Log In

Reviews

Review: ER – Lights Out

Pin it

Cena de Lights OutSérie: ER
Episódio: Lights Out
Temporada: 13ª
Número do Episódio: 287
Data de Exibição nos EUA: 26/4/2007
Data de Exibição no Brasil: 17/5/2007
Emissora no Brasil: Warner

A maior crítica que faço à ER nesses últimos anos, além da irregularidade entre seus episodios, é a falta de planejamento em suas histórias à longo prazo; os chamados “arcos”. Antes, qualquer ação, qualquer decisão na série era conduzida por vários episódios ou temporadas. Como pudemos ver em Lighs Out, não temos mais disso. O PS vai fechar em 12 horas (como é que é?!?) e a primeira vez que ouvimos isso foi hoje.

Antes de qualquer coisa: foi um ótimo episódio – devido as circustâncias da atualidade… – e algumas cenas foram bastante satisfatórias, mas nada que releve os exageros tomados nesse roteiro escrito pela minha algoz, Janine Barrois…

O irmão de Pratt já está trabalhando como paramédico? Nossa, foi rápido! Seria interessante se isso acontecesse apenas ano que vem, mas foi cedo demais. Espero também que algum relacionamento de Pratt dure mais na próxima temporada. O que sabemos do ano que vem é que Goran Vinsjic sairá do elenco titular e fará apenas alguns episódios como Luka Kovac. Então, pra plantar sua saída, temos sua inesperada renúncia da Chefia do PS. Hein?!?

Depois de ter lutado contra Victor Clemente, peitar sua decisão no 12ª ano e prometer à Weaver cuidar do forte após a demissão dela, ele faz isso de uma hora pra outra?

Pedi pra vocês recordarem uma pergunta feita no review retrasado: “sabem a cena em que ele reclama com Abby sobre uma reunião chata, mas que não apareceu no episódio?”. Pois bem, nunca vimos essas reuniões e elas foram exatamente o motivo de Luka se afastar da Chefia. Sei que Goran vai sair de ER, mas tenha dó!

Kovac tinha um mês pra fazer o anúncio do fechamento do PS e só o fez com 12 horas pro prazo? Isso não existe. Nem Mark Greene conseguiria ser tão ruim na administração. O bom dessa história é que Donald Anspaugh deu as caras, como vem rarissimamente fazendo. Mas soltando uma pérola, pois ele diz frequentar o PS do County há mais de 20 anos. Não sei como… ele entrou na 3ª temporada…

O fechamento do County deveria ser algo grande, com grandes repercussões. Em Lockdown, no último da 8ª temporada, isso foi feito de maneira brilhante. Hoje, foi feita de maneira rasa. Okay que tivemos boas cenas, como quando Abby se nega à ir pra NICU (UTI-Neonatal) e todos os funcionários fazem uma cara de “okay, já sabemos quem manda em casa”, mas, de novo, o fechamento pareceu forçado.

Quem se deu muito bem nesse episódio de exageros foi Morris. Incrível… sou cada vez mais fã desse personagem, principalmente depois de mandar Gates pra casa – e empolgado, quase mandou Abby junto, numa cena com cômicas trocas de olhares entre ele, Lockhart e Kovac.

Cena de Lights OutEm sua discussão com Gates, Morris fez questão de listar cada erro que esse imbecil presunçoso fez desde que iniciou seu estágio no County – coisa que adorei. Tony vinha acertando a mão e nesses dois últimos episódios emplacou boas cenas com Sarah – e sem a Neela, que não precisava nem aparecer hoje – mas agora retrocede completamente; como que ele dá um cacete daqueles no pai, bem na frente da Sarah? Extremamente forçado. Coisa dos roteiros de Barrois.

Até a fotógrafa Diane, que fez uma boa participação semanas atrás, ficou meio sem graça hoje – apesar da bonita história. E ao lado de Sam, que mostrou reflexos de algo que começou episódios atrás – a saída de Alex – tivemos Ray, também fechando um de seus arcos, conseguindo levar um baita fora de Katey. Quando você ouve aquilo de alguém que já tinha terminado… já era, meu.

A temporada está acabando. Faltam apenas três até a semana do clímax. E hoje vocês viram que Kovac estava planejando um jantar de confraternização com o pessoal do PS. Jantar? Tá mais pra casamento. Semana que vem, num episódio que perfeitamente poderia encerrar a temporada, temos o evento que 10 entre 10 Lubbys esperavam ver: o casório de Abby e Luka.

Você não gosta de casal ou histórias pessoais em ER? Acredite: ele é quase tão delicioso de se ver quanto Secrets and Lies (onde Susan, Carter, Abby, Luka e Gallant passaram uma tarde conversando) e pode te surpreender. É uma pena que a audiência fugiu – Lights Out ficou na casa dos 9 milhões – mas o que importa somos nós, certo?

Bem, nem tanto assim. O seriado que massacrava ER, Without a Trace estará novamente no mesmo horário do drama médico nos EUA. E a equipe de Malone terá um desempenho muito melhor do que o de Woods. Tenho certeza. Produção de ER… você teve toda a chance do mundo. Toda a chance do mundo…

Séries citadas:

20 Comments

  1. alessandra

    ai,ai…adorei secrets and lies…que episódio bom, parecia o clube dos cinco, com médicos (e enfermeira)!!
    a promo da warner já tá avisando do casório do luka com a abby. ela vai casar com aquela roupa mesmo? se fosse meu noivo fazendo uma surpresa dessa eu esganava ele…
    adorei a resenha, muito boa mesmo. mas discordo quando vc disse que era um bom episódio. fala sério, quando a melhor coisa do episódio são as falas do morris é pq alguma coisa está muito errada em ER. sei lá, não me sinto conectada às histórias dos pacientes como antes, parece tudo tão raso, tão nas coxas…
    ei, mudando um pouco de assunto: não vai ter review de criminal minds não?
    abraços!

  2. Simone Miletic

    oi alessandra,

    Primeiro: concordo com você quanto a falta de conexão. Eu, atualmente, não consigo curtir as histórias, não consigo me emocionar.

    Segundo: a review de Criminal Minds só consegui entregar ontem pro Paulo, que deve estar revisando, já que ficou quilométricaaaaaaaaaaa.

    Acho que amanhã publica!

    Beijos

    Si

  3. Alessandra

    Oi Simone, acho que todas as Alessandras resolveram te cobrar a review do Criminal Minds. Eu sou a outra Alessandra que te cobrou lá no seu blog :-)

  4. alessandra

    estou ansiosa por esse: achei uma sacanagem o que fizeram com o reid, meu personagem favorito da série! (já não basta traumatizarem a elle, minha outra personagem favorita e expulsarem ela da série? se fizerem isso com o reid tb…)

  5. Paulo Antunes

    Thiago, faltou comentar do caso do Ray, com o garoto que envenenou o colega com enxofre. Gostei da cena e ela foi tão rara que me fez duvidar se este não foi o primeiro paciente do Ray na temporada. Agora que o cara vai sair decidiram fazer diálogos para ele… Tsc, tsc.

    Seria legal se eles fizessem uns episódios de ER sem o ER, com o pessoal trabalhando nos diferentes setores do hospital. Mas se eu conheço a série isto não vai acontecer nunca…

  6. walter ferreira

    Esse foi um bom ep, o que prejudicou sua repercursão foi jstamente essa irregularidade q dominou essa temp…. num gosto de Without a trace, ms isso não vem ao caso, jah q a audiencia americana gosta, os produtores de ER vão ter que mudar muita coisa p competir pela liderança… ( liderança pode parecer um termo exagerado, mas condiçoes p isso ER tem, os produtores soh tem q acertar a mão…)Voltando ao coment do ep, tbm acho q o fechamento do ER poderia ter rendido muito mais na trama, mas ainda sim foi um bom ep, com Morris roubando a cena de novo… nas proxima temp sem Kovac espero q seu pers continue crescendo, e msm sendo Lubby de carteirinha, rsrs, acho q a saida do Kovac, o novo diretor do ER entrando, o irmão de Prat ( q deveria ter entrado na proxima temp) e outras coisas, a serie consiga um folego novo p continuar

  7. Mica

    Eu gostei do episódio. Tudo bem, pode não ter sido o melhor já visto, e ter um milhão de defeitos (todos brilhantemente apontados pelo Thiago) mas foi gostoso de assistir, e isso foi bom ^_^.
    Quanto ao cara dizer sobre os 20 anos no PS, não sei se eu entendi errado, mas o que eu havia compreendido quando ele falou, foi que ele já havia clinicado em um PS por 20 anos e por isso entendia bem o que o Kovac estava dizendo…não exatamente no County.

    Espero que o casamento do Kovac com a Abby não seja surpresa. Não gosto de casamentos sem preparativos, por mais simples que sejam.

    E palmas para o Morris! Ele não apenas está melhorando incrivelmente nesta temporada como médico e personagem, como fez com o Gates o que todo mundo queria fazer :D
    E gostei também da historinha do Ray. Finalmente alguma coisa que valeu a pena com ele nessa temporada. Os caras poderiam ter feito isso muito mais vezes.
    Por outro lado, não gostei muito da Sam indo com a paciente para casa. Apesar de eu ter gostado da Sam neste episódio e estar aprendendo a gostar cada dia mais da personagem que eu costumava odiar (se bem que eu acho que ela deveria ter umas crises particulares de quando em vez por ter assassinado uma pessoa), não concordei com a atitude dela ir com a fotógrafa para casa. Emocional demais para uma enfermeira.

  8. Tatiana

    Olá pessoal……..bom para começar, Thiago, ótimo review como sempre, apesar da decadencia de Er, vc consegue passar uma imagem bem melhorada dos epi. Qto a este episódio, não gostei da cena da Abby reclamando do setor, onde já se viu, ela deveria fazer isso discretamente, e não discordadr da chefia tão claramente, qto ao Morris,SIMPLESMENTE AMEI a cena onde ele coloca aquele idiota(Gates)no lugar dele, acho que eu e milhões de pessoas, queriamos fazer isso. Sabe me dizer se ano que vem ele vai continuar em ER?
    Bjs e até.

  9. Tatiana

    Ah!!!!!Si….tbém estou aguardando seu review de Criminal Minds, com certeza eles estão tendo ibopes, são maravilhosos.

  10. André

    gostei da parte que o Pratt diz todo orgulhoso pra staff que o irmão virou paramédico… ae o Gates fala que as mulheres gostam de homens de uniforme… o Chaz faz uma cara de “é, né, pois é…” e olha pro Pratt… foi hilário eles se olhando depois…

    e o Morris foi demais… e justo… só não mandou a Abby embora pq ele não teria coragem de fazer isso na frente do Luka…

  11. Raphaela

    Gostei do episódio , teve mais atenção ao Ray e foi emocionante a relação da Sam com a paciente . Agora o Dr Luka tá bem de vida hein , largar um cargo de chefia! Odiava o Pratt agora o tolero.

  12. Bernardo

    O interessante vai ser quem vai ficar c/ esse cargo – pior é que ER e GA andam combinando muito c/ os temas … será que eles vão reproduzir a corrida p/ chefe da turma de Seattle?

  13. Katia

    ER foi sempre um dos meus seriados preferidos e por isso mesmo acho que deveria ter sido encerrado há pelo menos duas temporadas atrás. Perdeu o bonde…Se tornou confuso, raso e o que é pior, perdeu a própria identidade. É uma pena que os produtores têm sempre dificuldade em dar um fim digno a shows de sucesso. Infelizmente quem não teve a sorte de acompanhar as primeiras temporadas, pode acabar achando que se trata de um show menor e sem sentido.

  14. Patrícia

    Ótima review… achei esse episódio legalzinho, como disse o Thiago, devido às circunstâncias atuais… só achei que essa história de o ER fechar em 12 horas sem muita antecedência de aviso meio estranho mesmo… deviam ter explorado mais isso…

    Ah, o Morris… também tô gostando cada vez mais do personagem que odiava… falou tudo o que todo o mundo sempre quis falar pra aquele idiota do Gates…
    Aguardo ansiosa o próximo episódio…

  15. Thiago

    Novamente, obrigado pelos comentários.
    Apesar da invasão de Criminal Minds =p

    Alessandra, como já reforçado por outros comentários, o epi foi “ótimo” pra uma temporada frustrante. Eu gostaria muito de descer elogios rasgados, mas… não dá =/

  16. Gustavo

    Oi gente, ansiosos para o fim da temporada? enquanto isso não acontece, podemos já prever como será a décima quarta. Acredito que pelo destaque atual quem encabeçará o elenco na próxima temporada será Sam (mais do que merecidamente) e Gates ( lamentavelmente), não necessariamente como um casal, mas por toda a atenção que os dois tem recebido nos últimos episódios. Morris provou que pode ser um médico sério, Ray teve mais falas neste episódio do que na temporada toda (seu papo de que é preciso ser paciente até para ficar com a “gata” daria a entender que Nella ficaria com o roqueiro, se não soubessemos de seu destino), Abby foi coadjuvante, Luka vive seu momento pré-despedida. Tomara que tenhamos um bom finale season, pelo menos.

  17. Mario

    olá, qual o nome da música de apresentação do comercial da warner do seriado ER, dos dias de hoje, obrigado e espero o contato…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account