Log In

Reviews

Review: Friday Night Lights – Little Girl I Wanna Marry You

Pin it

Cena de Little Girl I Wanna Marry You
Série: Friday Night Lights
Episódio: Little Girl I Wanna Marry You
Temporada:
Número do Episódio: 13
Data de Exibição nos EUA: 24/1/2007
Data de Exibição no Brasil: 7/9/2007
Emissora no Brasil: Sony

Na noite seguinte a exibição de Little Girl I Wanna Marry You no Brasil, Friday Night Lights levou pra casa o Emmy de Oustanding Casting for a Drama Series. O consenso entre os fãs da série é que acabou sendo prêmio de consolação – FNL tem apenas mais uma indicação ao Emmy, dificílima de se ganhar, de Melhor Direção.

Esta categoria também sempre gera alguma polêmica. O que raios é casting? É normal que nove entre 10 sites com notícias sobre seriados traduzam casting como elenco. Este ano foram os colegas do Séries Etc. que estamparam numa manchete “Friday Night Lights leva Emmy de Melhor Elenco”. É isto mesmo?

Eu confesso que não tenho certeza. Desde o início, o TeleSéries sempre usou como tradução Melhor Seleção de Elenco. E partimos do simples pressuposto: se o prêmio fosse pro melhor elenco todos os atores subiriam no palco. Mas quem leva a estueta para a casa é o tal do casting director. Em Friday Night Lights são três: Linda Lowy, John Brace e Beth Sepko.

O glossário do site IMDB reforça a minha tese:

Cast
A collective term for the actors appearing in a particular movie.

Casting
The process of hiring actors to play the characters in a script, typically done by a casting director, but with some input from a director, producer, or studio.

O prêmio é de melhor casting, não de melhor cast (ou como no SAG Awards, que o grande prêmio é o Outstanding Performance by an Ensemble in a Drama Series). Estou errado?

Ainda assim a pergunta que muita gente fez ainda é válida, ainda que de forma diferente. A seleção de elenco de Friday Night Lights merece ser premiada?

A resposta não é simples. Eu já critiquei muito o elenco. Não gosto destes adultos de 20 e tantos anos fazendo papel de teenagers, Não gosto do Taylor Kitsch, o Tim Riggins, que pra mim é o cigano Igor americano. Este pai do Matt tem a expressividade de uma porta (por sorte ele não estragou uma das cenas mais bonitas da temporada, a hora em que pega o ônibus de volta para o exército, deixando Matt abraçado na avó e na Julie).

Mas há algo especial no elenco de Friday Night Lights. O elenco adulto é incrível. Connie Britton e Kyle Chandler são incríveis, não conheço quem não assista a série e não goste dos dois (e olha que coach Taylor não é um personagem muito simpático). E até escrever este texto eu não sabia que o nome do ator que faz o Buddy Garrity se chamava Brad Leland. Não esqueço mais. Brad é um dos poucos atores realmente texanos da série e brilhou neste episódio. A cena onde ele diz para Jason Street que ele não serve para sua filha é incrível. Se fosse outra série, Buddy seria pintado como um vilão. Aqui não, ele é simplesmente um pai preocupado com o futuro da filha.

Há alguns méritos na seleção de elenco de Friday Night Lights. Para começar o elenco é muito grande – a cada semana aparecem novos personagens, pais, mães, irmãos, que acabam retornando nas semanas seguintes. E há um critério especial para esta seleção – são pessoas colocadas em cena para parecerem gente como a gente, gente simples, gente comum. No início a série parecia estar buscando atores fora do radar, quase desconhecidos. Agora começam a trazer rostos mais conhecidos, mas bem incorporados aos papéis.

Cena de Little Girl I Wanna Marry YouEste Little Girl I Wanna Marry You, por exemplo, tem atuações precisas de Liz Mikel, que faz o papel da mãe do Smash e aqui acusa o treinador de ter feito o filho tomar esteróides. Outra preciosidade da fase atual da série é Dana Wheeler-Nicholson no papel da mãe de Tyra. Esta sim é uma atriz conhecida: já participou de praticamente todos os dramas de tribunal e policiais da TV americana, e também comédias como Sex and the City. Wheeler-Nicholson é a típica soccer mom. Mas em Friday Night Lights supreende como uma trash soccer mom, alcoolista, desempregada, acostumada a ser tratada como lixo por homens – e possivelmente em breve por Buddy Garrity.

Como em todas as séries, Friday Night Lights tem seus bons e maus atores, está revelando novos nomes, recuperando outros. Mas a série neste sentido, e com o passar das semanas, vem mostrando que faz um trabalho diferenciado e sofisticado. A premiação neste sentido é merecida.

MVP: Brad Leland

Séries citadas:

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

14 Comments

  1. Thais Afonso

    Concordo, Paulo. FNL não tem o melhor elenco da TV, mas com certeza deve ser muito mais díficil achar um elenco enorme de gente desconhecida e competente (mesmo que alguns não sejam tão desconhecidos, ou competentes), do que contratar alguns atores que certamente tem talento, além de alguns já terem apelo ao público.

  2. Thomaz Jr

    O dialogo de Buddy e Jason foi mto bom.
    Acho que para a seleção de elenco ser boa os atores deveriam paracer adolescentes. Isso ajudaria uma série que prima em ser realista.

  3. Lucas "Gandalf" Leal

    olha Paulo me lembro quando eu via o programa “Projeto Piloto” da MTV e comecei a me familiarizar mais com esses termos e em programas de ‘quiz’ e essas coisas sempre usam o termo ‘casting’ que obviamente denota pra seleção dos participantes…aqui no caso pra seleção dos atores…então acho meio obvio que não se trata do melhor elenco como muitos tratam…mas indiretamente acaba falando da qualidade da seleção, o que pode ser favorecido pela qualidade dos atores…mas não é fator determinante e não é ‘melhor elenco’ como acho que seja o caso de FNL…aonde o elenco pode não ser o mais brilhante mas a seleção do elenco de fato é boa…

  4. Willian

    Admito que Friday Night Lights não me agradou a princípio.
    Somente depois de alguns episódios que a série foi me cativando …
    E esse episódio, “Little Girl I Wanna Marry You” foi um episódio onde pudemos ver o que faz da série um programa interessante de se acompanhar:
    Várias histórias de dramas pessoais coladas e costuradas, como uma colcha de retalhos, que conseguem ser reais e admissíveis, cenas com as quais podemos nos identificar.

    E paulo, concordo contigo quando você diz que o prêmio técnico concedido pelo Emmy de Best Casting for a Drama Series/Comedy Series é de Melhor Seleção de Elenco, para o DIRETOR DE ELENCO, e não ao ELENCO em si!
    Creio que como o sindicato dos diretores de elenco viam a constante indiferença ao trabalho realizado na contratação, entrevista e escalação dos atores – regulares, coadjuvantes e convidados – a classe buscou uma valorização da profissão,algo conquistado somente em 1989, quando houve a 1ª premiação de casting, “Outstanding Achievement in Casting for a Miniseries or Special: Lonesome Dove – Lynn Kressel (informação: http://www.castingsociety.com/about/emmywinners)

  5. Lenita

    Um fator realmente interessante da série é como valoriza todas as participações. De início eu fiquei com um pé atrás, pois em várias outras séries, coadjuvantes são quase dispensáveis pra história…Mas não em FNL, com certeza.

  6. Pedro

    Bem que achei estranho um prêmio de melhor elenco não figurar na noite principal.

  7. Gabriel Adam

    Um dos elementos que acho interessante em FNL é que os adultos não são apenas coadjuvantes dos adolescentes, possuindo histórias e dilemas próprios. Acho que isto vem ao encontro do review, pois o bom elenco adulto tem espaço para aparecer e, assim, suprir as deficiências de alguns dos atores “adolescentes”.
    Concordo que o Taylor Kitsch não é muito mais do um rostinho bonito, mas chamá-lo de Gigano “Dara…Eu te amo…Dara” Igor é sacanagem!
    Parabéns pelos comentários.

  8. Cristina

    É complicado essa coisa dos atores parecerem mais velhos que os personagens. Eu prefiro assim do que se eles parecessem mais novos, perto de 16, 17 anos, é mais agradável de se ver.

    Um dos motivos que não gostei da série Skins, é que os atores são mesmos adolescentes. Não quero ficar assistindo um bando de pirralhinhos fazendo besteiras, parece que adolescentes com aparência com adultos é mais tolerável.

  9. Giselle Bauer

    No ínicio fiquei meio na dúvida em vez FNL mas vi o primeiro episódio e amei.Adoro esta série tá certo que tem alguns atores que não convencem mas é que eu acho as histórias tão boas e daí eu acabo relevando as atuações de alguns atores.Por exemplo estou começando a gostar da Tyra no começo ela era apenas a “bitch” da cidade mas nestes últimos episódios ela está me surpreendendo.E é lógico que o Taylor Kitsch não é tudo isto mas coitado comparar ele com o cigano Igor aí já é demais.E concordo com a Cristina adolescentes com aparência de adultos com certeza é mais tolerável.Em Dswsons ‘s Creek eles eram adultos fazendo papel de adolescentes e convenciam.

  10. Luigi

    Assisti só o primeiro episódio, o sérizinha chata….
    Dirt ou Damages são muito melhores e pouco faladas por aqui….

  11. João da Silva

    A Minka Kelly, que interpreta a Lyla, é sempre MVP para mim. Ou melhor, é HMVP (ou seja, Hot Most Valuable Player).

  12. Laís

    Ehhhhhhhhh.. sabe que eu nem assistia a FNL, mas minha irma viu o epi 13 na Sony e falou.. eu vou puxar pela net.. dai eu: “ta bom neh”.. mas quando eu vi o primeiro epi, eu ja gostei DEMAIS!! Terminei de assistir a todos os episodios ontem.. e me encontro apaixonada por essa serie! Valew mto ter puxado.. ate porque não aguentaria ficar esperando pela Sony.. hehehe..
    A Connie é uma atriz espetacular.. tem um episodio mais pra frente em q eu me emocionei mto.. mas isso deixa pra falar quando passar por aki no Brasil.. :)
    De qlqr modo.. eu achei mto cliche a cena em q ele pede a Lyla em casamento.. tipo.. ilusão de teenagers..
    Enfim.. não vejo a hora de chegar logo mes q vem pra assistir a 2° temporada! \o/

  13. Thiago FLS

    O melhor desse episódio foi que a noevela “As Bombas de Smash” finalmente acabou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account