Log In

Reviews

Review: Fringe – What Lies Below

Pin it

Fringe - What Lies Below

Série: Fringe
Episódio: What Lies Below
Temporada:
Número do Episódio: 33 (2×13)
Data de Exibição nos EUA: 21/1/2010
Data de Exibição no Brasil: 9/3/2010
Emissora no Brasil: Warner

Mais um ótimo episódio de Fringe. What Lines Below foi uma daquelas histórias clássicas de ficção científica. Mistério, venda de informações, quarentena, FBI, enfim, todos os ingredientes que costumamos ver nesse tipo de enredo.

O episódio começou com a costumeira cena de abertura que sempre introduz o mistério. Um homem entra no prédio de uma grande companhia de petróleo, Vitas Petrol e, dentro do elevador, começa a passar mal. Com o nariz sangrando, e suando muito, ele desfalece. Um jovem mensageiro da empresa, que subia junto com ele, faz um atendimento de primeiros socorros. Contrariando todas as regras de higiene o rapaz fez respiração boca a boca, mesmo com um visível sangramento nasal da vítima. Pouco depois, o homem acordou desesperado e, com as veias dilatadas, entrou em colapso e morreu.

Peter e Olivia foram até o local investigar o mistério. Mike, o funcionário que teve contato direto com Radjan Vandenkemp, o homem morto, começou a demonstrar os mesmos sintomas e tentou sair do prédio. Walter, que estava chegando ao local junto com Astrid e Broyles, fez uma leitura rápida da situação e barrou a saída do rapaz segurando a porta de vidro. Seguindo orientação do Walter, Broyles ordenou o isolamento do prédio.

Depois de afrontar o chefe do Centro de Doenças Infecciosas, Walter, orientado por Broyles, acabou conseguindo autorização para trabalhar no caso. Olivia, que ficou retida no prédio junto com Peter, descobriu uma ligação entre Vandenkemp e um funcionário da Vitas Petrol chamado Ames. Interrogado, ele revelou que Vandenkemp foi até a Vitas Petrol para vender informações sigilosas de um concorrente.

O drama das pessoas retidas no prédio aumentou quando a recepcionista, também infectada, jogou-se pela janela para sair do prédio. Analisando as amostras colhidas dos infectados, Walter inferiu que o vírus reagia contra o estado de clausura e induzia as pessoas a se libertar. Por isso a mulher se jogou pela janela. Peter, que teve contato com o sangue de Vandenkemp, foi infectado. Walter entrou no prédio para identificar os infectados e Peter deu um jeito de esconder seu drama. Entretanto, quando os não-infectados estavam saindo do prédio, Peter foi detido porque a doença já estava visível.

Fringe - What Lies Below

Depois da evacuação do prédio, os infectados ficaram retidos e Walter iniciou uma corrida contra o tempo para salvar o filho. Foi emocionante ver Astrid decidindo ficar no prédio para ajudar Walter. O raciocínio articulado do velho cientista superou as suas limitações psíquicas e ele formulou sua tese. O vírus, que provocava a doença, existiu na Terra há 75 milhões de anos e foi aniquilado da superfície por um fenômeno natural de proporções gigantescas. Walter lembrou-se da erupção vulcânica ocorrida no Monte Toba, a maior já registrada no planeta Terra. A lógica levou o velho cientista a crer que o enxofre, lançado na atmosfera pela atividade vulcânica ocorrida no Monte Toba, aniquilou o vírus. Um rápido experimento usando uma porção de rábano (que apresenta uma concentração de enxofre) comprovou a tese de Walter.

A fórmula do antídoto foi passada por telefone para Olivia mas o tempo para a fabricação da droga passou a ser um problema pois os infectados estavam enlouquecidos pelo efeito do vírus. Olivia teve a ideia de sedá-los usando um gás que seria jogado pelo sistema de ventilação. Durante a execução do plano Peter atacou Olivia e o chefe da CDC ordenou que o exército invadisse o prédio para sacrificar os infectados. No último instante, Olivia conseguiu acionar o sistema de ventilação e o gás foi lançado. Todos os infectados foram salvos. O episódio terminou com Astrid pedindo explicações a Walter sobre uma frase que ele deixou escapar:

Não posso deixar o Peter morrer novamente.

Walter respondeu:

Certas coisas devem ser deixadas no esquecimento, agente Farnsworth.

* * *

Texto publicado originalmente no weblog Post Séries.

Séries citadas:

10 Comments

  1. Paullo kidmann

    muito bom episódio…
    e tenho q dizer era obvio q não ia acoteçer nada com o Peter heheh
    mais todo o drama ao redor disso chegou a ser emocionante…!

  2. Cristiano

    Este episódio foi muito bom, mas eu não me lembro se os responsáveis pela liberação vírus foram os concorrentes dos quais o Vandenkemp tinha as tais informações.

  3. Eduardo

    Bom, o que eu gostei mesmo foi ver a Anna Torv em “The Pacific” numa cena que provavelmente não vamos ver nunca em Fringe!

  4. Flávia

    Eu adoro Fringe. Realmente adoro. Mas, venhamos e convenhamos, essa descoberta de uma fórmula capaz de matar um vírus mortal pré-histórico com uma simples ida à geladeira passou um pouco dos limites…

  5. João da Silva

    A Anna Torv apareceu em que episódio de The Pacific?

    Pena que no mundo real não é tão fácil de se combater vírus… A solução do episódio foi forçada demais.

  6. Flavio Batista

    Como ainda pensaram em cancelar Fringe? E como o nosso querido Walter ainda nao ganhou um Nobel, ops quero dizer um Emmy? rsrsrsrs patcha ator bom!
    Gente, isso pq ainda nao viram o episodio dessa semana… o melhor de todos sem duvida!
    Spoilers

    Viagem no Tempo e Robocop! é só q tenho a dizer…Ficcão Cientifica na veia!

  7. Eduardo

    João da Silva: Ela aparece (por enquanto) no #5 de The Pacific mas só no inicio, mas que início! Foi um susto, tive que voltat para conferir se era ela mesma…

  8. Bruno

    O episódio foi muito bom mas o que mata é o under acting da cigAnna. Ela não tem nenhuma expressão, por que será que escolheram ela para este papel? E Peter, QI 190 e ainda não usou pra nada? Casting mais horrivel, sô!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account