Log In

Reviews

Review: Heroes – Hysterical Blindness

Pin it

Heroes - Hysterical Blindness

Série: Heroes
Episódio: Cegueira Histérica (Hysterical Blindness)
Temporada:
Número do episódio: 64 (4×05)
Data de exibição nos EUA: 12/10/2009
Data de exibição no Brasil: 9/2/2010
Emissora no Brasil: Universal

Tenho concordado com alguns comentários que li durante a semana passada de que a terceira temporada sabotou Heroes, completamente. E tenho percebido cada vez mais isso. A sensação que tenho quando assisto à série, é de que ela deu um reboot proposital para começar tudo do zero, como se estivesse iniciando um novo projeto.

O episódio anterior, Acceptance, funcionou com esta característica ao mostrar os personagens aceitando o fato de terem poderes, de serem especiais e habilidosos e, principalmente, aceitando o destino que lhes foi concedido. Aqui em Hysterical Blindness, não existe nenhuma confirmação disso, mas tem a volta de Sylar. Completamente sem saber quem ele é e tentando descobrir como ele foi parar naquela floresta e o porquê das habilidades estarem se manifestando no seu corpo, soa exatamente como se víssemos aquele mesmo personagem da primeira ou segunda temporadas que estava se descobrindo como uma pessoa.

E isso, decerto, é bom e ruim para Heroes. É ruim no sentido de que, a série já está no seu quarto ano, e Tim Kring (criador e roteirista) continua fazendo as mesmas coisas, a fórmula tem soado repetitiva e cansativa. Até que ponto iremos aturar as idas e vindas do Tim Kring, afinal? E pode ser bom no sentido de que Heroes, pelo menos nos quatro episódios iniciais, se mostrou bastante equilibrada e apresentou as tramas de maneira bem planejada, como não se via antigamente. Aqui, no entanto, Heroes mostra que se perdeu um pouco em relação à Peter Petrelli e Emma, a surda que enxerga cores em sons.

Entretanto, durante a semana tudo o que se falava era sobre o beijo lésbico entre Claire e Gretchen. O episódio é o que menos importa, assim como o percurso de Sylar para entender a si mesmo. O que realmente importa é o beijo, imagina a cena! E ele aconteceu. Deve ter sido uma atitude desesperada dos produtores em alavancar a audiência (coisa que não se concretizou).

De qualquer maneira, saindo um pouco dessa estória do beijo, o fato de Claire estar na faculdade tem sido uma das boas tramas desta quarta temporada. E isso deve também à questão de que ficou claro a série de eventos que aconteceram neste curto período em que ela se manteve por lá. A sua antiga colega de quarto, que supostamente havia se matado, na verdade foi assassinada por uma integrante da família de ciganos, a mesma que acolhe Sylar no final do episódio.

Heroes - Hysterical Blindness

E ela, como sempre, está nos planos, assim como todos os outros heróis, de ocupar um lugar na mesa desta tradicional família (não sei como conceituá-la). Heroes, caro leitor, tem exigido um grande poder de paciência. Já pensei em largá-la diversas vezes, mas sempre acabo encontrando uma vontade de assistí-la (talvez porque preciso comentá-la aqui pro blog e para outros veículos que também escrevo). Mas, sinceramente, é por episódios como estes que eu entendo perfeitamente o porquê de muitos terem desistido. Heroes precisa de mais movimentação, mais ação.

Sempre falta alguma coisa. Acredito que, agora, esteja faltando mesmo é criatividade.

Séries citadas:

10 Comments

  1. Mauricio

    Eu aturei Heroes até o final da segunda temporada. Foi meu limite pra tanta enrolação.

    E, pelo visto, não perdi nada.

  2. Ceti

    Prá mim, Heroes perdeu a credibilidade ainda na primeira temporada, quando o pai Claire toma vários tiros, parece que morreu e, enfim, acaba não morrendo. Isso aconteceu com vários outros personagens (aliás, aquele hindu morreu ou não? Ele simplesmente desapareceu, assim como a dupla de irmãos portorriquenhos, o filho daquela loura-que-ainda-não-encontrou-seu-lugar-na-série-depois-de-três-temporadas etc. Ou estou enganado? Desapareceram ou morreram? É tudo tããão confuso!!!).

    Hoje só assisto prá fazer companhia à minha mulher, que também não entende nada, mas acha (a coitadinha) que no fim tudo vai se explicar…

  3. bia mafra

    na verdade, a serie foi projetada para ter uma alta rotatividade nos atores, algo bem parecido com a nossa vida, ou vao me dizer que vcs veem seus amigos de ginasio, ensino medio ou faculdade hoje? pode ser que fale com alguns, mas nunca com todos. Devido ao grande carisma de alguns personagens, o autor nao conseguiu fazer com que eles nao aparecessem nas temporadas seguintes, surgindo essa miscelanea.

  4. João da Silva

    Sobre os irmãos portorriquenhos, um (Alejandro) foi morto pelo Sylar, enquanto que a Maya teve a habilidade dela removida pelo Arthur Petrelli. Foi um alívio terem matado o Alejandro, já que o personagem era insuportável.

  5. antonium

    eu só vou ver pelo beijo lésbico da “angelical clarisse”..:)..rsrrsrs…que coisa,não?um seriado que prometia ser o sucessor de Lost acabou se perdendo….realmente não há muito o que falar:”salvem a lider de torcida” não salvou o time de ser rebaixado para a segunda divisão e o eclipse que começou a serie já era um sinal de má agouro,mesmo….rsrsrr…rindo para não chorar…

  6. eugifran

    desisti de heroes no final da temporada passada…
    quando no episodio aconteceu mais do mesmo…
    ja perdi a conta de quantas vezes o sylar perdeu os poderes, se perdeu, virou bonzinho, virou malzinho, morreu, ressucitou…
    o mesmo vale pro hiro, alguem sabe quantas vezes ele ja perdeu os poderes?
    nao assisto mais heroes… tentei assistir a premiere dessa temporada… desisti…
    ainda mais com tantas series boas estreiando…
    prefiro tentar gostar de vampire diaries do que engulir heroes….
    a serie deveria ser cancelada e rolar outro piloto que nao seja policial/medico…
    pelo o que vi, eh so isso que vai rolar na proxima temporada, ja que 8 de 10 pilotos sao policiais/medico/comedias forcadas…

  7. Gilberto

    Quase desisti de Heroes no 2º volume da temporada passada, mas este agora melhorou um pouco, e como não tenho nada melhor para assistir mesmo.

  8. Reinaldo

    Aguentei as 4 temporadas de Heroes. Não dá mais. Vou ver algo mais inteligente. Cansei de ser enrolado.

  9. Patrícia

    Cansei de heroes na temporada passada… e olha que é muito difícil eu desistir de uma série, normalmente eu aguento até o fim, mesmo sendo ruim… mas essa tava insuportável…

  10. Juninho

    Heroes apresentou uma quarta temporada coerente e bem feita,mas claro que não ficou livre das mancadas de sempre,e por alguns episodios Heroes apresentou os mesmos erros,mas analisando toda temporada classifico ela como boa,a série de fato ficou manchada pela sua confusa terceira temporada e infelismente não podemos passar uma borracha nela,mas para os fãns pacientes como eu,essa temporada veio para se redimir.

    Sobre o beijo gay,tive a mesma impressão,de que tudo não passava de golpe de marketing,e pode até ter sido,mas a trama das duas foi desenvolvida com bastante cuidado e inteligência,e o resultado final não foi apelativo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account