Log In

Reviews

Review: Heroes – Homecoming

Pin it

Cena de Homecoming
Série: Heroes
Episódio: Jogo da Volta às Aulas (Homecoming)
Temporada:
Número do episódio: 9
Data de exibição nos EUA: 20/11/2006
Data de exibição no Brasil: 27/4/2007
Emissora no Brasil: Universal

Não existe herói sem inimigo, e todo vilão surge em função das ações de seu futuro antagonista.

Este é um dos aspectos que compõem a mitologia dos super-heróis das histórias em quadrinhos. Há quem defenda que Coringa, Espantalho, Pinguim, Hera Venenosa, Chapeleiro Louco e os demais inimigos dementes do Batman usam fantasias e assumem suas personalidades vilanescas inspirados pelo Cavaleiro das Trevas.

Um dos filmes que retrata esta relação é Corpo Fechado (Unbreakable), para mim o melhor longa-metragem de M. Night Shyamalan.

David Dunn (Bruce Willis) é um homem que, inexplicavelmente, sobrevive sem nenhum arranhão a um gigantesco desastre de trem. Ainda tentando entender o que aconteceu, ele é procurado por Elijah Price (Samuel L. Jackson), um autor de história em quadrinhos fascinado pela sua história.

Price é o oposto do sobrevivente do acidente de trem. Ele tem uma doença congênita cuja principal característica é a fraqueza dos ossos. Sua fragilidade é tão grande que ele nasceu com os braços e pernas quebrados. Na escola, ganhou o apelido de Mr. Glass (senhor Vidro) dos demais estudantes.

Sem estragar o filme para quem não viu, a relação entre Dunn e Price mostra detalhes bacanas da eterna luta do bem contra o mal, com alguns momentos filosoficamente inspirados.

Em Heroes, Sylar é o arquiinimigo. Ele é citado desde o piloto, Genesis. Sua primeira aparição foi em One Giant Leap, terceiro episódio da primeira temporada, quando ele entra no escritório do FBI de Los Angeles em busca da pequena Molly Walker, única sobrevivente de um ataque do vilão.

Saberemos mais sobre Sylar no próximo episódio, Six Months Ago, mas em Homecoming já é possível notar que estamos diante de uma ameaça ao futuro da humanidade.

O duelo entre o vilão e Peter Petrelli nas dependências da Union Wells High School oferece um dos momentos mais movimentados de Heroes até aqui.

Mesmo após encontrar o quadro que faltava na sequência vática de Isaac Mendez e descobrir que a morte pode ser seu destino, o enfermeiro decide continuar sua missão para salvar Claire. Ele não titubeia e segue acreditando nas palavras do Hiro Nakamura do futuro que, ao salvar a líder de torcida, salvará o mundo.

Cena de HomecomingChegando na escola, após uma série de encontros e desencontros, Peter fica diante de Sylar, que está ali para tomar a habilidade de Claire. Após uma luta entre os dois, o herói cai de uma escada e, aparentemente, morre.

Só que Peter escapa da morte. Assim como Claire, ele consegue se recuperar rapidamente da queda. Outro indício de que o personagem principal de Heroes tem um poder muito mais interessante do que o de voar, como era previsto no início da série.

Neste meio tempo, Sylar consegue fugir. Mas ele acaba capturado por Eden e pelo haitiano.

Quem reclama da falta de ação em Heroes, que muitas vezes privilegia tramas contemplativas, não deve ter tido queixas contra Homecoming.

Avaliação: Muito bom.

Séries citadas:

22 Comments

  1. Cristiano (Highlander_Master)

    OFF TOPIC
    Realmente a Fox não exibiu a nova temporada de American Dad, taparam o buraco com um episodio de Bones. Bom, pelo menos dessa vez não taparam o buraco com os simpsons como fazem quase sempre…

  2. Darth Cesar

    Pra mim foi o melhor episodio de Heroes até agora.
    O Peter é uma especie de Vampira/X-men, por isso é um dos mais poderosos, o cara tem é muita sorte, se atirou do alto de uma predio e o irmão salvou e xupinhou o poder de voo do cara, caiu do topo da escola com o Sylar e só não morreu porque segundos antes esteve perto da Claire, absorvendo os poderes dela.
    Ainda não entendi o dom do haitiano, parece um inibidor de poderes.

  3. Simone Miletic

    Posso comentar o dessa semana adiantado? Posso? Posso?

    Primeiro: Alê, ótimo review! O melhor até aqui!

    E o episódio que passaou sexta foi bom! Sério, o seriado devia ter começado com ele e aí eu até assistia os outros. Agora tô até pensando em baixar o seriado, pois eu já havia desistido no segundo episódio…

  4. Leon

    Foi um excelente episódio para heroes (tá bom, eu esperava mais do confronto, em vez de uma simples queda de cima das arquibancadas) mas isso não tirou de forma alguma o mérito do eisódio, que foi muito bom mesmo, muito emocionante.

    César, acredito eu que o haitiano tem poderes que alteram a mente dos outros (isso é só um palpite, não se preocupe com spoilers, eu assisto pelo Universal), apagar, já vimos que ele apaga a mente, mas também, ele coloca a mão na frente do rosto da pessoa e a pessoa desmaia. acho que é algo controlador de mentes, sei la ! Acho que é tipo um desneuralizador dos “Homens de Preto” ambulante !

  5. Mica

    O Sylar aparece no episódio 3!??? Eu não lembro disso!!! Tenho que rever…
    Agora, cá entre nós, se tem um personagem de Heroes que eu adoro é o Sylar, hehehehe

    Com esses poderes regenerativos, pergunto-me se algum dia a Claire irá morrer de verdade…

  6. Cristiano Vieira

    Sylar é demais.

    Heroes(Acompanho via downloaded) e já joguei meu senso crítico no lixo. Virei fã de carteirinha. Essa série é excepcional!!!

    A partir desse episódio aí de cima que a coisa desnanda e só cresce!

  7. Luciano Bruce

    Pois é, pra mim tmb foi o melhor episódio…
    Já sou ´fã de carteirinha, desde a primeira aparição do Hiro!

    =D

  8. Pingback: Heroes Review 01 x 09: Homecoming

  9. Neto Paes

    É, pelo que eu entendi tb, o Peter é como a Vampira, absorve os poderes de outros heroes próximos a ele, foi assim com o Nathan, com o Isaac, com a Claire…e o estudante haitiano me parece funcionar como um inibidor de poderes.

  10. Darth Cesar

    Leon acho q tu tem razão, é por ai mesmo, em Las vegas, o haitiano estava perto do Nathan e o cara saiu voando assim mesmo.
    Eu não entendi o poder do Sylar, (se alguem souber), ele mata e absorve o poder do morto? então ele é um highlander?! heheh

  11. Mica

    Eu acho q a partir do momento que o Sylar mata, ele compreende o poder da pessoa…ele meio que disseca, entende? E assim passa a utiliza-lo. Ou é isso, ou é um poder igual ao do Peter, mas ele o absorve de forma diferente.

  12. Bernardo

    O Peter tem é sorte … apesar do poder ser igual ao da Vampira, ele ñ precisa tocar na pessoa e ñ enfraquece o dono do poder – é uma habilidade passiva.

    Só falta em Heroes os personagens coloridos (estilo Noturno, Mística, Beast Boy/Mutano dos Teen Titans …).

  13. Cesar

    Um ótimo episódio! A crescente de Heroes é impressionante e cativante. Para se ter uma idéia, eu só consigo acompanhar na reprise, à 1:00, de sexta pra sábado! E não perdí nenhum!

    Ale, um baita post! Parabéns!

  14. maurício

    Na verda o Peter não precisa estar perto para absorver o poder de alguém. Basta ele concentrar e se lembrar do poder de alguma pessoa, não importa onde ela esteja. Agora em relação ao Sylar eu ainda não entendi direito. Mas eu tenho certeza que o poder dele é igual ao do Peter. Eu acho que ele mata a pessoa por opção. Percebi isso no episódio Six Months Ago, quando ele matou pela primeira vez. Nesse episódio, ele parecia acreditar que havia algo “quebrado” no cérebro da pessoa e que precisava ser “concertado”.

  15. Patrícia

    Eu acho que o Sylar precisa matar pra conseguir o poder da pessoa (pelo menos foi o que eu entendi vendo o Six Months Ago…), diferente do Peter… agora essa história de o Peter se concentrar pra pegar o poder dos outros, sem precisar estar perto, não sei não… como ele sabia do poder da Claire, de regeneração? Eu acho que ele precisa se aproximar da pessoa, aí deve sentir alguma coisa, sei lá, pra absorver o poder dela…

    Bom, só queria deixar o comentário que achei “Homecoming” um episódio muito bom e a review foi muito bem feita também, e o que passou essa semana (Six Months Ago) foi melhor ainda… Heroes tá ficando cada vez melhor mesmo… ainda bem que não desisti de assistir no começo…

  16. Lucas Barreto Gomes Leal

    poh com todo respeito “Um dos filmes que retrata esta relação é Corpo Fechado (Unbreakable), para mim o melhor longa-metragem de M. Night Shyamalan.”
    mtos odeiam o filme eu gosto…mas falar que é o melhor dele tendo o cara feito “O Sexto Sentido” não dá…
    “O duelo entre o vilão e Peter Petrelli nas dependências da Union Wells High School oferece um dos momentos mais movimentados de Heroes até aqui.”
    essa foi a melhor cena até esse episódio em questão…

    o resto nem da pra eu ficar comentando afinal acompanho via download e se eu tentar comentar algo vou acabar passando spoiler!!!=/

  17. Gui Barranco

    Bom, como eu acompanho via download não vou comentar nada pra não correr o risco de mandar um spoiler de graça… Mas preciso dizer, o poder do Peter é definitivamente o mais irado, e realmente, esse episódio marca a virada… A partir dele a coisa só melhora e a gente definitivamente não consegue parar de ver!!!

  18. iara

    Eu concordo com a Patrícia sobre o Sylar e, também acho que o Peter precisa ficar perto do heroe que ele vai absorver os poderes, mas, como já disseram, ele não “suga”, como a Vampira (que, aliás, é uma das minhas preferidas). Eu também gosto muito do filme “Corpo Fechado” (se bem que eu gosto dos tres que eu assisti : Sexto Sentido, Corpo Fechado e Sinais). Fala pra Simone assistir sim, ela pode assistir NCIS na 6ª e o Heroe no sábado ( a minha irmã faz isso). Otímo review Ale, e ótimo epi tb!

  19. Paulo Fontes

    Quanto ao poder do Sylar, parece que ele originalmente tinha a habilidade de “sacar” qual era o defeito dos relógios (ele era relojoeiro). Ele aplicou isso no cérebro do primeiro “heroe” e adquiriu a mesma habilidade. Por isso talvez a necessidade de arrancar o cérebro de suas vítimas, para entender o funcionamento do poder e adquiri-lo.

  20. maurício

    Patrícia, o que eu quis dizer é que o Peter precisa ficar perto da pessoa apenas uma vez para absorver seu poder. Depois disso ele pode usar o poder permanentemente, ou seja, a pessoa não precisa mais estar próxima dele. E quanto ao Sylar, eu continuo achando que ele mata porque é um assassino. Porque se o poder dele é igual ao do Peter (e eu sei que é) ele podia muito bem descobrir um jeito de absorver sem precisar matar. E isso ele não faz porque não quer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account