Log In

Reviews

Review: CSI – Leaving Las Vegas

Pin it

Cena de Leaving Las Vegas
Série: CSI
Episódio: Leaving Las Vegas
Temporada:
Número do Episódio: 152
Data de Exibição nos EUA: 4/1/2007
Data de Exibição no Brasil: 1/3/2007
Emissora no Brasil: Sony

Não há lugar como o lar.

Mas Grissom está se afastando dele. Já Jay Finch era tão apegado ao seu que matou a mãe quando ela tenta expulsá-lo, numa belíssima cena noir. Mas Catherine não consegue colocá-lo atrás das grades, graças ao Dr. Novak, que reaparece para pertubá-la, mesmo que alegue que está mudado, e parte em uma cruzada para provar a culpa do réu no homicídio das duas outras pessoas cujo sangue se encontra na arma do crime. Grissom, zeloso, dá conselhos à Greg e Warrick, mas não lida com as mulheres de sua vida, a própria Catherine, com os longos anos de amizade entre os dois, e Sara, sua namorada. Nesse episódio tudo tem um gosto adorável de familiaridade.

Cena de Leaving Las VegasComo os bons episódios do passado, Leaving Las Vegas é muito bem escrito. O caso é denso, com Catherine e Nick indo parar em uma isolada cidade e descobrindo o assassinato de duas mulheres, mãe e filha, que tem um suposto culpado já condenado, mas o episódio é permeado de ótimos momentos. Começando na hilária conversa de Griss e Hodges, e tendo também a despedida de Nick, que tinha certeza de que o supervisor não voltaria.

Eu volto em quatro semanas. Pare de me abraçar.

Saindo da parte cômica, a conversa cheia de honestidade entre Warrick e Grissom deixou algumas pessoas curiosas sobre o quanto Gil saberia sobre o envolvimento entre Warrick e Catherine, ou se seu comentário teria sido inocente. Esta, por sua vez, tirou informações do condenado Guffey, através de um strip-tease. E por fim, há a despedida, um tanto quanto constrangida, entre Grissom e Sara.

Mas nada me chamou mais atenção que a direção sólida de Richard J. Lewis, que pra quem não sabe é também responsável por alguns dos melhores episódios da franquia, como Pirates of the Third Reich, Lady Heather’s Box, Assume Nothing e Butterflied, que pintou um clima de bastante leveza, e com seus closes trouxe à tona atuações intimistas, cheias de olhares e expressões, onde todos os atores tiveram um desempenho brilhante, especialmente Billy, Marg e Jorja, apesar de sua única e breve cena.

É muito triste uma pessoa como Finch, que se apega a sua realidade doentiamente ao ponto de cometer tais atos de perversão. Que o Grissom se vá, que Keppler venha, que abracemos novas dinâmicas com generosidade, mesmo que com receio, pois o mundo tem muito a oferecer. Assim como o Grissom descobriu a Sara, podemos descobrir algo maravilhoso a nossa espera. Mas se isso não acontecer, assim como CSI, nada impede que aterrissemos de volta no confortável terreno da familiaridade.

Séries citadas:

É estudante de comunicação. Não vive sem The Good Wife, Parks and Recreation e 30 Rock. Ah, e Gossip Girl, que apesar do bom senso, ainda nao conseguiu largar.

22 Comments

  1. Lucas Barreto Gomes Leal

    “abracemos novas dinâmicas com generosidade, mesmo que com receio”
    essa é a frase!!!
    sem preconceitos com o que vem pela frente
    ;)

  2. Rodolfo Milet

    Thais, muito bom o episódio e seu review, mas só uma ressalva: Jay Finch não matou a mãe; na verdade ele entrou na casa errada, pensou que fosse a mãe que não queria que ele entrasse na casa; já que viajou por horas, estava muito cansado e talvez drogado.
    Ah, e tem um erro de legenda da Sony que é exatamente a primeira frase que começa o seu review: Não há lugar como o lar (There´s no place like home), que a Sony traduziu erroneamente como Lar doce lar.

  3. KeizeJr.

    Muito bom o review, parabéns!! Só ainda tenho um problema com a frase “Que o Grissom se vá”, mas acho que entendi o espírito da coisa. =)
    E Rodolfo, pelo que entendi Jay Finch cometeu os três homícidios (das duas mulheres mãe e filha e o da própria mãe).
    =P!

  4. Rodolfo Milet

    Thais, muito bom seu review, porém uma ressalva: Jay Finch não matou a mãe, ele entrou na casa errada, parecidissima com a dele e como viajou durante horas estava muito cansado e talvez drogado.
    O episódio foi muito bom e ainda teve um erro de legenda da Sony que é exatamente a primeira frase deste review: Não há lugar como o lar (There´s no place like home) que a Sony erroneamente traduziu como Lar Doce Lar.

  5. Rodolfo Milet

    Perdao pelos dois comentarios iguais, o primeiro demorou pra entrar, achei que não tinha ido.
    Thais, perdao, fiz confusao com o caso seguinte, ja que a Cath diz que o Jay pensou que fosse a mãe.
    Keize, valeu pelo aviso, você está certo :)

  6. Jussara

    Ai mto bom esse epi, e a despedida do Griss, awwww q linda, quer dizer primeiro foi mto hilario o Hodges, ele praticamente fez o Grissom rir (“crazy times”) isso é raro hein! e O nick então coitado, huahauahauahauaha, “stop HUGGING me”, kkkkkkkkkkkkkkkkkk!!! E vc falou bem, o Griss tem dificuldade de lidar tanto com a amiga como com a namorada. Deixou p/ falar p/ Catherine em cima da hora, logo eles q são tão amigos né. E com a Sara, bom obviamente ela sabia, mas pela despedida dá p/ ver q acho q ela até o ultimo minuto ainda tinha uma esperançazinha de q ele não fosse embora……e qto ao “constrangimento” acho q não é bem essa a palavra, mas enfim, acho q o climão foi em razão de eles estaram no trabalho né, q outro jeito de se despedir se ninguem pode saber deles……mto triste, mas ao mesmo tempo mto lindo, eu nunca vi dois atores q consigam expressar tanta emoção só com olhares como o William e a Jorja, pode ser uma cena de 30 segundos e vale pelo episódio todo p/ mim!!!! Ok, ok, GSR fan, hehehehehe! ;)

  7. Amanda

    Muito bom review, concordo com o seu espirito de que Grisson se vá, derrepente essa saida temporaria de mais gás a série para quando ele voltar.
    E quanto ao episodio, bem estranho e pq não dizer surpreendente tb ? eu me surpreendi com a cena da Catherine fazendo um strip pra conseguir a verdade do cara que foi condenado, mas como o disse o próprio Novak a Catherine sempre consegue o que quer, por isso é que ela é foda.
    Muito bom episodio, e ótimo review.

  8. luci

    Andei perdendo alguns episódios de CSI. O Grisson está saindo da série? Ou é só férias? Alguém me responda, por favor!!!!

  9. Rodolfo Milet

    Luci, Grissom volta em 4 episódios :) William Petersen pediu licença para fazer teatro durante 1 mês.

  10. Tati

    Oi Luci, somente férias, o ator irá fazer uma peça de teatro e pediu afastamento temporário, mais logo volta e já está confirmado em nova temporada de CSI

  11. Aline

    Melhor foia Cath mostrando seus peitinhos, HAHAHAAHAHAHAHA adoreeeeeeeei xD

    E acena do “I’ll miss you” e do “stop hugh me” tbm foram maravilhoooooooosas :)

  12. marina

    ótimo ep. realmente incrivel como eles conseguem se expressar com os olhos!! foi hilário a cath com o prisioneiro abrindo a blusa mto engraçado!
    o hodges é mto engraçado! to doida pra ver os proximos eps. com o keppler e pricipalmente quando o griss voltar, o gsr!!!^^ ^^ ^^

  13. Alva Célia

    Vera concordo com você tem pessoas ou atores que trazem a luz para o que fazem. Espero que volte logo e que tenha muito suscesso na peça que esta representando nos EUA.

  14. RITA

    FALA SÉRIO! CSI SEM GRISSOM É A MESMA COISA QUE COLD CASE SEM A LIL! COMO PODEREMOS VIVER SEM ELE? SE ELE É O COROA MAIS LINDO DO MUNDO?VOCÊS PODEM ME RESPONDER? ASSIM FICO LOCA!!!!!!!!!!

  15. marlucia

    POR FAVOR ALGUEM ME DIGA O QUE ACONTECEU NO EPSODIO DO CASO DAS MAQUETES ,SE A SARA MORREU OU NAO.NAO LEMBRO EM QUE EPSODIO FOI.ELA ESTAVA EMBAIXO DO CARRO,E TEVE A CONTINUAÇAO E NAO VI.OBRIGADA

  16. Cinthia Danielly

    oiii gente , alguem poderia me explicar se o lindo do grissom ja voltou a serie depois da peça??
    me respondam por favor!!!!!
    Bjinhosss

  17. Kelly

    Por acaso alguem sabe sobre o Warrick?? Ele vai morrer mesmo na 8º temporada??

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account