Log In

Reviews

Review: Heroes – Collision

Pin it

Cena de CollisionSérie: Heroes
Episódio: Collision
Temporada:
Número do Episódio: 4
Data de Exibição nos EUA: 16/10/2006
Data de Exibição no Brasil: 23/3/2007
Emissora no Brasil: Universal

Sometimes questions are more powerful than answers. How is this happening? What are they? Why them and not others? Why now? What does it all mean?” (Às vezes, as perguntas são mais poderosas do que as respostas. Como isto está acontecendo? O que são eles? Por que eles e não outros? Por que agora? O que tudo isso significa?)

As epopéias são poesias objetivas. Uma de suas características é a presença de um narrador. Na obra-prima A Divina Comédia, o italiano Dante Alighieri conta sua passagem pelo Inferno, pelo Purgatório e pelo Paraíso com o objetivo de mostrar a edificação moral do pecador em busca do caminho do perdão de Deus.

Em Heroes, o narrador é Mohinder Suresh, o segundo homem mais sexy da televisão norte-americana segundo o TV Guide – ele perdeu para o doutor Derek McDreamy de Grey’s Anatomy.

O professor indiano de genética inicia cada episódio provocando a reflexão dos telespectadores sobre os dilemas éticos e morais que a descoberta de pessoas com super-poderes pode trazer. As afirmações e perguntas que iniciam Collision são citadas no começo deste texto.

Outra característica das epopéias é a divisão dos acontecimentos em grandes temas. Em A Divina Comédia, como mencionado acima, temos o Inferno, o Purgatório e o Paraíso. Em Os Lusíadas, do português Luís Vaz de Camões, encontramos a narrativa distribuída em 10 cantos.

Dos 18 episódios de Heroes já exibidos nos Estados Unidos, Genesis, Don’t Look Back, One Giant Leap e Collision marcam a primeira etapa da série.

A visita de Hiro Nakamura do futuro a Peter Petrelli determina o fim do que podemos chamar de “pessoas comuns que descobrem habilidades extraordinárias”.

Meu nome é Hiro Nakamura. Eu sou do futuro. Eu tenho uma mensagem para você.

Cena de CollisionDentro do contexto dos poemas épicos, as frases acima podem ser considerados os três últimos versos desta fase.

No entanto, não é apenas a surpreendente visita de um maduro Hiro que marca o fim da primeira etapa de Heroes. Outro momento importante da trama é a ida de Peter e Mohinder ao estúdio de Isaac Mendez. Quando eles chegam, o artista está no meio de um transe, pintando a líder de torcida Claire sendo ameaçada por uma pessoa não-identificada.

Este momento mostra que, além da busca por respostas que indiquem o que motiva as habilidades extraordinárias em pessoas comuns, chegou a hora de usar estes poderes para o bem comum. Ou seja, depois de sermos apresentados aos heróis e vilões, começa o embate entre Batman e Coringa, Professo Xavier e Magneto, Homem-Aranha e Venon.

Fora do universo dos elementos épicos, Collision também merece ser destacado por duas referências pop protagonizadas por Hiro e seu amigo Ando Masahashi.

Em uma das cenas do episódio, os dois japoneses são expulsos do Montecito, o cassino onde se passa a série Las Vegas, também exibida pelo canal NBC nos Estados Unidos, o mesmo de Heroes.

Em outra situação, eles compram ternos após ganharem no jogo utilizando as habilidades de Hiro. Aos descerem as escadas rolantes com as novas roupas, temos a reprodução de uma cena do filme Rain Man. No longa-metragem, Charlie Babbitt (Tom Cruise) usa as habilidades de seu irmão autista Raymond Babbitt (Dustin Hoffman) para ganhar dinheiro em um cassino.

Por essas e outras, Collision é um grande passo adiante na qualidade de Heroes. Se até este momento considerei os episódios como “bons”, a partir daqui eles entram no nível “muito bom”.

Séries citadas:

31 Comments

  1. Luciano Bruce

    Fato: babei com a cena final com o Hiro do futuro, lembroi-me bem dos meus bom tempos de leitor de HQs!

    Terminando o episódio, fiquei com um sorrisão estampado no rosto!

    =D

  2. Paulo Antunes

    Não gostei desta review Ale, você falou demais do episódio! Rararará!

  3. Rô Floripa

    Ale, eu adoro este tipo de review, a gente aprende muito mais do num simpels resumo do ep. Parabéns! E olha, que eu nem assisto Heros. Acho que vou começar a ver.

  4. Dani

    Ai Ale, excelente review!
    Esse episodio com ctz marca uma segunda fase de Heroes. Pq de agora em diante eles vao começar a entender que um gd poder vem sempre acompanhado de gds responsabilidades (sei que nao e bem nessas palavras que o Homem Aranha fala, mais deu pra entender o que eu quis dizer, ne)

  5. Cesar

    O review está excelente, como de costume. Com uma diferente: as coisas “começam a acontecer” e, por isso, merecem comentários adicionais. Era tão difícil entender isso? Mas deixa pra lá.

    O episódio, de fato, foi muito bom, superou os anteriores, mas justamente porque teve mais ação, teve mais “Heroes”. E concordando com o Luciano, a cena final é sensacional, o gancho perfieto para dizer “Heroes começa aqui”.

  6. Carol S.

    Adorei o review! Estou acompanhando pelo universal e hoje tem!!!! Beleza!

  7. Rubens

    Agora sim, um review que tambem fala do episodio que está sendo analisado. Parabens!

  8. Rubens

    Aliás, o bom review é exatamente como esse do Ale: balanceando bem os comentarios sem necessitar descrever cena-a-cena tudo o que aconteceu (o que tambem seria ruim). Nem 8, nem 80. Equilibrio.

  9. sandra

    Como já disse anteriormente, vc tem o dom de entreter o leitor. Bom review. Parabens.

  10. Pingback: » Heroes Review 01x04: Collision » Poltrona.TV | O blog sobre televisão » Março » 2007

  11. Ana

    Ótimo review…

    Mas discordo das pessoas que acham o cara que faz o Mohinder Suresh o segundo homem mais sexy da Tv Americana XD

  12. Tiago

    melhorou, mas definitivamente eu naum gosto dos seus reviews…. naum q isso importe tb ….. kkkk :D

  13. Mônica

    Ana, o segundo mais sexy é exagero, mas que ele é muito gato, isso com certeza.

  14. Ana

    Ah sei lá… eu prefiro o irmão do Peter. Aquele que quer ser reeleito. Ele é tonto, mas é bem mais bonito.

    *Talvez o meu gosto que seja meio estranho XD*

  15. sandra

    Também não concordo que o ator que faz Mohinder seja o 2o. mais sexy, apesar de ser um pedaço de mau caminho e concordo com a Ana, o Adrian Pasdar é muito mais gato. Falando nisso CADÊ A SEÇÃO COLÍRIO?

  16. Mônica

    Também estou sentindo falta da sessão colírio. Cadê?

    O Adrian Pasdar é uma graça, mas acho que ele exagerou no clareamento dos dentes. Ficou meio artificial, vocês não acharam?

  17. Rô Floripa

    Eu não estou gostando deste Adrian Pasdar todo mauricinho, preferia ele mais relax.
    Pois é, cadê meu colírio?

  18. sandra

    oops! foi mal, escrEvi seção ao invés de sessão COLIRIO, aproveitando: CADÊ?

  19. Thais Afonso

    Muito bom o episódio, e o review nem se fala. Sabe que sou sua fã, Ale. É o segundo episódio com um grande gancho, na semana passa eu já tinha ficado babando com a Claire na mesa de autópsia, apesar de não ter gostado da resolução tão fácil, entendo que é a mesma enrolação que LOST usa quando ainda não está na hora de inserir um conflito tão grande quanto a exposição da Claire. E ainda falando em Claire, ela também se encaixa perfeitamente nesse dilema ético, ficando em uma posição interessante com a decisão que toma no final do episódio. Esse foi o primeiro, espero que de muitos, que eu achei excelente.

  20. Lucas Barreto Gomes Leal

    Gostei do review…mas pessoalmente achei que ficou abaixo dos anteriores…talvez pq vc mudou o seu estilo pra agradar os ranhetas que vinham aqui criticarem…mas ficou mto bom (antes era espetacular)
    mas sei lá as conexões que antes levavam mais da inteligencia e da peculiaridade de cada um fazer do texto com o episódio agora ficaram mais explicitas e perderam um pouco da graça!mesmo assim leio os teus reviews e acho mto melhor que os meus sempre!uahuhaauhahuahu
    no mais esse episódio de Heroes foi o primeiro que quando terminou eu falei “CARALEO EU QUERO VER O PROXIMO” mas depois teve uns que acabaram e eu falei “era isso?pffff” e se perderam um pouco…mas sei lá ainda gosto mto da série mas acompanho como entreterimento apenas!

  21. Mica

    Graças a Deus pelas reprises antes do próximo episódio….semana passada eu tinha perdido e assisti somente nesta semana. E na próxima irei perder novamente (viagem…Páscoa…) e ficará para a outra semana dois episódios.
    Mas o que importa é que eu gostei de ambos, o 4º e o 5º. Fico pensando se o pai da Claire ama realmente a filha ou só se importa com ela por ser umas das mutações.
    Cara…aquela legista vai ficar doidinha tentando descobrir onde raios foi o cadáver, hehehehe.
    Gosto do policial, deve ser estranho a beça ter a cabeça invadida por pensamentos alheios e vc não conseguir controlar isso muito bem. Mas pensando na mulher dele…será que não é muito ruim ter seus pensamentos todos lidos? Quero dizer, não sei se gostaria que alguém soubesse tudo o que eu quero antes mesmo de eu me dar conta que quero.

    Sobre a beleza…acho o cara que faz o Petrelli mais velho muito sem sal. Há algo no rosto dele que é…sei lá, não gosto. O cara não é feio, mas não entra na minha lista de preferências. A verdade é que por hora não tem ninguém realmente lindo nessa série (o que não importa muito, mas vale a opinião).
    Estou ansiosa com tudo o que está se formando. Mas que azar o do tal Isaac só conseguir ver o futuro drogado! Ele vai conseguir superar isso? E pq o Peter, que supostamente deveria voar, também consegue ver o futuro de quando em vez?
    (cá entre nós, a voz do Hiro ficou bem mais interessante em inglês….menos fina, hehehe…e isso pq eu sou tarada pelo idioma japonês).

  22. Marta

    Mica..

    pelo que eu entendi o Peter meio que consegue pegar os poderes dos outros.. tipo a Vampira de X-men! =P

    Foi isso q entendi pelo menos.. por isso qe ele consegue voar qdo está com o irmao, e ver o futuro qdo está com aquele artista..

    Acho qe foi isso!

  23. Eudes Antonio

    Gente essa série é ótima!Me arrependo de ter esperado tanto tempo pra começar a acompanhar(graças a minha amiga Gabi q gravou e me emprestou os 4 primeiros episódios). Minha antipatia que eu sentia pelo Milo Ventimiglia até passsou(rss…Ainda via ela como o Jess de Gilmore Girls).O Hiro tbm é um dos meus preferidos,sem falar q ele é uma comédia.Dei uma boa risada qdo ele e o amigo descem as escadas rolantes com aquele terno cinza.kkk.E ele vindo do futuro pra falar com Peter foi mto legal!!!Quase me mata de ansiedade pra saber o q vai acontecer.E esse pai da Claire hein??Pelo visto ele é bem mal.Enfim,hj vou ver os episódios pelo Universal Channel(ainda naum assisti nenhum pelo canal)espero q estejam dando o prestigio q Heroes merece.

  24. Pingback: Heroes Review 01×04: Collision · Poltrona.TV | O blog sobre televisão

  25. Lu

    Grande sacada ter se lembrado da cena do Rain Man! Eu *sabia* que tinha visto algo parecido, mas não lembrava onde!

    O Hiro todo introspectivo e sério chega a causar tristeza… pelo visto, vai passar por poucas e boas.

  26. Pingback: ‘Heroes’ (S01E04): ‘Collision’ | Poltrona.TV

  27. lauzinha

    Eu concordo que ele é o homem mais bonito da tv americana, ja estava farta daqules loirinhos genericos,m sao todos iguais tipo clone. Este sim é um homem muito atraente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account