudou – consegui aproveitar melhor o capítulo e nada mais me incomodou. Continuo achando este um dos melhores episódios da série, tudo funcionou perfeitamente, além de aproveitar melhor as piadas do Wilson já sabendo do desfecho delas.

O sonho do céu e o sonho do inferno

Tesla was robbed.

É isso que vemos no quadro negro enquanto House apresenta a paciente da semana. Só por isso já fiquei com uma extrema vontade de poder ter visto essa e outras lições que ele passou para os candidatos. Falando na paciente, temos uma mulher, piloto da força aérea americana, que começa a ouvir com os olhos e contemplamos tudo isso em meio a belas e ilustrativas cenas desse distúrbio que ela tem.

Ela está perto de entrar no programa espacial da NASA e este pequeno problema pode acabar com seu sonho. Ela chega então até House e oferece dinheiro para ele dar um jeito nela sem fazer nenhum registro disso. Será que o íntegro doutor aceitaria dinheiro para fazer isso? Ele faria de graça, mas não reclama de receber esse bônus. Ela também não se assusta em ficar em frente a tantos médicos e responder tantas perguntas, desde que fique em sigilo o motivo de ela estar ai e sua profissão.

Porém antes mesmo de apresentar a paciente, o doutor está interagindo com os candidatos. Uma delas é a médica que deu uns palpites no último episódio, quando o doutor passa pelo PS (e que se repararam na premiere, ela foi claramente instruída pela Cameron a dar os palpites para o House). Porém ela é a primeira a ir embora da sala:

Vamos, chutem. Não vou despedi-los sempre que errarem uma resposta.

Neville Chamberlain.

Está despedida.

Cuddy reclama das 40 pessoas na sala, o que fazer? Uma fileira inteira despedida é a resposta, mas não a fileira com a gostosa. E assim importantes figuras continuam na disputa e os figurantes vão embora. Entre os que ficaram, alguns ainda precisa se acostumar com o método de prática de medicina do House:

Estamos protegendo Osama Bin Laden?

É uma metáfora, acostume-se.

Não vai nem nos dizer o nome da paciente?

Acha que o nome tem algo a ver com a doença?

Eu poderia ficar até amanhã citando falas do episódio, situações, eventos… Os roteiristas estavam afiados neste aqui. Everybody Lies? Quem vê a série já sabe de cor e salteado a frase, que ele cita rapidamente durante a “aula”. Nome, prato favorito, time de futebol, nada disso tem a ver com a paciente e isso novamente já é uma coisa a qual estamos acostumados e vemos isso citado de maneira ligeira também. Ao invés de ficar batendo na mesma tecla temporada após temporada, foi dado espaço para outras coisas. Isso é muito bom para quem acompanha a série desde o inicio, pelo menos eu vejo assim.

Depois de tantos médicos, testes, intrigas entre os candidatos e Cuddy tentando impedir que tudo ocorresse e entre outras coisinhas, é ninguém mesmos que Chase quem apresenta a resposta: Síndrome de Von Hippel-Lindau, uma doença genética incurável. Com tantos curiosos House deixa todos pensarem, inclusive a paciente, que ele informou a NASA sobre o ocorrido, porém ele havia mentido, pois como ele diz:

Ela será uma astronauta mais do que segura. Mais atenta que o cara ao lado dela que não tem idéia do aneurisma em sua cabeça prestes a estourar.

Mas as estrelas do episódio foram os novos pupilos. Da estudante estrangeira ilegal no país ao velho que não possui diploma de medicina, todos os momentos com eles rederam ótimas cenas. Eles perseguindo o House pelo hospital, o doutor mandando um grupo lavar seu carro, tudo maravilhoso.

Abaixo vou falar de alguns candidatos que se destacaram durante o episódio e por isso mesmo ficaram para a próxima rodada do conselho tribal (quem viu a promo do próximo episódio entendeu):

– Nº26: Um esforçado e paciente senhor de uma idade mais avançada. Esperto e com uma certa experiência, se destaca pelo seu conhecimento adquirido, porém chama a atenção por evitar fazer os procedimentos. Ao fim House descobre que ele não tem diploma e o depoimento do 26, além de seu comportamento ao longo da entrevista, chama a atenção do doutor que o contrata para ser seu assistente pessoal. Se o faxineiro já palpitou, agora ele terá alguém de fora gabaritado para ajudá-lo. Adorei ele e estou ansioso para ver o que o House vai aprontar com ele.

– Nº39: Cirurgião plástico que parece estar chegando à faixa dos quarenta anos, esperto e bem eloqüente. Consegue se destacar por pensar de modo diferente do resto, participação e não ter medo de errar. A sugestão da aplicação de silicones no peito da paciente para aproveitarem a incisão e conseguir diagnosticá-la foi uma jogada inteligente e não usual. Perfeito para o House. Gostei muito dele também, uma pessoa diferente do que estamos acostumados e sua especialização seria interessante se ficasse em definitivo.

– Nº13: Seria ela a nova Cameron? Jovem e bonita, misteriosa e inteligente, demonstrou que consegue pensar em coisas não usuais naturalmente. Tentou ao máximo evitar falar de sua vida pessoal e mesmo quando House pegou no centro da questão, consegui se manter razoavelmente calma. Gostei dela também, já gostava da Olívia Wilde de outras séries e ela está bem aqui. Achei interessante sua personagem, vamos ver nos próximos episódios.

– Nº24: Tínhamos que ter alguém assim, portanto ela representa a bitch dos candidatos. Ela é bem esperta e não pensa duas vezes antes de passar a perna em alguém para se dar bem, o lance na hora de lavar o carro foi bem divertido. Porém ela foi percebendo que está lidando como mestre no assunto e House sacou qual é a dela desde o inicio (e gostou). Acho que seria muito bom ter uma pessoa com a personalidade dela na equipe e adorei a atriz, veremos nos próximos.

– Nº18: O garoto mórmon, focado e muito em seu objetivo, me parece um pouco como o Foreman com toques de Chase. A forma como o House o persuadiu a quebrar uma de suas crenças e depois argumentou contra o que havia defendido foi um dos melhores momentos do episódio. Uma pessoa tão focada, ingênua e com uma crença tão forte seria uma aquisição interessante na equipe.

– Nº 6 ou Nº 9: O garoto indiano foi uma das figuras mais divertidas no episódio, tendo sido demitido e depois insistindo e invertendo o seu número, foi uma jogada muito boa e o House percebeu. Depois teve o lance de ele sugerir dar bebida para a paciente, que o fez voltar a disputa. O cara não tem medo de arriscar para salvar os pacientes, pensa em alternativas não usuais e é engraçado. Ficarei satisfeito com sua presença na nova equipe se vier a acontecer.

Além destes ficaram mais alguns.

Wilson e as visões

House - The Right StuffE o Wilson sacaneando legal o House novamente foi maravilhoso, alias toda a história da visão dos pupilos foi estupidamente engraçada. Depois de tudo o que o seu amigo fala de ele andar tendo visões, após beber, achar ter visto o Foreman foi maravilhoso. E o que dizer da Cuddy perguntando se ele havia bebido? Ri muito.

O Chase falando o diagnóstico da paciente no fim e se revelando para o House foi um dos melhores momentos do episódio. Porém o melhor foi a conversa dele com a Cameron no fim, com pequenos gestos e pequenas mudanças em sua expressão, deu pra perceber claramente a alegria do House ao vê-la. Hugh Laurie é deus. Eu abri um sorriso em toda essa parte final e foi difícil se desfazer dele, mesmo não fazendo tanta falta na série, é bom tê-los de volta. E o doutor expressa a emoção de rever sua pupila com a frase abaixo:

O cabelo te deixa parecendo com uma prostituta. Eu gosto.

E claro, um quote da Cameron para matar a saudade dela e também elucidar um pouco do porque do House proteger o segredo de sua paciente, apesar de tentar dizer que foram outras coisas. Vamos a frase:

Você não conseguiu acabar com o sonho dela.

Séries citadas:

20 Comments

  1. Carina

    Infelizmente, não consegui assistir este episódio desde o início… mas gostei do que vi. Acho que deu uma dinâmica diferente à série, apesar de dar uma certa apreensão de como este arco seguirá sem soar repetitivo. Mas a série dispõe de ótimos roteiristas, o que dá um certo alívio. E acho ótimo esta “fase’do Wilson sacaneando House (que já sacaneou o amigo inúmeras vezes, até demais). Que continue assim :)

  2. Leon Marques

    Estou começando a ficar sem comentários em relação a house…

    Para não repetir o que eu sempre falo, deixo apenas : INCRÍVEL.

    No final ainda fica aquela coisinha : Foreman estava mesmo lá, ou não ?

    Quanto aos novos pupilos (se realmente for ficar algum desses candidatos), aposto nos unicos 3 rostos familiares a mim : Peter jacobson (39), Olivia wilde (13) e Kal Penn (6/9).

    Para mim esses três dá até pra comparar com os três antigos, facilmente. Chase seria o 6, foreman o 39 e Cameron, a 13.

    Alguem mais achou o Chase um tanto estranho em termos de aparencia ? Eu achei algo diferente mas não consigo saber o que. o Cabelo dele tá mais curto ? ele tá mais magro ? o que será ?

    Ver o Chase e a Cameron deu uma saudaaaade !

  3. Fábio

    Eu adorei o episodio se fosse eu a formar a equipe, pegava o carinha mormon, o velho não tem diploma e a estrangeira.

  4. Leonardo Toma

    Quando um episódio é tão bem escrito como este, percebemos como os três ex-pupilos de House nem fazem tanta falta assim…

  5. Cris

    Sinceramente, nem estou sentindo falta dos ex-pupilos, pq acho que temos bons candidatos à novos pupilos. Minha favorita é a Cut-Throat Bitch (24)! Ela pode ser bitch, mas acredito que se ela fosse escolhida, ao longo dos episódios poderíamos ver outras “camadas” da personalidade dela. Quem eu menos gostei foi a 13, pq estão fazendo com que ela pareça muito a Cameron, e não estou gostando do modo como o House parece favorecer mais ela do que os outros.

  6. Adorei tudo neste episódio, mas pra mim o mais difícil foi selecionar alguém… Não pro House claro!! Se fosse pra eu escolher, eu não sei. Gostei de muitos… do cara que dedurou o House, da garota estrangeira. Sem falar daqueles que ficaram. Assim como o Leon eu simpatizei mais com o 39, 13 e 6/9. Mas por isso mesmo acho que esses não deveriam ficar, ele parecem demais com os antigos pupilos.

    Se algum deles ficar pelo menos uma a candidata loira que passou a perna em vários… ela é ótima não tem muito escrúpulos e acho que não deixaria de bater de frente com o House.

    Adorei o o Sr. que não é velho, tenho quase certeza que o house fica com ele, mais ele escolherá o cara e dois pupilos? ou escolherá os três e brigará com a Cuddy pelo Assessor.

    Até que seria interessante já penssou a loirinha brava porque o House não aceitou um diagnóstico dela (que é médica) e concorda com o Assessor. Daria muita coisa legal.

    Enfim, eu também acho que as promos e spoilers me deram uma expectativa maior… imaginava que o House estivesse mais ácido do que nunca… mas ao contrário achei ele até tranquilinho. Porém depois de me acostumar com tudo, achei tudo o máximo.

    E sei que falei de mais, mas só pra constar a parte que mais adorei… ri demais… foi qdo a garota sai da sala depois do surto e a Cudy chega e pergunta quem é e cirurgião segurando ela vira e fala “Osama bin Laden” ou algo indicando ele.

    Achei perfeito!

  7. naomi

    leon marques, achei o chase um pouquinho mais com cara de adulto por causa da penugem, uma barba tão clarinha e tão ralinha que nem parece que está li.

    anderson, review impecável! parabéns!

  8. Osório Coelho

    Alguém percebeu o irmão do Huff (Hank Azaria) no meio da galera? Não me lembro do nome do ator.

  9. Carina

    Ah, e a cara do House quando Chase dá o diagnóstico? Hugh Laurie é tão bom que só pelo olhar já percebe-se o sentimento do doutor: supresa e arrependimento. E quando ele pergunta a um dos canditados se ele está vendo um loiro com pele de bebê (acho que foi algo assim) foi uma graça.

  10. Osama

    Qual o significado da frase “Tesla was robbed.”? Não falo da tradução, mas sim o que ela quer dizer.

  11. Cyncam

    O Chase realmente está mais magro, pálido e desgrenhado.Ou ele está sofrendo por ter sido despedido pelo House ou a noiva Cameron está exigindo muito do pobrezinho!

  12. Anderson Vidoni

    Osama, Tesla foi o inventor da corrente alternada, energia que chega na sua casa para tudo lá funcionar. Ele teve uma pequena disputa com Thomas Edison, mas ele foi “roubado” quando um de seus assistentes pegou ume idéia dele e usou para “inventar” o rádio. Só hoje em dia estão começando a reconhecer sua participação no invento.

    No filme O Grande Truque, Tesla é muito bem retratado. Recomendo o filme. E também irei por um link com um texto que explica muito bem a vida deste gênio:
    http://www.geek.com.br/modules/edicoes/ver_conteudo.php?idc=26

    E queria dizer que depois irei comentar os comentários. Mas já agradeço a todos que passaram por aqui.

  13. Lucas "Gandalf" Leal

    realmente essa ‘trinca’ de começo de temporada é quase imbativel…esse segundo conseguiu ser um dos mais engraçados e ainda assim teve alguns momentos dramaticos…House é D+, e eu que estou mais a frente já estou com saudades da série =/
    ótimo texto como sempre!

  14. Heeeeeeeeere’s Osama!

    Vi recentemente o filme O Grande Truque e sabia da rixa dele com o Edison. Só não sabia dessa do assistente ter roubado uma idéia dele e tê-la usado.

    Quanto ao episódio, assisti assim que passou nos EUA e não achei lá grande coisa. Esperava mais… De todo jeito, vou rever pra ver se minha opinião muda.

  15. Kadryia

    Talvez eu seja exigente demais, achei meio superficial, acho que o 1º foi hilariante e com um desfecho surpreendente, expectativas demais sei lá.

  16. Maiara

    Eu também fiquei com muita expectativa sobre o episódio e acabou que eu achei apenas BOM mas deu para se divertir.
    Os que eu mais gostei foram: 26/24/13/(6/9)
    Eu adorei quando o House viu o Chase que falou o diagnóstico.
    Bom e é esperar pelos próximos!
    __________________________________________________

    Ótimo reviwe Anderson e até a próxima.

  17. Fernanda C.

    Desanimei quando li quem serão os escolhidos. È tão óbvio, aliás é óbvio desde o início… Poderiam ter sido mais ousados e criativos nessa.

    ADORO a CutThroat Bitch! Bem melhor que o clone da Cameron. Se uma já é meio complicado, duas então…

  18. Egnaldo

    Foi ótimo! Tammbém não conseguia tirar o sorisão da cara na parte final…rs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account