Log In

Reviews

Review: House – No More Mr. Nice Guy

Pin it

House - No More Mr. Nice Guy
Série: House
Episódio: No More Mr. Nice Guy
Temporada:
Número do Episódio: 83 (4×13)
Data de Exibição nos EUA: 28/04/2008
Data de Exibição no Brasil: 29/05/2008
Emissora no Brasil: Universal

Esse é o típico episódio que prova que mesmo um capítulo não tão bom de House, ainda tem muita coisa legal. Este é provavelmente o pior episódio da temporada até agora, junto com 4×08. O mais incrível é que tivemos todos os atores participando dele: pupilos, ex-pupilos, Wilson, Cudy e etc. Teve tudo para ser ótimo, mas ficou só na promessa mesmo.

Primeiro episódio escrito após a greve dos roteiristas e coincidentemente (!?), ele se inicia com um protesto. Aqui no caso uma greve de enfermeiras. Uma delas tem o marido mais bonzinho e gente boa que esse planeta já viu. Ele é o paciente da semana. Em outra frente do capítulo, House tenta ter mais tempo com Wilson e no meio tempo tenta enganar sua equipe e encher a Cuddy. Sabe que contando o episódio aqui eu to achando ele melhor do que foi. Será que até o fim do texto eu mudarei de opinião? Veremos.

Paciente da Semana

House avista um cara alegre em meio ao caos que está a emergência do hospital devido a greve, pergunta sobre ele como quem não quer nada e acaba fisgado. O que chama sua atenção é a bondade intrínseca no homem. Tudo o que o doutor consegue pensar é que ele deve ter uma doença muito grave para tê-lo deixado nesse estado em que ajudar as pessoas é legal e não reagir é a palavra do dia. Ele então pergunta a Cameron:

Ele é canadense?

Ele é de baixa prioridade.

Isso foi um sim?

A discussão acerca de que se a bondade do homem é verdadeira ou um sintoma de uma doença é interessante e a idéia de Kutner também. Para ele, se existe um House, também tem que existir um cara tão bom quanto o paciente. Os extremos.

No vai e vem dos exames, acabam descobrindo que o paciente possui neurosífilis, doença essa que afeta o comportamento das pessoas. O que faz House achar que estava certo. No fim, vemos que na verdade nada mais é a doença de Chagas, que fez o teste dar como se ele tivesse a outra doença. Isso não quer dizer que ele ficará perfeito. mas agora ele já sabe o caminho.

Cuddy e House

Nem teve tanta coisa. O doutor decide a usar como mediadora entre ele e Amber para saber quem fica mais com Wilson. E no meio tempo ela aproveitou para pedir para House fazer as avaliações de seus funcionários. Em meio a indiretas, diretas e gracinhas, ele solta uma:

Este top te faz parecer uma prostituta afegã.

House e Wilson

Uma das coisas que vimos nesse capítulo é House dando o braço a torcer e admitindo o namoro de seu amigo. Mas isso não significa que irá ficar quieto. Ele vai até Amber e propões uma divisão de horários entre ela e ele para passarem um tempo com Wilson. O doutor tenta até sair com o Chase, mas parece que não gostou muito do “encontro”.

House - No More Mr. Nice GuyO que House não sabia (na verdade sabia), era que a garota não ia dar mole. Começa então uma disputa de poder com um sabotando o outro. O doutor deixa seu amigo bêbado para ele não coseguir transar com ela e Amber conta um super segredo dele para sua equipe. Enquanto isso Wilson se diverte com essa disputa pela sua atenção.

Em certo ponto eles estão em trégua e resolvem consultar a tia Cuddy para ela mediar a situação e declarar quem fica com quem em que dia, porém como vimos no parágrafo anterior isso não acaba tão bem. A não ser para Wilson, que fica de camarote vendo seu amigo e sua namorada brigando por ele. Só pra dar uma idéia de como foi a situação, destacp este diálogo de Amber e House:

Aceite minha proposta ou saia do meu apartamento.

Aceite a minha proposta ou eu me mudo para cá.

Pupilos e ex-pupilos

Sífilis muda o comportamento das pessoas, então porque não deixar seus subordinados achando que você é ranzinza por causa disso? A brincadeira de House tomou proporções incríveis e chegou até a envolver sua velha equipe, além de quase consegui fazer Cameron e Chase brigarem.

Pra completar a brincadeira, ele ainda começa a ficar bonzinho e respeitar o Foreman. Todo ficam abismados e preocupados se isso afetaria a forma como diagnostica os pacientes. A brincadeira poderia chegar em níveis absurdos e iria ser ótimo, porém a Amber estraga tudo devido a sua vingança. Como eu gostaria de ver até onde isso iria – só a hora que House conta para Wilson já me deixou com um sorriso no rosto.

O legal disso foi ver a interação dos antigos e novos pupilos. E podem dizer a vontade que a Thirteen é a nova Cameron, mas eu nunca achei a antiga pupila, nem em seus piores dias, tão irritante quanto a nova. E vamos dizer que a antiga equipe do doutor tinha seus momentos e a nova não vai ficar conhecida por suas boas atuações.

E tivemos o Foreman, que ficou chateado por descobrir pela milésima vez que o doutor não o leva a sério. Mas como até hoje ele não se deu conta de que está se tornando seu mentor, é normal. Ai vai uma engraçada conversa deles:

Ridicularizar-me salva vidas?

O hospital praticamente irá construir uma estátua sua um dia. Sabe? Com um “chute-me” escrito nas costas. Quando pensa nisso, quanto mais te ridicularizo, mais parece que te respeito.

Ou inventou isso porque gosta de me humilhar.

Não descartaria isso completamente.

E assim acaba mais um review, o primeiro completo após muito tempo. E chego ao fim quase convencido de que foi um episódio melhor do que inicialmente achava. Mas como ainda me lembro do que senti após, só depois de uma revisitada no capítulo para poder mudar minha opinião pra valer.

Séries citadas:

7 Comments

  1. Carina Medeiros

    Anderson, vc não perdeu o jeito, hein? :))
    A review ficou ótima e só ressaltou o porquê de eu sentir falta delas.
    Lendo, o episódios soou melhor do que quando o assisti. Alguns pontos importantes: 1) Ao ver as 02 equipes interagindo, senti falta da antiga. não me simpatizo com a 13 e com o Taub. O que salva a equipe nova é o Foreman. Ops, ele é da antiga!
    2) House mostrou o quanto a amizade de Wilson (o que acho uma das melhores coisas da série) é importante para ele.
    3) Será que houve algo entre a Cameron e o House? Creio que não mas só a dúvida que o Chase ficou…
    4) Adorei ver o House ‘limpando”os pacientes (era na área geriátrica?) com a Amber, ao som de “You keep me hanging on”e o Wilson vendo e se divertindo de camarote :))

  2. Mel

    O episódio já valeu pelas cenas do House com a Amber e o Wilson.

    Dei muita gargalhada com a cena no apartamento na conversa com a “custódia conjunta” do Wilson.
    E depois Wilson admitindo pra Cudy que nao podia decidir pq tem medo dos dois.

    E escrevendo agora lembrei da finale… foi fantástica, mas… melhor terminar este comentário quando vc escrever sobre ela…
    pq senao vou soltar spoiler.

  3. Vitor

    muito bommmmmmmmmmmmmmmmm, pena q só tem mais 3 episódios antes da temporada acabar….

  4. marília

    foi um bom episódio, muito bom. eu ri muito.

    a hora em que ele e wilson têm aquele momento de amizade cúmplice, que ele conta a história da sífilis e o wilson acha o máximo, foi divertidíssimo.

    MIL VEZES A CAMERON. 13 é uma tentativa de ser a Cameron, mas com jeito diferente. resultado: nem é uma boa cópia e nem um personagem interessante.

    ai como eu sinto falta de foreman, chase (sempre rendeu ótemos episódios) e da cameron)

  5. Paulo Antunes

    Vocês não acharam completamente absurda a cena final com o House e a CB trocando a roupa de cama de um paciente? Nunca que o House toparia fazer uma coisa dessas…

  6. Mauro

    Eu também adoro a equipe antiga, mas começo a gostar da 13 porque estou percebendo as diferenças entre ela e a Cameron. O episódio desta semana foi ótimo. Eu vi algo diferente na atitude da 13. Não sei. Vamos ver no que vai dar.

  7. Bianca Mafra

    Paulo, também achei absurda, mas só Deus e House sabem o que a Cuddy ameaçou, deveria ter sido um escândalo.
    Mauro, eu gostei da 13 desde o episodio que ela drogou o House, dali eu já comecei a ver que ela não era uma menina apaixonada pelo chefe, mas sim mais determinada, mais segura do que quer e do seu lugar. gosto muito dela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account