Log In

Reviews

Review: Heroes – Building 26

Pin it

Heroes - Building 26Série: Heroes
Episódio: Prédio 26 (Building 26)
Temporada:
Número do episódio: 50 (3×16)
Data de exibição nos EUA: 16/2/2009
Data de exibição no Brasil: 24/4/2009
Emissora no Brasil: Universal

Heroes se acostumou a apresentar sempre episódios mornos, e este não poderia ser diferente. Toda a terceira temporada tem sido de altos e baixos. Difícil eu me recordar agora da última vez que falei que a série poderia voltar a empolgar. Eu acho que está se tornando cada vez mais complicado.

Em Building 26, a série nos mostrou o prédio onde Nathan Petrelli comanda as operações para caçar os seres com poderes especiais. No entanto, ele tem percebido que as coisas não estão saindo muito da maneira como ele esperava, uma vez que o número de perdas só tem subido, principalmente quando eles estão à procura de Sylar, que dificilmente deixa algum homem vivo para contar história.

Mas, decerto, não conhecemos exatamente o prédio, como eu poderia imaginar. Achei que eles teriam um enfoque maior nas partes internas, em alguma história por trás deles terem escolhido aquele lugar. Possa ser que tem algo do Building 26 em outros episódios que não percebi, mas eu realmente não me recordo se a série já fez algum tipo de citação quanto a isso.

É bom dizer, para não pensarem que Heroes é tão ruim assim (e olha que já critiquei muito o programa), que este volume “Fugitives” tem boas chances de mostrar bons capítulos. Este Building 26 é um exemplo claro disso, mesmo com os defeitos que também já lhe são característicos. Hiro e Ando na Índia, por exemplo, foi completamente irritante, e só deixou o capítulo ainda mais morno.

O objetivo, a partir dos desenhos de Matt Parkman, era impedir o casamento – mas não ficou claro o motivo deles estarem ali. Qual a relação deste fato com eles estarem fugindo da caça de Nathan Petrelli?

Heroes - Building 26Além disso tivemos mais um personagem entrando na série: um ser humano que respira debaixo d’água. Sim, como um peixe. O maior problema deles ficarem utilizando novas pessoas com poderes é o fato deles nem terem desenvolvido direito os que já estão na série. Será mais um desses personagens que atuará em dois episódios e depois sumirá?

De fato, gostei bastante do Sylar, como sempre. Ele provoca uma ambiguidade sensacional no espectador (e no fraco roteiro idealizado pelos roteiristas). Ao mesmo tempo em que pensamos nele como uma pessoa sem sentimentos, também nos vem à mente que isto é uma coisa necessária à sua sobrevivência. Por isso que ele é o melhor personagem da série.

Séries citadas:

3 Comments

  1. Juninho

    Também acho o Sylar o melhor personagem,e em todos os episodios o persongem se sobressai.
    Mas sobre o episodio,achei bem legal ver a Karen de One Tree Hill,fazendo uma participação como Abby Colins que foi mandada ao prédio 26 para supervisionar a operação,ela por sinal não acredita que os prisioneiros tem super poderes,Danko então dá um jeito de soltar Tracy,e armar um show na frente de Abby provando que eles tem poderes,as cenas da Tracy por sinal estão bem melhores que no volume anterior e a personagem tem me agradado muito nesse volume.

    Sobre a trama da India,também achei desnecessaria,assim como o Hiro,o personagem se tornou muito chato desde a segunda temporada,e ele consegue deixar até o Ando um saco.

    Gostaria de destacar alguém que não tem super poderes,mas gosto muito na série,a Sandra,a personagem é secundaria mas é otima,ela mandou bem na cena em que descobre a verdade sobre o Noah,a atriz fez bem seu papel.
    Legal a cena final que fez refêrencia a primeira temporada,só que dessa vez é Noah que é drogado no bar e capturado,e não Parkman,”o feitiço virou contra o feiticeiro”,e o proximo episodio é bem legal,embora algumas pessoas não tenha gostado eu gostei!

  2. Victor Hugo

    Goodbye Heroes! Depois desse episodio eu realmente larguei a série vou ultilizar essa 1h com uma série melhor.
    Sobre o episodio ruim..nao empolgou

  3. Andrei

    Esse, com certeza é pior e mias parado episódio desse volume.

    Eu gostei do poder do Alex, quer dizer, gosto quando pegam o lado “ludico” de ter poderes, enão o lado “tosco” como fogo azul ou raios dos olhos.

    Esse volume, pra mim deu um sopro de vida pra série, e garanto que a tendencia é só melhorar até chegar ao apice com a volta do Fuller que faz tudo ficar realmente bom.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account