Log In

Reviews

Criminal Minds – The Longest Night

Pin it

Criminal Minds - The Longest Night
Série: Criminal Minds
Episódios: The Longest Night
Temporada:
Número dos Episódios: 6×01
Data de Exibição nos EUA: 22/9/2010
Data de Exibição no Brasil: 14/3/2011
Emissora no Brasil: AXN

A temporada passada se iniciou com Hotch buscando vingança e terminou com Morgan caído no chão – e a certeza de que ele iria atrás do Príncipe da Noite, ainda com a promessa feita para a pequena Ellie de que tudo ficaria bem em sua cabeça. Promessa que ele não conseguiu cumprir.

A Califórnia continua tendo longas noites por conta dos blackouts e o príncipe da noite segue numa estranha e assustadora relação com Ellie. Uma daquelas coisas que eu nunca serei capaz de entender sobre psicopatas: ao mesmo tempo que não nutrem sentimentos por ninguém, buscam alguém para manter “seu legado” – “seu trabalho”, “sua missão” – após sua partida. E a pequena Ellie que conseguiu ser fria demais durante todo o tempo em que ficou com o assassino. Confesso que não consegui concluir se ela era fria assim ou se foi a atriz pode desempenhou tão bem o seu papel.

E, como não poderia deixar de ser, foi um episódio centrado em Morgan e em seu modo de buscar justiça. Mesmo entendendo seus sentimentos não pude me furtar de não gostar nada nada da forma como ele tratou Garcia. Sim, a relação dos dois pode até continuar a mesma, mas eu ainda levarei um tempo para perdoá-lo.

Ainda assim, o nível de tensão dele serviu bem para justificar porque praticamente ele foi o único em campo e, também, para justificar o comentário de Reid de que ele tinha pena de Flynn quando o agente o encontrasse.

Criminal Minds - The Longest Night
O segundo personagem a ter destaque acabou por ser JJ. Saindo da confortável posição de ser a interface da equipe com a mídia – mais confortável que a posição dos demais membros da equipe, ok? – ela se torna a responsável por fazer que Ellie seja devolvida com vida.

Particularmente eu gostei muito dessa virada: primeiro, por Hotch ter deixado a responsabilidade com ela. Segundo, porque ela, de forma totalmente inesperada, não faz o que Hotch a orientou em fazer e coloca seu coração em suas palavras, ela apela para o tal sentimento de continuidade que Flynn coloca na menina.

E a importância do que ela fez é reforçada, já que, enquanto as imagens nos mostram um Morgan cansado, mas reconfortado, é sua a voz que faz a citação da noite:

Uma família é um lugar aonde mentes entram em contato umas com as outras. Se estas mentes amam uma a outra, a casa será bonita como um jardim florido. Mas se estas mentes saem da harmonia uma com a outra, é como se uma tempestade destruísse esse jardim. – Buddha

Confesso: não pude me furtar de pensar o quanto ela foi afetada por ter feito isso e o quanto isso não é uma estratégia dos roteiristas para a saída da personagem.

Criminal Minds - The Longest Night
A música que encerra o episódio é “Who By Fire” com Leonard Cohen, umas das mais marcantes vozes da música canadense, também escritor. Para quem gostou eu sugiro o CD Cohen Live, registro de algumas apresentações do cantor entre os anos de 1988 e 1993, um de seus melhores.

* * *

Texto publicado originalmente no weblog Só Seriados de TV.

Séries citadas:

9 Comments

  1. Bia mafra

    É, Simone, acredito que esse episódio, apesar de centrado no Morga, foi um degrau na escada para a saida da jj.
    E quanto a semelhança dessa trama com a trampa do fechamento da temporada anterior não foi esquecida pelos roteiristas, morgan afirma para o hotch que naquela vez eles lhe deram apoio, agora essa era a vez deles.
    um episódio que eu não esperava muito, visto que foi meio repetitivo, mas foi melhor do que eu esperava.
    destaque tambem para o ator do assassino, um ator que eu adoro, mas que ninguem nunca fala. e que estava excelente nesse papel.

  2. Paulo Serpa Antunes

    Comentário esdrúxulo: a JJ está gatíssima neste episódio.

    Comentário sério: apesar do arco ter fechado bem, achei este um dos serial killers mais fracos da história da série. Valorizaram o fato dele ser perverso, mas ele não pareceu ser inteligente. E ainda assim ele só foi pego porque quis ser pego… Acho que faltou algum elemento pra trama ser mais verossímel. Por exemplo, ele poderia ter câncer ou algo assim, algo que desencadeasse a mudança no modus operandi dele.

  3. Tati Siqueira

    Concordo com o Paulo, faltou um que a “mais” nesse serial não que ele não fosse mal……mais sei lá ficou a desejar, em relação ao Morgan até entendi a frieza dele( o cara viu duas pessoas serem mortas em sua frente, viu a menina ser levada, enfim várias coisas) com a Penelope, mas pegou mal, não precisava disso tudo, mas ele se desculpando foi legal tbém.

    Em relação a JJ acho que virem a gde M……que fizeram e deram um “final” digno de sua personagem, sei que deve ter mais 1 ou 2 episodios com ela, mas se ela se despedi-se nesse não iria ficar por baixo. Vamos aguardar a temporada para er o que nos aguarda;

    PS – Si, a menina parecia mais serial Killer do que o proprio serial killer…..rsrsrsrs – jesus deu medo……

  4. Bia mafra

    eu sei que no final, eu comentei com o meu marido, se fosse o morgan, criava ela para ser treinada, ja imaginou essa menina treinada, meio dexter…

  5. Fernando dos Santos

    Criminal Minds encerrou a quinta temporada com o season finale mais fraco de sua história e iniciou a sexta com um season premiere idem, mas mesmo assim tenho fé que a série logo vai retomar o pique apesar das mudanças no elenco.
    Esse episódio até não foi de todo ruim e poderia ser até passável mas aquela cena piegas em que a JJ apela pelo rádio para que o príncipe da noite devolva a menina foi de causar vergonha alheia.Não deveriam ter feito isso com uma personagem que já está saindo da série.Espero que o próximo episódio de a ela uma despedida digna.
    E quanto ao fato do Morgan haver tratado a Garcia de forma grosseira, acredito que a gordinha deve ter compreendido e perdoado o comportamento dele naquelas circunstâncias.Agora, a frieza da garotinha durante o que esteve com refém e poucas horas após ver seu pai sendo assassinado ficou algo forçado demais.

  6. Tati Siqueira

    kkkkkkkkkkkkkkkkk, meu deus o Dexter está fazendo historia, Bia vc acompanhou a 5 temporada?

  7. Bia mafra

    eu to começando a ver a primeira pelo liv de tanto que falaram e to gostando.

  8. Tati Siqueira

    Vc irá gostar bastante a serie é viciante…….amo dexter…..acompanho pelo USA.

  9. Maria Regina

    Concordo com o Fernando. A garota viu o pai morrer, sua tia ser abusada e ferida e continuou com a mesma cara impassivel. Acho que o serial killer se aproximou tanto dela porque viu alguma semelhanca entre eles. Nao e possivel tanta frieza,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account