Log In

Reviews

Review: CSI – Meet Market

Pin it

Cena de Meet MarketSérie: CSI
Episódio: Meet Market
Temporada:
Número do Episódio: 155
Data de Exibição nos EUA: 1/2/2007
Data de Exibição no Brasil: 5/4/2007
Emissora no Brasil: Sony

O ser humano não é feito só de carne. Também não é por isso que nosso corpo pode ser desrespeitado. Nosso complexo emocional reflete em nosso recipiente, tornando-o nossa vitrine, e ao mesmo tempo nossa proteção. O problema é que a linha entre autopreservação e o sufocamento de nossas necessidades emocionais é tênue. Tomar uma decisão equivocada com relação a um sentimento pode criar monstros assustadores, e quando colocamos esses sentimentos em segundo plano alimentamos esses bichos-papões que eventualmente irão querer sair do armário.

Todo mundo precisa ser compreendido. O isolamento eventualmente nos faz mal. Os olhares indiferentes ou repreensores dos outros acabam por incomodar. Em algum momento desejamos desabafar sobre nossas mais profundas ânsias, ou ter uma verborragia de futilidades. Em Meet Market vemos um Grissom mais aberto do que nunca, também vemos um Keppler obviamente preso a um segredo não compartilhado. Pessoas com palavras engasgadas na garganta se tornam como o Keppler, não são camaradas como o Nick. Portanto eu acho um pouco incoerente que depois do final de Redrum, tanto ele quanto Sara voltem tão dispostos e amigáveis.

Não esperava que houvesse demonstrações abertas de ressentimento, pois quem conhece CSI já sabe, aquelas pessoas passam vários episódios fingindo que nada aconteceu, eles são profissionais e fazem o que sua posição requer, convivendo com os maiores conflitos com a elegância de um gentleman. Mas também não esperava sorrisos ou demonstrações de simpatia tão contundentes, já que as pessoas normalmente não conseguem expressar sentimentos tão adversos aos que realmente sentem, a não ser que sejam muito falsas, e em CSI temos evidências de aquelas pessoas não são desonestas dessa maneira.

No caso de Margo Dorton, todos os exemplos de o quão trágica pode ser a solitária jornada de resguardar um sentimento para si mesmo podem ser um pouco exagerados, mas dialogam de maneira importante com a vida pessoal dos CSI. Ao optar arbitrariamente por privar seu filho do amor que lhe era direito, ela causou sua própria culpa e solidão. Ao tentar reentrar na vida do filho, novamente de maneira arbitrária, libertou uma força de ressentimentos e mágoas destruidora.

Eu não estou dizendo que aquela briga de Redrum vai terminar em tragédia por causa de um ressentimento represado. Apenas estou dizendo que aquelas personagens agem com relação a seus problemas menos do que seria ideal na vida real, pois esses problemas de ordem sentimental costumam afetar muito mais as pessoas do que é mostrado na série.

Voltando ao caso, o lado do filho é muito mais interessante, pois falar da conscientização cada vez maior do coletivo de que cumplicidade, companheirismo e atenção são fatores cruciais para que uma pessoa se sinta devidamente cuidada e apreciada (o que melhora sua auto-estima e conseqüentemente sua capacidade de relacionar-se bem com outras pessoas). Mas o caso vai além, e mostra também a necessidade de alguns de viver uma ilusão, vide a stripper iludida, justamente pela falta dessa afetividade em suas vidas, retratando a venda inescrupulosa de algo tão subjetivo quanto um relacionamento entre duas pessoas.

É o cúmulo do capitalismo que intimidade possa ser comprada e fingida, mas também não é nada surreal em um mundo onde as pessoas criam ligações muito fortes com personas cibernéticas, ao ponto de dar certo no mundo real. Se a demanda é grande, a oferta de amor também deve crescer.

Cena de Meet MarketO mesmo preceito poderia se aplicar ao outro caso da noite, em que a busca por lucros, disfarçada em motivos altruístas, leva aqueles criminosos a encerrarem a vida de pessoas inocentes, literalmente ou não, de forma autoritária e inaceitável. Nossos corpos são nossa principais ferramentas, e ninguém mais deveria ter direitos sobre eles.

Margo Dolton e o dono da Longevity podem ter aprendido que não se deve brincar com a vida alheia, mas essa é uma lição que talvez fosse de melhor proveito se ensinada ao Sr. Bush. Aliás, não é a primeira vez que CSI faz sutis críticas ao governo, e espero que não seja a última.

Tudo o que acontece em Vegas, pode até ficar em Vegas; aparentemente o que se passa nos corações de nossos peritos favoritos tende a ficar lá também, escondido do conhecimento alheio, pelo menos por um tempo; mas pelo menos as opiniões políticas são sempre compartilhadas com o público, e nos resta torcer pra que os americanos tenham a sensibilidade de percebê-las e que isso os ajude a pensar um pouquinho.

O show não deve ser um estigma de moralidade mas, se qualquer um, e isso inclui nós brasileiros, tirar qualquer coisa de útil não apenas de CSI, mas de qualquer série, sua existência já terá valido a pena.

Séries citadas:

É estudante de comunicação. Não vive sem The Good Wife, Parks and Recreation e 30 Rock. Ah, e Gossip Girl, que apesar do bom senso, ainda nao conseguiu largar.

21 Comments

  1. Paulo Antunes

    Thais, você se puxou na análise, hein?
    Eu particularmente não me senti muito incomodado com a reaproximação do Keppler e da Sara. A Sara já se pegou no passado com a Catherine e ainda assim manteve uma relação profissional com ela. Mas entendo que um simples diáligo poderia ter demarcado os acontecimentos do episódio passado.
    A cena do Grissom foi estranha, né? Acho que os produtores temiam que ele fizesse muita falta. Pois não está fazendo.

  2. sandra

    Parabéns Thais, ótima análise, bem profunda.
    Estou gostando muito desta temporada de CSI pois deixaram um pouco de lado o crime da semana, para se centrar também nos personagens. Quem assiste desde o início da série pode ver a diferença que sutilmente foi inserida ao longo dos anos. Gosto de todos os CSI, mas a minha preferida é ainda a original.

  3. Lucas Barreto Gomes Leal

    Gostei do review mesmo não vendo CSI nesse momento…to ainda bem distante do que acontece…mas “vejo” a série pelo que vc escreve e sempre gosto mto!
    “O show não deve ser um estigma de moralidade mas, se qualquer um, e isso inclui nós brasileiros, tirar qualquer coisa de útil não apenas de CSI, mas de qualquer série, sua existência já terá valido a pena.

    sua existencia ja tera valido a pena…a existencia da série ou a da pessoa???heheeh acho que a da série obvio!e é por essas e outras que eu amo BSG a série que faz mais criticas, diretas e indiretas, ao governo ao meu ver…mas não necessariamente ao governo Bush mas ao governo em geral, a forma de agir errada do ser humano e outros absurdos…mas CSI tb tem essa peculiaridade de forma mais sutil…afinal como 90% dos casos são de assassinato isso trata da forma errada do ser humano agir, botando o foco aonde muitas vezes ninguem quer olhar…e isso que eu amo na série
    Parabéns pelo texto!

  4. Jussara

    Ammm, gente, sinceramente, q briga?? As unicas brigas de Redrum q pegaram fogo mesmo foi dos fãs, credo, eu mesma entrei em cada uma, huhauhauaha, por causa daquela historia se a Catherine tinha agido certo ou não, bla, bla (alias até hj todo mundo só julgou ela né, o Keppler e o Brass podem fazer qq m**** q todo mundo perdoa!). Enfim, voltando ao assunto, kkkkk, eu acredito q entre Redrum e e Meet Market tenha se passado algum tempinho, por isso dá essa impressão q “de repente” tudo voltou as boas. Isso é normal em CSI, e eu acho isso bom, odiaria ver os personagens se prendendo a “picuinhas”.

    A cena do Grissom foi lindaaaaaaa, sabe o q eu amei?? É q ela ta olhando pro casulo, e ja passa p/ ele escrevendo, tipo, a impressão é de q os dois estão pensando um no outro ao mesmo tempo. Além disso, o casulo tinha sido um presente meio……silencioso?? hehe, não sei a palavra, mas tipo, a própria expressão da Sara deu a entender q faltava alguma coisa, algo q falasse os sentimentos dele mais claramente. E olha lá, ela ainda tentando entender aquele presente, ao mesmo tempo em q ele se desvenda naquela carta, com todos os sentimentos q não conseguiu dizer por tanto tempo, e finalmente resolveu arriscar. Não é lindo isso????? :)

    E p/ mim, q acompanho a série desde o inicio, o Griss faz falta SIM!!!!!!!!!! Assim como qualquer outro membro do grupo faria falta, eles são um time perfeito, parece q um completa o outro. E, francamente, eu detesto o Keppler……..nem é por ele ele, mas tipo, eu achei um personagem desnecessário. Afinal de contas, a Catherine não ficou responsavel na ausencia do Grissom? P/ q trazer mais gente??

    Enfim, qto ao caso em si, ótimo, amei esse episódio!!!!!!!!

    PS: Ow, e aquele carinha pegando na mão da Sara?? Abusadooooooo!!!!!!!! huhauahauhauaha

  5. Claudia

    Eu ameiiiiiiiiiiiiiiiii.
    Pelo amor de deus .
    O Grissom faz falta sim e o q estava acontecendo era q ele estava escrevendo uma carta de amor para Sara.
    Porque a cena foi estranha?
    O Cara esta apaixonado, não pode expressar nada?
    cruzes

  6. Vanessa

    Claudia, acho que a cena foi estranha para CSI. Gosto do relacionamento dos dois, alguns dizem que é muito clichê, mas clichê na minha opinião seria ele ficar com a Catherine. Mas para mim essa cena foi meio estranha mesmo, não estamos acostumados a ver isso na série. CSI tem que tomar cuidado para não ultrapassar demais a linha da vida pessoal dos personagens, pois poderia ficar meio chato.

    E adoro Keppler, a cena inicial qdo ele abre o guarda-chuva e diz que isso traria azar foi impagável.

  7. Thais Afonso

    Lucas, eu tava falando da existência da série, sim. Desculpe se ficou ambíguo.
    Jussara, eu prefiro o casulo do que a carta. Acho que tem muito mais a ver com a pessoa que o Grissom é. E também adoro o Keppler, Vanessa.

  8. Laura Graziela Gomes

    Thaís, adorei seu review puxando para uma abordagem mais cultural e reflexiva como sempre. É bom isso pq mesmo sendo entretenimento muitas msgs estão colocadas e embutidas num simples episodio de série. Realmente vc tem razão sobre a questão da incomunicabilidade e da relativa ausência de trocas mais afetivas nos episódios da série. Isso se reflete tanto na vida das vítimas, pois muitas vezes é essa falta que as vitimizam e também se reflete na vida dos nossos peritos. Acho que eles se ressentem disso e, alguns mais do que outros têm mais consciência desse outro lado da vida. Acho que Catherine vive essa questão mais intensamente e, talvez por isso mesmo, a vida dela seja mais exposta do que a dos outros. Ela é mais sensível ao relacionamento humano. Parabéns!

  9. Alva Célia

    Felizmente está quase voltando Grissom. Apesar de estar boa a série, é como bolo sem recheio, fica faltando o mais gostoso. Embora a Sara bocuda esteja muito animada ainda, espero que o romance dos dois esteja no fim. É pena que atenente Sofia vá sair da série ela é muito melhor ao lado do Grissom do que sargentona da Sara. Na repetição da 6º temporada 8º episódio a pitbull da Sara não deixou nem a tenente falar com o Grissom, sem dizer que a atriz Jorja Fox já boicotou a gravação da série, atrazando para conseguir aumento. Foi despedida na época mas infelizmente a contrataram novamente.

  10. Daniele Santos

    Alva minha filha
    vc deve ser muito feia né não?
    Vc tem namorado? marido ou coisa assim/
    Isso é coisa de gente q sente falta daquilo
    hahahahahahahahahahahaha
    A Jorja é linda
    Qual sua importância aqui mesmo Alva?
    tadinha de vc.
    Respondi pq não acho justo falar mal de uma pessoa tão linda por dentro e fora.
    Mas vc não merece que respondam seu post.Nem sei quem vc é.
    Esse teu CSi esta meio confuso
    Muda para Heroes, vc não vai fazer falta

  11. Danielle

    Eu acho q certas pessoas ñ deveriam falar do q ñ sabem, pq quando vc ñ tem algo construtivo pra dizer é melhor ficar calado!!!

    E outra é aceitar o fato d q Gil e Sara são um casal pronto e acabou, ñ gostou para de assistir pq isso ñ vai mudar, Sofia estando ou ñ na série, ñ vai mudar, LH voltando, tb ñ vai mudar, então para a palhaçada e cresce pq só uma pessoa muito desiludida e cega ñ sabia q esse seria o casal escolhido!!!!

    E mais uma, para de ofender a Jorja Fox pq ela ñ fez nada pra vc, ñ é pq vc ñ gosta da Sara q vc tem q xingar a atriz. Eu detesto a LH, mas ñ tô aqui ofendendo a Melinda Clarke, pq isso seria ridículo e infantil, as pessoas precisam separar realidade e ficção!!!!

  12. Thais Afonso

    Olha, aqui não é lugar pra isso. Cada um tem o direito de expressar sua opinião sem ser ofendido. Portanto não gostar da Jorja é um direito dela. Vamos parar com as ofensas pessoais. Se quiserem, vão para o orkut ou pra qualquer lugar. O TeleSéries não é lugar pra isso.

  13. Danielle

    Thais tb acho q o TeleSéries ñ é lugar pra isso.
    E eu disse q ela tinha q parar de xingar a Jorja, ñ falei q ela tem q gostar dela, pq ela gosta d quem quiser!!!
    E já q aqui ñ é lugar d confusão acho q ela devia parar de ofender tanto a personagem quanto a atriz.
    Vc pode muito bem ñ gostar de alguma coisa e ainda sim criticar sem ofender!!!

  14. Thais Afonso

    Danielle, eu não quero que ninguém ofenda ninguém. Eu não posso simplesmente censurar a opinião de ninguém com relação a um ator. Agora, eu tenho que censurar quando vocês começam a emitir esse tipo de opinião com relação uns aos outros, pois este deveria ser um lugar em que todos podem falar o que querem sobre a série sem se sentirem intimidados por aqueles cuja opinião é divergente.
    Eu não tenho que defender a integridade de CSI, tenho que defender a integridade desse espaço.

  15. Laura Graziela Gomes

    A Thaís tem razão. Ninguém é obrigado a gostar das personagens da mesma forma que os shippers. As críticas positivas e negativas podem e devem ser feitas. É para isso que este espaço existe. Tem gente que adora a Jorja/Sara, ótimo, com direito a postar todos os elogios à atriz e à personagem. Agora tem gente que não gosta e quer criticar. Isso é um direito também, com direito à postagem e tudo, senão vira censura. A questão é fazer sem ofender ou mesmo usar expressões de baixo calão. Ninguém precisa ser mau educado ou hostil.

  16. Daniele Santos

    Vc LaURA É UMA VELHA RIDÍCULA MESMO
    VAI FAZER CHAZINHO PARA O TEU MARIDO MULHER

  17. Flávia

    Eu gostaria que tivessem mais fotos (Todos juntos)de preferência.

    ateciosamente
    Flávia

  18. Natália araújo lima

    gostaria que tivesse mais fotos do GIL e da SARA JUNTOS,TANBEM QUERIA QUE ALGUEM PUBLICASSE O POEMA DE SHEIKSPIR QUE O GRISSON DEIXOU DENTRO DO LIVRO PARA A SARA (LIVRO QUE TAVA NA CABICEIRA DA CAMA DELE). OBRIGADO. nATY

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account