Log In

Opinião Reviews

Review: Fringe – Safe

Pin it

Fringe - SafeSérie: Fringe
Episódio: Safe
Temporada:
Número do Episódio: 10
Data de Exibição nos EUA: 2/12/2008
Data de Exibição no Brasil: 19/5/2009
Emissora no Brasil: Warner

Acho que o comentário mais recorrente que tenho lido no TeleSéries nos últimos meses é aquele em que nosso leitor escreve mais ou menos assim:

A série X começou ruim, mas lá pelo episódio Y melhora.

Tá pessoal, obrigado, valeu pelo toque. Mas e aí? A gente vai consumindo lixo até se acostumar com o gosto do lixo, é isto?

Eu sou de um tempo em que as emissoras produziam pilotos em linha de produção. Se uma série era ruim, ela caía fora e outra entrava no lugar, até o canal acertar. Por conta disto há uma geração de fãs frustrados nos anos 80 e 90 por seriados que eram bons, mas não duraram nada por conta deste comportamento de mercado.

Agora nos estamos vivendo numa outra época, onde custos e recursos de produção são elevados e escassos e o medo da crise de audiência e da crise financeira tornou as emissoras de TV conservadoras. Mais do que crescer, todos estão preocupados em não perder o que já possuem.

O resultado é que a TV americana acaba de sair de uma era de ouro para uma era de terror.

É verdade que isto é bom pro telespectador menos crítico, afinal séries apenas legaizinhas, tipo What About Brian, Eli Stone, Dirty Sexy Money e Dollhouse se mantém por mais tempo no ar. Os produtores tem mais tempo de corrigir o rumo de seus shows. Mas, convenhamos, a qualidade da TV americana não é mais a mesma.

Se você pensar bem, as grandes séries nascidas entre 2004 e 2005 já nasceram consolidadas: Desperate Housewives, Lost, Veronica Mars, Grey’s Anatomy, Battlestar Galactica, Weeds, How I Met Your Mother, Prison Break, Everybody Hates Chris, Numb3rs, Medium. Elas não precisaram de Y episódios para melhorar.

É com certo pesar que tenho assistido e analisado Fringe, semana a semana. Esta resenha está saindo agora porque eu deixei pra ver Safe na segunda-feira de noite, era a última coisa da minha lista.

E, sim, Safe é ótimo. Finalmente Fringe abraça suas características de thriller de ação, entregando um episódio movimentado. Finalmente Fringe abraça sua mitologia, entregando um episódio em que a gente não sabe quem está perseguindo o quê, mas se esta é a proposta da série que assim seja (todos querem ser o próximo Lost, mas todos morrem de medo de não conseguir ser o próximo Lost). E finalmente Fringe acha um ponto de equilíbrio na sua parcela de procedural drama – a investigação anda, a gente entende a lógica da ação e todos tem sua função na história (até Broyles e Peter).

Fringe - SafeSafe também constrói um sentimento de equipe – que estava fazendo muita falta. É ótimo ver Olivia comentando para Peter e Walter que teve uma memória que era do John, eles funcionaram como um time ali. As cenas de Olivia e Peter no bar também foram maravilhosas – apesar de me incomodar o fato dela ter que ter algum tipo de “super poder”, quando alguém deveria ser normal na equipe, mas tudo indica que tanto ela como o Peter são especiais. E foi bacana ver também o Peter dialogando com o Francis, que tem uma função de existir na série, ainda que pouco utilizada.

Enfim, tivemos um episódio incrível de Fringe, o primeiro da série em 10 semanas.

Ou seja, chegamos ao episódio Y, em que a série X finalmente melhora.

A questão é que a hora é de fazermos o balanço. E que cada uma faça o seu. Dá pra dizer que uma série que demora 10 semana para atingir um determinado padrão de qualidade é boa? Você compraria o DVD do seriado sabendo que o conteúdo de metade dos discos é irregular? Se você não estivesse acompanhando a série desde o início, e começasse agora, sabendo que até demoraria tanto para se sentir realizado com ela, você assistiria assim mesmo? E afinal, voltando a polêmica que abre o texto: Fringe ficou boa, o episódio foi mesmo incrível, ou foi o nosso nível de exigência que caiu?

* * *

Sinto informá-los, mas esta é a minha última review de Fringe. Serei substituído nas próximas semanas por um colega colaborador do TeleSéries. Não se preocupem, voltarei para postar comentários sobre a série. A questão é que eu tentei criar um tipo de resenha diferenciada, como fiz no primeiro ano de Friday Night Lights, e achei que conseguiria levar por 20 semanas. Mas outros compromissos profissionais e a falta de tempo me obrigam a deixar a coluna de lado. Obrigado a você que me seguiu até aqui.

Séries citadas:

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

21 Comments

  1. Pedro Ortega

    Vi o piloto e mais dois epis pela metade…ruim demais. Não é verossímel, não pelos fatos fantásticos (até Star Wars é mais verossímel) mas por roteiro péssimo, personagens toscos, soluções rápidas e apressadas. Dá pra antever o que vai ocorrer com facilidade..e voces sabem quando o espectador passa na frente da série..é pq esta é ruim mesmo.
    Uma bomba..waste of time. A vida é preciosa demais pra perder tempo com isso. Prefiro ver as reprises de Terminator TSCC. Esta sim, uma série digna de ficção.

  2. anderson

    “Tá pessoal, obrigado, valeu pelo toque. Mas e aí? A gente vai consumindo lixo até se acostumar com o gosto do lixo, é isto?”

    “todos querem ser o próximo Lost, mas todos morrem de medo de não conseguir ser o próximo Lost”

    “Fringe ficou boa, o episódio foi mesmo incrível, ou foi o nosso nível de exigência que caiu?”

    cara, se tivesse um premio de melhor resenha da temporada, seria seu. Incrivel mesmo.
    parabens

  3. Lucas Castro

    Achei a resenha muito boa mas bastante rude. Acho a série muito boa, e mesmo com os altos e baixos devemos mostrar para as emissoras que queremos melhoras no que já é bom.

    :D

  4. Odorico

    Gente, sou novo nisso, esta e’ a 1a serie que eu assisto. E ai, o que foi que eu perdi? Estou assistindo a serie desde o comeco e estou adorando! Tirando uma ou outra bobagem e o fato de eu nao ter a menor ideia de como isso vai acabar (ou atem mesmo se isso vai acabar) a coisa me pegou de jeito e fico louco esperando o proximo ep (e resistindo para nao olhar tudo que ja foi publicado dos eps que ja foram ao ar nos EUA so para nao perder o suspense). Realmente Safe foi bem acima dos anteriores, comecou a juntar algumas pecas, mas os outros nao foram tao ruins assim! Sera que todas estas outras series sao/eram tao melhores? Olhem, meu nivel pode ser baixo (afinal estava acostumado a assitir novela!) mas estou gostando muito! Abs. Ah, Paulo, parabens pelas suas resenhas (sempre otimas) e sucesso no que voce for fazer. Boa sorte.

  5. Alessandra

    Eu estou super atrasada com Fringe então ainda não vi este mas não sei se consigo chegar até ele. Sinceramente a série me cansou. Talvez continue gravando para tentar ver no período de reprises mas com certeza a série já saiu da minha lista de prioridades.
    Pena que você vai parar Paulo. Seus reviews são sempre ótimos. Muito melhores que a série.

  6. Camila

    Caramba eu não tô sozinha…

    Eu sou da epoca de Arquivo X, Buffy, Friends e mais uma infinidade de series que na minha memoria nem chegaram a ter episodios ruins, só não eram tão espetaculares quanto outros.
    Então uma serie como Fringe que começa e se mantem lento por tanto tempo é dificil de engulir. Confesso ser completamente indugente com dramas teen, tanto que 90210 demorou 18 semanas para ter m episodio bom e eu ainda assim vou continuar acompanhando, mas dramas teens são assim mesmo. Não são series espetaculares, de grandes roteiros e super atuações… São apenas entretenimento barato, certo que vez ou outra uma supera toda e qualquer espectativa ( Friday Night Light), porém elas são raras.

    E não se pode querer encarar Fringe do mesmo modo que se encara um drama teen, Fringe é outro tipo de serie e mesmo que não fosse… Os ultimos episodios que vi de Fringe nem entretenimento barato foram

  7. bia mafra

    Bem, concordo com lucas, um tanto quanto rude, para nao dizer pior.
    O problema nao eh a baixa qualidade da serie, ate porque nao eh tao baixa assim, o problema eh que todos estava esperando um novo arquivo X e nao veio. Eh quase uma lógica matemática, quanto mais espera, maior eh a decepção.
    A serie começou boa, mas lenta e foi melhorando, so que isso nao eh nenhum evento raro ou inesperado. a maior parte das series longas, se vc ver a primeira temporada, quase nao reconhece os personagens, todo bom escritor diz, o personagem toma conta da trama e uma hora vc ja nao manda nele eh ele quem manda em vc. ou seja, o personagem cresce, muda e a serie muda com ela. ou vão me dizer que vcs lembram do joey de friends canastrao mais ainda com alguma inteligencia ou da monica bobinha? acredito que não. essa de a serie melhorar, eh fato. melhorar ou piorar, como heroes, que começou bombando e agora mostra algumas quedas.
    Quanto a seriezinhas que vc falou, nao concordo nao, Dirty sexy money tinha tudo para virar uma grande serie e tinha deixado um gancho maravilhoso para a proxima temporada, podendo sim melhorar e muito. Ainda nao vi dollhouse, mas ja começou com Eliza Dushku no elenco que tem uma grande serie de admiradores que vão atrás, então acho que o objetivo da série eh vir já bem consolidada. as outras eu não vi, não posso falar.
    nao sei sei foi o caso aqui, mas gosto e qualidade são duas coisas diferentes, eu procuro sempre separar, mas nem sempre consigo. tem coisas que eu não gosto, mas tenho que admitir que são, pelo menos, bem feitas. e coisas que eu gosto que digo que eh uma porcaria gostosa. e acho que Fringe nao entra em nenhum desses, no meu caso.vejo uma qualidade, ate do canastrao la, que nao gostava em dawnson´s creek (um exempo de qualidade que eu detestava), nessa série eu to gostando.

  8. Rafa Bauer

    Eu discordo completamente do autor da review.

    Acompanho séries há muito tempo e posso dizer que raramente um piloto me agrada. O normal das séries é começar de uma maneira hesitante, ter episódios irregulares, até se firmar num ponto em que os roteiristas, produtores, elenco, enfim todos já se encontram confortáveis com os personagens e a história.

    Só pra citar hits que tiveram uma primeira temporada irregular: Sex and the city, Friends, e o próprio Arquivo X, minha série favorita. No caso de Arquivo X, a série só foi engrenar mesmo na segunda temporada, com a gravidez da Gillian Anderson e a abdução da personagem.

    Então, o que na minha opinião é o motivo de tantas críticas a Fringe é a grande expectativa colocada na série, em razão de ser cria do J.J. Abrams. Já queriam que a série começasse bombando no episódio piloto (coisa que Lost conseguiu), mas não aconteceu.

    Agora sim, a partir do décimo episódio a série se firma, abraça sua mitologia e os personagens (e o respectivo elenco) transitam melhor na trama.

  9. Guilherme

    “as grandes séries nascidas entre 2004 e 2005 já nasceram consolidadas: (…) Veronica Mars. ???

    Excelente texto, embora eu não concorde com a frase destacada acima.

    Resposta do Editor: Guilherme, em 2005 dei uma entrevista pra uma rádio de SP dizendo que Veronica Mars e Weeds eram as melhores série daquela temporada. E não me arrependi da minha resposta até hoje!

  10. Caio

    Nunca assiti Fringe. Ela pode até ser ruim, como tão dizendo, mas o pior mal de fringe foi a expectativa criada em torno de ser do J.J. Abrams e ter uma fórmula estilo Arquivo X.

    E eu discordo do autor da Review. A maioria das séries demora sim pra se encontrar, e se firmar com a melhor qualidade possível. Algumas conseguem já chegar num nível excelente, mas isso é difícil. É o processo natural da escrita, daquilo não ser bem transposto pra tela, do autor conhecer melhor os personagens e o melhor rumo para a história, etc… A Camila falou que Buffy começou ótimo, mas eu discordo totalmente. Me apaixonei por Buffy, mas se dependesse da primeira temporada seria uma das piores séries que eu já vi!

  11. cavalca

    Essa de demorar x episódios pra série decolar não cola comigo. Só abro exceções quando leio BASTANTE gente jurando de pé junto que melhora MESMO, tipo True Blood.

  12. Jan

    Eu não sei pq tanta gente implica com Fringe, eu acho q é uma ótima série. Os personagens são carismáticos e as histórias interessantes.

    Mesmo q nem todos os episódios tnham sido ponta de linha teve vários outros q foram ótimos. Pode até não ter sido uma temporada perfeita, mas muitas séries por ai q começaram bombando e depois rolaram colina abaixo.

    Eu acredito q Fringe conseguiu criar sua própria mitologia, se distinguindo de outras séries como X-Files ou Lost e as pessoas deveriam dar a Fringe mais uma chance pq ela realmente merece.

  13. Mica

    Paulo, sentirei falta das suas reviews. Vc conseguia fazer uma análise tão crua que me deixava encantada toda vez (mesmo gostando muitíssimo de Fringe).

  14. Rodrigo B.

    “É verdade que isto é bom pro telespectador menos crítico, afinal séries apenas legaizinhas, tipo What About Brian, Eli Stone, Dirty Sexy Money e Dollhouse se mantém por mais tempo no ar. Os produtores tem mais tempo de corrigir o rumo de seus shows.

    Felizmente isso está acontecendo. Pelos menos quatro das minhas séries preferidas ever tiveram uma primeira temporada titubeante. Friends e Seinfeld, que eu duvido que algum dia serão superadas como minhas comédias preferidas, têm primeiras temporadas nada empolgantes pra mim(ainda hoje, acho difícil até parar pra assisti-las).

    A primeira metade da temporada inicial de Ally Mcbeal é, pra mim, o maior exemplo dentre todas as séries que já vi, de um show que não tinha se encontrado, que justamente precisava de tempo pra evoluir. As tramas são TODAS centradas na personagem-título, os outros personagens só parecem estar lá pra interagir com ela, sem obter qualquer tipo de desenvolvimento. Sem contar que os roteiristas não tinham acertado a mão no que concerne ao tom do humor na série, gerando situações mais constrangedoras do que engraçadas. No entanto, lá pela metade da temporada tudo isso vai começando a ser contornado e a série vai ganhando uma cara, uma identidade, sabendo explorar seus personagens e se tornando o que viria a ser.

    E nem falo de Buffy. E se a UPN tivesse cancelado a série depois daquela primeira temporada só razoável?

    Enfim…tudo isso só pra dizer que prefiro muito mais essa “cautela” das emissoras com séries que podem crescer(ou “legaizinhas”, como o Paulo definiu) do que não darem chances a produções que demonstram algum potencial. E acho que dessas séries que eu citei, todas as quatro foram, em algum momento, bem-sucedidas(as que não tinham grande audiência tinham a aprovação da crítica) e não são exatamente exemplos de “se acostumar com o gosto do lixo”(haha…admito, odiei esse trecho e acho, Paulo, com todo o respeito, que até empobreceu um pouco seu texto, embora tenha, confesso, um bom potencial de gerar discordância…hahaha). Mas é isso…viva a paciência dos executivos de tv, porque…sério, muita gente agradece.

  15. francisco koller

    Prefiro Lost, Fringe, CSI Las vegas, Cold case, Eleventh hour, todos os Law and order, Supernatural, Mentalist, Ncis, Criminal minds e Seinfeld a qualquer outro seriado. Muitos não concordarão, mas, gosto não se discute. Se Fringe é uma grande conspiração, conspira-se contra o quê? Quem conspira? Não ficou claro ainda. Acho que perdi algo. Ajudem-me.
    Abraços.

  16. Cristina

    Veronica Mars, prison Break? Concordei em parte com a critica mas isso aí é demais, em parte quando assistimos uma série em parte procuramos diversão e o que tem um piloto fraco? muitas vezes eu vou atrás dos produtores e atores para vê-las, e espero que a história engrene e série dure um pouco, sou da geração de 80 e 90 gostava demais de assistir televisão, mas pra que assistir um piloto sensacional de series que sempre ficavam sem fim? Desenvolva sem pressa, que venha as séries do seculo 21…

  17. Elaine

    Paulo, vou sentir saudades da sua resenha. Apesar de gostar de Fringe, eu gosto mais ainda de ler opinões diferentes. É difícil uma série agradar a todos. Qualidade é algo muito subjetivo. Há muitas séries aclamadas pela crítica que não fazem meu gênero. Podem ser ótimas mas eu prefiro dramas a comédias, então não dá para falar. Mas sempre respeitei muito a sua opinião. Volte logo!

  18. Rafael

    Bom só tenho a dizer que foi um texto incrível esse seu , de fato hoje a meu ver , minha humilde opinião depois de the sopranos não sei se eu fiquei muito crítico , mas vejo algumas coisas na tv e penso nossa que porcaria e fringe e lost estão entre elas , depois que vi buffy, arquivo x e the sopranos o resto é resto , ah só tirando family guy que é uma das coisas mais engraçadas que eu já vi e mais uma vez parabéns pelo texto , um abraço a todos

  19. Laura

    acho que a gente acostumou com lixo mesmo…

    mas enfim, agora que tu perdeu teu tempo não vai até o final pra ver o que acontece?

    eu vou! senão vou morrer de curiosidade!

    mas é provável que a segunda temporada eu não acompanhe.

    pena que vamos perder as suas reviwes de fringe!

  20. Bruno

    E Scott continua sendo mantido vivo e fornecendo informações a MD… não eram 6 horas após morto???

    Novamente backups em carros separados, cadê todos os agentes de campo disponiveis?? Qualé???

    Teletransporte? Essa foi nova…

    E era mesmo Leob o agente duplo.

    Mas por incrível que pareça o episódio realmente funcionou. E foi o melhor (até agora).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account