Log In

Reviews

Review: Friday Night Lights – Upping the Ante

Pin it

Cena de Upping the Ante
Série: Friday Night Lights
Episódio: Upping the Ante
Temporada:
Número do Episódio: 14
Data de Exibição nos EUA: 31/1/2007
Data de Exibição no Brasil: 14/9/2007
Emissora no Brasil: Sony

Há temas que são obrigatórios em dramas teen. A relação dos jovens com a fama e a ascensão social é um deles. É a questão da popularidade: que virou até nome de seriado. Quando um jovem fica popular, ele vira as costas para os seus amigos? De Kevin Arnold a Lucas Scott, este tema já foi tratado a exaustão pela televisão e pelo cinema, mas não há como fugir dele, é obrigatório e inevitável.

Friday Night Lights, que mostra garotos que praticamente mandam na cidade por conta de serem estrelas de futebol, não poderia fugir disto. Aliás, o tema sempre esteve lá: nas garotas faz-tudo, no fato de Tim não estudar e ainda assim avançar na escola, nas placas nas casas indicando que ali mora um jogador do colégio, no fato de Buddy Garrity conseguir empregos para os pais dos garotos, nas tensões que afetaram o relacionamento de Matt e seus amigos.

Mas este é o episódio onde o tema veio à tona em sua totalidade, mostrando como a fama atrapalha a relação de Matt e Julie. O problema: após 14 episódios, ficou um pouco tarde para se abordar a questão. E isto prejudicou o episódio. Ficou previsível que algo iria acontecer, até porque é previsível que todo casal bonitinho vá passar por uma crise.

Pra uma série que se pretende inovadora e sofisticada, Friday Night Lights terá que abordar estes temas recorrentes da juventude de alguma forma diferenciada, ou cairá na mesmice. Soou o alerta.

Upping the Ante também marcou o reencontro de Tim e o pai. Foi bom, melhor do que podíamos esperar, especialmente porque os produtores escalaram um bom ator para o papel do pai ex-alcoólatra – Brett Cullen, o Goodwin de Lost. Temos também um bom Jason Street tomando atitudes infantis, confrontando Buddy e dificultando sua relação com Lyla. Eu particularmente adoro ver o Street e Saracen tomando atitudes estúpidas – é isto mesmo que os jovens fazem, uma hora ou outra.

Cena de Upping the Ante
Mas o ponto alto do episódio mesmo é o final do arco do doping de Smash, que faz seu acerto de contas com o treinador Taylor. Após muito conflito, os dois se entendem em uma belíssima cena, assistindo um grupo de crianças jogando futebol no subúrbio.

…Futebol não é assim. Não é isto que eu quero de você. Se você quer fazer tudo sozinho que vá correr maratona.

E, por fim, temos a confirmação de seu retorno ao time. Outro momento Felipão de Taylor. Anuncia que o garoto vai jogar e já sai dando patada. Em inglês mesmo:

What the hell you want a hug or something? Get out of here.

MVP: Kyle Chandler

Séries citadas:

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

7 Comments

  1. António Ramos

    No canal Fox Life, está a passar séries repetidas, como é o caso de “Rímel e Futebol”, “Irmãos e Irmãs” e “Nip/Tuck”. Para mim, que sou uma espectador assíduo, acaba por perder o interesse ver o Fox Life.O que de facto é uma pena.

  2. Thomaz Jr

    Esse episódio foi bem fraco. FNL já ta apelando para certos cliches. Aquelas cena de Coach com Smash foi mto sem graça. Aquele menino intimando o coach parecia comercial de TV.
    FNL de uma série realista está virando um conto de fadas. Até o pai de Tim se “regenerou” na última hora.

  3. Giselle Bauer

    Também achei fraco este episódio.Vamos ver se amanhã melhora um pouquinho.Quanto ao namoro da Julie e do Matt acho que não demorou para abordar que a fama do Matt vai atrapalhar o namoro dos dois.E a Julie tá amiguinha da Tyra.Ai ai ai.

  4. mari

    Eu não sei ainda se gosto ou se odeio FNL.. tem horas em parece ser uma série original, mas ai vem episódios como este, fraquinho e sem muito conteúdo..banho de água fria (jah tava meio morna mesmo); e o pai do Tim?? fala sério…
    Eu vi hj o filme no qual a série foi baseada, é bem interessante ver que os produtores aproveitaram basicamente tudo o q podiam para a criar o programa, inclusive alguns dos atores do filme (que interpretam os mesmos personagens tanto num quanto noutro).

  5. tatiana

    O título do filme original é mesmo Friday Night Lights,mas aqui no Brasil veio como “Tudo pela vitória”.Desculpa pela intromissão.

  6. Rafaelly

    Gostei so episódio, embora não seja dos melhores…
    Kyle Chandler continua demais.Só lamento pelas poucas cenas de Connie Britton nesse episódio, pq adoro a cenas da familia Taylor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account