Log In

Reviews

Review: Heroes – Don’t Look Back

Pin it

Cena de Heroes
Série: Heroes
Episódio: Don’t Look Back
Temporada:
Número do Episódio: 2
Data de Exibição nos EUA: 2/10/2006
Data de Exibição no Brasil: 9/3/2007
Emissora no Brasil: Universal

Galileu Galilei não voava. Também não há relatos de que ele podia pintar o futuro ou se recompor rapidamente de ferimentos.

Mesmo assim, o físico, matemático e astrônomo italiano não era uma pessoa comum. Ousou defender, entre os séculos XVI e XVII, a tese de que a Terra não era o centro do universo. Ele provou que a hipótese de Nicolau Copérnico era um fato: a Terra girava em torno do Sol, teoria conhecida como heliocentrismo.

Essa revelação custou a tranqüilidade de Galileu Galilei. Foi perseguido pela Igreja Católica durante o período nefasto da Inquisição e terminou seus dias enclausurado.

A história de um dos gênios da humanidade comprova como o desconhecido sempre causou medo ao longo da história. Muitos séculos antes da perseguição a Galileu Galilei, Platão demonstrou na alegoria da caverna que o ser humano, em geral, prefere viver amedrontado entre sombras a sair e buscar luz.

Novas teorias e descobertas sempre causam estranheza em um primeiro momento. Leva tempo até que uma pessoa saia da zona de conforto e encare a novidade. Equiparar Heroes com Lost não deixa de ser uma busca pelo conforto. Comparações com outros seriados – como 24 Horas, Prison Break, The O.C. e Veronica Mars – também são totalmente descabidas.

Novamente, vale lembrar que a série de Tim Kring adota a narrativa épica. Uma saga nunca é marcada pela ação frenética ou por reviravoltas malucas desde o seu começo. Creio que a decepção de muitos com o piloto de Heroes aconteceu muito mais por toda a expectativa gerada em torno de sua estréia do que com a qualidade do episódio em si.

Criaram em torno de Heroes um propósito messiânico absurdo. Como se a série viesse salvar os fãs descontentes com o caminhar da carruagem de outros programas. Heroes não é uma roda dos enjeitados, dispositivo presente nas Santas Casas e nos conventos até meados do século XX para receber órfãos e crianças não desejadas pelos pais.

Heroes é uma série ambiciosa, mas nunca ouvi seus criadores afirmarem que pretendem estabelecer um divisor de águas nos seriados.

Em um mundo dominado pelo ritmo frenético e pela descartabilidade das novidades, Heroes oferece um ritmo cadenciado. Os que persistirem notarão que estão em um caminho ascendente. Assim como os personagens, a audiência descobrirá aos poucos como a série é envolvente. Os telespectadores mergulharão nos dilemas éticos e morais que cercam a descoberta de novas possibilidades.

Cena de HeroesEm uma das definições do dicionário Houaiss da língua portuguesa, herói é descrito como o filho da união de um deus ou uma deusa com um ser humano, um semideus. Em outra significação, ele é descrito como um indivíduo notabilizado por suas realizações.

Prefiro a segunda definição, sem maniqueísmos. Pessoas não são boas ou más. São apenas… humanas. Se você descobrisse que seu vizinho pode ler pensamentos, reagiria com fascínio ou medo?

Séries citadas:

39 Comments

  1. Ricardo LJP

    Mais oq você achou do episódio? Que review é esse que não fala nada do episódio?

  2. João Nilson

    [Mais oq você achou do episódio? Que review é esse que não fala nada do episódio?]x2

  3. João Nilson

    Vc esqueçeu de comparar com a série X-Men.

    Spoiler
    E essa serie é maniqueista, aquele Serial Killer é retratado como se fosse sendo o que?

    Series não maniqueistas são as que retratam conflitos humanos, A Sete Palmos, Seinfeld, Desperate Housewives (dando destaque para essa, que coloca as heroinas em posições que outras séries taxariam como maleficas e teve um episodio inteiro sobre o assunto “That`s good, that`s bad” na 2a temporada

  4. Carla

    [Mais oq você achou do episódio? Que review é esse que não fala nada do episódio?]x3

  5. Alinne

    [Mais oq você achou do episódio? Que review é esse que não fala nada do episódio?]x4

  6. Paulo Antunes

    João Nilson, o nome da série é Heroes, não podia ser diferente. Toda narrativa com herói é maniqueísta. Ser maniqueísta não é sinal de que é infantil, de que não é complexo, de que não é inteligente. É uma escolha narrativa. Repare que na série já tivemos dois “heróis” suicidas – sinal de que Heroes não está fugindo dos conflitos humanos.

    Não entendi o que você quis dizer com o serial killer, quer dizer que tem serial killer do bem? Pelo visto parece que está virando moda torcer para serial killer… Eu, hein?

  7. Babi

    Alê, eu gostei muito da sua review anterior, mas nessa você tenta convencer o povo a acompanhar a série, e a review ficou de fora…

    Na minha opinião, por pior que seja a série, a primeira temporada (inteira) deve ser vista p/ que se possa decidir sobre seu futuro. É uma covardia as redes de tv cancelarem a série com 2 ou 3 epis…

    Duas coisas sobre Heroes: aquele japinha me irrita e a mulher que tá fugindo com o filho é a cara da Ana Hickman!!

  8. Thais Afonso

    Novamente eu gostei mais da review do que do episódio, mas isso vai ser fácil se você continuar escrevendo assim, Ale. Mas o episódio já foi melhor que o piloto. Se continuar a melhorar, a série pode ficar boa. Mas ela ainda tem muito potencial que não é explorado.

  9. Pingback: » Heroes Review 01x02: Don’t Look Back » Poltrona.TV | O blog sobre televisão » Março » 2007

  10. Lorena

    [Mais oq você achou do episódio? Que review é esse que não fala nada do episódio?]x4

  11. Cesar

    Um texto não precisa ser literal para passar sua mensagem. Os textos do Ale não são óbvios nem literais, e transmitem o “espírito” do episódio.

    O que não significa que os resumos que vemos no Teleséries sejam ruins. Pelo contrário! São apenas maneiras diferentes de ver séries diferentes.

    De fato, quem não viu não consegue entender, mas quem viu sabe exatamente o que ele quiz dizer. E o episódio já foi mais interessante que o piloto e, espero, aos poucos a série vai encorpar e ganhar o ritmo que se deseja.

  12. Lucas Barreto Gomes Leal

    apesar de mta gente ter criticado o review achei que o Ale falou bem o que ele achou do episodio…basta ler nas entrelinhas e em alguns momentos bem claramente o texto…o problema é que ele não comenta de forma expressa…o que causa desconforto pra algumas pessoas…mas acho que o mais importante esta ali basta LER (e não apenas passar os olhos por cima das letras e entender o significado das palavras)
    parabens Ale espero que o teu review me inspire pra escrever o meu de BSG que eu vou escrever já já ;)

  13. limao

    texto preguiçoso.
    Poderia ser usado em qualquer episodio da temporada. Analisar o episodio, que eh o proposito do review, nada.

    Episodio foi bom, mas as coisas ainda vao esquentar…e quanto ao serial killer, nao acho que ele foi feito pra torcermos pra ele mas sem duvidas o personagem eh umas das melhores coisas da temporada.
    Hiro merece esse hipy todo?
    Tb acho que nao.

  14. Claudio

    Eu estou achando a série bem legal. Principalmente, as histporias do Hiro e da cheerleader. E pelo que eu li na internet, em vários sites, a série vai melhorando ao longo da temporada. Parece que lá pelo episódio 8 é que a coisa engrena de verdade. Eu vou pagar para ver.

  15. Rubens

    [Mais oq você achou do episódio? Que review é esse que não fala nada do episódio?] x6

  16. Ana

    Com certeza, esse epi foi melhor q o piloto.
    E a história do Hiro e da Claire… estão ficando cada vez melhores!!!
    Mas bem que eu queria saber o que você achou do epi…

  17. Lorena

    [Mais oq você achou do episódio? Que review é esse que não fala nada do episódio?]x7

  18. Leon

    Sou só eu ou o Universal passa comerciais DEMAIS durante a exibição de heroes ? quanto à serie, esse episodio foi ainda melhor que o piloto !

  19. Thiago Sampaio

    Aaah, Eric =p Isso era pra “se aprender aos poucos”
    Perguntaram, eu sei. E é bem óbvio. Mas mais a frente darão destaque a isso, e a melhor resposta seria “vj mais a frente”…

  20. Cristal

    Assisti Heroes até o 4º episódio, adorei, e decidi esperar pra ver na tv.
    É sempre bom ver no conforto do meu sofá.

    Engraçado… Normalmente acabo não gostando das críticas de algumas séries nesse site justamente por narrarem o episódio. Como já disseram antes, excelente texto.

  21. Bárbara

    [Mais oq você achou do episódio? Que review é esse que não fala nada do episódio?]x8

  22. Marta

    [Sou só eu ou o Universal passa comerciais DEMAIS durante a exibição de heroes?]x2

    Caramba.. eu contei uns 5 ou 6 intervalos!
    Mto chatoo!
    =//

  23. Ricardo

    Assisti aos dois episodios de Heroes e até agora
    considerei a serie mediana,um caldeirão de historias já contadas.O segundo episodio foi superior ao segundo e espero que continue assim,usando as palavras do autor do review continue numa carreira ascedente

  24. Rubens

    De fato nao precisa NARRAR o episodio, pois aí nao é mais review, e sim sinopse. Só que precisa FALAR SOBRE o episodio e comentar o que achou do mesmo…

    Sao duas coisas diferentes.

  25. Cesar

    Como toda série que é sucesso, “Heroes” vai gerar essa divisão característica dos que gostam e dos que não gostam. Nada mais normal. Por exemplo, não acompanho – e não gosto – de “24 Horas”, “Lost”, “Prison Break”, “Grey’s Anatomy”, que são queridinhas e odiadas aqui.

    Pelo visto, teremos mais uma série que vai levantar discussões sem-fim…

  26. rodrigo

    Quem está começando a assistir agora vá se preparando porque o melhor episódio de Heroes é próximo, ou seja, o 3° é melhor que o 2º que é inferior ao 4° e assim por diante. A série é envolvente. Estou no 18° e é sensacional. Adorava Lost mas Heroes com certeza a desbancou.

  27. Lucas Barreto Gomes Leal

    ah gente meu isso de Heroes desbancou Lost nada a ve…Lost tem 3 temporadas publico solido e uma historia que vai durar provavelmente mais dois anos pra ser contada…
    Heroes tem 18 episodios tem um caminho LONGO a trilhar até chegar em Lost, seja de sucesso, seja de publico, seja de premios…
    sem comparações por hora…é que nem querer comparar o Ronaldinho com o Maradona

  28. Pingback: Heroes Review 01×02: Don’t Look Back · Poltrona.TV | O blog sobre televisão

  29. Lu

    Engraçado, gostei do review (e do anterior também) justamente por fugir ao estilo resumo-de-caixinha-de-filme, que é o que mais se vê por aí. Os comentários fazem sentido para quem viu o episódio e, ao mesmo tempo, não estragam a surpresa de quem ainda não viu.

  30. Pingback: Heroes (S01E02): Don’t Look Back | Poltrona.TV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account