Log In

Reviews

Review: Heroes – The Eclipse: Part 2

Pin it

Heroes - The Eclipse: Part 2Série: Heroes
Episódio: O Eclipse – Parte 2 (The Eclipse: Part 2)
Temporada:
Número do episódio: 45 (3×11)
Data de exibição nos EUA: 1/12/2008
Data de exibição no Brasil: 6/2/2009
Emissora no Brasil: Universal

Continuando com a segunda parte do eclipse, este episódio se mostrou um pouco mais eficiente que o anterior, mas Heroes continua bastante fraco em seu sentido narrativo. Na verdade, eu ainda não sei qual foi o pior dos dois. E, às vezes, acho que estou sendo muito duro com a série, porque sempre leio comentários dizendo: “vai melhorar”, ou “espera que a partir de tal episódio as coisas começam a se encaixar”. Tim Kring entrou em total desespero que precisou utilizar deste fenômeno do eclipse para resetar a série, literalmente. Nem ele mesmo sabe onde toda esta bagunça vai parar.

Apesar do roteiro não estar mais inventando muitas idas e vindas no tempo (e quando o faz, traz uma compreensão maior), a série está pecando agora nessa metalingugem entre o que foi escrito nos quadrinhos em comparação com as ações dos seus personagens, como se houvessem dois mundos, o real e o fantasioso. Isso funcionou muito bem na primeira temporada, quando Isaac Mendez estava vivo. Mas aqui o efeito não te sido positivo para a série.

Eu nunca entendi o porquê deles simplesmente matarem o personagem, uma vez que ele tinha uma importância muito grande. Sinal disso foi o “caminho espiritual” de Parkman, que se consolidou como uma atitude fracassada dos roteiristas de colocar uma outra pessoa para também pintar o futuro. Além disso, mais informações começaram a surgir, como os desenhos antigos pintados por Isaac Mendez que contribuirão para completar a história do 9th Wonders e, consenquentemente, a da série.

Como ainda estávamos no eclipse, todos os heróis ficaram sem poderes e pudemos perceber o quanto eles são realmente frágeis, o quanto o desespero tomou conta deles a partir do momento em que se viram sem as suas habilidades especiais. Eles se acostumaram tanto com elas que agora é impossível viver sem. E isso não seria algo novo, muito pelo contrário, é óbvio que eles sentiriam a diferença de estarem sem as suas habilidades especiais. E neste episódio vimos que a série deu muita ênfase a isso, quando já se era certo que eles teriam que se adaptar novamente até o momento em que o fenômeno passasse.

E a minha teoria é de que estes dois episódios sobre o eclipse foram a maneira que o criador Tim Kring encontrou para resetar a série. Como ele se perdeu no meio do tempo e do espaço, indo para o futuro, voltando para o passado e retomando o presente, acredito que a passagem do eclipse será um divisor de águas daqui pra frente, como foi na primeira temporada.

Heroes - The Eclipse: Part 2Os heróis sem as suas habilidades por um momento, mostrando a fragilidade deles e, logo depois, retomando estes poderes parece fazer surgir uma nova ordem. Claire começa a descobrir o seu passado; Sylar volta a ser o vilão que conhecemos, com toda aquela fome de roubar poderes. Dessa maneira, acredito que esta tenha sido a melhor decisão para a série neste momento, analisando o atual contexto em que ele se encontra, oscilando bastante entre péssimo e ruim e, de vez em quando, criando boas tramas, mas que logo são perdidas por eles terem uma característica irritante de resolveram tudo com muita facilidade.

Se os criadores irão mesmo “reiniciar” a história, pode ser a única maneira de apagar algumas bobagens que foram feitas nestes segundo e terceiro anos. Além disso, Arthur conseguiu aquilo que queria: levar o seu filho Nathan para o seu lado, mostrando que o trabalho desenvolvido pela Pinehearst tem o intuito de praticar o “bem”, e não o “mal”. Mas já sabemos que tudo é uma farsa, esse maniqueísmo é apenas uma maneira deles terem um ponto de partida. Vamos ver até quando esta farsa vai continuar e até quando eles continuarão fazendo episódios tão medonhos e desconexos.

Séries citadas:

9 Comments

  1. maria

    com certeza episodio ruim e sem nexo,Sylar lutou tanto pro pai da claire não matar a Elle e no fim ele mesmo mata odiei.e tudo q eles passaram esta resolvido em uma ultima revista???!!!

  2. Alessandro

    Definitivamente abandonei Heroes!

    Tô acompanhando junto com os EUA e resolvi dar mais uma chance agora no Volume 4: Fugitivos… Até tenho que admitir que melhorou bastante em relação ao volume 3. Mas ainda assim continua uma série muito bobinha, fraquinha, sem nexo. As motivações e personalidades dos personagens mudam de uma hora pra outra sem mais nem menos. Não existe uma linha lógica, nada faz sentido.

    Uma pena pois sou fã de heróis de modo geral e desde o início da série esperava muito dela!

  3. Silvana

    QUANDO ASSISTIMOS ESSE EPISÓDIO AQUI EM CASA, ALGUÉM COMENTOU “ESSE NÃO ERA O HEROES QUE A GENTE ASSISTIA…”CONCORDO PLENAMENTE , ANTES NÃO HAVIA DÚVIDA DE QUEM ERA HERÓI OU VILÃO, ATÉ A DÚBIA NIKKI ERA UM PERSONAGEM TINHA SEU(s) CARÁTER DEFINIDO.NESTA TEMPORADA É UM SAMBA DO CRIOULO DOIDO: SYLAR É BOM , SYLAR É MAU, SYLAR É O FILHINHO QUE A MAMÃE SEMPRE QUIZ TER, SYLAR É UM VIRA-CASACA, SYLAR É UM APAIXONADO, SYLAR É UM PSICOPATA DE NOVO E MATA A NAMORADA (OUTRA INDECISA).DÁ PRA DECIDIR O CARÁTER DELE ? E DO NATHAN ? E DA TRACY(NIKKI 4)?

  4. neto paes

    Elle morreu? sério?! Parabéns pra Kristen Bell que se livrou dessa roubada…apesar da Elle ser um dos melhores personagens que surgiram, ela tava completamente perdida na história…

  5. Juninho

    Não entendo alguns comentarios,eu estava lendo os comentarios da coluna da audiência dessa segunda,e muitos lá vibravam com a queda de audiência da série,dizendo que ela merecia cair muito mais,outros batem sempre na mesma tecla,dizendo que a série não presta,não seria melhor não assisti,tem muitas séries que não gosto,mais respeito,e não torço pela queda da série afinal tem gente que gosta.
    Agora sobre o review,tenho gostado da forma que o Vincios tem escrito,crítica com respeito e argumentos relevantes,e claro respeito a opinião do autor.
    O Episodio foi bem legal,também acho que a intenção do autor é recomeçar a série,que se transforma da agua pro vinho nos proximos episodios,sobre esse episodio gostei do encontro da Claire e do Hiro,que nunca haviam se encontrado na série,também não gostei da morte da Elle,mas na segunda temporada a personagem era bem melhor,E sobre Fugitives que o Alessandro comentou a cima,está otimo,o segundo episodio foi inferior ao primeiro mas mesmoa assim foi muito bom,ainda acredito na série,que pena que poucos acreditem,acho que só dura mais uma temporada.

  6. Cartney

    Mica
    Eu fiz o mesmo questionamento. A cena tenta mostrar a sede de novos poderes tomando conta novamente do sylar … so que ele ja tinha os poderes da ELLE !!!
    detalhe que no inicio da temporada ele tentou fazer isso e causou uma explosao (será que pq agora ele também eh “eletrico” isso nao acontece?)
    No final das contas acho que eles fizeram so essa essa pra mostrar o Sylar como assassino … e salvar a kristen bell dessa bomba
    e pensar que ela recusou lost pra entrar em heroes

  7. Gigio

    Se ela (Kristen Bell) entrasse em lost seria na pele de Charlotte então não teria jeito: morte na mesma semana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account