Log In

Reviews

Review: Heroes – Acceptance

Pin it

Heroes - Acceptance

Série: Heroes
Episódio: Acceptance
Temporada:
Número do episódio: 63 (4×04)
Data de exibição nos EUA: 5/10/2009
Data de exibição no Brasil: 2/2/2010
Emissora no Brasil: Universal

Ao que parece, Heroes voltou a cometer os mesmos erros que fizeram com que grande parte do seu público deixasse de assistir a série: idas e vindas, muitas voltas para exibir algo tão simples e, acima de tudo, falta de foco. Dessa maneira, preferi começar esta resenha por aquilo que aconteceu no final.

Não estamos ansiosos por saber que Hiro poderá morrer dentro de um ano (o que nos remete para quando ele tinha que ‘salvar a líder de torcida’), nem o fato de Bennett estar planejando a sua volta. O principal desse episódio foi saber que Sylar voltou! Sim, isso mesmo. Essa série sem a presença do Zachary Quinto simplesmente não existe, pois precisamos de um personagem dúbio. Ele é o único que não “mudou” a sua personalidade de uma temporada para a outra. Ao contrário, ele continuou buscando por respostas e acumulando poderes para continuar sendo o mais forte. Parte deste retorno se deve às memórias de Nathan Petrelli, que começaram a brotar no seu imaginário. As manifestações de Sylar como, por exemplo, o fato de Nathan ter se sentido poderoso a cada dia, davam indícios de que ele poderia sair a qualquer momento. Pois bem, ele voltou! E agora somente nos restar saber qual será o seu propósito para esta temporada haja vista que, para ele, sempre deve existir um.

Heroes - Acceptance

Enquanto isso, Hiro continua tentando mudar as coisas ruins que ele fez no passado colocando tudo isso em uma lista. São nessas horas que eu critico a maneira como a série desafia a inteligência de quem está assistindo. Esta é uma trama tão medíocre quanto ao fato de Tracy ainda não conseguir se encaixar na série. É engraçado como ela está sempre indo e voltando, sem apresentar um objetivo ou uma trama que possa deixar o seu personagem mais importante e interessante.

Além disso, os diálogos entre Noah Bennet e Claire sobre o futuro e coisas do tipo, soaram completamente desnecessários e demasiadamente rasos, sem nenhum significado. Era um pouco óbvio que ele voltaria a investigar as coisas que estavam acontecendo. E o estopim foi quando Peter comentou sobre a tatuagem de uma bússsola no seu braço. E, na realidade, tentei enxergar o episódio sob a ótica da “aceitação”, como sugere o título. Em alguns personagens pude perceber que eles estão aceitando o fato de serem como eles são. È o caso de Noah. Outros passaram a aceitar o futuro como Hiro, por exemplo. E assim Heroes segue, sempre passando a sensação de que estamos vendo “nada do mesmo”.

* * *

Texto publicado originalmente no weblog Sob a Minha Lente.

Séries citadas:

5 Comments

  1. Felipe

    Heroes tinha tudo pra ser legal… nao sei pq ainda assisto….

    e a a namoradinha do Peter ficou presa no futuro! hahahhaa

  2. Felipe

    Parabens pelo review!

    é dificil falar alguma coisa sobre nada! Mas temos esperanca que a serie irá melhorar!

  3. Fernando dos Santos

    Apesar de tudo eu continuo gostando do rumo que a série tem tomado nessa temporada, mas concordo que as storylines do Hiro e da Tracy estão demorando pra engrenar.

  4. Juninho

    Gostei do episodio e de como ele caminhou,concordo que Hiro e Tracy são dois personagens perdidos,mas nesse até que os dois funcionaram,claro que o melhor como sempre se deve a volta de Sylar,ele é o coração da série.

  5. rogsc

    vcs estão as reviews pelo que vem sendo exibido no universal?
    A temporada acabou faz tempo…

    Respsota do Paulo: Sim Rogsc, as reviews de Heroes acompanham a transmissão do Universal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account