Log In

Opinião Reviews

Review: House – The Itch

Pin it

House - The ItchSérie: House
Episódio: A Picada (The Itch)
Temporada:
Número do Episódio: 93 (5×07)
Data de Exibição nos EUA: 11/11/2008
Data de Exibição no Brasil: 22/1/2009
Emissora no Brasil: Universal

Olha eu aqui de novo, substituindo o titular da coluna. Não quero justificar nada, mas ao longo dos anos editando os textos que são publicados aqui no TeleSéries me dei conta de uma coisa – que existem alguns termômetros que medem a popularidade de um show entre os seus fãs. Um deles são as próprias reviews. Quando elas começam a atrasar muito (não creio que seja o caso aqui, talvez sim, talvez não) muitas vezes isto sugere que o colaborador não está curtindo muito a atual fase da série. E se o colaborador não está curtindo isto pode significar que os fãs como um todo não estão curtindo. Não como nos velhos tempos.

Outro termômetro que eu tenho aqui são as screencaps. Screencaps, para quem não sabe, é como costuma-se as imagens capturadas pelo computador de um episódio. Os fãs, depois de assistir ao programa, usam um software para salvar tela por tela todas as cenas do programa. E ainda colocam estas imagens num álbum na rede, para que outros fãs possam ver as imagens do episódio, salvar no micro e fazer aqueles avatares bonitinhos usados no MSN e em grupos de discussão. São as screencaps que ilustram nossas reviews, como as acima.

No termômetro das screencaps, House ainda está bem. Pelo menos eu ainda sei aonde encontrar as telas para ilustrar as reviews. Já outras séries como Grey’s Anatomy, que também não vive seu melhor momento, estão cada vez mais difíceis de serem encontradas.

Porque fã é fã. Quando ele desgosta de um show é difícil convencê-lo do contrário. House é uma série que vive esta fase delicada. Eu ainda acho House e Lost os melhores dramas da televisão (das séries exibidas em broadcast). Mas entendo que tenha gente que ficou pelo caminho, e que tenham fãs que estejam contrariados com a atual fase: de excesso de personagens, má distribuição do tempo entre eles e algumas das chamdadas “liberdades poéticas” que a série comete.

House - The ItchO curioso é que os produtores parecem estar se esforçando para dar ao telespectador o que ele quer. The Itch é um destes episódios, talvez o melhor da temporada até aqui. É um episódio centrado na Cameron (aleluia), que aborda sua relação com Chase, onde House lida com seus sentimentos (na metáfora do comichão provocado pela picada de um mosquito), com Wilson agindo como cupido às avessas (tentando manipular House e Cuddy) e um paciente diferenciado – que sofre de agorafobia e se recusa a ser tratado no hospital.

E, claro, um bom episódio sempre tem grandes quotes:

House:

Eu não estou imaginando coisas.

Wilson:

House, você é viciado em drogas. Você está sempre imaginando coisas.

Pra encerrar a review, meu último comentário – nossa, a Jennifer Morrison está cada dia mais linda.

Paulo Antunes está substituindo interinamente o colunista Anderson Vidoni.

Séries citadas:

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

16 Comments

  1. Carina

    O Anderson deve estar meio frustado com House… ele tem uma raiva pessoal da 13 :)
    Bem, eu gostei deste episódio: sempre gosto quando a série foge de seu habitat comum (o hospital) e quando as relações entre House x Cuddy x Wilson são evidênciadas de alguma forma: uma relação conflituosa e repleta de sentimento confusos que, para mim, rende sempre as melhores cenas da série (Wilson de cupido foi impagável, especialmente a cena do screencap acima) e me faz acreditar na série.
    Realmente, House está em um momento confuso e, creio, momentos assim já acometeram várias séries. Planejaram uma mudança, com a inserção nos novos pupilos, que desagradou muita gente e, agora, eles estão com uma batata quente nas mãos. Mas, como fã, ainda acredito na mesma: em sua qualidade, em seu protagonista, em seus coadjuvantes (leia-se Wilson, Cuddy e os antigos pupilos) e suas histórias. House ainda poderá nos brindar com grandes episósios. Como já foi dito: episódios ruins de House são melhores do que muitas séries no ar (de sucesso) atualmente.

  2. Anderson Vidoni

    Paulo, adorei o foco do review. E gostei desse episódio e sim, Morrison ta cada dia mais bonita.

    Eu acompanhei vários amigos deixarem de ver a série nessa temporada. Por um tempo eu tava evitando de ver os novos episódios.

    Então sobre o meu atraso, tem um pouco de a série não estar me agradando nesta temporada. Mas não é algo tão explícito, porque no caso deste último atraso, também houveram fatores externos que me deixaram totalmente sem tempo.

    Agradeço novamente a ajuda e to correndo para recuperar estes atrasos.

    Falando em quotes, adorei uma do começo do episódio:

    “Qualquer um pode odiar a humanidade depois de levar um tiro. É necessário um grande homem para odiá-la antes.

  3. Camila Oliveira

    Amei esse episódio, na minha opinião, foi um dos melhores dessa temporada. Foi bom para matar saudade dos ex-pupilos. A parte do final foi ótima, com o paciente superando a agorafobia enquanto o House ‘amarelava’ na porta da Cuddy. Também foi bom saber um pouco de como vão as coisas entre Chase e Cameron. A cena da gaveta foi linda.

    P.S.: Alguém reparou no Chase pegando uma latinha de Guaraná Antarctica na geladeira quando a Cameron entrou para dizer que tinha limpado uma gaveta para ele?

  4. Carina

    CAmila, obrigada por lembrar do final: acho que foi um daqueles exemplos de “façam o que eu digo mas não façam o que eu faço”. House deu o maior sermão no paciente, falando de mudanças sendo que ele não saber lidar com elas. Foi muito simbólico ver o paciente saindo pela primeira vez em anos, superando seus medos e House “amarelando” na casa da Cuddy.

  5. Ana

    Camila
    Quando eu baixei o episódio, eu passei duas vezes a cena para ver se eu não tava viajando ou qualquer coisa assim.

    Bom, o que dizer de The Itch? Não sei, talvez eu entre de novo no assunto: ‘eu quero a equipe antiga de volta’, mas o que eu posso dizer? O que The Itch mostrou foi ‘mais do antigo’ (interação HousexCuddyxWilson, a participação especial dos dois antigos pupilos), mas foi… MUITO bom.
    E essa quote da review… me fez relembrar porque eu gostava tanto de House.

  6. gabi

    ufa!! tava esperando essa review.

    Entendo a debandada do pessoal. Ainda nao teve nessa quinta temporada O episodio, como era tao comum ver em episódios anteriores.

    Enfim, espero a morte da 13 que os outros dois sejam demitidos e voltemos para o trio de sempre CHase, Foreman e Cameron. Até lá, continuo insistindo, pq HOUSE é HOUSE.

    agora fico aguardando a proxima, sobre o sequestro.
    Um abraço a todos

  7. Cat

    olha sou fã, mt fã de house e é mt díficil dizer isso, mas a série se perdeu um pouco, principalmente pelo fato de os roteiristas insistirem num grupo (13, kutner, taub) q não agradou…(sei, tem gente q gosta deles, mas não a maioria dos fãs…). Como disse a gabi, só continuo assistindo pq HOUSE É HOUSE!!!1
    acredito na teoria da minha irmã…tudo é um ciclo e quando atinge o ápice a tendencia é cair. House teve seu ápice com a EXCEPCIONAL terceira temporada, depois não conseguiu manter o ritmo…uma pena.
    “Mas, como fã, ainda acredito na mesma: em sua qualidade, em seu protagonista, em seus coadjuvantes (leia-se Wilson, Cuddy e os antigos pupilos) e suas histórias. House ainda poderá nos brindar com grandes episósios. Como já foi dito: episódios ruins de House são melhores do que muitas séries no ar (de sucesso) atualmente.” (2)
    Ah, adorei esse episódio!!!!

  8. Cat

    Parabéns paulo, vc enfocou um assunto mt evidente nesse momento da house!!! E anderson ainda não abandone house, seus reviews são mt legais e confesso q os adoro!!!! Aguenta um pouquinho. Ainda tenho esperança de q a série se encontre, afinal é de David Shore e acredito nele e em sua competência!!!!

  9. Cyssa

    Todo o episódio de House é bom quando os novos pupilos são colocados no lugar que merecem, ou seja, são deixados de lado, postos à escanteio.
    Por menos que apareçam, Cameron, Chase e Foreman (que desperdício ele nesta temporada!) ainda possuem a química que a série tanto precisa.
    Melhor que esses três só mesmo a trinca House, Cuddy e Wilson.

  10. Carina

    Aproveitando… Anderson, volte logo com as reviews!! Fazem muita falta (mas eu gosto das suas Paulo!)

  11. Gabriela Barreto

    tri que essa review é uma review mais dessa nova temporada de House do que do episódio, né

  12. João da Silva

    Finalmente deram alguma coisa para a Jennifer Morrison fazer. Já era hora de fazerem isso.

    Quanto aos novos pupilos do House, a única que se salva é a a Thirteen. Eu deixaria ela e tirava os outros dois.

  13. Thais Afonso

    Adorei esse quote, Paulo. Nem lembrava dela. Eu gostei bastante desse episódios, é um dos melhores dessa temporada. Mas realmente dá para entender a debandada do pessoal.

    Carina, eu também adoro HousexCuddyxWilson e acho a relação dos três a mais interessante da série.

  14. Hélcio Moreira Jr.

    Excelente review, Paulo.
    Realmente Cameron estava fazendo falta. Mesmo gostando muito da equipe antiga (nem tanto do Chase, acho ele um pouco sem graça) não acho que a nova seja tão ruim. Gosto muito da Treze.

    Os casos desta temporada estão bem chatos também, poucos são interessantes (o deste episódio foi um dos melhores do ano).

  15. Tina Lopes

    Lembra quando as personagens gays de uma novela não caíram no gosto do brasileiro e o autor simplesmente explodiu um shopping pra acabar com elas? Ainda bem que isso não acontece, pelo menos ainda não. Bem, teve a Amber com o ônibus. Eu adorava a outra equipe mas assisto House pra ver basicamente House, Cuddy e Wilson. Esse trio, pra mim, vale a série, seja acompanhados ou não dos antigos ou novos assistentes.

  16. Carina

    “assisto House pra ver basicamente House, Cuddy e Wilson. Esse trio, pra mim, vale a série, seja acompanhados ou não dos antigos ou novos assistentes.” (2)

    Concordo e assino embaixo. Mesmo quando um episódio não é tão bom, tudo fica melhor quando há cenas deles em evidência

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account