Log In

Reviews

Review: Friday Night Lights – How Did I Get Here

Pin it

 Friday Night Lights -  How Did I Get Here
Série: Friday Night Lights
Episódio: How Did I Get Here
Temporada:
Número do Episódio: 28 (2×06)
Data de Exibição nos EUA: 9/11/2007
Data de Exibição no Brasil: 21/12/2007
Emissora no Brasil: Sony

A irmã de Tami, Shelly, está na cidade para ajudar a cuidar da menina Gracie e dar uma força para a família Taylor que, com a chegada do bebê e a saída por um tempo de Eric trouxeram desequílibrio para a família. Tami já está até preocupada com o que Shelly pode aprontar, principalmente a influência que pode exercer em sua filha, já começando pelas roupas que ela utiliza. Ainda assim, a série continua explorando muito bem essa transição na vida de Julie. A adolescência é sempre tida como o momento de viver novas experiências e assim o personagem de Julie Taylor está sendo construindo nessa temporada. Vivendo novos desafios, aprendendo com os erros e tentando se redimir dos mesmos.

Enquanto Tami se preocupa com a influência que Julie pode sofrer, Eric está preocupado com o seu salário, que teve uma queda de 37% em relação ao que ele ganhava na temporada passada, quando foi campeão estadual. A única pessoa que pode resolver isso é Buddy Garrity, que está mais preocupado com a sua “liquidação maluca” para vender mais carros na concessionária.

A saída utilizada para acertar o salário de Eric Taylor é colocando-o de diretor do departamento atlético, mas ainda assim o cheque mensal ficaria abaixo do que é esperado por ele. O problema é que os cofres do time estão vazios com a saída de MacGregor e a volta de Eric. O gasto foi extremamente alto e Eric terá que esperar e se desdobrar entre comandar o time dos Panthers e assumir uma nova função. Ele está disposto a se sacrificar, até porque, ficar longe da sua família não é uma alternativa e aceitar o salário abaixo do esperado é um sacríficio necessário.

Tim Riggins, Jason Street e Lyla Garrity retornaram do Mexico. Jason é convidado a voltar para a equipe dos Dillon Panthers como técnico-assistente por Eric, que acredita que ele pode contribuir bastante com o seu espírito de liderança. Já Tim foi expulso do time por ter faltado uma semana do treino, quando acompanhou Jason na sua viagem pro Mexico. Quem não gostou nada disso foi Smash, mesmo não apoiando as atitudes de Tim. Sem Riggins, ele fica completamente desguarnecido, sem ninguém para tentar bloqueiar o adversário, fazendo com que ele desempenhe a sua função: que é correr até a área de touchdown. Problemas que o ‘Coach’ Taylor terá que resolver.

Para tentar contornar a situação, Smash, como capitão do Dillon Panthers, chama Riggins para jantar em sua casa para tentar convencê-lo de que a equipe é sim algo importante e não apenas uma “coisa” que se pode ficar brincando. A atitude de Smash foi importantíssima para criar um pouco mais de consciência na cabeça de um bêbado e egoísta como Tim Riggins, mas não será fácil voltar pra equipe assim, de uma hora pra outra.

 Friday Night Lights -  How Did I Get HereO pai de Landry finalmente descobre que o seu filho estava envolvido no assassinato do homem que tentou atacar Tyra. A única pista encontrada pelos detetives está no estofamento do carro, que é exatamente igual ao que Landry tem. O seu pai vai agora tentar protegê-lo da maneira que puder para que o seu filho não seja preso, podendo até pegar pena de morte por homícidio. Mas eles destroem o carro, sumindo com a única pista que a polícia tem. Resta saber até quando essa mentira vai.

O episódio terminou de maneira sempre emocionante, como é normal em Friday Night Lights. Tim Riggins ensinando ao novato do time a bloquear, juntamente com Matt Saracen (ganhando um pouco mais de destaque nesse episódio) e Smash Williams (readquirindo a sua posição de destaque). Os dois personagens estavam muito fora do núcleo das histórias que estavam acontecendo dentro da série. Esse episódio serviu para colocá-los novamente nos trilhos, mesmo não possuindo ainda o mesmo destaque que tinham em outros tempos.

Séries citadas:

9 Comments

  1. Paulo Antunes

    Vinicius, alguns comentários.

    Gostei demais de terem aproveitado na série o amigo presidiário da Lyla. Achei que aquela história iria ficar por ali. Boa sacada.

    Achei bem interessante esta história do salário do coach. Eu não tinha me dado conta, dã, que não é a escola são os executivos da cidade que banca o salário dele. Logo, é por isto que Buddy e cia acham que mandam no time.

    Outra coisa, foi só eu que achei que o Eric pegou pesado demais com o Tim? O Tim não abandonou ele, abandonou o outro treinador. Ficou um discurso meio hipócrita do coach – ele pode errar e voltar, o Tim Riggins não…

  2. Pedro Ortega

    Vinícius,

    Vc pegou meio pesado com o Riggins.
    Resumir o cara como bebado e egoísta é simplificar as coisas.
    Após ser traído pelo irmão que pegou sua namorada sem nenhum pudor e ter se decepcionado com o pai, Tim larga o time pra acompanhar o amigo ao México numa loucura de Jason, nao dele.

    Solicita ajuda de Lyla e ainda ajuda a treinar o bronco que a gostosa quer reabilitar. Egoista?

    Quanto à bebida nao defendo, mas ele tem suas razões e o coach Taylor às vezes é bem radical.
    Entre tantos personagens disfuncionais e obcecados com seu próprio mundinho, Tim Riggins está sendo um dos mais solidários por paradoxal que pareça.

  3. Lenon Fernandes

    mas peraí, se fosse apenas incidentes isolados é uma coisa, mas ele nunca levou o time a sério, eu achei muito certa a atitude do Taylor, de repente um tempo fora ele aprenda a valorizar o time!

  4. Rafaelly

    Eu não acho que ele não dá valor ao time…Eu acho que ele não dá valor é a si mesmo e à própria vida.Por isso faz o que faz…como o time faz parte da vida dele acaba sofrendo o revés.
    Até pq acho que é o time a única coisa que ainda segura a onda do Riggins. Apesar de realmente parecer uma atitude hipócrita, o Taylor, ao expulsar o Riggins, pode estar ajudando-o a crescer um pouco, pois para voltar para o time vai ter que provar que merece.

  5. Olga Nogueira

    Concordo totalmente com a Rafaelly.

    Quanto ao incêndio do carro, será que se consegue apagar as pistas assim? Pelos registros na prefeitura logo vão saber que o carro incendiado é o deles e me parece muito suspeito que justo um carro do modelo das fibras encontradas no cadáver apareça incendiado. Depois é só juntar A+B…

    Achei a irmã da Tami um problema a mais e não tanto uma ajuda. E ela é meio desaparafusada também.

  6. Rafaelly

    Pior que é…incendiar o carro foi mais como: venham me prender já!!!

    Tb achei…essa irmã da Tami chegou é pra tumultuar e meter idéias na cabeça da Julie que já tá muito saidinha nessa temporada…

    Quanto ao Riggins pensei uma coisa:ou o cara vai morro abaixo com a saída do time, já que perdeu a única coisa em que ele se apoiava ou então vai mudar mesmo pra poder voltar. Ambos os caminhos, se bem desenvolvidos pelos roteiristas podem oferecer boas histórias pro Riggins. Se bem que parece que ele vai seguir a segunda opção.
    Agora, resta ao Eric não amolecer com ele.Tem que tratá-lo que nem criança.Se colocou de castigo tem que deixar até o fim.Se tirar antes, por pena ou pq ela tá fazendo coisinhas bonitinhas só pra sair do castigo, perde a moral com a criança!

  7. Olga Nogueira

    E concordo novamente com a análise que a Rafaelly faz da situação do Tim Riggins.

  8. Giselle Bauer

    Não gostei muito da irmã da Tami.Só vai atrapalhar. Sobre o Riggins também concordo com
    a Rafaelly de repente a expulsão do time faça ele
    amadurecer um pouco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account