Log In

Reviews

Review: Heroes – Shadowboxing

Pin it

Heroes - Shadowboxing

Série: Heroes
Episódio: Shadowboxing
Temporada:
Número do episódio: 68 (4×09)
Data de exibição nos EUA: 9/11/2009
Data de exibição no Brasil: 16/3/2010
Emissora no Brasil: Universal

Logo quando esta temporada se iniciou, eu estava no Twitter e avisei que o torrent do episódio havia saído. De imediato, um colega me perguntou: “você ainda consegue assistir Heroes?” Eu respondi a ele: “sim, agora que eu comecei, preciso terminar e saber onde toda estas tramas irão dar”. Confesso que este é o único motivo que tenho atualmente para assistir a esta série. Digo que este quarto ano até começou bem, como foi nos anteriores, mas agora já começo a perceber que a série está sem fôlego, que as tramas estão escassas e que existem poucas coisas que realmente fazem sentido. A única coisa que continua dando certo é o Sylar. Se não fosse por ele, tenho certeza que eu já teria abandonado ela a muito tempo.

De qualquer maneira, após o capítulo fatídico das viagens no tempo de Hiro, Heroes retoma as “tramas” que vinha desenvolvendo. A partir do momento em que Sylar tomou posse da mente de Matt, ele resolveu viajar para Nova York com o intuito de arranjar respostas para aquilo que está acontecendo. No entanto, Matt e Sylar se testam o tempo todo e o policial toma uma medida desesperada. Parece que é verdade quando dizem que situações extremas exigem medidas desesperadoras. Enquanto o verdadeiro Sylar estava a caminho de Nova York, o farsante Nathan “Sylar” Petrelli voltou ao “normal” e fugiu do circo de Samuel. Mais um problema que ele terá que lidar.

Entretanto, Samuel precisou resolver as coisas com Claire. A garota que ele havia enviado, Becky, não conseguiu dar conta do trabalho. Aliás, o seu envolvimento nesta trama é interessante. Ela perdeu o pai, também com habilidades especiais, quando ainda tinha cinco anos, morto por Noah Bennet quando este trabalhava para a Companhia. A garota, foi então acolhida por Samuel, que lhe prometeu vingança. Enviada para tentar trazer Claire, parece que Becky foi possuída pelo desejo de vingar da morte do seu pai – falhando em sua missão. O Samuel, vale a pena ressaltar, é um personagem que entrou muito bem na série. Ele consegue ser ambíguo, se apresentando como uma espécie de “ancião” e “sábio”. E ele está disposto a ir onde for preciso para fazer com que os seus planos dêem certo, apesar de ainda não sabermos qual são exatamente.

Heroes - Shadowboxing

A outra trama, enfadonha como sempre, ficou por conta de Peter no hospital tentando salvar vidas. Uma coisa é certa: algo vem acontecendo com os seus poderes. Ainda assim, não entendo o porquê da série utilizar aquela mulher surda com um poder que, na minha opinião, me parece tão imbecil e medíocre. Parece que os roteiristas pensaram da seguinte forma: já que ela não ouve, vamos fazer com que ela enxergue as cores da vida.

Cansei de esperar alguma qualidade em Heroes. Tudo o que eu quero realmente é que esta série acabe o quanto antes.

* * *

Texto revisado a partir de post publicado originalmente no weblog Sob a Minha Lente.

Séries citadas:

4 Comments

  1. Gilberto

    Também acho que Sylar é a única marca registrada da série no momento! Os outros personagens ficaram tão incoerentes que as vezes torço por sua morte, hehe. Matt também é um dos poucos que ainda gosto.

    A 4º Temporada ainda está melhor do que a 3º, espero que haja uma quinta com uns 6 ou 8 episódios apenas para fechar a série!

    Sobre o poder da mulher surda, ela não apenas consegue ver o som, mas também solidifica ele. Quando vi esse poder logo me lembrei dos Músicos Assassinos do filme Kung-Fusão!
    http://www.youtube.com/watch?v=6Iz-9FkfSVI&feature=related

    Esse poder tem potencial sim! Mas duvido que os roteiristas irão aproveitá-lo como se deve…

  2. Cleide

    eu também continuo a assistir Heroes e descobri o que me leva a continuar é o fato do Sylar existir
    gostei do review, valeu :)

  3. Matheus

    Ao contrário da maioria eu gosto de Heroes, e continuo assistindo não apenas por causa do Sylar, mas todos tem um papel importante. Tem episódios que me dão um pouco de sono, mas isso não me incomoda tanto, afinal, esses episódios são importantes para intender a trama.
    Agora eu espero bastante da Quinta temporada, que acredito que possa ser o final da série, pelo caminho que está seguindo, a não ser que consiga trazer o fãs de volta.
    Entretanto, quero que tenha várias temporadas ainda. :)

  4. Juninho

    Heroes já me trouxe varias decepções,mas também foi motivos de boas doses de divertimento,não acho Heroes tudo isso que descrevem,mas respeito a opinião e as decepções de cada um,só acho um pouco exagero colocar Heroes como um grande martírio.

    Mas concordo com o fato de Sylar ser o maior acerto da série,nessa temporada o jogo de gato e rato entre Sylar e Matt garantiu a melhor historia de Heroes como há tempos não se via.

    Torci muito pelo fim da série,mas analisando essa temporada inteira,posso dizer que torço pela quinta temporada,e aguentaria sem nenhum problema mais uma temporada de Heroes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account