Log In

Reviews

Review: House – Resignation

Pin it

Cena de ResignationSérie: House
Episódio: Resignação (Resignation)
Temporada:
Número do Episódio: 68 (3×22)
Data de Exibição nos EUA: 8/5/2007
Data de Exibição no Brasil: 9/8/2007
Emissora no Brasil: Universal

Depois do bombástico último episódio, faltando apenas dois para a season finale, poderíamos ter um episódio meia boca e com poucas coisas interessantes acontecendo, no piloto automático. Mas eis que o que vimos foi exatamente o contrário, com a demissão do Foreman tendo destaque e em contrapartida tivemos os dois velhos amigos drogando um ao outro. Não há do que reclamar. A opção por explorar a saída do pupilo nessa reta final foi acertada e dá uma continuidade interessante, além de manter a tensão sobre o que irá acontecer realmente nessa situação.

Depois de resolver sua saída formalmente no começo do episódio, Foreman passou o resto do mesmo explicando para as pessoas e também tentando aceitar a situação, já que ele mesmo tem suas dúvidas. E após tudo, quando chega ao final, dá para ver em seu rosto que ele está decidido, seu medo em falhar fala mais alto. Ele mesmo chega a dizer em certo ponto que prefere salvar menos pessoas e perder menos, do que perder mais e salvando mais. Apesar de ele dizer que não quer se tornar um insensível que não mede esforços para salvar um paciente, arriscando a vida dele e desrespeitando sua vontade, o que fala mais alto mesmo é o medo da culpa de matar uma pessoa. E quem pode julgá-lo?

Do outro lado tivemos a maravilhosa interação entre Wilson e House, onde tanto Hugh Laurie quanto Sean Leonard deram um show. Ver o doutor alegre e sorrindo em vários momentos e principalmente na parte onde iria dizer para a paciente que ela iria morrer, foi ótimo. Assim como ver o seu amigo doidão, sem conseguir falar direito, ansioso e etc. São de cenas como essa que é feita a série e que a tornam especial. Aproveitando o House, tivemos um possível interesse amoroso dele na figura da personagem da adorável Piper Perabo (Show Bar). Só que infelizmente (ou felizmente, dependendo do que achar) ela, que era cotada para continuar mais da série, ficou só nessa participação.

Paciente da Semana

Diretamente do futuro de How I Met Your Mother, vem a paciente do dia: Lyndsy Fonseca. Ela é uma universitária e está treinando karatê, quando repentinamente durante um treino vê sangue começar a sair de sua boca. Chegando às mãos do time de House, tudo o que descobrem é que o sangue não veio de nenhum lugar. Então todos, menos o doutor, vão fazer diversos testes para tentar achar a fonte do sangramento e o que ela tem.

Apesar de não terem tantas evidências, House aposta desde o começo que é uma infecção. Após um ataque, a garota é submetida a uma biópsia em seus pulmões, os pupilos querem descartar infecção, mas pequenos traços de sangue encontrados lá ainda fazem o doutor acreditar nela:

Você não pode ignorar o sangue porque é uma minoria. Pode, Foreman?

Depois de não constatar nada em mais alguns exames, House chega a conclusão de que a paciente tem: fator complementar de deficiência H, que é uma proteína que não dá para testar e se ela tiver estará virtualmente morta. Mas ele pede um exame em uma área onde é mais propenso o seu desenvolvimento, os olhos. Ele manda enfiarem uma agulha lá para tentarem descobrir. Eu sempre tive um problema para ver cenas com coisas sendo enfiadas nos olhos e confesso que virei o rosto na hora do exame.

Entrando no hall das cenas mais chocantes do seriado, temos a cabeça da paciente “explodindo”, com sua massa cerebral ficando exposta. Ocorreu durante a ressonância magnética. A cena do House com a câmera filmando todo empolgado enquanto os pupilos dão um jeito na situação, foi divertida. E eu não tenho problemas em ver o cérebro, então foi tranqüila a cena. O doutor ainda acha que é uma infecção, mas os seus subordinados acham que é uma doença auto-imune, mas se estiverem errado a garota pode morrer com o tratamento.

Preparados para eventualidades, começam o tratamento para auto-imune. Aparentemente deu tudo certo. Enquanto isso, o doutor está em sua casa dormindo quando de repente alguém chega. Quem será? Em silêncio vai chegando mais perto da cama e do doutor e chama por ele e vem a pequena surpresa: Cameron. House estava num sono pesado (Wilson?) e não atendeu ao telefone, então ela foi até lá avisar que eles estavam errados e a garota estava piorando. E o doutor fica todo contente por ter acertado o diagnóstico. Os pupilos o questionam de que ele está feliz com a morte dela. Ele diz:

Não é minha culpa, ela irá morrer de qualquer jeito. Agora, graças a mim, ela irá saber o porquê.

Vai ter um grande quote abaixo, um diálogo entre o Foreman e o House. O pupilo tenta questionar o doutor, dar uma lição de moral nele. Como sempre digo, é quase impossível vencer uma argumentação com ele e não foi dessa vez que o subordinado saiu vitorioso. Mas são bem interessantes os dois pontos de vistas sobre o trato com o paciente:

Qual o nome dela?

Quem, da estudante? Garota-universitária-morta?

Sabe o nome do pai dela?

Papai. O nome da mãe é mamãe.

Bem e Jodie estão prestes a perder sua única filha, Addie.

Acha que eles estão ligando se eu sei seus nomes? Daqui cinco anos quando estiverem olhando as fotografias da formatura da filha, acha que vão lembrar do gentil médico negro que os chamou pelo primeiro nome?

Chegamos ao clímax do episódio, o doutor vai até a sala da paciente preparado para contar a paciente que ela vai morrer e a doença que está matando ela. Mas após ouvir a primeira novidade ele não quer saber da segunda e isso irrita o House, como alguém não tem curiosidade de saber o que está te matando? E toda a cena é bem feita, a perplexidade da garota com a notícia (que depois descobrimos ser falsa), os pais chorando quietos no fundo e só o som dos aparelhos funcionando e o choro. O doutor volta a sala indignado por ela não ter a curiosidade de querer saber, mas também volta com um grande sorriso no rosto, o que gera revolta e ao fim faz House perceber que seu amigo havia colocado algo na bebida.

Com o insight do doutor temos a resposta final do quebra-cabeças. Ela tentou se matar, mas de um jeito mais sofisticado e sem deixar rastros, mas seu corpo se recuperou do buraco feito em seu estômago pelos produtos da tentativa de suicídio. E no caso dela, ao reparar o que havia de errado, seu corpo criou um ambiente favorável a tudo que ocorreu com ela no episódio. Resolvido o problema e depois de uma pequena cirurgia ela estará nova em folha. O interessante é que o House conversa com ela no final, sobre depressão e a tentativa de suicídio e isso normalmente não ocorreria, mas as coisas mudaram depois de One Day, One Room.

Ela pede para o doutor não contar para seus pais e tem uma lei que garante que ele não pode fazer isso, mas ela esqueceu que as regras não se aplicam a ele. Ele conversa francamente com os pais e conta tudo. E quando o doutor está indo embora, a mãe da garota meio que agradecendo e percebendo o quanto ele foi importante para a cura de sua filha, faz uma pergunta para o House, que é de um certo modo meio ousada. Pena que a resposta foi no padrão que já conhecemos:

Podemos te ligar? Se tivermos alguma pergunta?

Não.

Foreman e sua resignação

Como já disse no começo do texto, o pupilo passa o episódio explicando o porquê da demissão. Começa com o Chase e aqui sai a grande revelação, quando Foreman diz que não gosta dele e que nunca gostou de seu colega. Porém a vacilada que ele deu ao ser perguntado se era por causa do House, deixa o Chase curioso.

O que eu achei mais divertido foi o lance das piadas e de quem ria delas. Chase achou que a prova de que havia algum problema entre Foreman e House era que o seu colega tinha rido de uma piada totalmente sem graça do doutor, que estava puxando o saco dele. Mas o interessante foi ver o Chase dando risadas depois, puxando-saco a qualquer pestanejo de House.

Já com a Cameron foi mais tranqüilo, apesar dele a chamar de fraca. Mas ela está bem zen com a situação e a conversa foi mais tranqüila aqui.

Outra coisa legal do episódio foi o Foreman dizendo que queria ficar e o House dizendo que queria que ele ficasse, mas ambos não falando exatamente ao pé da letra e tentando ao máximo esconder a verdade um do outro – tendo o Wilson como mediador.

Paciente da clinica e a Honey

Honey, nutricionista, vai com o namorado ao médico porque as fezes dele estão flutuando quando não deveriam. E vamos dizer que ela é muito para o cara e que o House já ficou a secando desde o inicio. E novamente o poder de observação do doutor assusta, com ele deduzindo o tempo de relacionamento deles e que o cara a está traindo. A surpresa aqui são duas: ele a está traindo com a comida (já que se dizia vegetariano) e a aceitação dela ao imaginar que a traiu com outra mulher. Mas o melhor foi o House a cantando na frente do cara e ela gostando:

Eu sou educado. Sou engraçado. Posso ter o que eu quiser?

Ele marca com ela em um bar para uma “entrevista de emprego”, mas Honey logo percebe a verdadeira intenção do ato. Durante a conversa o que impressiona é que ela aceita tudo se a pessoa for sincera com ela. O incrível é que mesmo após tudo o que o doutor disse ela não vê muitos problemas com isso, incrível. Ela pede para conhecer um pouco mais do House, então ele manda bala:

Estou tomando antidepressivos porque um médico amigo meu acha que sou miserável. Eu não gosto deles. Eles me deixam confuso. Eu como carne. Eu gosto de remédios. E não sou sempre fiel com as mulheres que eu namoro.

House, Wilson e as drogas

Durante o episódio vimos o House ir até a sala do amigo e lá tomar um café comprado pelo Wilson, coisa que já está ocorrendo já faz um tempo. E também vimos o doutor mais alegre e sorrindo, desde o inicio do episódio. Em pequenas doses e sem o doutor perceber, seu amigo foi o drogando, dando antidepressivos para ele.

Cena de ResignationEm contra partida, House fica encucado com os bocejos de seu amigo e resolve dar para ele uma droga estimulante para ver se ele bocejaria mesmo estando “ligado”. Pega anfetaminas e mistura num café para o Wilson. E o que foi a técnica do doutor para enganar o oncologista? Muito engraçada a cena.

O problema do House foi ele estar feliz sem querer, tomar remédios sem querer e aquele sorriso ao dar a noticia de que a paciente iria morrer, que foi quando percebe o que há de errado. Nisso ele corre até a sala do Wilson e começam a ter uma pequena discussão sobre o ocorrido. O doutor estava acusando, mas de leve porque parecia concordar sem querer. Hugh Laurie perfeito.

O problema do Wilson já foi um pouco mais complicado. A ansiedade, tremor, falas sem nexo e aceleração de seu coração, tudo isso já seria grave, mas quando se tem que atender uma paciente fica ainda pior. E é o que acontece. Na verdade resulta numa das consultas mais engraçadas da série, com o Wilson parecendo um estudante de medicina atrapalhado e envergonhado atendendo uma bela paciente. Sean Leonard perfeito.

Para finalizar, Wilson está na casa do House para xingar ele pelo ocorrido e pede o Vicodin do doutor para neutralizar os efeitos da anfetamina. Oara ajudar a descer os comprimidos vai pegar o copo que está ali em cima da mesinha para beber, mas seu amigo o alerta:

Eu não beberia isso. Minha perna estava doendo e eu…

Séries citadas:

37 Comments

  1. Leon

    Os comentários de House estão começando a ficar redundantes, mas, fazer o que né ?

    Mais um excelente episódio ! Quando você pensa que a relação entre e House e Wilson não pode ficar mais interessante, eles começam a drogar um ao outro ! Genial !

    O caso foreman está sendo explorado de forma muito boa também, e, para mim, o negocio foi tão bem exposto, que eu senti, durante o episódio todo, um certo desconforto entre os membros da equipe.

    As “análises” de chase foram muito legais ! ainda mais quando a gente vê a cara de constrangimento de house e foreman ao ouvir as conclusões do rapaz.

    Quanto às conversas sinceras entre Foreman e seus companheiros de trabalho, acho que pode dar em duas coisas : ou abala a relação com eles de vez, ou vai aproximar muito os pupilos de house.

    E quanto a sinceridade, Honey parece ser a pessoa certa para house.

    Bom … para finalizar, parabéns mais uma vez pelo review, Anderson. Excelente, como sempre !

  2. Carina Medeiros

    A consulta do Wilson foi uma das mais engraçadas que já vi! Ele falando para o Foreman que tinha um “lance de mama” foi hilário. Adoro o Sean Leonard e ele estava ótimo neste episódio. Atores perfeitos, uma série excepcional: já estou ficando com saudades, já que a temporada está acabando…

  3. Luciano Cavalcante

    NAda tendo a ver,mas: O canal Sky/Maxprime, está passando “The Wire”/A Escuta, desde o primeiro episódio. Esse é uma série magnífica que, infelizmente, não é muito mencionada. Pena.

  4. Jordan Bruno

    Luciano,

    é … é toda quarta-feira às 21:30 e tá no terceiro episodio eu acho … e logo após The Wire/A escuta é reprisada tbm Segura a onda, do Larry David …

  5. Vanessa Brdo

    Gente, por favor, vamos nos ater a House, ok?

    Ótima review, Anderson!

    Entendo que vc ache legal continuar com a história do Foreman, mas pra mim já cansou. O diálogo dele com House, perguntando a ele qual é o nome do pai da paciente foi uma prova disso. Essa ladainha de ‘vc não tem sentimentos, não se importa com a paciente’ já deu. Caramba, o House é assim! Ele pode não saber o nome de quem seja, mas ele é EXCELENTE no que faz. Se ele o conhecesse há pouco tempo, tudo bem, mas já trabalha com o cara há 3 anos, sabe como ele é.

    O único defeito da série para mim é essa, não saber quando parar. Foi assim com a ex-mulher do House (não me lembro o nome dela), com o Tritter, e agora com o Foreman. E uma história que foi ótima acaba saturando.

    Quem deu um show foi RSL e o próprio Laurie, é claro, mas isso é redundante. Imagino como deve ter sido divertido filmar essas cenas… ele na consulta e depois confrontando o House foi demais! Nunca ri tanto com a série. Vai para minha lista de cenas favoritas. Ô duplinha boa!

    Não vejo a hora de passar o último epi para a gente comentar as mudanças que vem por aí. É, estou com medo. Será que vai virar um ER (residentes muito jovens e bobões num hospital-escola)?

  6. Laís

    Então.. já tinha assistido a esse epi mto antes .. e a sua review me fez relembrar mto bem do q se tratou nele! Esse epis quem vem seguindo pro fim da temporada.. vai deixando a pessoa do tipo “nossa.. sera q o Foreman vai sair mesmo”.. e a resposta q só vem no ultimo episodio será de mta surpresa.. e não vejo a hora de chegar logo para q eu possa comentar assim como a Vanessa..
    De qlqr modo.. esse epi mostrou mais uma vez o quanto o House é mto doidão.. pq por mais q nos q estamos vendo achemos engraçado.. na vida real eu não acharia nem um pouco agradavel ser a paciente dele.. e mto menos daria conta de ser parte de sua equipe, mesmo q com ele eu possa aprender coisas q jamais aprenderia com outro médico.
    Eu acho engraçadissimo a amizade q o house tem com o Wilson.. na verdade não sei como o Wilson aguenta.. tem q ser mto amigo mesmo pq o House já deu umas mancadas mto grande como amigo e tal..
    De qlqr modo.. esse final de temporada esta sendo otima.. sem episodio medianos ate chegar ao àpice.. ta tudo no mesmo nivel!
    òtimo!!
    Ahh.. Vanessa.. realmente não acho q vai ficar parecido com ER… alias.. longe disso.. espere e verá! ;)

  7. Daniel de Ávila

    Novamente um grande episódio (grande novidade, hehehe).

    Para mim os destaques ficaram por conta das tentativas de adivinhações do Chase, a “coisa de mama” do Dr. Wilson foi totalmente impagável e as cenas com o Dr. House e Dr. Wilson, a química entre os dois amigos é sempre perfeita, e mais uma vez demonstrou que apesar de tudo os dois são grandes amigos e precisam dessa amizade, logicamente por motivos diferentes.

    E ainda a melhor frase do episódio na minha opinião foi quando House fala para Wilson que o Foreman não queria ficar igual a ele (episódio anterior) e ele diz algo tipo: “E eu respondi com algo inteligente, se bem que eu não lembro o que falei.”

    Ótimo review, abraços.

  8. pedro

    acho que valia uma menção honrosa à resposta que a honey dá para o house no final. ‘vc salva vidas, toma drogas e anda por aí transando. está deprimido por que?’

    dei muita risada.

  9. Pedro Jayme

    Nao baixo da net mas será um desperdicio se a Honey da maravilhosa Piper Perabo nao aparecer mais. A namorada ideal pra House..aguenta as loucuras dele numa boa, nao julga, é ironica e ainda tem cara de ninfeta. Ja que tivemos que aguentar dois arcos chatissimos: ex-mulher (com a nao menos chata Sela Ward) e Triter (totalmente desnecesário por mostrar o que sempre foi evidente: House é um asshole), bem que poderiamos ter um arco Honey com varios episodios.

  10. Silvia

    Gostei bastante desse episódio, principalmente pela tentativa de suícidio da paciente, uma menina linda, com pais adoráveis, e que a gente jamais imagina estar triste na vida – identificação imediata com o próprio House. Wilson ganhou a festa! Tomara que tenha mais dessas cenas com ele. Pena que a Cuddy apareceu pouco.
    DETALHE: o papo que o House tem com os pupilos na frente do elevador e a expressão dele, cena que passa despercebida, explica “tudo” para o último episódio. Revejam!

  11. Cyncam

    Quando a garota disse “desculpe” para a mãe na hora que foram dar o choque elétrico nela, já deu para sacar: SUICIDA.

  12. mauro

    Não sei porque essa implicância com a Stacy. Eu adorava essa personagem. E adorei a segunda temporada também. Mas a terceira temporada é sem dúvida a de melhor qualidade. Tirando, é claro, o arco do Tritter que foi irritante.

  13. Anderson Vidoni

    Leon,
    obrigado. E realmente, a séries continua repetindo e repetindo essa história de ter ótimos episódios. Eu também simpatizei com a Honey, mas vamos ver.

    Carina Medeiros,
    Essa consulta foi demais mesmo. E é só pensar que logo logo teremos a 4° temporada, demora um pouco, mas chega.

    caio,
    e logo logo tem o review.

    Vanessa,
    obrigado. Pra mim é mais o Foreman lutando para tentar não ser o House ou tentando mudar o doutor, ele está desesperado e essa foi uma tentativa que ele já sabia que era frustrada, até por conhecer o House por 3 anos. Até por isso to achando legal. Sean Leonard realmente tava bem foda aqui. E ta chegando a hora de discutirmos os acontecimentos finais e ER? Não, o House não deixa.

    Lais,
    obrigado e comentaremos logo logo. E Everybody loves House.

    Daniel de Ávila,
    obrigado. Grandes amigos que realmente precisam dessa amizade. Na temporada ela já foi testata até o limite e resistiu, é insuperável. E boa frase a citada.

    Pedro,
    excelente frase, eu estava entre esta e a que pus, optei pela outra. Mas ela está ai agora citada por você e faz parte do review.

    Pedro Jayme,
    era para ela ser fixa, chegou a correr o boato, mas por enquando nenhuma noticia de uma possivel volta, mas quem sabe na próxima temporada?

    Silvia,
    detalhes interessantes, a da garota e da conversa, quem já viu sabe do que falou.

    Cyncam,
    sempre tem esses detalhes, se prestar bem atenção e ficar desconfiando, descobre. Rever é um bom exercício para pegar os pequenos detalhes.

    mauro,
    tem gente que vai falar porque da implicancia com o Triter, hehehe. É tudo uma questão de gosto. Eu não sou fã do arco da Stacy, apesar de adorar a Sela. E não tenho nada contra o arco Volcher e Triter e conheço gente que adoro os dois. Apesar de eu não gostar de uns e gostar de outros, acho-os todos necessários.

  14. Anderson Vidoni

    Posso dar uma de político? Pois bem, o review do episódio de hoje deve sair lá pra domingo, segunda. Isso porque já tem alguns review agendados e tudo. Mas estou prometendo que farei o possivel para o review da finale sair na sexta.

  15. Simone Miletic

    Cheguei!

    Oi Anderson!!

    Olha, para falar a verdade, eu prefiro o episódio anterior, mas a questão é que não tem episódio ruim de House. Sempre tem algo que você curti.

    E ele é sempre demais! Além disso, eu amo o Sean Leonard, então, essa história de um drogando o outro e a cena do exame foram absolutamente sansacionais para mim!

    Beijos

    Si

  16. Lucas "Gandalf" Leal

    poxa tinha feito um comentário mas não foi =/
    nem vou reescrever tudo (preguiça) mas adorei essa parada das drogas casquei o bico
    e meu o nivel dessa terceira temporada é foda!
    se for ver bem House desde o primeiro episódio até agora oscila MTO pouco…
    e obviamente fiquei triste da Piper Perabo não ter aparecido mais =(

  17. Ana

    Ai, eu não consigo nunca rever os episódios! Não me liguei na cena do elevador com os pupilos… Agora estou morrendo de curiosidade. Também acho que não há episódio do House ruim, sempre pelo menos algo que agrade – eu particularmente gosto de todos e poucas cenas eu acho desnecessárias ou fracas.
    Esse foi um daqueles para rir muito! :)a piscadela do Wilson, impagável…. gostei da paciente, mais do que dos irmãos e dos últimos episódios, pois essa realmente mente, hehehe, afirmando a teoria de que todos mentem…

  18. Silvia

    Ana, eu troquei os episódios – a cena do elevador vai aparece no episódio do menino que joga xadrez, não no da menina que luta taekondô. De qualquer maneira, tente ver. No próximo review, a gente comenta.

  19. Ana

    Oi, Sílvia!
    Obrigada, não tava caindo a ficha, hehehe. Vi ontem o episódio do menino e agora a cena se encaixou no episódio certo. Até o próximo review!!!

  20. laura

    este site não dá para ver filmes. só dá para ver imagens e ler bocadinhos de textos. eu queria mesmos era ver um filme para depois poder fazer o dawnong para o meu computador para depois a minha mãe poder ver. ela é médica e não resta tempo para ver nada. além isso ela pode aprender muitas coisas para o trabalho. se poderem ponham os episódios do house aqui neste site eu agradecia. eu sei que dá muito trabalho. eu também o tenho para os gravar e mostrar á minha mãe. mas por favor fazam-no. isto não é mentira mas muitas amigas minhas já visitaram este site para ver o house que ela adoram o house e não conseguiram elas dizeram que oi site não prestava. mas decidi tirar as prosa dos nove. por favor ponham o episódio do house e da familia.

  21. carlota

    este site é engraçada. podia ter mais imagens e cor mas é curtido. e será mesmo que house o quer julgar?
    não me parece, mas vamos a ver

  22. fl+avio

    este site é de ++++++++. But podia ter filmes ou cenas. podiam melhora-lo. mas continuem assim que vaom de ++++. curte

  23. henrique

    Aí Anderson tem um pessoalzinho q está “viajando” a função do site não é fornecer downloads.

  24. costa

    O que está acontecendo? Deve ser uma criança escrevendo, né? Não tem a menor lógica. Não conheço essa linguagem. Mas pelo menos dei uma boas gargalhadas.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account