Log In

Reviews

Review: Grey´s Anatomy – Drowning on Dry Land

Pin it

Cena de Drowning on Dry Land
Série: Grey’s Anatomy
Episódio: Drowning on Dry Land
Temporada:
Número do Episódio: 52
Data de Exibição nos EUA: 15/2/2007
Data de Exibição no Brasil: 21/5/2007
Emissora no Brasil: Sony

Finalmente chegamos ao segundo episódio dessa trilogia catastrófica e angustiante na vida dos personagens. Drowning on Dry Land é um episódio cercado de dramas e incertezas. A carga dramática foi tão grande que muitos se deixaram levar emocionalmente e não perceberam que o episódio foi tão fraco quanto à idéia de colocar a vida da protagonista em perigo. Estou dizendo isso, pois vi inúmeros comentários de fãs sobre o episódio.

Fazer a mocinha do seriado sofrer não é nada original, menos ainda é vermos a história se passar numa realidade alternativa, como insinuou no fim do episódio. E pra piorar, ela ainda encontra com dois personagens conhecidos da série, Denny Duquette e o Dylan (o cara que explodiu no episódio da bomba). O mais engraçado de tudo é que eles aparecem de cabelos cortados! Caramba, eles tem cabeleireiro no além.

Todos sabemos que eles não matarão a Meredith. Isso é fato. Grey’s Anatomy não tem peito (e nunca terá) para matar a sua protagonista, ainda mais agora que a série está auge. E lógico que nem era essa intenção. Eles queriam explorar o máximo da situação com muito drama, sofrimento e lágrimas. Há algumas semanas atrás, nosso editor disse que em Grey’s a magia não está no se vai ou não acontecer, mas em como irá acontecer. Eu concordo com ele, mas Drowning on Dry Land foi um exemplo de previsibilidade e má execução.

O episódio em si não foi uma tremenda porcaria, mas Shonda Rhimes escreveu um de seus scripts mais fracos até o momento. Para esconder as falhas dele, ela exagerou nas inúmeras cenas dramáticas. Grey’s esqueceu de ser Grey’s e se tornou um ER genérico. O roteiro é ruim, mas o elenco é sensacional. Foram justamente eles que salvaram Drowning on Dry Land de um fisco.

Eu acredito que crer na sobrevivência é o que nos faz sobreviver.

Katherine Heigl foi sem sombra de dúvidas à estrela do episódio. Este seu discurso no fim do episódio foi bem… emocionante? Sim! Ela esteve perfeita em todos os momentos. Sua luta em salvar o homem nas ferragens foi uma prova de superação, nem ela acreditava que poderia tira-lo de lá. E isso foi o mais importante, pois ela passou a confiar em si mesma outra vez, depois do baque emocional e profissional que sofreu. A cena onde fura o crânio do homem foi assustadoramente magnífica. Como conseqüência do maravilhoso trabalho, ela enfim é liberada da suspensão. Alguém mais achou bem estranho o Chief estar com o celular nas mãos justo na hora que a Izzie ligou?

A cena da Meredith se afogando soou tão artificial que, segundos antes de afundar, ela olha pra frente e afunda igual a um tijolo. Ela tinha total possibilidade de fazer alguma coisa, pois estava com fôlego e em boas condições físicas. Ela nem tentou nadar, pôxa. Já no fundo do mar ela é salva pelo seu McDreamy e a luta para fazê-la ressuscitar começa. Eles tentam várias vezes e nada. Um grande momento que tenho que destacar é, quando Mark senta ao lado de Derek e oferece seu ombro amigo para o rapaz. Uma cena simples, mas com um significado tamanho.

Eu fiquei absolutamente incomodado com as atitudes de Cristina e Burke no episódio. A Yang parecia um disco arranhado perguntando da Meredith o tempo todo. E o Burke está certo em se aborrecer. Essa relação é cercada de dúvidas e infantilidades. A obsessão de Cristina em contar para a Meredith sobre o noivado, mostra quão arrependida ela está por não ter contado quando teve oportunidade. Sim, gente, a Cristina também sente remorso.

Se você estivesse desaparecida, eu teria notado.

Alex confortando Addison com essas palavras fez ela ficar ainda mais caidinha pelo interno. Eu particularmente adoro o casal e torci desde o primeiro flerte para os dois ficarem juntos. Mas dessa vez acho que o Karev não está pensando em agradar sua chefa e sim, a si mesmo.

George se deixou levar pelo coração e disse para a mãe que seu filho estava bem. Como o próprio Burke disse, o atual grupo de internos são bastante emocionais, sem exceções. Para o bem dele, ele conseguiu encontrar o menino.

Cena de Drowning on Dry LandDrowning on Dry não foi um bom episódio. Eu esperava bem mais deste episódio e fiquei muito decepcionado pelo rumo que ele tomou. Essa idéia de transportarem a Meredith numa realidade alternativa parece que não renderá bons frutos.

Semana que vem preparem as lágrimas, pois fortes emoções virão.

***

A trilha do episódio entrou em total sintonia com o clima melancólico do episódio. Combinaram perfeitamente. Ai vão elas:

“A Bitter Song” – Butterfly Boucher
“Timeless Kate” – Havnevik
“The Great Escape” – Patrick Watson

Séries citadas:

57 Comments

  1. Marcos Almeida

    O pessoal fala por demais que Grey’s parece muito com ER etc e tal (eu discordo e olha que vi ER até a 11ª temporada)…mas se esquecem que o episódio de ER dessa semana foi pra lá de Grey’s…hauhauhaua.

  2. Pingback: TeleSéries » Grey, ER e três anos de opinião

  3. Rafael

    “Ela tinha total possibilidade de fazer alguma coisa, pois estava com fôlego e em boas condições físicas.”

    Acho que ficou bem claro no episódio que a Meredith tinha desistido. Ela simplesmente não encontrou uma razão para continuar a lutar. Ela se entregou.

    “Alguém mais achou bem estranho o Chief estar com o celular nas mãos justo na hora que a Izzie ligou?”

    Com um desastre daquela proporção, era de se esperar que o Chefe do Hospital estivesse aguardando por mais notícias.

    “A Yang parecia um disco arranhado perguntando da Meredith o tempo todo.”

    Afinal, a Meredith é a “pessoa” dela.

    “Fazer a mocinha do seriado sofrer não é nada original…”

    Todos sabem que o protagonista não vai morrer, mas mesmo assim ficam com o coração na mão. E o mais interessante do episódio não é se ela vai se sair dessa ou não, mas como.

    “O mais engraçado de tudo é que eles aparecem de cabelos cortados! Caramba, eles tem cabeleireiro no além.”

    Afinal, quase um ano se passou desde a última participação dos atores. Os atores não são obrigados a continuar com o mesmo corte de cabelo pelo resto da vida. É só um detalhe.

    ***

    Concordo com tudo que você disse sobre a Izzie, Alex e Addison, o gesto do Mark, a trilha sonora

  4. Rafael

    Ah, Eric, também concordo com você sobre o que a Izzie disse no final do episódio, sobre acreditar nas coisas.

  5. Rafael

    Agora eu só acho que, da próxima vez que fizeram um Event, mudem o personagem que está correndo perigo ou sei lá.
    Na Segunda Temporada, foi a Meredith e a bomba. Na terceira foi a Meredith se afogando. Variar um pouco é bom.

  6. nivea louise

    eu achei legalzinho, só um pouco enjoativo pq repete mt a mesma coisa.
    a izzie se superou mesmo. todo mundo ja sabia q meredith não ia morrer
    como é q o dérek conseguiu achar a mer dentro da agua? como ele saberia o ponto exato q ela afundou?
    pra mim é mt artificial. fazer oq? nao da pra mudar oq ja aconteceu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account