Log In

Reviews

Review: Fringe – Peter

Pin it

Review: Fringe - Peter

Série: Fringe
Episódio: Peter
Temporada:
Número do Episódio: 36 (2×16)
Data de Exibição nos EUA: 1/4/2010
Data de Exibição no Brasil: 13/4/2010
Emissora no Brasil: Warner

Fringe retorna do hiato com um excelente episódio. Os roteiristas acertaram a mão e estabeleceram uma ligação absolutamente coerente entre o passado e o presente da trama. Esse foi, sem dúvida, o episódio mais esclarecedor da temporada.

O episódio começa com um recuo no tempo até o ano de 1985. Em uma reunião com a alta cúpula do exército americano, Walter (incrivelmente rejuvenescido) apresenta os resultados de uma experiência de ponta. Mostrando um celular (que não existia na época) ele explicou que o objeto era a cópia de um telefone do futuro. Para realizar a experiência ele usou uma espécie de janela interdimensional. Ou seja, através dela era possível observar uma dimensão paralela mais avançada. Como prova, Walter mostrou, através da janela, uma imagem paralela do Empire States.

Os rumos dessa experiência do Walter começaram a mudar com a morte do seu único filho Peter. Inconformado com a perda, o Dr. Bishop resolveu fazer uso dos seus experimentos com os diversos mundos paralelos. Primeiro, junto com sua mulher Elizabeth, ele observou seu filho em outra dimensão. O garoto convalescia com a mesma doença que o matou na dimensão original. Observando a si próprio no futuro (a quem Walter chamava de ‘Walternativo’) o Dr. Bishop passou a monitorar as pesquisas em busca da cura da doença do seu filho. Num dado momento, o “Walternativo” descobriu a cura mas foi distraído pela presença de um dos observadores que entrou no laboratório. Walter ficou transtornado e decidiu reproduzir o experimento para levar a cura ao seu filho na outra dimensão. Para tanto, ele teria que construir um portal (a janela permitia apenas a observação) e fazer a travessia.

A decisão de criar uma passagem entre as dimensões desagradou a Drª Carla Warren (Jenni Blong), assistente de Walter. Religião e ciência, mais uma vez, ficaram frente a frente. Walter decidiu o impasse com uma de suas frases de efeito: “Meu filho está morrendo, não vou deixar que ocorra de novo. Só há espaço para um deus nesse laboratório e não é o seu”.

A interferência de um dos observadores nos experimentos de Walter não foi acidental. Não ficou claro o porquê dele ter impedido que o “Walternativo” descobrisse a cura do garoto. O fato é que, pouco depois, os observadores se reuniram e decidiram salvar Peter.

Walter pôs seu plano em prática e armou o portal às margens do Lago Reiden. Segundo ele, caso sua experiência desse errado, o lago absorveria a energia em excesso. Pouco antes da travessia, Walter foi surpreendido por Nina Sharp e a Drª Carla Warren que foram até o local para demovê-lo da ideia. Walter decidiu seguir com o plano e quando caminhou para o portal foi agarrado por Nina mas conseguiu se desvencilhar e passou. Nina teve seu braço exposto ao portal, fato que justifica a prótese mecânica que ela usa nos dias de hoje.

Fringe - Peter

Um detalhe da travessia modificou os planos de Walter. O recipiente em que ele levava a substância que curaria Peter se rompeu e o remédio foi perdido. Walter decidiu levar Peter para 1985, na outra dimensão, para refazer o remédio e curá-lo. A ideia dele era devolver o filho para a dimensão de origem. Quando retornaram, Walter e Peter sofreram um acidente, caíram no lago gelado e foram salvos por um dos observadores. Uma frase dele revelou que Peter tem um papel decisivo na trama:

Salve o garoto, ele é muito importante.

Quando Elizabeth descobriu que o “outro Peter” havia sido trazido, abraçou o filho e Walter não teve coragem de levá-lo de volta. Todo essa história foi narrada no episódio retratando uma conversa entre Walter e Olívia. Para quem não lembra, no episódio passado, Olívia (que tem uma visão interdimensional devido às experiências que sofreu na infância) enxergou Peter como uma imagem holográfica se desfazendo. Walter foi obrigado a revelar a ela seu grande segredo. Ele revelou, ainda, que o portal criado para salvar Peter foi a primeira fenda entre as dimensões. Ótimo episódio!

P.S.: Detestei a abertura anos 80!

* * *

Texto publicado originalmente no weblog Post Séries.

Séries citadas:

10 Comments

  1. Júlio

    Ótimo episódio, com uma história envolvente do começo ao fim. E eu adorei a abertura anos 80, combinou com a passagem de tempo do episódio.

  2. Cristiano

    Este episódio foi ótimo. Nada como você ter uma resposta satisfatória e coerente sobre um segredo
    intirgante da série que você acompanha. Na chamada da Warner, tem o aviso de que mais segredos serão revelados. Vamos esperar.

  3. germano

    como assim vc detestou a abertura anos 80? foi simplesmente espetacular, a cara da época, a música e as imagens estilo super nintendo foram ótimas. inclusive isso mostra o capricho que fringe tem. não é qualquer série q se dá ao trabalho de fazer uma abertura especialmente para um capítulo. e é melhor se preparar pq até o último episódio vcs ainda verão outros excelentes!

  4. Luis Carlos

    Eu gosto muito de Lost e fico triste com o seu fim.Porém, eu AMO Fringe.Em Fringe as perguntas são respondidas,no seu devido tempo.

  5. mazinha

    Fringe melhor a cada dia….esse episódio foi demias, mostra até onde um pai pode ir por amor ao filho…acho que o Walter agiu por amor, pra mim explicou muita coisa foi interessante saber como a Nina Sharp perdeu parte do braço…super legal…

  6. João da Silva

    Adorei a abertura anos 80, especialmente porque muitas das tecnologias listadas nela são realidade agora.

  7. Miguel

    O engraçado é que quando a Nina apareceu no primeiro episódio, mostrando a prótese, ela disse que Bell havia percebido que ela tinha um cancêr. O que mostra que a firma tem conhecimento de várias coisas (e envolvimento) na possível guerra prestes a acontecer.

  8. Bruno

    Miguel, Nina justificou o braço biônico para Olivia como despiste para.

    Incrivel o rejuvenescimento de Walter e Nina.

    Excepcional o episódio. Peter adulto e Olivia NÃO FIZERAM NENHUMA FALTA.

    Nota DEZ.

  9. robfarah

    O responsável pelas resenhas parece que não presta muita atenção aos episódios.

    No anterior, Jacksonville, ele diz que foi ótima a “revelação” de que Peter veio do outro universo, mas qualquer um que assista à série já sabia desde, no mínimo, o episódio final da primeira temporada.

    Agora o autor comenta que não fica claro porque o Observador teria interferido, dizendo que não foi acidental ele ter impedido a descoberta da fórmula da cura pelo Walternativo.
    Mas o episódio deixa absolutamente claro que foi exatamente o contrário.
    O Observador estava no laboratório para observar um acontecimento importante, a descoberta da fórmula, mas o Walternativo o viu e por isso se distraiu, fazendo com que os Observadores precisassem consertar a mudança.

    Os textos dos episódios de Fringe estão muito fracos, não passam de um resumo mal feito e ficam ainda piores quando o autor não entende metade do que vê.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account