Log In

Reviews

Review: Criminal Minds – Doubt

Pin it

Criminal Minds - Doubt
Série: Criminal Minds
Episódio: Doubt
Temporada:
Número do Episódio: 46
Data de Exibição nos EUA: 26/9/2007
Data de Exibição no Brasil: 15/2/2008
Emissora no Brasil: AXN

Entre o fim da segunda temporada e início da segunda, muito se falou sobre Criminal Minds, e na maioria das vezes não foi sobre roteiros, surpresas ou planos para a terceira temporada.

O bafafá da hora era a saída repentina da Mandy Patinkin, principal ator de seu elenco. Primeiro ele faltou para uma reunião de leitura de roteiro, depois foi anunciada sua saída. O motivo? Uns falaram que a falta tinha sido o motivo dos produtores afastá-lo, outros falaram que ele era um encrenqueiro, que não era a primeira vez que o fazia (só não foram ver que quando ele saiu repentinamente de um seriado antes ele o fez para tratar de um câncer). Chegaram a falar que a equipe ficou tão brava com ele que se recusou a gravar cenas para sua despedida.

Ainda se disse que ele saiu porque o personagem estava afetando sua vida, outros que ele queria um tempo maior com a família. A questão para os fãs era, simplesmente: como vamos ficar sem Gideon?

Em Doubt ainda não temos que enfrentar sua saída. Gideon escreve um carta, não sabemos endereçada a quem, relembrando o que aconteceu no final da temporada: Frank na cidade, matando Sarah, amiga de Gideon. Ele fala sobre sua dificuldade em ainda acreditar que as coisas podem dar certo no final, que as pessoas sobreviverão.

Ao mesmo tempo temos uma última história com ele no elenco: um assassino matando garotas morenas. A equipe é chamada pela polícia local para ajudar na identificação do criminoso, de quem eles não têm pistas.

As cenas dos corpos da garotas trazem para a mente de Gideon as imagens de Sarah e, de uma maneira bem superficial, é como se a edição de todo episódio tentasse nos mostrar que, por isso, ele não é tão competente. Um agravante é Gideon ter conhecido Sarah em um campus de faculdade também.

Eu, confesso, consegui ficar meio distraída durante o episódio, então, talvez, a equipe tenha sido superficial demais, ou lenta demais, mas este não foi, nem de longe, um daqueles episódios em que não conseguimos desviar o olhar, ou deixar de prestar atenção nos detalhes.

Quem sabe seja, também, porque sabemos quem é o assassino logo de cara: ao vermos uma vítima sendo pega percebemos, que ao ver seu assassino, ela não ficou assustada. Em seguida, em uma rápida cena, vemos um dos membros da equipe de segurança da faculdade e, pode até ser que quem vê cara não vê coração, vemos que ele tem uma cara de maluco completo.

Os roteiristas arriscaram em fazer assim e, para mim, o risco não valeu a pena. Eu acho, ainda, que o processo de descobrir o assassino, sempre tão psicológico, foi rápido demais. Mas aí até tem desculpa: eles precisaram gastar muito do tempo do episódio com as imagens de Gideon em seu quarto e a sua carta.

A equipe chega até o bandido através de Prentiss e Garcia: Prentiss conversa com garcia para reduzir a lista de suspeitos e começa a pensar no que poderia identificar esse assassino: algo recente que o tenha revoltado, um homem que tenha sido rejeitado em algum processo seletivo, que sentisse que podia ser mais do que era.

O que ela encontra é um homem que foi rejeitado pelo exército e cuja esposa conseguiu que um juiz afastasse de sua filha. Ao pegá-lo tudo se encaixa bem demais no quadro: ele tem troféus das mortes, ele tem a arma utilizada para subjugar as vítimas (uma daquelas armas de choque), ele tem todo o perfil. Mas eles não têm provas.

Com ele preso, e ainda sem provas, a equipe é surpreendida por uma nova morte, uma nova garota morena morta no campus, que se sentia segura porque JJ disse que tinham prendido alguém. Mas as características da morte não batem, Gideon sabe disso, mas não consegue convencer a polícia disso.

Ao soltarem o suspeito, ele e Hotch sabem que estão certos. As cenas seguintes são rápidas: uma garota tinge seu cabelo de castanho, sangue sobre os recortes de jornal sobre as mortes, no seu braço cortes que mostram que ela tentou se matar antes.

Ela parte ao encontro do suspeito, enquanto isso uma amiga da última vítima chama JJ ao dormitório por achar que algo está errado com a garota. Mas a equipe não tem muito a fazer.

A menina encontra o suspeito, ela quer que ele a mate, a equipe assiste a tudo pelas câmeras do campus. Eles não conseguem chegar a tempo e o pior acontece: a menina mata o suspeito e depois se mata. Como Gideon diz: mais duas mortes.

Criminal Minds - DoubtHotch é suspenso do FBI para investigações (eu já odeio aquela chefe dele, de verdade). Na última cena Gideon termina sua carta, a coloca em um envelope e segura sua arma.

O que acontece então? Só semana que vem vamos saber…

13 Comments

  1. Paulo Antunes

    Oi Si,
    Eu realmente gostei do episódio. E não acho que as cenas do Gideon tenham tomado o tempo do programa – a questão é que a estória tinha tuas partes, eles precisavam pegar rápido o assassino porque no momento seguinte tinha que aparecer o copycat, a menina suicida.

    O que sei é que Doubt era um episódio atrasado da segunda temporada que teve cenas regravadas.

    Ficou perfeito, porque realmente o Gideon parecia confuso (pegou o assassino mas as mortes continuaram) e também não faço idéia de como eles fizeram pra inserir a Sarah nas cenas (Doubt foi gravado antes da final, então regravaram as cenas dela na multidão ou, sei lá, inseriram ela digitalmente). Neste sentido ficou bom.

    A sugestão de suícidio do Gideon também é muito forte, puxa, se isto acontecer mesmo (o que eu duvido) seria algo inédito.

    Eu curti.

  2. Alessandra

    A história em si não trouxe muito suspense mas gostei bastante de como eles souberam adaptar este episódio antigo a um Gideon abalado, em dúvida da sua capacidade e prestes a deixar a equipe. Ele ainda aparece no próximo episódio?

  3. Kravis

    Simone, eu acho que o fato gastarem muito do tempo do episódio com as imagens de Gideon não é “desculpa” pra terem revelado o assassino cedo porque, no roteiro original, como esse episódio era pré-saída do Patkin, não havia nada disso no episódio.
    Acho que fizerem isso mais porque a história envolvia o acontecimento de OUTRO assassinato depois que ele foi preso, então “não custava nada” revelarem meio que de cara o assassino.

  4. Eu concordo que o eps não prendeu tanto a atenção quanto os outros, mas achei exagerado gideon se matar, espero que não aconteça, que ele apenas saia da equipe…

    Agora pensando em um eps já existente… a adaptação ficou boa…. mas se eles queriam mostrar um Gideon depressivo eles poderiam ter explorado mais o ínicio da série, que dava a entender que o Gideon tinha cometido erros no passado e ficou muito tempo afastado. Mas enfim sem o ator talvez tenha sido o máximo que eles conseguiram fazer, então que venha Joe Mantegna.

  5. Tatiana

    Sinceramente não achei um bom episodio de inicio de Criminal, mais fácil de entender o pq. dele ser tão superficial e bem claro desde do inicio, precisavam dá um “final” ao nosso querido e amado Gideon(como vamos ficar sem ele?????? ou dúvida cruel…..)

    Mais é chato um episodio que desde do inicio ele é dedusivel……..vamos esperar os próximos(agora sem gideon) espero que não façam como o Ray de Er, gideon merece um final digno e não de um “covarde” se matando.

    Ro, concordo com vc…..20:00 ninguém merece…. a reprise é no sabado as 19:00(um “pouco” melhor)

  6. Osório Coelho

    Achei um episódio…esquisito. Parece-me que retalharam um produto e depois foram colocando as peças novamente sem ter a mesma liga.
    Pareceu algo feito às pressas.

  7. Simone Miletic

    Paulo,

    Acho que o que me marcou mais mesmo foi essa impressão de estória contada as pressas. Eu entendo que eles precisavam de tempo para contar a confusão de Gideon, e acho que essa parte foi boa, o que me incomodou é a parte do assassino.

    Kravis,

    Não sei quanto do episódio já estava escrito antes da saída dele e o quanto mudaram, mas acho que não ficou bom. Eu acredito que ele ainda apareça no próximo e a impressão fica mais incômoda ainda.

    Rô e Tati,

    Horários de reprise: Sábado 10:00 e 19:00, Domingo 21:00 (esse domingo não teve por causa da maratona de LOST) e segunda 10:00 e 19:00.

    Às oito fica realmente complicado.

  8. Mauro

    Essa sugestão de que o Gideon iria se matar foi exagerada demais. Ele não podia, sei lá, sumir, e se isolar no “Tibet”? Qualquer coisa. Tinha que se matar. Se for isso mesmo, vai ser ridículo. Eu sei que precisam achar uma final para o cara, mas olha o bom senso.

  9. Kravis

    É, ele ainda aparece no próximo.
    Você se refere ao episódio original?
    Ué, o episódio já estava prontinho antes da saída dele, já que até já estava pronto e só não foi exibido por causa do massacre na faculdade…

  10. fernando dos santos

    Na minha opinião este Doubt acabou virando um episódio-frankstein.Os remendos feitos para deixá-lo com cara de pós-final de segundo ano ficaram muito forçados e por isso evidentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account