Log In

Reviews

Review: Friday Night Lights – It’s Different for Girls

Pin it

Cena de It's Different for GirlsSérie: Friday Night Lights
Episódio: It’s Different for Girls
Temporada:
Número do Episódio: 10
Data de Exibição nos EUA: 12/12/2006
Data de Exibição no Brasil: 17/8/2007
Emissora no Brasil: Sony

Sexo, sexo, sexo! Pronto, consegui a atenção de todos. Sexo vende, entre adolescentes cheios de hormônio então, puxa!

É provável que seja o sexo o que defina o público de um drama teen. Quando eu era adolescente, no século passado, havia quem achava Barrados no Baile promíscua demais. Tirando, é claro, a Donna Martin. E certamente os que criticavam a série não eram os mesmos que achavam Dawson e Joey carolas demais em Dawson´s Creek. Caramba, a futura mãe da Suri ali do lado na cama e o garoto só queria saber de ver filme do Steven Spielberg?

É claro que não é o sexo. Como já escrevi em outra coluna, dramas teen funcionam na base da identificação. E as audiências se formam em torno disto: se ver naquelas vidas e histórias. Há quem leve a vida como um romance, como um Ephram e uma Amy em Everwood, há quem encare a sexualidade com mais naturalidade – imagine então os jovens de One Tree Hill, que moram em casas sem pais, tem portas que ligam o quarto com a rua e até se casam antes dos 18 anos…

Friday Night Lights não faz escolha, mostra um mosaico bem realista de jovens. E há comportamento sexual para todos os gostos.

Julie e Matt estão iniciando um namoro bonitinho, assistindo The Office embaixo das cobertas da sala – para desespero de coach Taylor.

Como bem citado na série, Lyla vive sua versão moderna do romance A Letra Escarlate, de Nathaniel Hawthorne.. Não é que Friday Night Lights seja moralista, mas aconteceu da história mostrar que há um preço a se pagar pelo sexo e pela infidelidade. E Lyla paga o preço mais do que nunca neste episódio. No final dá a volta por cima, retornando ao time de cheerleader na hora do torneio, o que era até dispensável. Poderia durar mais algumas semanas.

Jason por sua vez precisa aprender a perdoar a traição. E Tim, outra ponta do triângulo amoroso, até tenta proteger Lyla, mas é desencorajado por Tyra. É um mundo masculino: os homens infiéis são mais facilmente perdoáveis que as mulheres.

Cena de It's Different for GirlsJá Smash, outro personagem sexualmente liberado, parece que está prestes a se envolver afetivamente com Waverly que, assim como ele, também guarda segredos.

It’s Different for Girls é mais um bom episódio, com boas cenas cômicas, mas não tem nada de memorável nele. O curioso é que mesmo com este monte de hormônios no ar, os adultos seguem sendo muito mais interessantes. Buddy Garrity, Tami e Eric Taylor seguem gerando os melhores momentos do episódio.

MVP: Kyle Chandler

Séries citadas:

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

9 Comments

  1. Thiago Sampaio

    Poxa, Paulo.
    Jason chegando em casa pela primeira vez, que teve que ser readaptada… Dava pra ver nos olhos dele que ele queria pedir desculpas pro pai, ou algo assim. E ainda tem a corrida com o vizinho.

    O pai da Layla recebe o aviso de um amigo sobre o site
    O time vestido de mulher
    Matt Sonso Saracen entrão na casa do Sr. e Sra. Coach pra ver The Office com Julie?

    Cara, adorei o episódio.

    Sobre a traição de Layla E Tim… Cara, Jason ficou paralítico. A situação foi feia demais, cara. Um ex-atleta nessa situação ainda tem que se ver tendo q perdoar a ex e o melhor amigo?

  2. Thomaz Jr

    Gostei desse episódio.
    Mas obcessão do coach Taylor com o namoro de Matt e Julie já está meio sem graça. Afinal, qq pai sabe que um dia a filha vai namorar e o coach sabe que Matt é um bom garoto, se fosse um Tim ou Smash até seria compreensivel. Estão forçando a barra já.

  3. claudia braga

    Gostei do namoro fofo dos dois…tb mostrou mais cenas com os garotos na sala de aula, coisa mais do cotidiano fora do cenário do jogo. O Jason voltando pra casa…o drama da Lyla…adorei!!

  4. Guilherme

    Tambem gostei muito do episodio! A serie continua a me prender na frente da tv como poucas!

    PS: a Katie Holmes JA é mae da Suri….rs

  5. Pedro Jayme

    Cada vez melhor essa serie. Curioso é que o Kyle Chandler trouxe o ar rabugento do seu personagem de Early Edition. Ele está otimo mas concordo com o Thomaz..dá pra perceber que o Matt não é um bad boy, ele podia pegar mais leve. Só acho curioso um quarterback – maximo de status nas high schools – ser tão timido e até inseguro.

    Gostei mto da redenção da Lyla..Claro que foi errado, mas ao fazer isso ela põe em cheque a hipocrisia de uma sociedade – jovens e adultos – tb cheio de erros nas costas mas incapaz de perdoar um deslize que por infelicidade acabou sendo publico. É a tal coisa, se eu cometo um erro, me arrependo e peço perdão à pessoa, se ela não me perdoa, o problema passa a ser mais dela do que meu. É o que acredito. Damos mto valor ao acerto, mas a vida real é feita de tentativas (em todas as áreas) e erros. Ruim é quando nao aprendemos nada com eles e Lyla mostrou que sim.
    E Tim subiu mto em meu conceito pela coragem de defende-la, de motiva-la a participar do torneio e de fazer cia, a ela no refeitorio.
    Excelente serie.

  6. Giselle Bauer

    Muito bom este episódio.Até fiquei com pena da Lyla acho que foi um deslize dela mas fica difícil
    pro Jason perdoar.O cara tá paralítico e a namorada transa com o melhor amigo.É complicado.
    Adoro os olhares que o coach Taylor fez para o Matt.Também gostei do fora que o Tim deu na Tyra.
    esta é chata demais.

  7. Manoel

    O Buddy foi uma das melhores coisas do episódio.
    Foi legal vê-lo fora da sua obssessão pelo futebol.

  8. Bernardo

    Guilherme, acho que o Paulo fez referência ao fato de que, na época de DC, a Kate ainda ñ era mãe.

    Boa crítica do eps, mas ñ consigo acompanhar essa série direito. Paciência …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account