Log In

Reviews

Review: Criminal Minds – Normal

Pin it

Criminal Minds - NormalSérie: Criminal Minds
Episódio: Normal
Temporada:
Número do Episódio: 76 (4×11)
Data de Exibição nos EUA: 17/12/2008
Data de Exibição no Brasil: 22/9/2009
Emissora no Brasil: AXN

Para alguém que escreve sua opinião sobre seriados de TV é terrível sentir que se está sendo repetitivo, mas eu absolutamente não tenho muito mais para dizer do que: mais um episódio excelente em uma temporada sensacional!

Normal. O nome já dizia tudo sobre o episódio e dizia muito sobre um dos maiores medos de qualquer um de nós: o que acontece que faz com que uma pessoa “normal” deixe de sê-lo? Qual o gatilho que aciona esse algo selvagem e primitivo que existe dentro de nós? Mais que isso: como podemos perceber que uma pessoa aparentemente “normal” não o é?

Até o nome do assassino demonstra ter sido escolhido com cuidado: Norman. Um homem comum, ordinário até. Sem nada que o destacasse da multidão, praticamente imperceptível até mesmo para sua esposa e suas filhas. Um instante, segunda apenas, e a morte de sua pequena filha muda tudo, muda quem ele é e muda a forma como ele enxerga o mundo, ou como o mundo o trata.

Isso é bem demonstrado pelo testemunho da primeira vítima, que respondeu rispidamente, sem dar chance para que ele falasse algo, porque ele “era normal de mais”. Na verdade não era a questão de ele ser normal, mas ele parecer o tipo de pessoa em que ela poderia pisar sem efeitos colaterais.

A montagem do perfil do criminoso, neste caso, em função das vítimas que atingia, foi uma parte importante do episódio, que privilegiou o trabalho da equipe como um todo. A tensão ia aumentando à medida que entendíamos o desespero interno de Norman, uma verdadeira bomba relógio.

Criminal Minds - NormalOutra coisa a ser destacada é a edição da perseguição de carro enquanto parte da equipe descobria a família morta em casa – eu fui muito enganada, jurava que elas estavam com ele no carro – fechando com Jordan concluindo que talvez não consiga realizar este trabalho. Por mais que eu não goste da personagem, foi sincera a minha empatia por ela naquele momento, eu não consigo imaginar o que é descobrir duas meninas mortas.

Para finalizar sorrisos na BAU com a visita de JJ e seu pequeno menino, com direito a Morgan mostrando um lado às vezes escondido de sua personalidade.

Me digam: alguém consegue achar algo do que reclamarmos?

Séries citadas:

30 Comments

  1. Célia Regina

    Sou suspeita. Estou vivendo um caso de amor com Criminal Minds! Episódio simples…normal! Vou comparar aos desfiles técnicos da Imperatriz Leopodinense… ahahahahahah!!!

  2. Luciano Cavalcante

    Quando CM começou, achei-o fraco de histórias e roteiros e um catálogo de clichês… Que mudança! Os personagens vêm se aprofundando cada vez mais e as histórias então… A alma humana, muitas vezes, pode ser escura demais.

  3. bia mafra

    eu nao gostei muito como a equipe procedeu para encontrar o assassino, mas isso foi ofuscado pela excelente atuação do Mitch Pileggi (pronto, agora sao dois emmys) e pela sensacional final de episodio com a jj e o bebe. e lógico, o sorriso do hotch, quase nao sorrindo. mais um excelente episodio, apesar das minhas criticas

  4. Regina Monteiro

    Eu estava doidinha para chegar o review deste episódio: sim eu consigo achar algo do que reclamar.
    Se eu não prestei atenção direito no episódio, por favor me esclareçam.

    Achei um furo danado no roteiro a equipe não fazer um retrato falado do suspeito ao entrevistar a primeira vítima. Ficarem somente no perfil quando podiam divulgar a imagem do “dito cujo”, me incomodou de tal forma que nem prestei atenção em como somente com a divulgação do perfil conseguiram que algum santo se tocasse que o Norman pudesse ser a pessoa que o FBI estava procurando.

    E só pra esclarecer: isso não significa que não goste de Criminal Minds.

  5. Caio

    Essa temporada está realmente excepcional!
    Eu também tenho uma coisa a reclamar: ter acabado em somente uma hora! A vontade era q durasse pelo menos umas 3!!

    Abs

  6. bia mafra

    sim, perguntaram, mas acho que poderiam ter esmiuçado mais, mas eles foram so na tentativa de achar o gatilho que faz com que faz um cara normal virar assassino.

  7. Daniele

    Olá,

    Eu adorei e não tenho nada a reclamar!!! Cada vez melhor!!!

    E também me pegaram, eu achei q elas estavam no carro.

  8. Regina Monteiro

    Sim, “normal”. Mas um retrato falado implica descrição física: gordo/magro; alto/baixo; careca/cabeludo; branco/negro/amarelo/verde… Normal todo mundo pode aparentar ser, mas sob qual aparência física?

    Simone, me perdoe, gosto da série, mas eu ainda continuo achando uma baita falha no roteiro.

  9. Lu

    Excelente episódio. No final, eu tava quase com pena dele.

    E ver o Hotch quase sorrindo foi tu-do.

  10. Silvia_05

    Baita episódio.

    A “falha” do episódio, o retrato falado, foi proposital. O roteiro foi mais direcionado ao expectador do que à equipe. Tentaram explicar prá “nós” como é que aquele cara pensava e agia, para depois identificá-lo, coisa que “nós” já sabíamos.

    Foi um roteiro diferente e original. Cereja do bolo desta temporada.
    Espero que a 5a. se mantenha neste alto nível.

  11. Claudemir Antonio Zamproni

    Não achei que o fato de não ter havido um retrato falado tenha sido de importância tão vital para a narrativa. Só achei um baita erro de continuidade o fato de o criminoso “normal” ter atirado em sua “primeira” vítima, logo no início, o carro ter capotado várias vezes na rua, e o vidro do carro pelo qual ele atirou, e despedaçou, pela ação do tiro, que acertou a vítima, ter aparecido, durante o capotamento, incólume, ou seja, nada quebrado. Repeti a cena diversas vezes e nada, nadinha… o vidro está lá, inteirinho.

  12. Célia Regina

    Nesse episódio, conhecemos o assassino logo na primeira cena. Ainda assim, ficamos presos à trama. A maioria das séries policiais trabalha com a descoberta do assassino somente no final.
    Não fiquem procurando defeitos!!

  13. Tati Siqueira

    Eu sou como a Si, supeita para falar de Criminal, amo de paixão – e essa temporada está sensacional;

    E tbém fui uma que jurava de pés juntos que a familia estava no carro.

    Galera furos/erros sempre terão. Afinal é Televisão, onde nada é perfeito.

  14. francisco koller

    Até agora, cinco homens e onze mulheres deixaram seu recado por aqui. Parece que os homens do seriado tem um grande fã-clube, enquanto que as mulheres…Mas é um ótimo seriado com as falhas que todos os seriados tem.

  15. Luciana

    Jesus. Este espisódio é 1.000.000 de bom. É incrível como nos enganaram com relação à família. O Norman delirou tudo.

  16. Debora..

    Eu me supreendi muito ao saber que estavam todos mortos ..Alguem pensou nessa hipotese ?rs
    Alguem por favor me esclareça de onde a Jordan veio(onde ela trabalha antes de fazer parte da equipe)O que ela está fazendo ali?
    Ela não tem estrutura piscologica pra fazer parte da equipe ..quando ela entrou na casa tinha que estar preparada como todos ali pra saber o que tinha ali dentro .. acredito sim que é dificil ver as meninas mortas mas acho que deixou a desejar mais uma vez ..Amei o final com querida JJ.. tomara que ela volte logo!

  17. Nana

    Nem imaginava que a família podia estar morta… estou ansiosa para rever o episódio e descobrir se deixei passar algo!
    Foi FANTÁSTICO!!!!!!!!!!!!!

    Adorei a atuação da Jordan!

  18. ruy

    Fantastico este episodio. Desconfiei que a familia estava morta na casa quando a equipe entrou na casa e colocaram o dedo no nariz como se tivessem sentindo um cheiro podre. Esta equipe e mt otima.

  19. bia mafra

    1 – Primeiro nos somos seres humanos, ter insatisfação eh nossa natureza. e viva isso, senao ainda estariamos vendo novelas.

    2 – Debora, numa discussão com o Hotch, me parece que ela vem da divisão de terrorismo, acostumada a fazer negociações, por isso a atitude dela de encontrar o passado daquela familia da vitima e tentar se conectar a ela por fatos em comum. se for isso, explica bem, ela cuida do antes do acontecido e não da tragédia em sim.
    Eu também não imaginava que a família estaria morta, mas infelizmente para mim me deu a idéia de que foi só uma forma de resolver o caso sem ser culpa da BAU. antes que reclamem o fato de eu ter criticado, amo a serie e odiei não ter gostado de alguma coisa.

  20. Regina Monteiro

    Eu estava pensando em um jeito de dizer que não é porque se faz uma crítica específica que se está criticando o todo. Porque, na minha opinião, é ótimo que percebamos os defeitos e ainda assim continuemos a gostar.

    Então BIA dá licença pra copiar você:
    “1 – Primeiro nos somos seres humanos, ter insatisfação eh nossa natureza. e viva isso, senao ainda estariamos vendo novelas.”(2)
    “antes que reclamem o fato de eu ter criticado, amo a serie e odiei não ter gostado de alguma coisa.”(2)

  21. Célia Regina

    Eu saquei logo que a família estava morta e que tudo não passava de surto psicótico.
    David – Também lembrei de Michael Douglas.
    Acho que a atriz que faz a Jordan está muito bem no papel. Afinal, ela está ali temporariamente substituindo J.J. É compreensível que ela se mostre despreparada justamente para permitir a volta rápida da nossa querida J.J.
    Achei muito legal os produtores optarem por “engravidar” a J.J. Diferente do fizeram com a Mariska em L&O;SVU.
    Criminal Minds apresenta uma proposta de nos mostrar como funcionam as mentes criminosas e cumprem muito bem isso.
    Um grande abraço a todos os fãs de CRIMINAL MINDS!!!

  22. rodrigo severi

    Gente, achei o melhor episodio de criminal minds dessa temporada! Fiquei de boca aberta com o fim.
    E mitch Pileggi, mais uma vez arrasa!
    E só de ver o Hotch quase sorrindo, foi incrivel.

    Parabens aos produtores…

  23. Aline

    Foi ótimo!!! Também, nunca pude imaginar que a família já estava morta, em nenhum momento isso passou pela minha cabeça. Episódio surpreendente e envolvente.

  24. Fernando dos Santos

    Excelente episódio, roteiro bem amarrado e final surpreendente.

    Não sei é impressão, mas parece que os roteiristas estão procurando criar um número maior de momentos de destaque para o Morgan em relação aos outros membros da equipe.
    No episódio anterior por exemplo, ele foi sozinho ao enterro do policial no fim do episódio.Neste ele foi o unico a segurar o bebê da JJ no colo.

  25. Lalala

    Um dos melhores episodios q assisti so nao foi melhor que o notorio FISHER KING.

     

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account