Log In

Reviews

Review: Gossip Girl – The Age of Dissonance

Pin it

Gossip Girl - The Age of DissonanceSérie: Gossip Girl
Episódio: The Age of Dissonance
Temporada:
Número do Episódio: 36 (2×18)
Data de Exibição nos EUA: 16/3/2009
Data de Exibição no Brasil: 15/4/2009
Emissora no Brasil: Warner

Normalmente, eu não gosto de episódios que não acrescentam quase nada à trama, o que foi o caso de The Age of Dissonance. Só que eu fiquei realmente surpresa em como acabei gostando do episódio e me diverti assistindo-o. Talvez isso se deva ao fato da peça ter sido o cenário de tudo.

Foi realmente interessante fazer com que todos que participavam da peça acabassem de alguma forma se identificando com seus personagens, se bem que foi meio óbvio que isso aconteceria. Mas não tirou graça de vermos a Blair se vangloriando de não ter nada em comum com seu papel e depois, para depois acabar encontrando mais coisas em comum do que ela gostaria. Mas o importante é que a Blair perdeu Yale e não há mais nada o que fazer. Pode ser que isso seja um indício de que todos acabem indo para a mesma faculdade ou quem sabe, para que ela consiga pensar em algo surpreendente e acabe conseguindo Yale de volta.

Mais importante do que isso, ela percebeu que parte da culpa de tudo isso ter acontecido é dela. E por ter percebido isso, deixou que a Rachel fosse embora apenas convivendo com a culpa de ter agido errado com todos, principalmente porque ela estava provando daquele sentimento. E eu não imaginava que a Rachel pudesse ter mandado todas as fofocas para a Gossip Girl, por toda moral que ela parecia ter. Entretanto, ela se mostrou mais vingativa do que a própria Blair.

E eu gostei do Dan ter percebido isso e também mostrado que ele pode ser vingativo, ao contar para a Blair o que aconteceu entre ele e a Rachel no armário das fantasias; dizendo para ela usar a informação como quisesse, o que ela não fez.

Já a Serena gostando do Julian, o diretor da peça, foi surpreendente e, ao mesmo tempo hilário. Primeiro, porque fazia pouco tempo do término do namoro com o Dan e segundo, pela ajuda que ela pediu a Vanessa para conquistá-lo. Foi muito engraçado vê-la tentando se mostrar intelectual, repetindo tudo que a nova amiga dizia ao telefone, quando ele estava na casa dela. Mas eu ri muito da expressão da Serena quando ela conta que gostava dele e ele diz:

Serena, I’m gay!

Gossip Girl - The Age of DissonanceSimplesmente demais essa cena, assim como o Nate surtando no meio da peça e todos agindo como se tratasse da vida real. Devo dizer que gostei da aparição mais demorada do Nate teve nesse episódio, depois de muito tempo. Até me esforcei para simpatizar com ele e a Vanessa como um casal, mas acho que isso não é possível. Os ciúmes dele até fizeram sentido, mas ficou evidente que foi mais para mostrar as diferenças entre eles, o que poderá levar ao fim do namoro. Só que eu não sei se devo ou não torcer por isso.

Enquanto isso, Chuck continuou com sua trama á la De Olhos Bem Fechados, que contou com a participação de Carter Baizen, que descobrimos fazer parte da tal sociedade secreta. Simplesmente não consegui ver um propósito nisso tudo. O Chuck, sempre esperto, acabou sendo enganado pela Elle. E ele queria morar no Brasil com ela? Seriously? Se foi para ele perceber que ama a Blair, creio que os roteiristas poderiam ter feito melhor. Ainda mais porque eles não devem ficar juntos, já que o Carter apareceu ao lado dela no bar. Ou será que eu estou errada? XOXO

Séries citadas:

8 Comments

  1. Filipe

    Eu morri de rir com a peça. A Nelly toda gorda estava mega engraçado. Foi tão bacana que o finalzinho clichê com o crítico amando a peça passou despercebido. Eu só não gostei de ver a Blair perdendo Yale. Aquela Carr é uma hipócrita!

  2. Mônica A.

    Eu adorei ver a Blair perdendo Yale. Quem sabe agora ela não cresce um pouco e deixa de ser tão centrada no próprio umbigo?

    A peça foi muito engraçada. A Nelly ficou ótima com aquela “roupa”. E a cena do Nate foi demais. Foi o melhor da peça.

  3. Aline

    Também acho que a Blair perder Yale seja um modo de colocar todos na mesma faculdade, capaz de acabarem todos indo NYU. Mas eu não gostei, nem um pouquinho. Odeio ver a Blair se dando mal e se isso aconteceu só espero que seja pra ela arranjar um plano mirabolante pra conseguir entrar em Yale.

    O que me leva a perguntar: essa história de só um aluno por escola ir pra Yale é só na early application? Porque me parece um método bem deturpado. Era de se esperar que as universidades quisessem, por exemplo, três alunos de uma escola elitista do que um aluno de uma escola classe A, outro de uma escola classe B e outro de uma escola classe C. E também tem a parte dos ASATs e de todo o histórico escolar do aluno. Afinal é por mérito ou por cota que os alunos conseguem as vagas?

    Mas anyway, adorei a cena da Serena conversando com o diretor enquanto Vanessa dava instruções pelo telefone. O que só mostra que a Vanessa é um bom personagem mas se apaga ao lado do Nate, que sempre é colocado pra escanteio. Espero que tenham se dado conta, finalmente, que era pro Nate ser um dos principais personagens da série não um simples coadjuvante. Tinha episódios que o Eric aparecia mais do que ele.

    Quanto a essa história da sociedade secreta, foi uma péssima maneira que arranjaram pra fazerem o Chuck se tocar que gosta mesmo é da Blair. Péssimo. Não me interessou nem um pouco.

    E todo mundo foge pro Brasil, né? Palhaçaaada.

  4. vlad

    tambem nao entendo a forma de ingresso nas universidades americanas…

  5. Maria Eduarda

    Filipe,
    Foi tão clichê o crítico ter gostado da peça que resolvi nem comentar na review. ;)

    Mônica,
    Eu amei a cena do Nate na peça. Foi uma das melhores cenas dele nessa temporada. :)

    Aline,
    Fico feliz que lembraram da existência do Nate a partir deste episódio, porque eu sempre gostei do personagem. E outra, todo mundo só foge para cá e sempre que acontece alguma coisa ruim, tem a ver com o Brasil. Palhaçaaada. [2] :P

  6. Juninho

    Gossip Girl é uma boa série,o que estraga é todo esse comercial que fazem da série,e por causa disso poucos relaxam assistindo a série e apenas se divertem,as pessoas esperam muito de uma série que tem uma grande popularidade,mas enfim,a série diverte,esse episodio foi muito divertido Dan e Blair brigando em plena peça foi demais.

    Não gostava muito do Nate porque sempre achei um personagem desnecessario,mas desde que começou a namorar com a Vanessa(Nessa temporada,por que na primeira o casal era horrivel),o personagem está melhor aproveitado,e é isso que tenho notado nesses últimos episodios,posso até dizer,não sei como,mas Nate e Vanessa se tornaram o melhor casal da série,podem até achar ruim mas não vejo nada demais no casal Chuck e Blair,pelo contrario,prefiro a Blair sozinha,acho a personagem boa demais pra ficar nesse chove e não molha com Chuck,enfim bom episodio teve GG,espero que continue assim.

  7. Matheus Eugenio

    acho que a série segue um caminho muito pouco inteligente. os roteiristas estao ficando cada vez mais sem critividade, como a história do “de olhos bem fechados” e o lance da Rachel e do Carter (esse último foi pura propaganda pro casal Leighton e Sebastian!). também acho que as prévias são muito enganadoras; elas lançam uma falsa expectativa em cima de um episódio e acaba decepcionando muita gente – como a promo “OMG!” desse episódio, que na verdade misturava cenas de 4 episódios e me fez me decepcionar bastante. eu sinceramente não espero mais nada.

  8. Lena

    Nossa, essa historinha “de olhos bem fechados” do Chuck tá muito nada a ver… o cara é apaixonado pela Blair mas não move um dedo pra ficar com ela. Mas qdo conhece a vagaba do clube secreto, resolve fugir com ela pro Brasil?? (bonitinho ele falando “São Paulo” né? hehehe Bem, pelo menos fugiu do clichê vamos-fugir-pro-Rio-e-ser-felizes) Só espero que saia algo de interessante no final desse arco chato.

    É impressão minha ou o Nate está aparecendo pouco na série devido a (falta de) atuação do Chace Crawford? Até que nesse episódio ele tava melhorzinho, mas normalmente ele é de uma apatia impressionante!

    Mas que capacidade a Serena tem de se interessar por caras chatos, hein?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account