Log In

Reviews

Review: Grey´s Anatomy – Lay Your Hands on Me

Pin it

Grey´s Anatomy -  Lay Your Hands on Me
Série: Grey’s Anatomy
Episódio: Lay Your Hands on Me
Temporada:
Número do Episódio: 70 (4×11)
Data de Exibição nos EUA: 10/1/2008
Data de Exibição no Brasil: 5/5/2008
Emissora no Brasil: Sony

Um episódio narrado por Miranda Bailey só poderia ser bom. E pessoal. Miranda é, de longe, a funcionária daquele hospital que mais deixa que sua vida pessoal e profissional se misture, mesmo que pouco vejamos de seu dia a dia em casa.

A frase inicial, quando ela fala de Deus ter criado o céu e a Terra e o homem logo depois e sobre o fato de que, desde então, estamos só descendo a ladeira, não poderia ser melhor para um episódio que falou, basicamente, de fé. De acreditar. E, acho eu, foi um episódio para não se ficar indiferente: você acha que Bailey está certa, ou o marido dela? Você tem fé em Deus ou alguma outra força que poderia curar pessoas ou o seu negócio são os frios médicos? Você, quando está em um relacionamento, vai com tudo ou morre de medo do comprometimento?

Feliz pelo fato de que Meredith finalmente parecer saber o que quer da vida, Derek faz planos de construir uma casa em um terreno no alto de um monte, com uma vista maravilhosa da cidade. Mas as certezas de Meredith nunca duram muito mesmo.

Já Miranda caminha cada vez mais para a crise em seu casamento. E se é para se tomar partido eu tomo o partido dela. Sim, pode ser que ela esteja cometendo alguns erros em como conduzir sua relação com o marido, mas não acho que o problema more em ela passar tanto tempo longe de casa, mas sim no fato de o marido não ter encarado a vida real a opção de se tornar um “homem do lar” quanto em sua imaginação. E a falta de conversa entre os dois não ajuda nada.

Quando Derek derruba na cabeça de Meredith, que “cozinhava” uma omelete para sua irmã, toda a idéia da casa e da vida juntos, com cerca branca, filhos e tudo mais (tá, exagerei), ela rateia (não achei termo melhor). Se Meredith é a mulher com as maiores dificuldades do mundo quando o assunto é relacionamento, Derek às vezes me parece aquele garoto extremamente carente e desesperado para ter alguém para chamar de seu. Poxa, a mulher fala num dia que quer ter um relacionamento exclusivo e ele já constrói uma casa no dia seguinte?

Quem visita o hospital é a mãe de George, cheinha de roupinhas de bebê feitas à mão, acreditando que o neto está chegando e sendo atropelada pela notícia de não só ele não está chegando, como seu filho terminou o casamento por causa de outra, com quem ele já não está mais, e repetiu como interno do hospital. Ufa, o coração dela agüenta bem. Mais engraçado é pensar que foi Callie, que não devia nada a ninguém, que acabou ficando mais desconfortável com essa história toda. E alguém achava que não seria Izzie a dar com as línguas nos dentes? A cara dela!

Para voltar à história da fé: a paciente da fria Hahn acredita ter o poder de curar as pessoas com seus pensamentos. Além de realmente acreditar nisso, ela acredita que ela e uma dupla de amigas podem curá-la de um problema que, acredita Hahn, poderá matá-la sem uma cirurgia de coração.

A paciente, Elizabeth Archer, enquanto espera que alguém lhe descreva a cirurgia para que ela possa fazer seu trabalho, anda pelo hospital curando pessoas com problemas menos sérios de saúde. A questão é que ela realmente cura algumas pessoas. O que deixa Bailey e Richard extremamente intrigados.

Como os roteiristas gostam de ligar os acontecimentos dos pacientes da cirurgia do hospital ao que acontece na vida de seus médicos, é o filho de Bailey, seja por culpa dela por ter deixado a porta aberta ou não, que acaba na sala de cirurgia após um acidente em casa. Acidente que pode acabar com o casamento de Bailey, em definitivo.

Depois de ser colocada para fora da sala de cirurgia por Hahn, cena que foi muito boa por mostrar de maneira nada forçada o outro lado de Cristina, que acalma (um pouco) Bailey ao falar que ficará segurando a mão do menino durante a operação, entregando os instrumentos para Alex e surpreendendo a todos.

Fora da sala ela quase enlouquece, tentando lembrar se fechou ou não a porta em casa ao sair. Derek é quem vem em seu socorro e, mais uma vez, os dois têm uma ótima cena juntos. Eu acho que isso ocorre por que Bailey não tem a mínima reverência por quem ele é e ele também consegue vê-la além da imagem dura que ela coloca.

Em contraponto as diversas afirmações de Bailey de que a fé não cura, quem cura são os médicos, o finalzinho do episódio nos entrega a Bailey mãe: aquela que para salvar seu filho passa a acreditar no que julgava impossível. Ela chama Elizabeth para ajudar na cura de seu filho e apenas quanto esta fala que a energia entre ela e o marido não estão ajudando nada na cura é que eles percebem que a questão está além do acidente. Está no que os dois estão fazendo de suas vidas.

Derek, que não consegue ficar sozinho nem se disso dependesse sua vida, chama Rose para sair, minutos (ou segundos) após Meredith ter dito que não dava para ir do namoro ao casamento em uma semana, que ele estava pedindo demais.

Grey´s Anatomy -  Lay Your Hands on MeGeorge, que teve um episódio até que bom ao admitir para a mãe que gostaria de ser o homem que ele era, aquele que fez com que Bailey desse seu nome ao seu bebê, convida Lexie para dividir um apartamento. Já Lexie participou do episódio apenas para ter um ataque de alergia com os ovos preparados pela irmã.

No quarto de Elizabeth, Alex, que parece também ter aberto um pouco mais sua mente quanto a esta coisa de acreditar, pede a ajuda de Izzie para descrever os procedimentos da cirurgia enquanto ela e as amigas fazem seus rituais.

Não foi um excelente episódio de Grey’s, mas um bom episódio. Um episódio que, provavelmente, irritou os mais céticos e envolveu os mais crentes (me encontro na segunda categoria) com a história de Bailey.

Como ela encerra o episódio:

Não importa muito no que você acredita, ou por que você acredita, no final, a questão é ter algo que te mantém acreditando.

Simone Miletic está substituindo interinamente o colunista Eric Fernandes.

Séries citadas:

8 Comments

  1. Gisele Genova

    Concordo com o Paulo, Simone, a review foi melhor que o episódio.
    Grey´s é minha série preferida, e achei este o pior episódio de todas as temporadas – aliás, o único episódio ruim até hj.

  2. Mica

    Eu gostei do episódio e gostei do review ^_^.
    Derek de fato é carente, e ser apaixonado pela Meredith não ajuda em nada. Gosto dos dois juntos, mas também ficaria feliz de vê-lo com a Rose. Adorei o novo casal.
    E…dá para entender ele pensar em uma casa, afinal, o cara já foi casado e atualmente mora em um trailer. Até eu!
    Quanto ao drama Bailey e marido, bom, difícil tomar partido, pq os dois realmente têm razão na emblemática toda. Ser casado com um cirurgião tem dessas. A vida do cara (ou da mulher) é a profissão e a família sempre vem em segundo plano. Por isso há tantos divórcios nessa área. Mas não há dúvidas que o marido dela não está aceitando bem o fato de ficar em casa. Pq ele não sai trabalhar? Imagino que seja para não deixar o filho nas mãos de babás e afins, mas se ficar em casa está fazendo mal a ele, está na hora de começar a correr atrás de outros rumos na vida. Pq para aquele que está em casa, ter tão pouco do companheiro é muito, muito difícil. Se ele conseguir criar um vida fora, a falta da Miranda não será tão presente.

  3. Pingback: Grey’s Anatomy: Lay Your Hands In Me (04×11) « Só Seriados de TV

  4. Cyncam

    A casa dos sonhos…do Derek!Cara egoísta, ele quer uma barbie para brincar de casinha, não uma parceira.Arrumou outra cinco segundos depois… Depois dessa, eu desencantava do cara de vez. Nada seletivo!

    O marido da Baylei é uma porta, não combina com ela.Parece que ela é da família Jetson e ele da família Flinstone.

    Cristina não é um robô, afinal de contas!

  5. Paulo Fiaes

    eu ate comentei isso em um texto da coluna spoiler zone, Derek é mto desesperado pra ter alguma coisa, isso incomoda, por meredith ate entendo, ele a ama e tals, mas termina com meredith e ja procura outra. fala sério. coitada da Rose, q n tem nada a ver com a historia.

  6. Mica

    Na verdade não é que ele tenha terminado com a Meredith e já tenha procurado outra. A Rose surgiu na vida dele e ele apenas havia dispensado a garota, pq a Meredith lhe deu alguma esperança. Quando ele percebeu que essa esperança era falsa, ele simplesmente foi atrás de alguém por quem tinha se interessado, que estava interessada nele e que provavelmente não daria um nó na sua vida como Mereditha sempre faz.
    Fala sério, não sei como ele foi se apaixonar pela Meredith. Eu já disse, gosto dos dois juntos, mas ela só o faz sofrer. Insistir em continuar com ela é insistir no sofrimento.

  7. Tatiana

    Concordo com todos vcs, sobre o Derek, mais convenhamos que a Meredith, quer alguém somente para ficar abanando o rabinho pra ela e sexo, tudo bem, ela só levou 11 episodios para decidir “namorar” com ele novamente.
    Sabe,chega naquele velho e bom lema……quem ama cuida, quem não cuida abra concorrencia para quem quer cuidar e amar.
    Sobre a Bailey, não acho que ela está errada não, leva se muitos anos para se chegar ao patamar em que ela chegou, se o cara não fosse aguentar o tranco que tivesse visto isso antes.
    Sobre a fé, no momento de desespero temos que apelar para tudo e todos. Eu particularmente acredito em pessoas que possam curar pelo poder da mente e da fé.
    Si excelente texto :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account