Log In

Reviews

Review: House – Human Error

Pin it

Cena de Human Error
Série: House
Episódio: Erro Humano (Human Error)
Temporada:
Número do Episódio: 70 (3×24)
Data de Exibição nos EUA: 29/5/2007
Data de Exibição no Brasil: 29/8/2007
Emissora no Brasil: Universal

Human Error veio para selar a espetacular terceira e melhor temporada da série, House figura tranquilamente entre os melhores seriados atualmente em exibição. Para premiar ainda mais o ótimo momento por que passa, a série recebeu três importantes indicações para o Emmy: melhor série drama, ator em drama para Hugh Laurie e ator convidado para David Morse. Falando no Laurie, o que ele fez ao longo dessa temporada foi uma coisa quase inexplicável e a indicação é das mais merecidas. Isso além dos outros atores do elenco que também tiveram a chance de mostrar seus potenciais.

A temporada começa mostrando um House diferente do que estávamos acostumados a ver e aos poucos ele foi voltando ao “normal”. Mas o problema é que isso ocorreu de forma abrupta, devido à interferência da Cuddy e do Wilson, o que acabou gerando a confusão a seguir. Isso nos leva até o arco Tritter (que dividiu muito as opiniões dos fãs), que levou até o limite as relações do doutor com todos a sua volta. Finalizado de modo peculiar, porém de acordo com a série. Assim partimos para a segunda parte da temporada. One Day, One Room foi o divisor entre a primeira e segunda parte, um polêmico divisor. Falando no episódio, ele é pra mim o melhor deste terceiro ano e um dos melhores da série. A partir daí o seriado foi indo num nível altíssimo, tivemos um dos favoritos de muitos fãs, Half-Wit. No final tivemos Family, que é outro dos melhores. Bom, nesse ponto é só sortear um episódio que ele representaria a qualidade da temporada.

Em Human Error tivemos uma finale diferente da que ocorreu na segunda temporada, foi pior que ela, mas ainda assim ótima. O casal cubano que tentou ir de barco para os EUA só para se consultar com o Dr. House foi bem curioso e o problema que a mulher tinha se mostrou intrigante, gerando algumas piadas recorrentes sobre Deus e o doutor. Porém o principal ingrediente do episódio foram as saídas de todos os seus pupilos. Despedidos ou pedindo demissão. A situação de Foreman já estava definida e ele saiu mesmo, apesar do discurso do House para ele no final (que já entra na galeria das melhores falas da série). O doutor sabendo disso, parte para a renovação e secamente diz para o Chase que ele está demitido. Ao final, vendo tudo o que está acontecendo e o clima que está no ar, Cameron pede para sair. Ela percebeu que era o final de um ciclo e que seu tempo como pupila havia chegado ao fim.

Eu irei sentir falta dos três, se eles realmente saírem da série, mas torço para que isso ocorra. Sei que muitos me matarão por isso, mas acho que seria uma ação ousada da produção do seriado. Porém já devem ter ouvido falar que eles continuam, mas se forem bem usados e a volta for feita de uma forma bem plausível, não tenho do que reclamar. O meu amigo Juliano (colega de TeleSéries) disse na época em que foi exibido o episódio que com algumas modificações ele poderia facilmente ter sido uma series finale, concordo totalmente. Muito mudou, um ciclo se encerrou e como o House disse:

It’s time for changes.

Os personagens na temporada

Wilson: Logo no começo da temporada ele escolheu mentir para seu melhor amigo, tentando o preservar de algo pior que poderia acontecer, não queria que o House achasse que era Deus (lembram do “Deus não manca.”?). Surge o Tritter e ele não só atrapalha a vida do doutor, mas usa o amigo como instrumento para atingi-lo e isso tudo leva a amizade dos dois até o limite. Mas ela é mais forte que tudo isso e segue firme. James também tem a vida amorosa invadida pelo seu amigo ainda mais intensamente e nós finalmente conhecemos a última Sra. Wilson: uma pessoa bem sem graça, meio apagada e passiva. Ele também foi drogado pelo House. Enfim, apesar de ter menos tempo de tela que os pupilos e protagonista, houve um bom desenvolvimento do personagem e o Robert Sean Leonard sempre bem.

Cuddy: Ela também entra na mentira que o Wilson conta no começo da temporada, mas como foi ele quem arquitetou ela não sofre tanto as conseqüências. Mas ela tem que agüentar o Tritter e tudo que acontece nessa época difícil, foi uma verdadeira guerreira e se manteve em pé por todo o tempo. Foi ela quem tirou o House da cadeia. Também soubemos que ela tentou engravidar, porém sem sucesso. Nessa temporada acho que foi quando ela foi mais manipulada pelo doutor, que também sabotou encontros dela. Tivemos um “quase alguma coisa” entre ela e o House, e descobrimos que eles já tiveram algo no passado. E no episódio Fetal Position, a Cuddy encarna o espírito do doutor ao lidar com um caso que ela se identifica. Que na quarta temporada a Lisa continue brilhando.

Chase: O pupilo que está há mais tempo com o House, foi também o único demitido. Depois de tudo o que houve com ele na primeira temporada, ele sempre ficou meio para trás, quieto e sem chamar muito a atenção. Nessa temporada ele fez basicamente isso, mas mostrou que foi evoluindo como médico ao observar o doutor. Resolveu alguns casos sozinho e o que eu chamava de puxa-saquismo, pode ser descrito como a junção de respeito e medo. O seu ponto alto na temporada foi o romance com a Cameron, que resultou em ótimos momentos seus. E o seu fim no estilo, acontece, gera expectativa de como vamos o encontrar na próxima temporada.

Cena de Human ErrorCameron: Eu já falei aqui, ao ver alguns episódios da primeira temporada me assustei em como ela evoluiu de lá para cá. É a personagem melhor desenvolvida da série. A convivência com o House além de ensiná-la medicina, a ensinou muito da vida. Após as pancadas na temporada passada, chega mais madura nessa e um pouco mais confiante, porém o que vem a ocorrer no episódio Informed Consent, muda a vida dela. Ela sai de cima do muro, age, toma uma decisão e enfrenta a situação fazendo com que o paciente tenha um final digno. Ela volta outra pessoa, amadureceu muito em pouco tempo, bem mais confiante e menos ingênua. Enfrentar o House agora é normal e pedir demissão admitindo que é a hora certa de sair, é natural.

Foreman: Ele deve ter acabado o seriado como o mais odiado dos pupilos e aquele olhar dele para o doutor após o discurso no fim da season finale, ajuda nisso. Ele estava normal durante a temporada toda, até chegar ao episódio House Training. E é até compreensível, já que ele sempre foi o mais maduro, o que teve que enfrentar mais coisas para chegar aonde chegou. Mas ele se mostrou o menos maduro nesta altura do seriado, a perda da paciente foi forte demais para e depois disso ele se descontrolou e entrou num turbilhão em que não quis/conseguiu sair. O ápice disso foi o que ele fez com o garotinho em Family (enfiando a agulha no osso dele para retirar sua medula óssea, sem anestesia). Sua demissão anunciada se concretiza. Mas uma coisa não se pode negar, quando é exigido o Omar Epps sempre da um show.

House: A temporada começa com sua tentativa de ser humano, algo dá errado (mentira dos amigos), então ele vai voltando ao normal, porém um roubo que passaria despercebido foi notado por um policial que foi seu paciente e não muito bem tratado. Livra-se na base do “Se não pode vencê-lo, junte-se a eles”, mas feito de forma bem particular pelo doutor. Enganando até a Cuddy, responsável pela sua soltura. Após isso tudo vem a fase de foda-se, onde ele se droga de tudo quanto é jeito, engana todo mundo e etc. No fim vem a parte do Foreman e que resulta na saída dos três pupilos. Com tudo o que ocorreu ele vai percebendo que mudanças são boas e está na delas ocorrerem em seu departamento. Um breve resumo, já que nos outros personagens ele é figurinha carimbada também. E quanto ao Hugh Laurie… Acho que já falei um pouquinho no primeiro parágrafo.

Human Error

O marido (Esteban) tenta de tudo para salvar a vida de sua esposa (Marina), sua última alternativa? House. Cubanos, eles saem de seu país de barco até os EUA, porém o motor para de funcionar e encontram uma forte tempestade pela frente. A guarda costeira os resgata, mas os registros médicos da mulher são perdidos no mar. Só que pelo menos chegam até o seu salvador, apenas de não contarem com a indiferença do doutor. Por exemplo, na primeira vez que sem encontraram, quando o marido vai até a sala dele, é recebido assim:

Você pode passar o aspirador depois.

Durante um angiograma para saber o que há de errado no coração da Marina, ele pára enquanto ela ainda continua falando. A alternativa mais plausível para esse problema é erro humano, porém parece não ter acontecido o que torna tudo muito nebuloso. House quer a manter em ressuscitação enquanto procura uma resposta. É nessa hora que o doutor pergunta para alguns alunos da Cuddy se eles têm alguma idéia do que está acontecendo com a paciente e esse foi um dos melhores momentos do episódio e pode até ser encarado como um preview da quarta temporada, dependendo do que acontecer.

Eu gostei muito do Esteban, gostei do ator e da forma como ele interagia com o House, mostrava ao mesmo tempo a preocupação que tinha com a esposa e também respeito pelo médico, não ficava irritando e enchendo o saco como normalmente acontece.

No momento que a garota é declarada “morta”, já que seu coração não voltou a bater com a ajuda dos choques, o doutor quer deixar ela na máquina extra corpórea até descobrir o que há de errado com a mulher. Há uma discussão bem interessante com a Cuddy, se ele se importa com ela ou não já que não quer desistir fácil, mas ele diz:

Eu não me importo. Realmente não me importo. Minha motivação é pura. Se fizermos uma autópsia e vermos… Eu tiver aquela idéia maluca que poderia salvá-la. O marido poderia ficar chateado.

Ele entrega os pontos e vai até o marido falar para ele se despedir da esposa, o encontra rezando como última alternativa de salvar sua amada. Na sala, no momento de se despedir e em que desligam os aparelhos, percebem que o coração de Marina está batendo. Um Milagre? O melhor é o House escutando do marido que foi um milagre e não podendo falar nada, a cara de incredulidade dele e depois olhando pro “céu” e balançando a cabeça é sensacional.

Todos felizes, mas e se acontecer tudo de novo? O doutor quer fazer novamente o angiograma para tentar descobrir o que de fato há de errado. O medo de a esposa morrer, o fato do House ter dito que ela não tinha mais salvação. Porém o doutor argumenta:

Eu me engano o tempo todo. Meus erros não provam que exista um Deus. Vieram de longe para me ver. Vai colocar a vida dela nas mãos de Deus ou nas minhas?

Vão fazer o novo exame e logo no começo temos um momento ao mesmo tempo engraçado, doce e sarcástico, quando House diz para o marido:

Melhor não te ver rezando. Não vou querer brigar pelos créditos dessa vez.

Percebem pelo exame o que há de errado, um terceiro óstio quando normalmente são apenas dois no coração e o que está sobrando é o que está causando toda essa confusão. Uma simples cirurgia resolve o problema. A expressão de alívio da Marina é acompanhada de uma resposta do House que foi incrivelmente tocante, adorável e sarcástica, tudo ao mesmo tempo e superando a anterior:

Graças a Deus.

Não me obrigue a te dar um tapa.

Indo agora para a parte das demissões, temos o Foreman organizando e curtindo sua despedida do hospital. Enquanto isso o Chase vai se irritando com a forma como o doutor está tratando o Foreman e começa a discutir e falar alto com ele. Não sei se isso foi decisivo ou apenas o que faltava para o House fazer, mas numa cena praticamente normal, enquanto o pupilo estava começando a falar com ele, o doutor diz que ele está demitido. Mas por que isso?

Porque esteve aqui por mais tempo. Aprendeu tudo o que pode ou não aprendeu coisa alguma. De um jeito ou de outro, está na hora de uma mudança.

Mudança foi a tônica do episódio. E apesar de muito surpreso com o que aconteceu, Chase encara tudo numa boa, enquanto a Cameron já não aceita tão bem e ela chega num dos melhores momentos da season finale – na hora que o House está fazendo uma “air guitar” ajudado pela sua bengala flamejante, isso ao som de The Commodores “Slippery When Wet”. Logo depois surgem Cuddy e Wilson questionando a demissão. Nada acontece, porque a mudança já começou e não pode ser parada.

Cameron, apesar de tudo, se despede do Foreman e com um presente que lembra o caso do roubo do artigo, que ocorreu na última temporada, no episódio Sleeping Dogs Lie. Ela e o Chase parecem que se acertam. No final, ela vai até a casa do colega e finalmente aceita o que sente e eles ficam juntos. Após isso ela volta ao hospital e entrega sua carta de demissão. Mudanças nem sempre são agradáveis e algumas sentimos mais que outras. Agora é o House quem fica sem palavras e não sabe o que a pupila pretende, nem o que ele deve fazer? Ela explica:

Espero que você faça o que sempre faz. Espero que faça uma piada e siga em frente. Espero que você fique bem. Eu vou sentir saudades.

Para acabar, tivemos a saída do Foreman. Na despedida dele com o House, este pede para ele ficar pois faz parte da equipe. O pupilo recusa e diz que não quer se tornar como o doutor, um infeliz. Começa uma espetacular discussão e eu tentei diminuir o quote e falar mais dessa discussão aqui, mas nada consegue o mesmo efeito que as palavras dos dois, então vamos para o super quote final. Começando com House:

Acabei de solucionar o caso. Ao prever um defeito cardíaco nunca visto. Um caso que você não poderia solucionar. Um caso do qual você desistiu. Eu não poderia estar mais feliz!

Por dois minutos, talvez. Até que o próximo caso apareça para o seu vício pela próxima solução. Essa mulher falava durante uma parada cardíaca e estava mais interessado na fala do que no coração morrendo.

Os dois eventos estavam relacionados.

Eu não quero solucionar casos. Eu quero salvar vidas.

Você acha que ela se importa? Acha que o marido se importa? Acha que o filho que agora ela poderá ter, graças a mim, vai se importar com o motivo de eu tê-la salvo?

Eu me importo!

Consigo mesmo! Com seu próprio ego! Você é o bastardo egoísta, não eu! É por isso que teve tanto prazer preparando sua despedida pelas últimas três semanas. Não foi por mim. Não foi por ninguém. Com certeza isso não ajudou ninguém.

Cena de Human ErrorAntes de finalizar, só dizer que foi um dos melhores sermões que o House já deu e o Hugh Laurie diz tudo com uma naturalidade que espanta. Cena espetacular. E só para dar mais uma informaçãozinha, a música que toca no fim, quando o doutor está indo para casa com o novo violão, é Josh Ritter “Good Man”.

Mini Spoiler Zone

Sei que pode ser difícil a organização, mas confio nas pessoas que lêem este review. Peço que quem não queira saber nada da nova temporada, que pare de ler o texto a partir daqui. E também faço o pedido de que quem for comentar as informações postas aqui, que ponha antes da mensagem: Sobre os SPOILERS (podem copiar direto daqui) e pular algumas linhas antes de escrever a mensagem. Tudo certo, vamos ao que interessa, por tópicos:

– Noivado de oito meses entre Jennifer Morrison e Jesse Spencer chega ao fim. Essa foi só para esquentar e pegar algum desavisado que não resistiu e começou a ler. Se não quer saber não continue.

– O episódio pós-Superbowl será um episódio dividido em duas partes. Interessante jogada, se fizerem direito pode ser uma boa.

– Emma Thompson é uma grande amiga de Hugh Laurie e fã do programa e mostrou interesse em fazer uma participação especial na série. Esse é mais um boato, mas ia ser bem legal se ocorresse.

– Nada sobre romances na temporada, pelo menos no começo dela.

– Kate Jacob, produtora executiva da série, disse que a Cuddy terá uma grande cena dando uns amassos nessa temporada. Vamos esperar que ela não esteja brincando.

– Jacobs também disse que os três pupilos estarão de volta na próxima temporada. Essa acho que todos já sabiam/desconfiavam.

– A produtora fala como começará a nova temporada: “House está só. E o House tentará resolver os casos sozinhos. Cuddy insistirá que ele contrate uma nova equipe. Durante os primeiros episódios, ele irá chamar uns 40 candidatos e veremos quem sobreviverá. Será como o Survivor“. Agora sim um spoiler pra valer e puta merda, adorei a idéia.

– Ao começar a temporada, Chase estará trabalhando no Arizona e recebe uma visita da Cameron. Enquanto isso o Foreman estará liderando sua própria equipe de diagnóstico em outro hospital. Quanto a Cameron, só isso mesmo que se sabe dela no começo. Interessante que eles saíram realmente e deram um rumo na vida, vamos ver como irão voltar para o seriado.

– Jesse Spencer diz: “Não voltaremos do mesmo jeito. Nada será o mesmo e isso irá mudar a energia. É como se tivéssemos um novo programa.” Legal o que ele fala e é o que imaginava.

– Jesse Spencer revela mais: “House passa os primeiros episódios sem ninguém lá. Ele não tem um time e leva alguns episódios para nós voltarmos. E na verdade eu sou recontratado pela Cuddy, então não estou mais sobe as ordens do House. Isso acrescenta uma nova dimensão para os personagens. Estou numa posição diferente e House terá que vir até mim se precisar de algo.” Isso que eu chamo de super spoiler, o Spencer abriu a boca pra valer. Já sabemos como o Chase volta, falta os outros dois e pelo visto parece que vai ficar muito bizarro as coisas no hospital. Eu adoro.

– Os cinco novos atores (novos médicos da equipe do House) contratados são: Olivia Wilde (The O.C.), Kal Penn (24 Horas), Peter Jacobson (The Starter Wife, Transformers), Anne Dudek (Big Day, Bones) e Edi Gathegi (Lincoln Heights). Eles podem vir a ser regulares. Só o tempo dirá se sim ou não.

– House se referirá aos seus novos subordinados por números ao invés de nomes. Eu morri de rir só de imaginar o doutor fazendo isso, imagina na hora que ver mesmo?

– Em um momento, com os 40 candidatos numa sala, House demitirá toda a parte de trás dela. Exceto uma mulher que ele acha gostosa. Tudo leva a crer que vai ser maravilhoso tudo isso, misturando Three Stories com toques de Suvivor e American Idol.

– Hugh Laurie disse: “Eu só li os primeiros três episódios. São três dos melhores roteiros que já li. Os achei absolutamente fenomenais. É uma mistura de comédia, tragédia… referências literárias… pula de tom em tom.” Deixei essa por último para dar uma água na boca. Se ele estiver certo, nós é que ganharemos.

A quarta temporada do seriado estréia no dia 25 de setembro nos EUA e ainda não tem previsão de quando estréia por aqui.

Séries citadas:

26 Comments

  1. Anderson, este foi o melhor Review seu que já li seu, você realmente se superou (já eram bons não se esqueça). Acho que a série faz isso conosco, sua qualidade é tão boa que não aceitamos menos em nada a seu respeito.

    Muito bem, meus comentários:

    Ainda acho que o melhor eps da temporada foi aquele em que o Haouse queria matar o “feto”, não achei o arco Tritter muito bom, não sei bem por que acho que esperava que o Tritter fosse realmente mostrar algo ao House, na verdade eu queria ter ficado do lado dele, mas as suas jogadas sujas melou tudo.

    O season finale foi muito bom e sim, e concordo com seu amigo, e falo mais, acho que até mesmo sem mudança nenhuma poderíamos considerar com um Final de Série sem problemas. Também adorei a interação do marido com o House, e as piadinhas sobre Deus perfeita, principalmente quando ele desvenda o caso, dizendo que é tudo culpa de Deus. 10!

    Sobre a saída dos pupilos (não é spoiler é opinião particular), acho que o House não ficará tão tranqüilo como demonstrou na última cena com o marido, talvez naquele momento ele realmente estivesse, mas acredito que a “ficha ainda não caiu” e isso tornará tudo perfeito.

    Engraçado você ter dito que o Chase evoluiu e até resolveu alguns casos sozinho, eu também achei isso e sei que muitos não vão concordar, mas acho o Chase melhor médico do que o Foreman. Talvez ele não tenha um nível de conhecimento tão alto, mas ele definitivamente é esperto. Quanto aos demais não tenho mais o que falar, você disse tudo.

    Enfim que venha a quarta temporada!!!

    ATENÇÃO: COMENTÁRIO SOBRE O SPOILER

    Anderson, assim como você eu também fiquei imaginando o House chamar os novos pupilos por números, achei fantástico (e o que prova novamente minha teoria de que ele não vai aceitar assim tão fácil a mudança que ele mesmo propôs).

    Adorei as novas propostas também pra próxima temporada. O House no mesmo nível do Chase será perfeito, e achei a escolha do personagem melhor ainda, porque este é arrogante quando quer e acho que não vai perder a oportunidade de mostrar sua nova posição para o House, mas isso poderá fazê-lo apanhar também, o que também será ótimo.

    Enfim adorei tudo…

    Até ano que vem

  2. Jordan Bruno

    a indicação pro David Morse no Emmy (melhor ator convidado/drama)não concordo … apesar dele ser um bom ator …

  3. Ana

    Não tenho o que falar… Tudo foi dito, e muito bem!!! Parabéns, Anderson, pelo review e pelas “fofocas” da próxima temporada. House, para mim, é o melhor que há na TV atualmente e o melhor que já assisti. Costumava assistir na Universal, mas acho que não vou aguentar esperar… já está difícil até o dia 25/9!!!

  4. Lucas "Gandalf" Leal

    SPOILERS
    ***********************************
    – Noivado oito meses entre Jennifer Morrison e Jesse Spencer chega ao fim. Essa foi só para esquentar e pegar algum desavisado que não resistiu e começou a ler. Se não quer saber não continue.
    ***********************************
    bizarro nem sabia dessa!!!o resto já sabia quase tudo só não sabia com a riqueza de detalhes!

  5. Lucas "Gandalf" Leal

    fe “Tritter fosse realmente mostrar algo ao House, na verdade eu queria ter ficado do lado dele, mas as suas jogadas sujas melou tudo. ”

    por isso que eu adorei o arco do Tritter…mostrou que o House é o que é mesmo nas situações mais dificeis ele continua o mesmo…com as suas jogadas sujas…e serviu pra mostrar um pouco mais do drama dele…enfim mto bom
    alem de ter o “Voldemort” que eu sempre mijava de rir quando ele falava isso…

    “a indicação pro David Morse no Emmy (melhor ator convidado/drama)não concordo … apesar dele ser um bom ator …”

    eu nunca concordei tanto…acho que foi merecidissima!!!

  6. André M.

    foi de interessante pra cima esse episódio… me lembrou muito mesmo “One Day One Room”…

    eu já ri no comercial com o House olhando pra Deus com aquela cara de “por favor!”… hilário!

    comentários de SPOILERS:

    – misturar “Survivor”, “American Idol” e “house” nunca pode dar errado… aliás com uma pitada de “The Apprentice”.. =D

    – será que o House vai falar “a tribo falou e você está demitido!”?

    promete essa quarta temporada…

  7. Carina Medeiros

    Anderson, seu rewiew (como sempre!) foi à altura da série: excelente, alto nível, completo.

    “House figura tranquilamente entre os melhores seriados atualmente em exibição”

    Acredita que já li que a indicação da série para o Emmy foi uma surpresa? Como assim? Uma série com um protagosnista complexo, um ator de qualidade inquestionável, diálogos bem escritos, coadjuvantes igualmente bons… A série é fantástica!!
    Gostei quando vc falou da evolução dos personagens… sinto apenas pelo fato de o Wilson não ter tanto tempo em tela, já que eu, particularmente, adoro o personagem e o ator. E e aí que entra os meus temores (COMENTÁRIOS SOBRE SPOILERS)
    Meus temor é de que, com a entrada de mais personagens na série (que tem muitos pontos positivos, como vc bem relacionou) acabe causando o sub-aproveitamento dos coadjuvantes, principalmente da Cuddy e do Wilson, o que será uma pena. Confio na qualidade dos roteiristas para que isto não aconteça.
    Adorei o fato de que o Chase voltará para o hospital: será um “concorrente’de House?
    Acho que estas mudanças já estavam na hora de acontecer pois o atual esquema poderia se desgastar na 4ª temporada.
    Espero que meus temores não aconteçam e que tenhamos uma grata surpresa ao acompanharmos a 4ª temporada!!!

  8. Silvia

    Quando assisti este último episódio, quase tive um troço: a despedida do Chase me pegou de surpresa e logo no início, foi pior ainda. Tudo bem que ele tava chatinho, se metendo em tudo, mas daí a ser demitido… Foi então que eu não entendi mais nada, até o momento que a Cameron disse que o House sempre faz as coisas com algum sentido. Só fui entender isso quando revi o episódio anterior, quando tem aquela “cena do elevador”. Que passa batido na hora, mas a expressão do House e a afirmação do Chase que se o Foreman saísse estaria tudo bem, pois ele e a Cameron dariam conta. Aí fechou!
    De qualquer maneira o episódio serviu mesmo foi prá amarrar as novas mudanças que virão.(Ai que meda!)- Não li os spoilers, prefiro a surpresa!

    DETALHE : EU QUERO aquela camiseta branca do HOUSE!

    MELHOR PIADA: Porque Deus leva o crédito sempre que algo bom acontece?

    PARABÉNS ANDERSON PELOS REVIEWS. E QUE VENHA A QUARTA TEMPORADA, IIIAAAAHHOOOO!

  9. Simone Miletic

    Com SPOILERS

    Anderson,

    Agora consegui ler tudinho, até os SPOILERS, risos.

    Foi um ótimo episódio, mas ainda estou meio besta com a saída dos três. Como sou uma fã tardia do seriado (do final da segunda temporada) acho que tive muito pouco tempo com o grupo… Mas confesso que 40 pessoas numa sala e House chamando sua equipe por números, Hummmmm!Delícia!

    Beijos

    Si

  10. Marcelo

    A melhor review que eu já li, não só sua mas de todas!!!

    Muito bem escrita e muito bem organizada…
    Chega a ser injusto o que fizeram…comparar No Reason com qualquer outro episodio é sempre uma injustiça…

    SPOILER

    pra quem estava com medo das coisas desandarem…essa tem tudo pra ser uma temporada espetacular!!!

  11. Glória

    Anderson,

    Parabéns pelo texto. Primoroso! House é uma das minhas séries favoritas e o final desta temporada foi excelente, deu um grande gancho para o que virá. Li seu spoiler e estou louca para ver como Dr. House ficará sózinho e de que maneira demonstrará seu “humor”. De certo conversará com Deus a todo momento! Hugh Laurie é um grande ator, sem dúvidas!

  12. Rodrigo

    Sinto-me orfão sem novos episódios de House para assistir. Não há série melhor que House atualmente, com atores tão bons. A espera será longa. Que Tortura!!!!!

  13. Anderson Vidoni

    O povo que sempre comentava nos reviews sumiu, não sei se foi por causa dos atrasos na publicação ou foi o tamanho desse. Mas enfim, muita gente que eu gostava de ver os comentários sumiram, pena.

    Quanto ao pessoal que continua firme e aos novos que comentaram, aqui vão os comentários dos comentários. Primeiro respondendo aos comentários sem spoilers:

    Paulo Germano,
    Acho que era do episódio ou da série que falava, o que concordo.

    Fê,
    obrigado. Ele sozinho já poderia ser uma series finale, mas pra ficar redondinha e perfeita, algumas mudanças seriam necessárias. House e Deus sempre ficam bem lado a lado. Não sou o maior fã do Chase, mas também não desgosto, na verdade de nenhum personagem da série. E ele foi bem na temporada e realemnte é um cara bem esperto.

    Jordan Bruno,
    eu também não sei se indicaria ele, mas como disse, ele é um bom ator e esteve bem na série. Não foi uma injustiça.

    Ana,
    obrigado. E as pequenas fofocas e noticias da nova teporada foi só um bônus. Não sei se House é o melhor que há na tv, mas ta entre as melhores coisas sim.

    Lucas,
    Pena que não vi a sua sabotagem no meu review :p
    Se temos os que odeiam com todas as forças o Triter, temos o Lucas que adora o arco. Eu achei até que ok, mas gostei quando acabou.

    André M,
    essa cena que destacou realmente foi hilária.

    Carina Medeiros,
    obrigado. Analisando friamente a indicação de House é natural, sem dúvidas. Mas quando temos Heroes no meio, sabemos que tudo pode ocorrer.

    Silvia,
    obrigado. E é o mesmo caso aqui comigo, já no penúltimo episódio da pra perceber que o House tomou a decisão, teve a cena do elevador e outras. Fica meio claro e quando revê mais ainda. A camisa é ótima mesmo, a piada idem. E é sempre bom conseguir fugir dos spoilers. Queria poder e conseguir.

    Marcelo,
    obrigado. No Reason realmente é maravilhoso.

    Glória,
    obrigado. achei ela toda excelente, mas o final realmnente se destaca. E foi um cliffhanger bem legal mesmo.

    Rodrigo,
    Realmente a espera será longa, ainda mais pra quem acompanha pelo Universal.

  14. Anderson Vidoni

    SPOILERS

    Fê,
    Essa dos números vai ser maravilhosa mesmo. Mas não acho que foi um reação a saída dos pupilos, acho que será mais pra tirar uma com a cara dos novatos. E a nova posição do Chase e as novas que os pupilos irão voltar e ocupar, será um dos ingredientes mais interessantes da nova temporada.

    Lucas,
    essa foi pura fofoca, mas é interessante e aconteceu recentemente mesmo.

    André M,
    Essa mistura é bem interessante e pelo vistou ficará ótima. E não duvido que o House fale isso.

    Carina Medeiros,
    realmente pode acontecer, mas tivemos o Tritter, a lolita e várias outras coisas durante a última temporada e foi-se levando. Acho que continuará normal. Pode diminuir um pouco, mas acho que ainda continuará bem distribuido o tempo entre eles.

    Simone,
    já viu a primeira temporada e o resto da segunda? E sim, House e 40 pessoas numa sala, 40 pessoas com medo dele e ainda os que acham que não tem, vai ser ótimo.

    Marcelo,
    sim e as expectativas estão altas e é perigoso isso. Mas vamos ver como vai ser.

  15. Anderson Vidoni

    Obrigado a todos que acompanharam os reviews durante a temporada e até o ano que vem para todos com mais reviews de House aqui no Teleséries.

  16. Pri

    Anderson,

    Parabéns pelo texto e também pelos spoilers…me deixaram com água na boca para a próxima temporada!

    Só complementando, fico imaginando se realmente House ficou surpreso com a demissão da Cameron ou ele, de alguma maneira, já havia previsto que ela teria esta atitude e a idéia era justamente uma renovação total (que não sabemos até quando ele sustentará). Bem, é apenas para pensar…House nos provoca isso…um fluxo de idéias constante…

    Ah…você leu a coluna do Arthur Dapieve sobre o final da terceira temporada no Globo?

    Abçs,
    Priscila

  17. Anderson Vidoni

    Pri,
    obriago. E não li o texto dele não. Vou procurar para ler.

    E sobre o House, pra mim ele estava com a idéia e pensando na mudança, mas ele não é muito chegado a elas. Então quando tudo acontece de uma vez, o surpreende. E uma coisa é ele dispensar os pupilos (veja como ele despede o Chase) e outra é ver os próprios pupilos se dispensando (ai entra a cena da Cameron).

  18. Daniel de Ávila

    Grande final de temporada… Deixando uma enorme expectativa para a próxima temporada… Pessoalmente eu espero que os pupilos voltem, mesmo que em condições diferentes…

    Como sempre o destaque é a atuação de Hugh Laurie, ele é incrível em todas as cenas. Principalmente na cena do sermão no final do episódio.

    Sermão esse que na minha opinião entra nos melhores das três temporadas, se igualando ao que ele dá a Cameron explicando os motivos das contratações e no próprio Foreman quando ele fala sobre culpa no episódio com o trompetista tratado pelo médico de LA (apesar de esses dois serem mais leves). Fiquei com a mesma impressão de o Foreman só queria chamar a atenção, demonstrando mais uma vez seu egoísmo.

    Mas era isso, excelente temporada, gostei muito do One Day, One Room.

    É só esperar pela próxima.

    Já ia esquecendo, ótima review (como de costume)

    Abs,

    Daniel

  19. jaqueline

    parabéns pelo texto.qualidade ?
    sem comentários! foi o melhor que já li!!!!
    espero poder sempre contar com vc;para
    saber novidades de HOUSE.
    obrigada.

  20. WAGNER

    Cara, queria saber se alguem sabe de alguma mudança de horário da série..? Eu acompanho melhor a terceira temporada e hoje vi um episódio que ainda não havia visto….sabem de que temporada é?
    O Chase comete um suposto erro e no final um conselho define que o House deve ser supervisionado por um médico indicado pela Cuddy, que é nada mais nada menos que o Foreman…..entendi nada….rsss

  21. WAGNER

    Sobre a dispensa dos pupilos, percebo que no fundo o House ve que eles ainda não estão prontos….antevejo o retorno dos mesmos para serem “finalizados”…mas talvez eles precisem enxergar isso por eles mesmo…tive esse sentimento…..

  22. Anderson Vidoni

    Entendo seu sentimento, Wagner, mas acho que ele pensou que estavam pronto ou pelo menos prontos para aprenderem sozinhos agora.

    E você acabou pegando um episódio da segunda temporada que está sendo reprisada pelo Universal. Esse é do comecinho da temporada. Fique ligado de segunda a quinta as 20h no Universal que eles deve reprisar toda a segunda temporada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account