Log In

Reviews

Review: ER – Family Business

Pin it

Cena de Family Business
Série: ER
Episódio: Family Business
Temporada: 13ª
Número do Episódio: 286
Data de Exibição nos EUA: 19/4/2007
Data de Exibição no Brasil: 10/5/2007
Emissora no Brasil: Warner

Comédia com Sam, retorno dos arcos de Pratt, Gates descobre não ser pai de Sarah e até o produtor de Borat aparece no episódio (apesar de fazer outro personagem no 6ª ano). Um simpático velhinho desmemoriado faz Luka se lembrar do pai, Abby perde pro seu instinto maternal e os próximos episódios nesse final de temporada são muito bons; mas a fase não é boa. E como Family Business’é o mais banal, vou “sacrifica-lo” pra fazer um texto diferente, uma linha do tempo, que mostra que mesmo se superando, ER não terá um desempenho digno de sua história. É terminar por si, ou ser cancelado.

Pré 1994. Steven Spielberg e Michael Crichton farão o filme ER. Spielberg e Crichton farão Jurassic Park. ER vira seriado deles e de John Wells. NBC aposta fichas nas séries Friends e ER.

94-95, 1ª temporada. Metade das TVs sintonizadas no episódio piloto. Spielberg: “Carol é boa demais pra morrer”. Ela então “ressucita” da tentativa de suicídio. Revista Time: “a melhor hora da TV”. Episódio Love’s Labor Lost alcança a rara nota 10 no TV Guide. Audiência é maior do que dos outros canais somados. Em ER, Quentin Tarantino faz sua estréia como Diretor de TV. Indicado à 23 Emmys: de todos do elenco à melhor série. Juliana Margulies (Carol) leva o seu e Love’s Labor Lost mais cinco. 2ª série mais visto da temporada: média de 28,9 milhões (a 1ª é Seinfeld).

95-96, 2ª temporada. George Clooney: maior atração da TV. Episódio Hell and High Water bate recorde: 48 milhões de pessoas. Votação elege Mark Greene o melhor personagem da TV. ER leva o Emmy de Melhor Drama (único). People’s Choice Awards passa a premiar shows de TV: ER é o 1ª a vencer em Melhor Drama. Mais visto: média de 32 milhões (drama finalmente na 1ª colocação após 10 anos de comédias na liderança).

96-97, 3ª temporada. Sherry Stringfield deixa o show de maior audiência do país. ER: Melhor Drama no People’s Choice Awards. Show mais visto: média de 30,8 milhões.

97-98, 4ª temporada. Ambush, episódio ao vivo, alcança 42 milhões de audiência. ER ganha seu 1ª e único Golden Globe: Melhor Ator pra Tony Edwards. Edwards renova contrato pra mais 4 anos: 350 mil por episódio, o mais bem pago da TV. ER: Melhor Drama no People’s Choice Awards. 2ª mais visto: média de 30,2 milhões (o 1ª foi a temporada final de Seinfeld)

98-99, 5ª temporada. Elenco recebe aumento: um único episódio custará US$ 13 milhões (recorde nunca batido). George Clooney seguirá carreira no cinema: Adeus Dr. Ross. Episódio final de Doug alcança 38 mihões de pessoas. ER: Melhor Drama no People’s Choice Awards. Sem seu maior astro, a audiência cai: 25,4 milhões. Mas é o mais visto do país.

99-00, 6ª temporada. Ator croata conseguirá substituir George Clooney? Goran Visnjic é eleito o “importado mais sexy” pela People Magazine. All in the Family alcança a 2ª nota 10 no TV Guide e faz 31 milhões de telespectadores chorarem. Juliana Margulies recusa US$ 30 milhões e deixará o seriado. Episódio final de Carol tem George Clooney e 35 milhões de espectadores. Juliana Margulies foi a única a receber indicações em todos os anos: ER continuará de bem com a academia? ER: Melhor Drama no People’s Choice Awards. Who Wants to be A Millionaire é o mais visto do país. A América prefere Reality Shows? 4ª show mais visto: média de 25 milhões.

00-01, 7ª temporada. Sally Field dá show como mãe de Abby: mais de 32 milhões em seus episódios. Mark Greene está com câncer: Tony Edwards fora de ER? O primeiro seriado à ser exibido em widescreen. ER: Melhor Drama no People’s Choice Awards. Sally Field leva seu Emmy. Maura Tierney é indicada, mas não leva (foi a única indicação). ER leva sua 7ª e última indicação de Melhor Drama no Emmy (vencido em 96) e no Golden Globe (que nunca ganhou). Survivor é o mais visto. Realitys são a bola da vez? 2ª show mais visto: média de 22,4 milhões.

01-02, 8ª temporada. Sherry Stringfield, que saiu antes dos aumentos de salários, retorna após 5 anos. Dr. Benton deixa o hospital visto por 28 milhões. Tony Edwards recusa US$ 40 milhões e não renova contrato. O adeus de Dr. Greene emociona 28 milhões de pessoas e On The Beach recebe a 3ª nota 10. Final de temporada tem varíola demais e Mark de menos: apenas 22 milhões de pessoas, a menor finale. Novato CSI é o Melhor Drama no People’s Choice Awards e tira invencibilidade de ER. Produção explica as inéditas não-indicações de Melhor Drama no Emmy e Golden Globe: a temporada foi muito triste. 3ª show mais visto: média de 22,1 milhões (1ª é Friends).

02-03, 9ª temporada. ER conseguirá se manter na liderança mesmo sem Dr. Greene? Noah Wyle receberá US$ 375 mil por episódio: o salário mais alto para ator de drama. ER tem eletrizante início de temporada: 25 milhões e uma amputação. Ainda a melhor hora da TV? Audiência do seriado cai e novato Without a Trace é primeiro concorrente direto de ER a não ser cancelado. Seriado alcança a marca de 200 episódios. CSI: Melhor Drama no People’s Choice Awards. 7ª show mais visto: média de 20 milhões (1ª é CSI).

03-04, 10ª temporada. Seriado muda bastante: ER vai à África e reforma hospital. Noah Wyle ganha uma folga de 10 episódios. 24 milhões vêem o último episódio de Romano. A morte de Romano é eleita a mais ridícula da história da televisão americana. Audiência foge e ER tem empate técnico com Without a Trace. Pela 1ª vez ER não recebe nenhuma indicação ao Emmy. Pela 1ª vez ER perde na audiência na temporada de reprises. CSI: Melhor Drama no People’s Choice Awards. 8ª show mais visto: média de 19,5 milhões (1ª é CSI).

04-05, 11ª temporada. Início de temporada é o pior de sua história: só 18 milhões. Já na segunda semana Without a Trace vira líder no horário. Adeus de Corday é visto por 14 milhões e britânica sai xingando a produção. Produção renova até 14ª ano: US$ 8 milhões o episódio. Último episódio de Carter é visto por 16 milhões e tem a menor audiência de uma Season Finale. Tarantino, em 2ª trabalho na TV, escreve e dirige finale de CSI. CSI: Melhor Drama no People’s Choice Awards. 16ª mais visto: média de 15,5 milhões (1ª é American Idol).

05-06, 12ª temporada. Goran Visnjic é o 1ª croata protagonista em seriado americano. Exatos 12 anos após sua estréia, ER tem a menor audiência em premiere: 15 milhões. Sherry Stringfield abandona o PS. Audiência de ER atinge seu menor número: 11 milhões. Carter aparece mas a audiência não sobe. Diferença entre Without a Trace e ER é de mais de 10 milhões. Final de temporada bombástico apenas repete a audiência do 11ª ano: 16 milhões (também a pior). Grey’s Anatomy: Melhor Drama no People’s Choice Awards. 117ª indicação ao Emmy. 30ª show mais visto: 12,3 milhões (1ª é American Idol).

Cena de Family Business06-07, 13ª temporada. CBS troca Without a Trace por Shark. John Stamos entra em ER. Pela primeira vez ER em hiato: sem exibição por mais de 4 meses. ER tem um bom início de temporada: 15 milhões de espectadores. É o efeito John Stamos? Hiato é cancelado pois ER voltou a liderar no seu horário. Thiago critica o seriado e é muito criticado. A audiência cai semana após semana. Pela primeira vez, ER perde no público adulto. 11,77 milhões vêem a saída da veterana Weaver. Protagonistas Goran e Maura anunciam saída do seriado. ER tem três episódios abaixo de 10 milhões de espectadores e um abaixo de 8 milhões. Até o momento, ER tem média de 11,2 milhões…

Semana que vem, o PS fecha. E o texto voltará à programação normal.

Séries citadas:

32 Comments

  1. Cristiano (Highlander_Master)

    Eles vão esperar a série ter 5 milhões só pra finalizar ela… Os americanos tem que aprender a hora de acabar por cima, como aconteceu com seinfeld, é tão raro aquilo. É horrivel ver um bom seriado como E.R. acabar sendo cancelada, e não finalizada. Seria uma vergonha, semana que vem é a ultima chance. No anuncio oficial das novas temporadas da nbc, eles tem que anunciar o fim de E.R., já passou da hora… Apesar dessa temporada ter sido boa…

  2. Raphaela

    Ótima cronologia Thiago como a que vc fez lá na comu , mas não pegue tão pesado com esse episódio , foi muito “fofo” e melancólico. Adorei a parte da Sam com o policial nossa!!!! ela merece alguém mais do que Neela com aquela história chata entre ela com Gates e Ray. Lubby super na boa , só senti falta de Hope e Morris (outro “casal” divertidíssimo). Mas deu peninha do velhinho do Alzheimer!!!! Foi bom o episódio o fim de temporada promete e uma 14 temporada que seja a última. Mas não sei não , do jeito que a NBC tem tolerado séries com audiência de 5 e 6 milhões talvez se conforme com o estado em que ER está…..aff

  3. Paulo Antunes

    Thiago, trabalho brilhante, este texto é histórico, vai servir de referência na web por muitos anos, pode apostar.

    Sobre a fase atual, a observação curiosa é que a audiência tá caindo, mas estes dois últimos episódios foram bons. O episódio valeu pela cena do Kovac olhando pro filho e dizendo que o velhinho é feliz por não precisar lembrar que o filho morreu todo dia. É de cenas assim que ER precisa. Eu particularmente não gosto de ver o Luka feliz, sorrindo, cantando The Clash. Pra mim ele é um cara sofrido e tem que carregar estas marcas com ele sempre.

  4. Thiago

    Não peguei pesado, Raphaela =) É que esse foi o único episódio que permitia espaço prum texto desses, pois é o “menos importante” da reta final.

    E concluindo, como escrevi na comu, o que dá pra entender da queda crescente na audiência, além do desgate de tantos anos, pode ser a saída dos persoangens:

    Doug-Sem o maior astro, e somado com o fim de Seinfeld, a audiência “anormal” sumiu.
    Carol-Fãs dela pararam de ver, da mesma maneira que farão as fãs de Abby. E o seriado perdeu pontos nas premiações, pois Juliana foi a única vencedora, além de indicada todo ano
    Mark-Lockdown, excelente, perdeu 6 milhões sem ele, que era alma do show
    Romano-Momento “é isso, vou parar de ver”. A morte forçada foi a última grande audiência
    Lizzie-A saída dela foi uma falta de respeito com a atriz e os fãs
    Carter-Melhor e mais carismático ao lado de Mark, sua saída foi o fim de uma era
    Susan-Quando ela “fugiu”, ficou o estigma de “não há mais ninguém do 1ª ano”
    Kerry-O maior vínculo entre o passado e presente pôs fim noutra era.

    E isso vai se repetir com Luka, Abby e talvez Ray.
    Tá dose a situação…

  5. Leonardo

    Nossa que túnel do tempo!!! Me fez ficar com vontade de assistir (de novo) as primeiras quatro temporadas em DVD…
    A audiência de ER era gigantesca… Quero isso de volta!!!

    E Cristiano, a NBC já renovou ER sim. O sofrimento vai continuar por mais um ano.

  6. Cesar

    Já fui fã. Hoje só acompanho na época de reprises. “Shark” é meu favorito no horário. Mas ainda gosto da dinâmica do PS, de algumas tramas. Mas, infelizmente, o tempo e a concorência são implacáveis.

  7. Raphaela

    É vamos torcer para a 14 temporada ser a última!!!!!
    Thiago vc que apagou meu post aqui lá no tópico das séries da NBC. È proibido fazer propaganda no teleséries????? não sabia não diz em nenhum lugar!!!!!!!!!

  8. Simone Miletic

    Poxa Thiago, que inspiração!!

    Nota 10 para seu texto, espero que seja também campeão de audiência.

    Me sinto triste de ver ER assim, aos trancos e barrancos. Lembro que Plantão Médico era o único seriado que a Globo colocava em horário nobre, e eu adorava assistir.

    Graças a Deus veio a tv a cabo e pude assistir tudo, do primeiro até o último, isso até a temporada passada.

    Esse ano perdi 3, os três com arcos de Ames, mas me senti vem com os últimos bons, lampejos de inspiração da equipe, eu acho.

    Mas, sim, ainda teremos mais um ano de ER, já que ele, no ano passado, foi renovado por antecipação.

    Espero que usem este tempo que resta para cuidar direito desse final, sem helicópteros desabando.

  9. Vanessa

    VC só lembrou de episódios muito bons, lembro que a primeira vez que eu vi fiquei de queixo caído.
    ‘Love’s Labor Lost’ foi ótimo, lembro de uma entrevista de Clooney em que ele disse que é seu epi favorito.
    ‘Hell and High Water’ é sensacional, foi aquele momento ‘vamos mostrar o Clooney como herói’ e deu muito certo.
    Mas para mim nada bate o ao vivo, Ambush, os atores deram um show, e da forma como os câmeras filmavam, imagina como para eles tb deve ter sido complicado. Fiquei mais fã desse epi depois do documentário no DVD.
    E tem outro que eu gostei muito, que foi o do parto da Carol, ela deu um show.
    Para mim ER dos velhos tempos é imbatível. Só para quem não viu pode dizer que não era nada de mais…(tem alguém que diz isso?)

  10. André M.

    parabéns pelo texto Thiago… me amarro em saber as ratings das séries, principalmente nas ratings de séries que se foram, ou das temporadas passadas… no mínimo é curioso…

    será que se a Sherry Stringfield ainda estivesse no elenco, ER ainda teria esperanças? talvez…

    nem pra Warner reprisar desde a primeira temporada… nem vi o de ontem direito, mas vi a metade, pelo o que eu vi, gostei… tipo, mais interação entre os personagens, casos interessantes… ah, os bons tempos…

  11. Genilda

    Ótimo cronograma Thiago!Mas a audiência não é mais a mesma,isso todos sabemos, mas o interessante que acontece em ER ( desculpem os fãs de outras séries médicas)é que mesmo nas suas 13 temporadas ela ainda consegue inspirar os episódios de outras séries, como tiroteiro no hospital, casamento de personagens principais, etc.Concordo com todo mundo que o tempo para ER já passou e o cancelamento séria a melhor forma de terminar por cima, mas enquanto isso não acontece, vou continuar assistindo e torcendo para que haja episódios melhores.

  12. Luiza

    Como o Cristiano falou logo no inicio, eles tem que aprender a terminar enquanto o seriado está bom, como eles fizeram com Xena, o produtor achou que na 7ª temporada iria ficar repetitivo de mais e decidiu acabar na 6ª temporada.

  13. Victor Hugo

    é uma pena ver um seriado que já foi o rei das noites nos EUA, registrar menos de 10 Milhões de telespectadores… culpa por roteiros menos elaborados e atores que eram a alma de ER…. Kerry Weaver, ter deixado esta temporada foi muito triste….
    Espero que a NBC planeje muito bem esta ultima temporada…para que termine e deixe uma lembrança que perdure por anos.

  14. Gustavo

    Excelente cronograma, Thiago. Quanto ao episódio, ok, não foi lá essas coisas: Sam bem humorada por duas semanas seguidas? Dois minutos de Ray? Alguém devia falar para o Gates se olhar no espelho quando faz cara de drama. Aliás, este episódio teve Gates demais. Prat poderia ser melhor aproveitado. Alguém reparou na fantástica e discreta atuação da enfermeira Haleh quando seu paciente morreu? Em alguns segundos ela conseguiu ser melhor que todos os outros juntos no episódio inteiro.

  15. Lucas R.

    Agora é só torcer para oficializarem que a 14 será a temporada final de ER. Torcer mesmo.

  16. Karina

    hehe ER está em sinus… (aquele momento antes do coração parar de vez…)

    Mas foi um bom ep. O problema é que se estivesse passando mais um ep sobre o cara da miniatura de CSI com certeza mudaria de canal.

    Triste a história do velhinho. Mas parece algo requentado não?

    Triste a agonia de ER.

  17. kuka

    hahahaha espere ki ER te´ra mais ep fracos… mto fracos….
    eu realmente posso falar eu sou fan de ER,acompanho o seriado desde de sempre… e ultimamente ele tah numa pessima situação e pra mim so faz piora… oq da mais raiva é lembra do passado glorioso do seriado e saber ki ele pode continuar dessa forma, se ele simplesmente lembrar de outros personagens e naum so em “lubby,lubby e lubby”
    tá é fato ki eu sou samka assumida, e naum suporto lubby… e tbm é fato ki eu sou ultra-mega-master fan de Sam!
    mas é fato ki ER ta uma porcaria tbm!
    =/ e a cada ep vem piorando!!

    *-* adoro as cenas de sam nesse ep! simplesmente fantastica
    a linda sempre consegue se sair bem nas cenas dela, uma otima atriz ki poderia esta sendo utilizada bem melhor no seriado.. e naum simplesmente pra preencher espaço…

    mas é isso… ER so se preucupa com lubby, keru oq vai acontecer com o seriado qdo goran sair…

    e suuuuuper obrigado! é mto bom saber ki eu naum sou a unica axar ER ultimamente fraco demais!
    =) ja estava axando ki tinha deixado meu lado samka tomar contar de mim ao ponto ki naum me deixasse enxergar direito!
    =) oq naum deixa de ser um fato, maaas so um pouco!

    bjus
    kuka

  18. milton

    como comecei a assistir ER recentemente (desde a 11º temporada), não posso comparar aos episódios antigos. mas ao ler este texto me deu vontade de assistir Às reprises para fazer as minhas comparações.

    acho q no final das contas vcs, fãs antigos, estão fazendo comparações mais baseadas neste passado “glorioso” do q na própria qualidade de ER.

    Se ER tivesse uma média de audiência de, diagamos, 18 milhões, vcs ainda iam dizer q a série deveria acabar?

    Olhando esta cronologia, percebo q oq falta a ER atualmente é a ousadia de capítulos como o ao vivo e trabalhar melhor o carisma dos personagens de modo q eles possam conquistar o público.

    Contudo,
    temos q lembrar q no issso é TV: sempre surgirá amanhã um novo “melhor programa dos últimos tempos”. Oq diferencia Er deles é a sua longevidade.

  19. Thiago

    Milton, se ER tivesse 18milhões, seria melhor ainda, pq além de milagroso, seria perfeito pra meio que “terminar por cima”.

    Vc tá acompanhando as temps 5, 6 e 7 na Warner? Muito melhor, né? E antes mais ainda…

    “Nós”, os fãs antigos, fomos mal acostumados com algo próximo da perfeição =p Claro que a fase não é boa. Até pq, “vocês”, os fãs novos, são esmagadora minoria em comparação aos antigos, que desistiram de acompanhar, mas uns, como eu, continuam firmes e forte.

    E obrigado à todos que leram e comentaram =)

  20. Lu

    O problema de uma série excelente como E.R é que passa a ter a obrigação de matar um leão por episódio. Concordo que o seriado já teve melhores tempos e mais personagens capazes de segurar a audiência, mas acho que ainda tem fôlego para algumas temporadas (e torço por isso).

    Eu continuarei assistindo aos percalços do Pronto Socorro até o fim dos tempos. :)

  21. Lu

    Pára tudo! Acabei de ler os comentários – Kovac e Abby vão sair?! Aí vai ser difícil demais manter a audiência e a própria série, realmente…

  22. Thá

    É, gente, eu mesmo sendo uma grande fã do ER, desde os tempos do Plantão Médico na Globo, reconheço: ER está em assistolia (nenhuma atividade cardíaca)… Alguém declare logo o óbito e acabe com esse sofrimento!! Vamos ficar com as lembranças dos bons tempos…
    * Sinus = ritmo sinusal, que é o batimento normal do coração :)

  23. Paulo Fiaes

    Thiago

    vc me surpreende a cada texto que faz. eu iria fazer a review de one tree hill agora, mas me senti um pouco diminuido. excelente texto. abs

  24. Thiago

    Q é isso, Fiaes? =p Isso é resultado de anos de uma juventude perdida assistindo um seriado de TV. Not tha cool =p

    E review de OTH? Onde passou inédito?

  25. Jussara

    Putz cara, é triste mas é isso mesmo, chega uma hora q não tem jeito é mais q hora de terminar, mas parece q ng quer aceitar isso. Pior são aqueles fãs q acham q pode ter 20 anos q ainda ta bom, afffffff

  26. renata

    já gostei muito de ER, mas admito que de episódios antigos lembro mto pouco… mas deposi dessa retrospectiva fiquei com vontade de assistir, acho que já sei o que vou fazer nas minhas férias de julho L=
    ah, e eu troquei Er por grey’s anatomy, admito ;p

  27. milton

    O que os “fãs antigos” deve mlembrar é q o futuro de ER depende de nós, “novos fãs”, porque qd a série deixou de ser líder ou, como alguns gostam de dizer, entrou em crise, foras os fãs antigos que abandonaram a série sem pensar duas vezes neste “passado glorioso”.

    eu assistiria ER por mais treze anos e sei q se a série continua no ar é pq existe algué mcom vergonah na cara de querer q ela ainda apresente boas histórias para contar…

  28. Thiago

    Milton, peço o fim de ER desde a 11ªtemporada. E, garanto, que verei até o fim. Mas não está bom. ER não pode ter mais 13anos, pq senão tô ferrado… Amo essa série, e “terei” q ver tudinho.

    E se depender dos fãs novos, ER tbm tá ferrado. É um número muito, muito reduzido. E os q abandonram não foi pelo “passado glorioso”. É qstão de qualidade mesmo. Tá muito inferior.

  29. GLORIA REIF

    Adoro ER com todas as perdas de personagens bons e tudo. Sou novata em internet e pergunto a vcs que são bem informados – quando teremos o inicio da 14 temp. ou seja, a cont, do caso do acidente da neela e da amputação do medico que gostava dela.

  30. mario

    Hora da morte…8ºtemporada,episódio “on the beach”

    tudo o que vem depois é sem brilho, acompanhei os episódios que se sucederam sem muita frequencia para ver os desfechos de personagens como carter,romano,cordey…

  31. aline

    Alguém poderia devolver minha paz de espírito e me dizer como foi a saída da dra. Chen? Na época eu estava sem tv a cabo e também perdi a reprise.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account