Log In

Reviews

Review: Heroes – Turn and Face the Strange

Pin it

Heroes - Turn and Face the StrangeSérie: Heroes
Episódio: Turn and Face the Strange
Temporada:
Número do episódio: 56 (3×22)
Data de exibição nos EUA: 6/4/2009
Data de exibição no Brasil: 5/6/2009
Emissora no Brasil: Universal

O ponto de encontro dos heróis é Coyote Sands. Os sonhos de Angela a conduziram até o local para que todos possa, antes de entenderem o futuro, compreenderem o passado. Ainda não sei o significam aquelas ossadas, até porque não entendi muito bem a relação da citação de Suresh envolvendo Ícaro com aquilo que eles estavam fazendo. Mas, tudo bem. Este episódio também não empolgou muito, apesar de ter percebido até uma certa melhora na série. E isso, pelo menos, já é um começo.

O capítulo ficou muito mais centrado em Danko e no Sylar transmorfo. Noah Bennet não caiu na estória de que ele estaria morto e decidiu investigar. O segredo durou pouco tempo, mas isso também obrigou Noah a tomar medidas desesperadas, fazendo com que ele se juntasse a Angela em Coyote Sands. Enquanto isso, Hiro e Ando estavam tentando chegar até Nova York, com o plot idiota que virou particularidade da dupla.

Heroes - Turn and Face the StrangeMatt Parkman, no entanto, esteve atrás de vingança. Procurando alguém para responsabilizar a morte de Daphne, ele foi atrás de Danko e descobriu que ele se encontrava com uma mulher, chamada Alena. Foi o suficiente para que Matt fizesse com que Danko sentisse a mesma dor que ele, de perder uma pessoa por quem ele se importava. Mas essa estória não vingou. Fez parte apenas do desespero, e eu até compreendo isso apesar de querer muito criticar. É claro que ele revigorou a partir do momento em que descobriu ser pai, mas ainda estou procurando a relação desse bebê com a estória. É fato que os poderes de Hiro voltaram graças a ele, mas penso num propósito maior que este.

Enfim, foi um episódio morno, “sem graça” e sem reviravoltas. Afinal, não se teve nada demais. É esperar para saber o que Coyote Sands e os sonhos de Angela nos aguarda.

Texto publicado originalmente no weblog Sob a Minha Lente.

Séries citadas:

3 Comments

  1. bia mafra

    Nao adianta, mas as historias de hiro ainda me fazem rir aos montes. e olha que eu não sou fã de comédia pastelão, não vejo nada com Steven Martin, acho que só gostei daquele com uma pá de filhos.
    Se o Noah acreditasse nessa história do Sylar morto eh que não faria sentido algum. mas acho que foi só um episódio gancho para o próximo. isso sempre acontece perto do final da temporada.

  2. Juninho

    Pra mim o Hiro nunca mais foi o mesmo desde a primeira temporada,os produtores devem ter uma boa historia pra ele no futuro pra ainda continuarem mantendo ele na série,se não poderiam sumir com ele assim como fizeram com muitos personagens da série,ou então matar ele logo e fazer ele fazer compania pra Charlie,gostava de ver os dois juntos na primeira temporada.

  3. Andrei

    Pra o Hiro sempre foi chato, mas como na primeira temporada ninguem conehcia ele, todo mundo achou “legal” mas já que conhecem, ficou chato.
    Porque as estórias propriamente ditas não mudaram em nada.

    Eu realmente prefiro estórias de mais drama como a do Japão Feudal que só foi chata porque foi longa, no episódios Our Father tmbm tava legal.
    E me parece que agora na proxima temporada vai ser muito legal mesmo com toda essa estória de não poder usa os poderes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account