Log In

Reviews

Review: Criminal Minds – Aftermath

Pin it

Cena de Aftermath
Série: Criminal Minds
Episódio: Aftermath
Temporada:
Número do Episódio: 27
Data de Exibição nos EUA: 18/10/2006
Data de Exibição no Brasil: 6/3/2007
Emissora no Brasil: AXN

Gideon:

Ninguém nunca vai para casa?

Elle:

Você está aqui.

Gideon:

Exatamente. Confie em mim, você não vai querer me usar como modelo para sua vida social.

Aftermath começa assim, mostrando que será um episódio mais pessoal do que os outros.

JJ informa a equipe que eles ajudarão em uma investigação sobre um estuprador serial em Ohio: ele atacou várias garotas em uma universidade católica, parou por seis semanas e, agora, passou a atacar mulheres solteiras com mais de 30 anos, dentro de suas próprias casas. No avião, a equipe discute essa mudança de atitude por parte do “desconhecido”.

Enquanto Hotch, Reid e Elle vão conversar com a última vitima para obter mais informações, Morgan e JJ acompanham Callahan, investigadora local, até a universidade para conversar com outras vítimas. Eu achei Elle bastante mecânica na conversa, diferente dos últimos episódios, onde se mostrava bastante emocional.

A equipe identifica, nas duas conversas, que o “desconhecido” tem muitas informações pessoais de suas vítimas. Também percebem, através da resposta de uma vítima da universidade que o número de vítimas pode ser bem maior do que os crimes relatados.

No hotel, cada membro da equipe, em seu quarto, pensa no caso e tenta encontrar novas pistas. Destaque para a edição de imagens, mostrando a passagem pelas paredes. Reid resolve procurar por Elle para conversar sobre como ela está enfrentando tudo que ocorreu e ela faz sua revelação:

Apesar de estar inconsciente eu sentia ele dentro de mim, mexendo na minha ferida para tirar sangue e escrever na parede. … Algumas vezes eu ainda sinto.

Pesquisando o arquivo das alunas da universidade a equipe chega a uma garota que se suicidou justamente no período em que o desconhecido parou de agir. Após uma conversa muito difícil com os pais da garota eles têm acesso ao bilhete de suicídio, onde ela conta ter sido estuprada e estar grávida.

Gideon descobre que a última vítima havia iniciado um tratamento para fertilização dias antes do estupro. Todas as outras vítimas acima de 30 anos também foram a mesma clínica.

Na clínica, descobrem que o médico vende os formulários de questões pessoais a uma empresa de marketing. Esta mesma empresa também teria acesso aos arquivos da universidade.

Destaque para Morgan com Garcia ao telefone:

Só mais uma coisa. Digite sexy e brilhante em seu computador e me diga o que aparece.

Garcia:

Olhe isso, sou eu!

Morgan:

Você é uma deusa. Ciao.

Na empresa de marketing a oferta de suspeitos no perfil é enorme: todos os funcionários se encaixam. O rumo da investigação então muda e eles passam a pesquisar os formulários das mulheres a fim de identificar potenciais vítimas.

A polícia vai até a casa da vítima, mas ninguém atende. Vemos a vítima amarrada em sua cama com o “desconhecido” ao seu lado. Nessa hora eu só conseguia pensar em que, se a polícia desse uma volta na casa conseguiria vê-lo através da janela.

Quando o estupro é denunciado a equipe chega a casa da nova vítima. Elle discute com Callahan falando que sua equipe não fez o bastante. Neste momento percebemos que ela está com os nervos à flor da pele. Não sei se a representação mecânica anterior foi proposital para nos mostrar essa variação de extremos… Se foi sem querer acabou cabendo bem à história.

Ao deixar a casa Hotch conversa com o perito, que diz que ela teve sorte e os ferimentos foram mínimos. Hotch repreende o perito, pedindo que ele não fale para a vitima que ela teve sorte. Neste momento ele se mostrou bastante sensível e, acho eu, a tendência é que ele seja menos mecânico nas investigações depois do último episódio.

Sem mais vítimas para acompanhar, a equipe resolve criar uma vítima e escolhe Elle para este papel. Pessoas, sou eu ou a Elle estava com uma cara de alucinada total quando assume o papel??

Após identificarem que o “desconhecido” chegou, Elle se descontrola, sai da casa e parte para cima dele em seu carro.

Na delegacia, Gideon tenta consertar o ocorrido, buscando uma confissão do “desconhecido”, mas o advogado aparece, levando-o embora. Elle se descontrola, brigando com Hotch, o que faz com que Gideon a confronte sobre suas atitudes e sobre sua capacidade para realizar o trabalho.

Na cena seguinte vemos Elle e o “desconhecido” no estacionamento de um hotel ou condomínio. Eles têm uma discussão acalorada, mas ele não fala o que Elle quer ouvir e, sim, agradece a ela, pois graças ao que ela fez ele poderá ajudar outras mulheres.

Cena de AftermathElle acaba matando o “desconhecido” a sangue frio. As imagens mostram o corpo caído e Elle em seu lugar, à medida que os quadros mudam vemos Elle mais próxima do corpo e, em seguida, a polícia chegando.

Quando a equipe chega ao local Callahan informa que Elle atirou em legítima defesa e que ela só poderá falar com eles após o interrogatório.

O episódio termina, pela primeira vez, sem citação e sem a equipe voltando em seu avião. Uma bela maneira e mostrar que algo muito sério aconteceu e que nada mais será como antes.

Para quem sentiu falta da citação feita por Gideon no início do episódio aqui vai ela:

Embora o mundo esteja cheio de sofrimento, também está cheio de formas de superá-lo.

Frase de Helen Keller.

Perfeito.

6 Comments

  1. Paulo Antunes

    Simone,
    Diferente de você eu achei que a série mais uma vez não foi feliz em criar o elemento surpresa. Desde a cena do avião era evidente que a bola de vez era a Elle e acho que poderia ter sido um pouco mais sutil esta transformação dela. Obviamente, posso estar enganado, porque fui influenciado pelos spoilers americanos e principalmente pela infeliz vinheta-spoiler do AXN, que estragou a surpresa.

    Achei estranho ainda que tenha sido o Reid, que é quase um autista, justamente o único que teve sensibilidade para perceber que ela não estava bem.

    Mesmo sem surpresa, e com esta certa previsibilidade, foi um ótimo episódio.

    Pena que ele dá os sinais de que o tempo da Elle na série se esgotou. O que é uma pena, mesmo com o cabelo tipo playmobil, ela é ótima.

  2. Simone Miletic

    Eu já falei o quanto eu adorei a expressão “cabelo playmobil” ? Ela é perfeita. Eu ficava tentando achar alguma classificação e não encontrava.

    Realmente a AXN anda se tornando uma especialista em estragar a surpresa alheia, mas quando comecei a assistir o episódio me obriguei a agir como se não soubesse.

    De resto, como assisto só na TV, tentei me manter afastadas dos spoiler da série. Tinha certa desconfiança desde o ano passado, quando o canal divulgou uma foto da equipe, já sem a Elle.

    Quanto ao Reid ser um autista: se pensarmos em Fisher King vamos lembrar que ele diz que todos contam os segredos para ele, pois ele não teria para quem contar, então acaba ficando natural ser ele a perceber e, mais, ser para ele que ela acabou se abrindo.

  3. Lígia

    Acredito que essa Elle mecânica que você descreveu tenha sido proposital, não vi os episódio anteriores, mas parece que a Elle estava emocionalmente abalada mas não a ponto de que todos fossem capaz de perceber, e só veio mostrar o quanto isso a afetou neste episódio.

    É realmente difícil que um grupo especialistas em análise comportamental não tenham percebido isso, mas isso acontece quando se esta emocionalmente envolvido…

    Tah pelo fato de a Elle mostrar o quanto isso a afetou neste episódio, eu senti que pra ela quando ela levou o tiro e este caso tiveram uma certa similaridade quando se fala do invasão do “eu”. Não sei se você vai me entender, eu sempre me confundo toda quando ‘coloco as coisas no papel’…

  4. Mel

    Cabelo playmobil foi ótimoooo!!rss

    Eu fiquei o epi todo pensando na vinheta/spoiler do AXN, tentando imaginar como aquilo terminaria, nao pensei que fosse terminar daquele jeito.
    MAs pelo visto é o fim da Elle… ainda mais depois daquele olhar do Gideon pra ela. Foda foi a cara de felicidade dela dentro do carro da policia. Aquilo foi além de alívio, vingança, sei lá. Elle se tornando uma assassina fria foi foda.

  5. Thais Afonso

    O episódio teria sido bem melhor se a ANX não tivesse estragado tudo. Eu sempre gostei da Elle, não achei legal fazerem isso, mas enfim, ótimo episódio.

  6. Prue**

    Simone…vc sabe q sou comentarista assidua das suas colunas né??? mas dessa vez nao comentarei do episodio..pq vi somente a metade :-(
    Verei a reprise claro!!!!! hahahaha
    Mas o final eu vi…. e o olhar do Gideon pra Elle foi arrasador….tipo…acabou pra vc….entaum vamos ver….fora q li aki mesmo que entraria uma nova personagem né? talvez esse seja o gancho…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account