Log In

Reviews

Review: ER – The Honeymoon is Over

Pin it

Cena de The Honeymoon is Over
Série: ER
Episódio: The Honeymoon is Over
Temporada: 13ª
Número do Episódio: 290
Data de Exibição nos EUA: 17/5/2007
Data de Exibição no Brasil: 7/6/2007
Emissora no Brasil: Warner

Eu estou furioso com esse seriado! Se o TeleSéries não fosse um site família, eu encaixaria pelo menos seis palavrões só na primeira frase desse texto, mas acredito que não será necessário apelar pra mostrar meu descontentamento. O negócio é que estou furioso com esse seriado!

Se I Don’t foi daqueles pra mascarar uma temporada inteira, a season finale The Honeymoon is Over serviu pra pormos os pés no chão: o 13ª ano foi fraquíssimo! Como fizeram isso com Ray? Foi realmente necessário mutilar as duas pernas do coitado? Jesus Cristo, a produção não aprende com seus erros? Semanas atrás, escrevi que a última grande audiência da série foi no fatídico episódio da morte de Romano: 24 milhões de pessoas. Desde então, a audiência dispencou… o público não gosta disso! Eles não viram o que aconteceu com The O.C. quando Marissa morreu? E em tempo: Hallelujah em ER? Sério?

Romano não era unanimidade mas foi um excelente “personagem vilão” que dava à ER um tom mais sério, e mesmo com Paul McCrane querendo continuar, o mataram. Desta vez, foi muito pior: Ray Barnett era um dos queridos do público interpretado por alguém que gostava da série. Aí eles vão e fazem isso.

Shows que dão certo são aqueles que agradam dando o que o público quer. Não estou dizendo pra que num episódio Abby quase morra e tenha uma alucinação onde conversa com Mark, Lucy, Gallant, Romano e o cachorro de Romano. Se isso acontecer, vou pessoalmente até os EUA e arranco as pernas de cada um dos produtores de ER – usando serrote com dentes cegos pra que a experiência seja mais dolorosa – mas mutilar um personagem querido é o pólo oposto.

Não tive uma boa primeira impressão com Ray; Dr. Teen demais. Só que em pouco tempo foi encontrando seu espaço no seriado, amadurecendo e culminando naquele acidente da sacada, final do 11ª ano. Teve um bom 12ª ano e novamente um bom final, após o desenvolvimento de dois anos com Neela. Aí chega o miserável do Stamos.

Não conheço Stamos, mas sei o tipo: “egocêntrico”. Chegou com um salário alto e status de salvador da pátria. Chegou a dizer que ajudou a NBC por ter aumentado a audiência de ER… Bullshit! Se ele fez alguma coisa, foi é atrapalhar. Não bastasse tomar espaço de Ray, descaracterizou Neela, horrível nesse ano. A única coisa boa que Stamos fez, foi dar espaço pra talentosa Chloe Greenfield, que ao interpretar Sarah deu de dez a zero no canastrão estrela. A menininha apareceu hoje novamente, mas quem liga? Ray Barnett perdeu as pernas!

Foi algo burro, cruel e de mal gosto. Uma pessoa sã nunca pensaria nesse tipo de desfecho. Okay, Shane West filmou um piloto sem avisar a produção de ER, mas se ele teve tempo de filmar as escondidas é porque Ray não aparecia, certo? As amputações aconteceram por represália? Extremado. E o piloto de West nem foi escolhido pro próximo ano. Tipo… cortaram as pernas do cara que queria continuar na série? Em seu blog, Shane abaixou a cabeça e agradeceu as oportunidades que teve no final da temporada. Nas entrelinhas: era um cara da casa, que gostava do seriado, mas já era. Ray foi pra Baton Rouge (cidade natal de West), Louisiana, com a mãe.

Cena de The Honeymoon is OverRay se tornou o maior loser da história. Perdeu espaço, a garota e as pernas. E a reação de Neela ao revê-lo? Péssima. Zero. Tanto pro roteiro de Zabel e Gemmill (perdi o respeito por eles) tanto pela atuação de Parminder Nagra. De bom nessas cenas apenas Katey xingando a sem sal da Neela e os magníficos efeitos especiais. Em algo dirigido por Chulack devemos esperar boa qualidade técnica (apesar de ter sido o mesmo miserável que filmou a morte de Romano). A cena foi tão bem feita que aposto que vai ter muita cabeça-oca perguntando se Shane perdeu mesmo as pernas – assim como perguntavam sobre McCrane e o braço de Romano.

Este vem sendo um outro problema de ER: os fãs ‘cabeça-oca’. Não é uma totalidade, mas grande parcela do total atual. A série tem 13 anos, e aliada à cagada da Warner em não passar as primeiras temporadas, muitos não viram a excelência da década passada. Okay, justo. Mas eu vi tudo e digo com toda a certeza que ER está aquém do que pode fazer! E quem assiste elogiando sem ver as fahas é um completo idiota. Exato! Quem não enxerga as falhas é um completo idiota.

Eu também sou um grande idiota: por não ter largado o seriado e ainda ficar pensando que ele pode se recuperar. Eu sou tão idiota quanto aqueles que culpam meu saudosismo como único motivo d’eu criticar o ER atual. Tenho 23 anos e assisto ER desde a Globo em 95. Pateticamente queria ser como Dr. Greene quando crescesse e Susan foi meu primeiro amor. Quantos de vocês podem dizer que tem tal grau de relação doentio com uma série?

Infelizmente, também fui muito influenciado por ER. Interrompi minha faculdade de Direito pra tentar Medicina (já desisti dessa idéia), a lição dada pra filha por Mark enquanto morria virou minha filosofia (generosidade com o tempo, amor… tudo), não vejo problemas em ser internado em PS e até me divirto com isso. Já terminei até namoro por carta. Claro que se eu esperasse pra ver o que aconteceria com Carter meses depois, nunca teria feito isso…

Negócio é que eu amo esse seriado. Talvez mais do que qualquer um. Por isso há anos venho pedindo que ele acabe, pois como sou idiota continuo assistindo. E não pelo que ER é, mas pelo que ER foi. Hoje é um seriado idiota com altos e baixos. Se você é “Lubby”, deve ter ficado feliz com esse ano porque Joe nasceu, Abby e Luka se casaram e até já usaram a palavra “Lubby” num episódio… Bullshit! ER deveria ser muito mais do que apenas um casal – mesmo que esse casal seja sim muito bom. E quero ver agora sem Goran no elenco…

Ele volta pra alguns episódios ano que vem, mas o negócio é que o croata já saiu do elenco principal, assim como Shane West. Espero que o 14ª seja o último ano, pois quando Maura Tierney deixar de fazer Abby Lockhart, vai levar várias fãs embora e o seriado vai ficar com uma audiência mais patética ainda. E pros que gostam do Gates: vocês são os maiores cabeça-oca. Ele não faz o perfil do seriado. Isso ainda é um drama médico!

Critiquei Bloodline e fui criticado. Mas notei desde o primeiro momento, lá em setembro do ano passado, que o seriado não conseguiria manter a tensão de 21 Guns, da mesma maneira feita anos atrás, por exemplo quando Carter e Lucy foram esfaqueados. Mesmo com os 16 milhões de audiência, eu sabia que iria cair. E hoje registra apenas 9 mihões. O season finale teve 9 milhões e apanhou de uma reprise de CSI, que fez 13 milhões!

Cena de The Honeymoon is OverER me influencia e Moretti, neste texto, me influenciou. Além dos efeitos especiais, e de Katey, gostei de Moretti no episódio. Parecia o Mestre dos Magos no início, mas no fim mostrou à que veio. Seu “discurso motivacional” foi um dos mais bem escritos/dirigidos do ano. Empolgante? Talvez. Mas Clemente tentou e falhou. Fora que de enfermeira conhecida na cena, apenas Sam. Aonde estão Malik, Chunny e Haleh? A série nem extras tem mais.

E quanto à Abby: da próxima vez que um superior mandá-la pra NICU, ela vai pra NICU!

O futuro é negro? Apesar de ainda esperar por resultados do “discurso motivacional”, minha aposta é que “sim”. Na próxima temporada, Without a Trace retorna concorrendo contra ER nos EUA. A CBS colocar WaT domingo foi o ÚNICO motivo pro “aumento de audiência”, aliado claro à 21 Guns. Ficar sem concorrência e um bom gancho ajudaram no início da temporada. Mas ano que vem tem concorrência e um gancho patético.

Alías, que gancho foi esse? Tem que ter gancho a pulso agora, é? Depois de Ray ser amputado, eu queria mais era que Neela tivesse morrido! Quase ri daquilo. Não foi 21 Guns. Foi a pior final de temporada de ER de uma das piores temporadas de ER. Mas eu sou um idiota. Um idiota completo. Vou ficar assistindo esse seriado até ele acabar. Só espero que seja logo, porque eu não estou aguentando mais. Estou mal com tudo isso.

Pelo menos terei uma folga até setembro nos EUA, e novembro no Brasil. Ficarei um pouco livre de ER, série que amo, que já foi o melhor de todos os tempos e hoje é motivo de chacota e piada. E seus defeitos só não são vistos por quem não quer.

PS: talvez eu tenha conseguido, após essa leitura, gerar mais raiva do que Neela e Gates juntos, mas… como eu não me sossego quando o assunto é ER, fiz, como no ano passado, a continuação do episódio. fiz Bloodline e ficou muito legal. dessa vez fiz The War Comes Home (leia aqui). Não ficou tão legal. Mas só de curiosidade mórbida, após debaterem o assunto aqui, dêem uma lida na fic, que já tá completa.

Séries citadas:

98 Comments

  1. Katia

    Prá fazer juz ao estilo dramalhão instaurado no ER, no último episódio da série o hospital deveria desabar matando o elenco inteiro…:)Gostando ou não das temporadas, assistirei até o fim…

  2. Letícia

    Thiago concordo em gênero, número e grau com você! A impressão que tenho que nesta temporada eles tentaram e tentaram e tentaram… quer dizer não tentarm nada! Um episódio era bom e em seguida dois ruins, por isso a audiência foi despencando, por que todo mundo espera que um episódio prenda a atenção, tenha boas estórias e enredo inteligente, aconteceu em alguns momentos, mas em outros deixou muito a desejar. Arcos foram criados mas não concluídos pelo menos de forma convincente, e aí a gente pensa “… vai ficar por isso mesmo?? Espera aí, eles estão subestimando nossa inteligência! Você tem razão sim ao dizer que tem uma certa nostalgia, acredito de ver o PS movimentado com muitos médicos, enfermeiros e traumas acontecendo e interagindo, agora dá pra contar nos dedos os profissionais e figurantes, e traumas no máximo três por episódio!! Era muito mais adrenalina antes, eles equilibravam de forma perfeita vida pessoal e profissional dos médicos! Agora tá meio monótono, e infelizmente agonizante… mas quero assistir até o último suspiro, afinal tento voltar para a realidade e lembrar que é ficção e aguardar para que na próxima quinta algo me surpreenda novamente!!

  3. Thiago Sampaio

    Gente, entretenimento é pra se divertir

    Mas nem isso tá dando mais em ER.
    Cortaram as pernas do cara, meu…

    Não acharam nenhum pouco revoltante? Okay, isso acontece na vida real, mas como bem disse a Kadryia, eu posso ver isso no Jornal Nacional. ER é roteirizado. Teoricamente planejado. A amputação poderia nunca acontecer.

    Entretenimento é quando diverte. Mark morreu de câncer? Foi terrível, mas feito de uma maneira muito bonita. Lucy foi esfaqueada? Trágico mas resultou num dos melhores episódios. Só que esses atores queriam sair do seriado. Mas Romano e Ray não. E tiveram duas partidas ridiculas…

  4. Giselle Bauer Sutherland

    Não achei o episódio tão ruim assim mas concordo que ER já foi melhor.Vejo desde a primeira temporada e nunca parei de assistir mesmo quando saiu o Dr.Ross que eu adorava e também as saídas do Mark e da Lucy.Só que é normal uma série que está há tanto tempo no ar dar sinais de cansaço.Se Lost e 24 se perderam imagina ER.É lógico que eu também detestei o que aconteceu com o Ray poderia ter saído de outra forma mas fazer o que? Quanto a Neela no ínicio até que eu gostava dela mas depois foi ficando cada vez mais chata e indecisa e nesta temporada mesmo acabaram como o personagem.Em relação ao Gates eu faço parte da turma de cabeças ocas .Não entendo este ódio em relação a ele que eu me lembre a Neela é que foi atrás dele.Acho que é só aqui no Brasil que eu saiba o público americano gostou da entrada dele.Outra coisa não acredito que o Stamos tenha dito que salvou a NBC porque eu vi uma entrevista dele no YOU TUBE no programa do Connie Brian em que ele pergunta exatamente isto se a participação dele mudou o seriado e ele disse que não e elogiou todos do elenco.Também vi uma foto com todo o elenco numa festa.Todo mundo numa boa nunca li nada de estrelismo da parte dele.Vamos ver se na próxima temporada vocês que odeiam ele entendam melhor o personagem.O erro foi dos produtores que deveriam ter introduzido o personagem aos poucos.

  5. crisguilhon

    Sobre a música Hallelujah:
    Acho uma pena essa super exposição dessa música q para mim é uma das mais lindas q já ouvi. Lógico q a melhor versão é a cantada pelo falecido Jeff Buckley.

    Querem ver e ouvir essa música cantada com verdadeira emoção?
    http://www.youtube.com/watch?v=zLQUdHMFpBQ

  6. Gabriela

    Eu sempre venho aqui e leio o site, mas nunca comentei. Depois desse episódio tive que mostrar minha indignação. Se a intenção era tirar o Ray tudo bem, apesar de não concordar, mas não precisava aquela brutalidade toda. Sei lá… Fazia-o abandonar a medicina e virar um astro de rock. Tem tanto final menos idiota.
    E em relação ao Gates, eu não tenho raiva dele. Sempre tem um otário, e ele é o otário da vez. E coitado do Stamos, não precisa descontar no cara rs.

  7. Katia

    Thiago, eu nem tenho comentário pq vc escreveu exatamente tudo o que eu penso… principalmente sobre Ray Barnett. E o pior é que tem um monte de campanhas, principalmente no MySpace como : No Shane/Ray…No ER, e se os produtores não forem espertos e escutarem pelo menos um pouquinho os fãs e deixarem Shane como “regular cast” a audiência pode cair ainda mais, não que ER devesse ser visto por causa de um ator, mas é que os episódios andam tão fracos que todos se apoiam no ator preferido de cada um ….. Vc podia traduzir esse seu ótimo texto e enviar para a NBC, quem sabe eles começam a entender a situação…

  8. Monica

    Thiago, sempre leio suas reviews e escrevo agora só para lhe dar total apoio, concordo com TUDO que vc escreveu. Adoro sua crítica ácida e entendo seu saudosismo. Ler suas reviews está mais interessante do que assistir a serie! Parabens!
    Em tempo: ODEIO Gates, quero que Neela morra ou fique aleijada pra sempre, não entendo o que (não) fazem com Sam, e jamais vou entender a palhaçada que fizeram com Ray…sem contar a musica Hallelujah…enfim, não tem mais jeito!!!! It´s over!

  9. Raphaela

    PARABÉNS THI ACHO QUE JÁ BATEU O RECORDE DE COMENTÁRIOS EM UMA REVIEW !!!!!!!!!! MUITO BOM

  10. Pingback: Guia de Seriados » Old Christine - Comentando Season Finale (e mais ER)

  11. Carina Martins

    “Tenho 23 anos e assisto ER desde a Globo em 95.”
    Idem, com a diferença que eu não assisto pela Globo rs

    “Pateticamente queria ser como Dr. Greene quando crescesse e Susan foi meu primeiro amor. Quantos de vocês podem dizer que tem tal grau de relação doentio com uma série?”

    Huh… Eu. Eu queria ser como a Susan qd fosse grande e continuo até hoje a procurar o meu Mark Greene…

    E é por isso que dói tanto assistir ER hoje. Como vc, assisto pelo legado, não pelo presente.
    Todo o início de temporada eu juro pra mim mesma que nunca mais assisto, mas não dá. Mesmo com storylines furadas e personagens chatos eu sei que vou assistir essa série até ao fim. E é por isso que eu quero que o fim chegue rápido, porque cada vez dói mais.

    E concordo completamente com a observação que vc fez sobre os novos fãs ‘cabeça-oca’. É a mais pura verdade. Não conheço NINGUÉM que tendo visto as temporadas antigas, diga que as recentes são boas. Isso é papo que quem nunca viu e não sabe o que é ER.
    Hoje as grandes discussões são sobre as cenas fofas “Luby” e dos “roomies”. Give me a break.

    Gostei de Moretti. Finalmente alguém disse pra Abby a verdade. Aquilo lá é um hospital e hierarquias devem ser respeitadas. Ela se comporta como se fosse a rainha do pedaço. Nos bons velhos tempos, os residentes piavam baixinho.

    Não gostei do que aconteceu com Ray e eu nem gosto muito do personagem. Mas poxa, era preciso tudo isso? Apelativo! E a Parminder me decepcionou nessa cena. Mas mais alguém achou estranho o papel de Katie? Quer dizer, até onde eu sei ela e Ray tiveram um casinho, tava lá bancando a namorada amantíssima… Sei lá, tudo naquela cena foi estranho.

    O pisoteamento de Neela e a canastrice do Gates gritando figuram entre os piores cliffhangers de ER. Quer dizer, isso nem foi cliffhanger! A cena foi mal feita e acho que ninguém vai suster a respiração até Setembro.

    Pior final de temporada de sempre. E até agora, esta foi a pior temporada de ER.

  12. Vanessa VM

    Final de temporada??? Cadê a emoção? Cadê a expectativa de aguardar 6 meses para descobrir o que vai acontecer???
    Para mim, pareceu um episódio normal. No começo até parecia que poderia acontecer algo horrível, afinal o Jerry preparou todos com manuais de “como se preparar para uma tragédia”. Depois, o paciente tradutor roubou o crachá da Sam e se encheu de remédios. Moretti estava furioso.
    Aí veio a “tragédia”(?): Ray sem as 2 pernas!!! Brincadeira de mau gosto dos roteiristas. Parece que fizeram uma aposta de como fazer o pior final de temporada de Er. E conseguiram.
    Já que avacalharam com o Ray, mandaram o Luka sem a Abby para Croácia, em plena lua de mel. Que tal, então, fazer o Drº Moretti com um pitada de Romano? Foi outro mau gosto o comentário de Moretti para Abby, sobre dormir com o chefe. Para quê??? Abby sempre provou ser diferente dos outros médicos (tal qual Lucy), por ter sido enfermeira. O cara chega e a reduz como uma vadia??? Ninguém merece.
    Neela, que sempre gostei, se perdeu totalmente nessa temporada. E não podia acabar de outra maneira: pisoteada (e perdida).
    Na minha opinião, mais cabeças-ocas que alguns fãs, são os roteiristas, que resolveram desrespeitar totalmente os fãs fiéis de ER. Lamentável.

  13. Nana

    Para mim,que sou médica e também assistia às primeiras temporadas com muito gosto, a tristeza é que a série se descaracterizou; de ‘ER’ mesmo, só ficou o nome.

    Claro que numa série de vida longa como essa os personagens acabam dando lugar a outros. Mas, ao longo do tempo tudo mudou, já não há aquele enfoque tão grande nas situações de emergência, realísticas, embora com cores mais fortes, muitas vezes. Claro, é um programa de TV.

    Fico decepcionada, hoje em dia, porque não reconheço mais nessas últimas temporadas nada do que eu gostava antes. Já não me identifico, enfim.

    Mas não posso atacar quem gosta, pois talvez muita gente tenha começado a acompanhar a série ultimamente, e aí não tem como sentir nostalgia ou algo assim…

  14. Vanessa Brdo

    Raiva. Fiquei com raiva pq sei que eles poderiam ter feito melhor, afinal são 13 anos de experiência.

    E cadê o Jonh Wells para tomar o controle da série que fez dele o que é? Se não fosse ER seria muito mais difícil ele ter lançado Third Watch e TWW. A série que o deu credibilidade deveria ser tratada mais de perto e com maior respeito. Não gosto de Zabel, transformou a série numa novelinha.

    Nesse ano aconteceu uma coisa que para mim parecia impossível até temporada passada, estou odiando a Neela. E a Sam parece ser a única enfermeira que tem opinião… cadê Malik, Chuny, Haleh? Pelo menos é um alívio um final de temporada sem ela na estrada… E o tapa na cara que o Moretti deu na Abby? Acho que ele não estava se referindo só ao Luka, mas tb ao Carter. Me surpreendi com a calma dela. Estou curiosa para ver como será a relação dos dois depois dessa indireta.

    Não gostei do tom político que deram. Querem dar sua opinião sobre a guerra do Iraque? Ótimo, mas exageraram. Se ficasse só naquele cara viciado já estava bom. O close final naquela estátua na rua (perdoem minha ignorância, não sei quem é) foi patético.

    PIOR FINAL DE TEMPORADA DA HISTÓRIA DE ER. Se bem que compete com o da 11°…

    Em tempo: Soube que a Warner vai dar uma de Universal e passar a reprise de ER para a meia-noite! Tiraram a reprise das 6 da tarde e agora isso?

  15. pedro

    assino embaixo. foi pior final de temporada que er já teve. e o que fizeram com o ray foi de uma estupidez tamanha que eu não tenho nem palavras para comentar.

  16. Sylvia

    Assim como você, acompanho ER desde os primórdios, na Globo, e assisti a TODAS as temporadas. Sempre foi meu seriado favorito mas agora está realmente difícil de assistir, o que fizeram com o Ray foi simplesmente ridículo! Já disseram que a próxima será a última temporada e, mesmo me sentindo orfã, torço para que termine de maneira digna. Na verdade, desde a morte do Mark que a série perdeu o rumo e com a saída do Carter (e mais recentemente, da Weaver)ficou pior ainda. Tirando a Abby e o Luka, os outros personagens são muito inconsistentes, sem histórias que prendam a atenção.
    Que saudades das primeiras temporadas!

  17. Marina

    Também sou médica e concordo que a série esta muito menos “médica” e mais novela.
    Contudo isso não seria necessariamente ruim se não fosse o fato de que se tornou uma trama folhetinesca de má qualidade!
    Pior não assisti ao último episódio e só vim saber agora que o Ray ficou com as pernas amputadas!!!! como assim???
    alguém sabe qdo vai reprisar, I really need to see it!!!! sabe como aqueles acidentes que vc olha e vê que é só sangue, mas olha de novo para ser masoquista?!
    Gates é muuuuito ridículo e pior um cara muito médico-sabe-tudo-wannabe!!!!
    Péssimo!
    por favor avisem se souberem horarios@!!

  18. Lilian Rocha

    Thiago… concordo com vc, foi péssimo!! Nunca escrevi aqui, mas leio sempre os debates… como achei o pior dia de todos os tempos, nao resisti em escrever!!! POr um momento, eu nao sabia se estava assistindo ER ou Oc!!! Meu Deus… aquela musiquinha….

  19. Livia

    Concordo com vc Thiago
    Na verdade a série perdeu muito ao longo das temporadas…
    o primeiro grande baque foi a saída da Carol. Eu sei q isso foi há mto tempo mas na verdade apesar de simpatizar com Maura Tierny, nunca achei q sua Abby a qualificasse com protagonista…

    A Neela q tb nunca foi das mais fantásticas está completamente perdida na série (nem vou comentar a participação do Gates pq ele é unanimidade… a pior aquisição possível!!)
    e o Ray q podia salvar a chatíssima Neela foi amputado… ninguém merece

    mas enfim, eis q aparece uma esperança no fim do túnel e do episódio!! será q a Neela sai da série…
    já sei a resposta mas a esperança é msm a última que morre!!

    Quanto ao Moretti, simplesmente adorei!! a unica coisa decente do episódio
    mas nem nisso dá pra confiar. E.R. some com personagens sem nenhuma explicação (alguém lembra do cooper, o residente q salvava o Morris de matar pacientes!?)

    Além disso, E.R. tb é profissional em estragar personagens legais. Todos adoravam a Sam logo que ela entrou na série até começar o limbo do relacionamente com o Kovac
    e depois disso ela tb se perder na série…

    A esperança agora é que na próxima temporada
    é q Sam e Pratt, excelentes atores, ganhem mais atenção e história coerentes, que a Abby sobreviva sem o Kovac e que os nossos queridos docs continuem inteiros!!

  20. Vivian Drecco

    Eu não só concordo com você como assino em baixo em mando registrar…
    eu acompanho a serie assim como voce desde 95 ainda na globo, me apaixonei por Mark e chorei por uma hora seguida quando eles o mataram, fiquei em choque quando mataram Romana, por favor Robert era um excelente medico, tinham mal genion, tinha mais era o que motivava a serie, todos precisam de um antogonista, ou os bons moços nao se destacam, essa 13 temporada foi aquilo de mais chocante, o que salva é que sou Luuby total… fiquei contando os dias depois de 21 guns, querendo saber se eles iam fazer o crime de matar a Abby e destruir a familia que Luka lutara tanto apra formar…
    mas graças a deus não.
    mas por outro lado resolveram matar a serie aos poucos, nem imagino o que ocorrera agora sem Goran e sem tiver 15 sem Maura…
    aqui fala uma fã desesperada de Er… que rever as reprises com lágrimas nos olhos de saudade…

  21. Luciana

    Estava vendo Parentwood e eu me embrei da sensação de ver pela primeira vez esse episodio e pensando: “se continuar nesse ritmo…a 13 temporada baterá a 11 como minha preferida” mas não continuou nesse rtitmo e eu ficava resmungando do Tiago achando ele reclamão ,mas eu gostaria de agradecê-lo porque graças a ele eu nao cmeti mesmo erro da quinta temporada de ALias que foi horrivel,mas a sensação de ver um epi inedito nao me deixava ver as falhas.

    A decima segunda temporada teve como erros ser muito ”catastrófica” e ter personagens chatos ( leia-se Eve,Clemente e Dra Albright)a decima terceira temporada nao teve isso,mas ela foi ruim porque desviou o foco da medicina,aí rodou,não se deve nem se precisa copir o estilo Greys Anatomy

    O horario da quinta com uma dobradinha de ER é ´otimo para comparar as temporadas e dá pra perceber que os epis da 13 temporada são muito agitados,as cenas de trauma não chegam a durar dois minutos e ja fica passando pra outras coisas

    Não é esse o er que conhecemos,aquele que eu brincava dizendo que tinha um “Clear!” por epi,que tinha personagens que eram otimos

    Nessa temporada,os bons personagens estão descaracterizados (pode ver a Abby da nona temporada com a Abby da 13)e um único personagem chato é pior que os 3 da temporada passada,aquele Gates desgraçado e nao é só do personagem que eu nao gosto…eu nao gosto do ator “Stamos candsados do Stamos”

    O dr.Clemente só ficou uma temporada; a Eve foi embora rápido; a dra Albright aparecia pouco ; o dr Anspaugh,apesar de toda vez que aparece aparecer atrapalhando tambem nunca aparece,o Pratt ficou menos arrogante com o passar das temporadas…mas esse Gates..ele nao deve sair tão cedo,aparece até demais naquelas ceninhas idiotas com a Sarah,e fica fazendo-se de descolado,tá achando que é quem? o Clooney? pode reparar,até aquele curativo na cabeça é igual ( eu nem gosto muito do Doug Ross,mas pelo menos ele não era idiota)

    Sobre os outros personagens: A Sam ficou sem espaço nessa temporada,parecia até a decima temporada,onde ela praticamente só aparceia por causa do Alex ; no começo pensei que a Neela poderia ser uma nova Corday,mas a verdade é que ela não deve ser cirurgiã (aliás,numa pesquisa num site americano a Corday tava em segundo numa enquete de qual personagm queriam q voltasse.Eu pensei: a Corday? Mas ela nem era tão querida…aí eu raciocinei…com tudo que está acontecendo com a Neeela,ta precisando de algue pra pôr ordem naquele OR)O Morris foi o único personagem que teve o espaço que merecia nessa temporada,onde ele provou que além de ser um elemento engraçado (agora com a Hope,então…)ele é um bom médico;o Luka estava mais sombrio nessa temporada,está do jeito que era nas temporadas antigas,mais fechadão; A Abby está muito “bem sucedida” como falou o Ames,não que eu nao queira o bem pra ela mas nao e com essa Abby que eu me identifico…O melhor é que Er acabe qdo a Maura sair,vai acabar com dignidade,eu queria poder dizer que ele continuaria bem depois da Maura sair,mas não é verdade

    Abraços

  22. Thiago Sampaio

    Legal, Luciana. Dias depois do epi, ainda há comentários. E observe que logo no 1ª comentário eu links pra dois textos.

    O 1ª é o Review de Jigsaw – http://teleseries.com.br/blog/2006/12/25/review-er-jigsaw/ – onde eu faço elogios rasgados à esta tempora. As crianças de rua, o natal e outras coisas inferiores atrapalharam a temporada de ER.

    0 2ª é uma paródia de Filtro Solar – http://teleseries.com.br/blog/2006/04/03/review-er-darfur-episodio-260/ – onde há mais de um ano eu citava isso o que vc falou: Morris e Pratt tinham que melhorar

  23. Luciana

    Cá,Tiago,tu leu tudo!Do epi de natal não posso falar muito,assisti quando tava com uma gripe forte,agora os piores foram Somebody to Love,Reason to Believe e Crisis of Conscience,sem falar do pior final de temporada desde Kisangani

  24. Luciana

    Mas…eu critiquei isso tudo,Warner,mas não era pra mudar o horário da reprise,droga! dissesse que passa filmes bons,atuais,não,eu deixo de ver Er porque tá passando ”histerical blindness”,ah, que isso,desde que eu comecei a ver Er,na décima temporada,é o horário das 11,eu dormia as onze,mudei meus habitos de sono pra ver ER.Eu não sou exigente de pedir que volte a passar as 12,as 18:30 e as 11,mas asim não dá!Aguentei as chamadas em espanhol,aguentei chamarem o Luka de dr.covác,e eles fazem isso

    Eu queria aquela Warner meio cafona de volta,pelo menos não tinha isso,jah bastava perder um epi toda sexta e eles fazem isso.

  25. Thiago Sampaio

    Claro que li =) Faço questão de ler todos os comentários. Sobre o horário da Warner, não tema.

    Dia 16 de julho estréia a nova grade do canal e as reprises das 23:00 serão apenas à 00:00 (isso quando os filmes de quarta e sexta, às 22:00, deixarem). Não sei informar sobre os outros horários

  26. Luciana

    Mesmo assim,eu já durmo a meia-noite justamente por causa da reprise de Er,daqui a pouco a Warner vai passar Deep in the city a meia-noite e er vai ficar as duas da manhã?!Assim não dá!Devo dizer também que é muito interessante aquele texto do filtro solar,incrível como deu tudo certo

  27. Luciana

    Ah,peguei isso do tv.com . Depois eu traduzo é que fica mais fácil se já tiver salvo no site

    You know you’ve been watching ER too much when…

    ….you can instantly name any episode when given the tiniest detail

    …you understand medical terminology and can explain it to everyone else

    …you own every book on ER

    …you watch other hospital dramas and shout at the TV telling them they are doing it all wrong

    …you are thinking about naming all your kids after your favorite characters.

    …you start doing CPR just for the hell of it.

    …you’re feeling bad and try to think of a diagnosis based on an ER episode.
    ->I guess I need a blood gas, chem. 7, heart echo and a chest film.

    …to help you fall asleep you try to think of what regulars were in each season. And trying to think of which order who came first in the opening credits.

    …you name your son “Cosmo,” and it’s not after a character on “Seinfeld.”

    …you name all of your five kittens after characters or actors in ER (and they all end in the y sound).
    -> Wyle, Ruby (Mr. Rubadoux), Chunny, Jerry, and Lucy

    …you name your daughter Michael Michele

    …you interrupt someone having a conversation about some pain/difficulty they are having, and you go all doctor on them and tell them why they are feeling that way. Adding in the same sentence that you are right because you watch ER.

    …you go to the ER you act really disappointed when you see the person treating you- “oh…so Dr. Kovac isn’t here?”

    …you say “dinner will be ready Stat!”

    …you start dreaming about them as if they are real people.

    …you can’t get to sleep because your so upset about Neela marrying Gallant, when the whole season you’ve been hoping she would hook up with Ray.

    …you find that random ER moments work their way into everyday conversation.

    …topics brought up in conversation somehow relate to something you saw on ER

    …it is crucial to tell someone, anyone, what just happened on ER.

    …all you dream about is men named Doug, Luka, and Carter.

    …you start acting like the characters.

    …you have to get therapy to get you by until the new season starts.

    …you watch old reruns on TNT.

    …your new car is an ambulance.

    …you think of a time when you didn’t watch ER and you try to remember what you did with all of your time

    …you want to change your last name to Ross, Kovac or Carter

    …you want to go to a real ER and pretend to be hurt just to see if a fine looking male doctor will examine you.

    …you go to the ER website and read about every episode even though you’ve seen it a million times and could tell anyone every single thing that happened during the episode.

    …you watch Grey’s Anatomy but pretend it is ER.

    ….when you watch it and think you are a doctor.

    …know the names of illnesses and drugs and what they do on your nursing degree course because you have seen them on ER.

    …. you act out parts of episodes in your mirror.

    …you walk fast and you think your rushing in the ER.

    …you’re in pain and you want to scream to let Carter sweep you off the ground let him work on you.

    …you cant stop thinking about it.

    …you daydream about it.

    …ever you hear an alarm you think its a monitor.

    …you kill a bug you say the time of death.

    …you turn on the TV and you HAVE to see how many upcoming episodes there are.

    …you let them build up on your TIVO or DVR and watch them nonstop for hours at a time!

    …you go to the hospital, and you think you know the ins and outs of everything just because you watch ER.

    …you throw things at your TV.. Wake the babies up.. your kids hate Thursday nights.

    …your 6 year old tells you, ‘Mama.. Don’t yell at the TV tonight, ok?’

    …you say things like

    -Prep the table for dinner; I want to be able to start chewing in two minutes.

    -Alert Bill upstairs that he has a phone call.

    -That was a movie that I rented. Why wasn’t I notified that it was starting?

    -Could you get me a glass of milk and cookies times 3?

    -Answering the phone and/or door by saying, “Whadda ya got?”

    …your biggest concern is whether you should watch the seventh season for the first time when it comes on TNT or wait until it comes out on DVD in a few months so you can watch countless episodes on end.

  28. Thiago Sampaio

    faltou o:
    ‘balança a cabeça afirmativamente após cada uma da frases’

    hauhauhauahuahuahauha
    eu sei de cabeça e pela ordem os 24 protagonistas XD
    legal =)

  29. Luciana

    Tem mais: you play the score in your head while doing something difficult or after you succeeded in doing something difficult.

    …you play the opening credits of ER in your head and include yourself in them.

    …you pretend you’re performing surgery while you cut up an oven pizza or when you take the toppings you don’t want out with a knife.

    …you imagine yourself in the lounge talking about your shift or day while getting a cup of coffee in your kitchen.

    You name your cat Cat – in Croatian.

    You actually try to understand the terminology by looking it up on Google.

    You see other actors in other projects and see GV portraying the character instead.

    You compare all your dates to Luka dates. (poor men)

    You look forward to events in ER more so than the same events in your own life.

    Whenever you see an actor who has been in ER, you can tell people who they played and what episode they were in

    When you see a stranger and imagine something happening to them and you think of what injuries they would have suffered and what you would do to help

    when you see an all new, never aired ER episode in your dream and totally remember it in the morning, thinking it would have made an incredible one…

    when you start wanting to become a doctor ….

    …when you see something tragic on the news and you think, “Hmmm….that can make a great story on ER!”

    …when you can easily find an ER connection in any movie, preview, other television show, etc. etc. (I usually find someone who had appeared in ER during all the previews at the movies)

    …when you wake up, you pretend you’re waking up in an exam room or in the lounge and are getting up to work on a trauma or see a patient.

    …when you get excited that a character on the show shares your same birthday or is close to your birthday (My birthday: January 11, Abby’s birthday: January 10 ).

    when you hear a a good song and say how perfect it’ll be for ER.

    ….when your making your bed, you pretend that is a patient that died under your care and you’re covering him with the sheets.

    ….If you went to med school so you can be an er doctor
    ….If you have bought anything from ER’s gift shop
    ….If you have a croatia soccer jersey with the name ‘Kovac’ on the back
    ….If you’re ringtone is the er opening credicts
    ….When your friends who havent seen a single ep of er know everything about it
    …When you get excited because an episode was named after a state in your country ‘Darfur’
    ..

    you’ve loaded all of season 12 & 13 onto a portable media player so you can watch reruns anywhere, anytime.

    when you can easily find an ER connection in any movie, preview, other television show, etc. etc. (I usually find someone who had appeared in ER during all the previews at the movies)

    If u get excited when an ER cast member owns something you own (abby’s Ipod)

    You know you’ve been watching ER too much when you actually develop a serious phobia of helicopters and/or propellars. (which I have, by the way!)

    When you grab coffee in the morning, you think, “I’ll just run over to Doc Magoo’s to grab some coffee.”

    You run back to your hotel room while on vacation at 8:57 pm (central) so that you won’t miss “previously, on ER”

    –You schedule your entire week around Thursday night and all reruns.

    –Family fights are caused if you are not home in time to watch ER.

    when you make CD compilations of all the music that you have heard on ER (out of your own personal collection of music)

    or specifically buy an old record because it had the song “Oh very young” by cat Stevens just because you heard it playing on the radio in Carter’s car when he and Abby were driving across country to pick up Maggie (yes I actually did that )

    when you know you can leave your phone on during ER knowing that everyone knows not to call during that hour

    when you can recite verbatum various scenes of different episodes because you have seen them so often

    when you will put on a DVD episode on a Thursday nite at ten when something else is on instead of ER “just to keep with the regular rutine”

    when you own a pair of scrubs but do not work in the healthcare professsion

    when you own all the DVD’s available and have converted them on your computer to formats that I can play on my PSP

    when you actually schedule other things AROUND ER’s timeslot

    when you constantly check on various web sites to see when the next season will come out on DVD

    when you go and watch other movies and tv shows/episodes just because someone from ER was in it

    when you own a pair of scrubs but do not work in the healthcare professsion

    …when you visit a real ER to see if it is like the show and get disappointed when it’s not.

    When you name your ipod Mongo joe… it has a ring to it im sure you’ll agree

    -When you steal latex gloves from the hospital at an appointment, and personally i also stole them from the art department.. and wore them under my gloves all day ! oh the shame

    all you do is worry about Luka and Abby breaking up!!! and then admitting it.

    When you’re cutting up your food and thinking to yourself, “I need a 10-blade…”

    When you wash your hands like a surgeon.

    when you find a picture of Luka, Abby and Joe in your family photo album, and your friends say ooh, they’re cute who are they?

    when you make your favourite ER couple on The Sims and create the rest of the cast as neighbours.

    when you own your own stetoscop

    When a mistake on NBC’s website (I Don’t was erroneously advertised as the season finale) just about gives you a heart attack.

    …when you buy some moovies just because of someone from ER is in them

    Eu faço a maioria desses com o agravante de sonhar com o Er toda hora,já sonhei que a Lucy era funcionária da facul,que trabalhava como médica lá e a Weaver me chamava Lucy Anne e eu falava ”não é Lucy Anne,é Luciana” e ela falava tá,tanto faz,só pra dar uns exemplos…

  30. Joanna

    Oi gente! Como vcs, assisto E.R desde os tempos na Globo, e amo a série. Não sei pq mas gosto tanto da serie, q não concordo com os comentarios de “desandamento” da mesma.
    Bem, gostaria de saber noticias sobre a 14ª temporada… Ainda não ouvi rumores e não aguento de ansiedade… O site wbla, é péssimo, sem informações precisas, os detalhes são incobertos… e bla bla bla… Enfim, nele, não tem como saber o q quero. Se puderem, aguardo notícias sobre a continuação e uma possível data…

  31. Jéssia Dantas

    Nossa, eu li o “seu episódio” The war comes home e adorei. Se for desse jeito ou bem semelhante vai ser legal. Eu sou uma fã fã fã fã de ER , mas com certeza você, que já assiste há muito tempo, entende muito mais.
    Sempre leio seus comentarios e gosto muito muito a maneira que você vê as coisas.Suas críticas e elogios são muito bem explicados.
    PARABENS MESMO…..!!!!!!!!!!
    Abraço

  32. Jéssia Dantas

    Bom, eu pensei um pouco e achei o sofrimento de Abby um pouco chato. A bichinha já apanhou do vizinho numa temporada e ficou deformada coitadinha, acho que esse “espacamento”, digamos assim, não cairia bem agora.

  33. Andressa Almeida

    Eu não sei se alguém lerá isso, afinal, essa review está prestes a completar dois meses. De qualquer forma, a intenção de escrever esse comentário é boa, eu estou com tempo de sobra e por isso fico feliz em fazê-lo, =)
    Não assisti ER desde os tempos de Plantão Médico e pra falar a verdade comecei tarde demais (na décima terceira temporada, pra ser mais exata), o que é uma pena pois tenho que correr e muito atrás do prejuízo , afinal passei a gostar (e muito) da série. E mesmo não sendo uma fã da velha guarda e ainda não tendo adquirido relações tão pessoais com o programa (acho que nunca chegaria ao nível de alguns aqui) concordo totalmente com o que o Thiago disse.
    Não tive a oportunidade de assistir episódios primorosos em toda uma temporada, cheguei na fase em que a gangorra raramente está lá no alto, mas pude perceber, daquilo que consegui acompanhar das temporadas antigas (muitas vezes incentivada pelas reviews nostálgicas do Thiago) que a série já foi muito, muito, MUITO melhor que isso. E nem é preciso ir muito longe: Tivemos um final de décima segunda temporada mil vezes melhor que o da décima terceira. E eu comparo numa tentativa frustrada de ser simpática, por que foi uma hora em frente a tv sendo aterrorizada com uma amputação cruel numa personagem que ainda tinha muito o que oferecer e… Gates encarnando de vez a linha de “herói do dia”! Acho que não preciso fazer mais comentários.
    Acredito que dizer que a série está muito boa, independente se você acompanha há muito tempo ou há pouco tempo, como eu, é forçar a barra. Esse season finale não foi nem ao menos agradável de assistir. Certamente se não conhecesse ER e por algum infeliz acaso do destino coloca-se na Warner na hora que passavam esse episódio ficaria chocada e continuaria assistindo simplesmente pelo tom apelativo dele. E só.
    E se deixarmos de lado a idéia de que ER é só entretenimento (uma série com catorze anos e com a sua bagagem merece isso, ao meu ver) estaremos ainda mais perdidos. Tem um review ainda dessa temporada em que o Thiago faz uma retrospectiva da fase áurea de ER (e isso não se resume a indicações e boa crítica) até esse momento, que é de muita decadência. Acho que isso serve como base pra ficarmos ao menos frustrados com o rumo que a série tomou.

    Bem, acho que me alonguei demais nas minhas divagações, e como não estou muito certa se serei ou não lida, prefiro nem me alongar muito, até por que não há mais o que dizer. Só concordo 100% com tudo que o Thiago disse. E queria agradecer também, claro. Acabei me apaixonando por ER, e acho que é a primeira vez que gosto tanto de um seriado a ponto de me informar e querer assistir sempre, muito disso pelas suas ótimas observações aqui, que sempre me soam muito plausíveis. Enfim, obrigada! Sempre estarei lendo o que você vier a escrever, por que é sempre muito bom!

    Até mais!

  34. Thiago Sampaio

    Joanma, checa o tv.com e procure por ER.
    Ou participe da comunidade do Orkut =)

    Jéssica, obrigado por ter lido. A cena de Abby sendo espancada… realmente foi exagero, mas em fic tem q ser exagero, pra compensar a falta do visual. Querendo, checa minha conta no fiction.net e dá uma lida no Bloodline que eu fiz, o 1ª da 13ª temp. Aquele alí ficou bom.

    Andressa, de vez em quando checa em minha conta no Teleseries e vejo o número de comentários na review. Vi isso hoje. Obrigado por ter comentado. Só faço os textos de ER pq não tenho amigos que assistam essa série, e… como gosto até demais, faço questão de falar sobre ela com muita gente. E um retorno é ótimo.

    Juro que eu não queria dar um tom saudoso =p mas, por causa dessa fase, infelizmente acontece. Tendo oportunidade, adquira os DVDs das duas primeiras temporadas de ER. Os preços estão relativamente baixos. Os primeiros 7 epis não são nada “extraordinários”, mas depois a série pega no tranco.

    E… de novo, obrigado por ter lido e comentado =)

  35. Andressa Almeida

    Thiago, eu que agradeço o retorno ao meu comentário, ainda mais com a dica que você deu sobre os DVDs das primeiras temporadas. Vou tentar alugar e como sei que provavelmente irei gostar acabarei comprando pra ter sempre em casa e assistir. Vai facilitar e muito o meu trabalho, valeu pela idéia!

    Sobre o seu saudosismo, não posso considerá-lo ruim. Não fosse isso jamais teria continuado a assistir a série, na verdade, teria desistido no primeiro episódio que coloquei os olhos, que por acaso foi aquele ultra hollywoodiano em que a Abby é a heroína, o ônibus cai do penhasco segundos depois de ela salvar a todos e… Explode! É, seu tom nostálgico permitiu que eu finalmente não desistisse de um programa de tv logo de cara, então, obrigada por isso!

    E a propósito, eu li a sua fic para Bloodline. Adorei! De verdade. Alguns dos elementos que você colocou, como a maior permanência do Kovac na sala de suturas e o suicídio deram mais emoção, soou como uma “continuação” mais legítima a 21 Guns do que a que de fato foi ao ar. E claro, a parte de Sam e Alex no carro também foi maravilhosa. Embora eu admita que tenha preferido o que ela realmente fez no final. Mais pela atuação que pelo gesto em si!

    Enfim, é isso, e até mais!

  36. Dina*

    Horrivel, irritante. 99% do elenco original ja foi embora, MAS A GENTE ASSISTE hahaha…

  37. Cariene

    Concordo c/ a sua furia … estou PASMA c/ o destino do Ray … espero que ele continue na série … pq Amo a série mas se ele sair vou parar de assistir !!!! Abraços !!!

  38. Déborah Winter

    Bom, não tive oportunidade de ver a 12ª e a 13ª inteira…mas concordo q a qualidade não tá boa naum. Não há aquela emoção q tinha temporadas atrás…E o Carter sair foi foooda. E sinceramente, o último episódio do Carter foi um lixo!!!!!
    E tb pô…o Ray perder as pernas???Putzzz!!!Foi realmente a pior idéia q os produtores tiveram…
    E pelo q vi na propaganda, realmente acho q, caso a reação da Neela tenha sido aquela, foi horrível!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    É c a saída do Kovac, não sei o q será de ER…

  39. Luiza

    Eu estou com ódio, muito ódio dessa série!
    Que coisa mais drástica e idiota que podia acontecer. Você falou tudo que eu pensava. Parabéns!
    Beijos e vamos torcer juntos para acabar essa droga que vem me matando desde que o Dr. Green morreu.

  40. Mariana

    Concordo plenamente!!!
    Ray Barnett sai sem as pernas sem neela e com a cara toda machucada e no site da warner ele nem aparece nos que se foram da serie!
    acho que o ER podia por umas proteses nele e ele volte a andar e volta para o hospital coma cabeça erguida e ainda rouba a neela do Gates para o Gates ver como é!
    tomara que isso eles façam!!!

  41. Katia Silva

    Plagiando…

    Pateticamente queria ser como Dra Lewis quando crescesse e Marc foi meu primeiro amor.

    Concordo plenamente…
    Acompanhava ER doentiamente até a morte do Dr.Greene…mas ok, eles deram um bom fim ao nosso amigo e mereciam um voto de confiança…Mas o q veio depois daquilo? Cagadas e mais cagadas
    Como mtas pessoas, a cena da morte do Romano foi uma das piores q já assisti na minha vida.
    Torço para q a tortura acabe e Er tenha um fim decente…quem sabe com a galera das antigas (aqueles q eles nao mataram…)fazendo uma participação especial pra que eu assista pelo menos ao ultimo episodio.

  42. Carla

    Olá Thiago

    Só hoje, 3 de Abril de 2009, é que o último episódio da 13ª temporada passou em Portugal, no canal AXN. A minha amiga brasileira, Célia, sabia deste site desde a semana passada e obriguei-a a guardar segredo sobre o desfecho do episódio. Vi-o hoje e fiquei catatónica quando vi o reencontro da Neela com o Ray, lobotomizada quando percebi que a Katey estava lá, e atingi a cegueira histérica quando vi aquela cena patética da Neela a ser pisoteada defronte da estátua do ABRAHAM LINCOLN (isto para o jovem que ainda que pedindo perdão merecia estar ao lado da Neela com a cara no alcatrão, lá bem onde um sifilitico tinha escarrado segundos antes.). Continuando. Foi agora, depois de terminado o episódio e de ter levado com a descarga electrica dos fios descarnados dos ferro de engomar para retomar o mais ténue sinal de actividade cerebral – obrigada, Célia – que vim ler o teu post. O teu e de muitos outros, que como eu devem estar a ser acompanhados carinhosamente por familiares e amigos no seu esforço de superarem o trauma de verem milhões de anos de evolução da inteligência humana deitados fora em personagens como o Gates (Stamos cansados do Stamos é simplesmente brilhante).
    Como alguém, também eu, numa esperança estúpida espero que o Ray possa continuar sobre duas perninhas daquelas bem aerodinamicas, como a de um surfista brasileiro que teve as duas pernas amputadas, e dando balanço pulasse sobre o Gates até não sobrar nada, nada que não possa ser apanhado por uma toalhita daquelas bem dobradinhas que dão no avião. Ou metade disso. Tudo bem que é apenas uma série, apenas enternetimento, mas como convencer disso uma mãe de dois filhos, que pôe tda a gente a comer e de banho tomado a tempo de ver a série? Uma mulher que já consegiu que o marido tome conta dos filhos e que traga o chá e uma barrinha de chocolate, num sinal evidente que com doidos não se brinca? Tenho os episódios disponiveis no disco do computador, grita-me o meu marido, e eu respondo: «Não é assim, Fernando, tem de se esperar, tem de passar uma semana, tenho de arriscar mesmo sabemdo que posso ser interrompida por um telefonema da minha mãe, ou pelo sr. do Círculo de Leitores, ou por uma reunião do condomínio. Tem de haver sofrimento para se chegar ao Nirvana, é uma busca, um caminho, um processo de despojamento para se merecer um episódio do ER.
    Não vou comentar este episódio, nem nenhum outro passado ou futuro. O Thiago e todos os outros participantes já disseram tudo. E podem dizer mais: podem contar toda a 14ª série. Eu é que não venho cá para ler. Mando a Célia primeiro e ela sabe que não me pode contar, porque se não será ela a ficar esborrachada sobre o escarro do sifilitico. E adoro-a, mas não vou hesitar.

    Abraços de Portugal a dois anos de distância.

  43. Thiago Sampaio

    Olá Carla.
    Obrigado pela mensagem. Ehr… Não sei se você lerá essa minha resposta, mas te garanto uma coisa: a 14ª temporada meio que vai conseguir deixar os erros dessa esquecidos.

    E o 15º e último ano foi simplesmente perfeito! Tentei mas não consegui abandonar ER. E com certeza fiz bem…

  44. Pingback: Review: ER – Haunted

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account