Log In

Reviews

Review: Criminal Minds – About Face

Pin it

Criminal Minds - About Face
Série: Criminal Minds
Episódio: About Face
Temporada:
Número do Episódio: 51 (3×06)
Data de Exibição nos EUA: 24/10/2007
Data de Exibição no Brasil: 21/3/2008
Emissora no Brasil: AXN

David Rossi, agente especial aposentado, está caçando patos quando recebe uma ligação e avisa para Strauss que estará na BAU à tarde. Entre seus pertences pessoais estão sua credencial do FBI e uma pulseira com três pingentes, como silhuetas de crianças: Alicia, George e Connie escritos em cada uma.

Na BAU, Strauss questiona o desejo de Rossi em voltar ao trabalho, afinal, 10 anos se passaram e ele terá de voltar como um subordinado de Hotchner. Rossi diz querer apenas ajudar, recebe suas novas credenciais e conversa com Hotch, que ele já conhecia dos tempos passados, quando ele era o responsável pela equipe.

Ele mal tem tempo de terminar sua conversa com Hotch quando JJ apresenta o caso da noite para a equipe: o desaparecimento de Michelle Colucci, desaparecida após encontrarem flyers com sua imagem espalhados pelas paredes de sua casa. Seu corpo acabou sendo encontrado em um rio, com o rosto totalmente desfigurado. A mídia já sabe do caso e não demora para criar um apelido para o bandido… Em certas coisas, americanos e brasileiros não são tão diferentes assim.

A equipe está exultante com o novo colega de trabalho, principalmente Reid, que tem direito ao seu momento tiete. Mas ele logo percebe que muita coisa mudou em 10 anos.

A equipe parte para o Texas já tentando definir o perfil do desconhecido: a violência utilizada, os flyers, o fato de tirar a pele do rosto de sua vítima. Ainda no jato Rossi, pega a pulseira em suas mãos e observa os pingentes enquanto tem lembranças de gritos, sangue e crianças assustadas. Na cidade mais uma mulher desaparece após ter encontrado um flyer próximo de sua casa: Enid White, vista pela última vez passeando com seu cachorro.

Já na cidade a equipe se divide: Prentiss e Morgan seguem para a casa da primeira vítima, JJ entrevista a colega de quarto de Enid White, Rossi e Reid se dirigem ao local onde o corpo de Michelle foi encontrado. Na cena do segundo desaparecimento, Hotch estranha o cachorro não ter sido encontrado.

Reid continua a tietagem e aproveita para inteirar Rossi do que mudou na BAU: os arquivos agora são mantidos em computadores, mais de 1000 criminosos tem suas fichas e perfis arquivados. Na época de Rossi eram 45.

A experiência de Rossi ajuda logo de cara: o fato do desconhecido ter se preocupado em colocar pesos no corpo indica que ele pode ser ligado a vítima. O corpo ter surgido foi um erro, o primeiro dele. A vítima passou três dias presa, mas apenas um na água.

A principal diferença entre Rossi e os demais membros da equipe é um bloquinho onde ele anota pontos importantes e suas observações. Tal fato não passa despercebido para Hotch.

Ainda discutindo as informações do primeiro caso, Garcia conta a equipe um estranho fato: Enid White usou seu cartão pela manhã para comprar uma escopeta. E é ela que liga para a delegacia para contar que fugiu após ver os flyers. Mas ela se sente cansada e informa a polícia aonde está e que acredita que ele está próximo.

A equipe se dirige ao hotel, mas apenas encontram no quarto os flyers com a foto de Enid espalhados e uma máscara de teatro com o número dois pintado. O cachorro dela também é encontrado.

Entre a ligação de Enid e a chegada da equipe foram apenas 20 minutos. Morgan acredita que o desconhecido pode ter ouvido a ligação para a polícia utilizando um interceptador, como se ele esperasse esse momento. Ele queria ter certeza que a polícia encontraria os flyers e a máscara.

Na delegacia o perfil do desconhecido é passado pela equipe: homem, branco, 35 a 40 anos, altura e peso médios. Uma pessoa extremamente comum, daquelas que são totalmente ignoradas no dia a dia. As máscaras deixadas nas cenas são sobre as vítimas, os flyers sobre ele mesmo. Ele remove a face de suas vítimas porque isso lhe dá a sensação de poder. Uma vingança por ter sido ignorado.

Rossi não participa da apresentação, ao invés disso, contrariando as orientações de Hotch, ele passa uma foto da máscara para a mídia, única informação sobre os casos que ela ainda não tinha, e liga para Garcia solicitando a pasta de um antigo caso. Pela descrição dada por ele sabemos que está relacionado a pulseira que ele carrega no bolso. Ele pede à Garcia que guarde a informação apenas entre eles.

A equipe ainda está falando sobre o perfil quando é pega de surpresa pela imagem da máscara na TV. Rossi assume a responsabilidade pelo feito: não só enviou a máscara como ainda passou uma informação falsa para a mídia: a de que o homem seria impotente.

Hotch chama Rossi para uma conversa particular e critica não só essa atitude de passar por cima de todos como o fato de se isolar, anotando em um bloco o que acha importante. A principal diferença de seus tempos de trabalho e hoje é o fato de que hoje eles trabalham em equipe, compartilham os pensamentos individuais.

Garcia entra em contato com a equipe por ter identificado uma ligação entre as duas vitimas: Michelle projetou as instalações da empresa onde Enid trabalhava até dois meses atrás.

A conversa dos dois é interrompida pela ligação do desconhecido, que exige que o FBI retrate a informação passada a mídia. Vemos que ele perde a calma em seu lugar de trabalho, coisa que a maneira que Rossi trata do assunto ajuda a acontecer.

A equipe parte para o local e se divide, buscando informações sobre alguém que tivesse perdido a calma pouco antes. É Reid quem acaba sendo levado até a mesa do desconhecido: além da mesa revirada com papéis amassados, que ele fez ao conversar com Rossi, ele também encontra em seu computador o flyer com a foto de Enid.

Hotch e Rossi procuram pele desconhecido no térreo, identificando um homem cuja atitude tenta disfarçar sua presença na multidão. Quando Reid informa o nome do desconhecido, Max Pool, os dois seguem atrás dele chamando-o.

A cena é super rápida: Max, Rossi puxam suas armas enquanto Morgan sai do elevador bem entre eles. Hotch pede que ele se abaixe e Max acaba morto. Enid é encontrada ainda com vida na casa do assassino.

Com o caso resolvido a equipe ainda brinca com algumas crianças fantasiadas, afinal é Halooween. E até Morgan, que não curte muito a festividade, acaba contagiado. Tá, foi meio piegas o momento, mas também foi rápido.

Criminal Minds - About FaceHotch e Rossi ainda voltam a conversar sobre o que ocorreu no caso. Dessa vez a idéia de Rossi deu certo, mas esse não é o melhor jeito de fazer as coisas (meio House esse Rossi…), mas Rossi também cutuca Hotch mostrando que ele também não é o melhor nesse negócio de compartilhar suas coisas com os outros. Como ele diz:

Sharing is a learned skill.

Rossi deixa a sala de Hotch dizendo que tem negócios inacabados e por isso voltou. Ele retira o nome de Gideon da porta do escritório e olha para aquela que, a partir de agora, é a sua sala.

Ainda não me decidi ao certo o que senti sobre esse episódio. O caso da noite foi interessante, a solução idem. Mas a entrada de Rossi apagou o trabalho em equipe tão bem mostrado nos últimos episódios e ainda tenho receio sobre como ele funcionará dentro dela.

9 Comments

  1. Paulo Antunes

    Abrindo as discussões — eu gostei do Rossi.

    Claro, vai demorar um ano pra gente se acostumar com ele, com a Prentiss foi a mesma coisa, mas vai dar certo. Gostei do fato dele ser old school, de manipular a mídia, do caderninho, espero que explorem bastante estas diferenças dele e da equipe.

  2. Carla

    Acho que perderam uma grande oportunidade de trazer um personagem diferente. Mais um amargurado, sério, calado? Não combina em nada com o Joe Mantegna. Parece que castraram a (sempre ótima) atuação dele. Um personagem mais irônico, falastrão, com mais personalidade seria ótimo, e daria um frescor a série. Até para fazer um contraste com o Hotch, isso seria interessante. Cada vez que via o Mantegna em cena, pensava, ‘Que tédio’. Não precisava ser um personagem à la NCIS, mas podiam relaxar um pouco. A série se leva demais a sério.

  3. Alessandra

    Não estou gostando deste novo horário de Criminal Minds. Já perdi dois episódios e hoje não tenho certeza que vou conseguir ver. E claro que dá tudo errado também para ver na reprise.
    Mas ainda bem que tem os reviews detalhados da Simone para me manter atualizada!!
    O Gideon também era old school mas era o chefe. Vai ser igual mas diferente com ele sendo subordinado ao Hotch.
    Espero “conhece-lo” hoje.

  4. Caio

    Eu também não aprovei esta mudança para sexta feira não!
    Sexta é dia de cerveja, não de TV… e a reprise sempre acontece algum imprevisto e eu acabo perdendo… uma pena!

  5. sandra

    Eu ainda não decidi se gosto ou não do Rossi, mas acredito que o personagem poderá render boas estórias: o novo batendo de frente com o clássico (a palavra velho não me parece adequada}.
    Sempre que há mudanças de personagens qualquer seriado tende a perder um pouco o interêsse, mas vamos aguardar os próximos episódios.
    Lembrei de um caso de mudança de personagens que simplesmente acabou com a série: Sladers, mudaram o ator principal e como desculpa disseram que “ele” entrou em outro corpo quando deslisaram para outra dimensão… criativos, não? rsrsrsrs

  6. Simone Miletic

    Essa história de seriado de sexta é um porre. Até para fazer review complica, pois vc tem um monte de coisa para fazer no fim de semana e acaba só escrevendo na segunda e perde aquela coisa de primeira impressão, você meio que já maquinou.

    Paulo: não é que eu não gostei do Rossi, mas acho que o seriado estava crescendo de maneira diferente com a equipe mais unida, diferente das outras duas temporadas, e isso foi bom de se ver, acrescentou algo, sabe?

    Como a Carla falou: se trouxessem um personagem diferente da linha do Gideon talvez tivesse renovado mais.

    Mas, é claro, que vai ser interessante ver quem se dobra a quem: se os novos mudam ou se ele muda.

  7. Cyncam

    O Gideon amava os pássaros, e o seu substituto já começou matando um patinho com um canhão.
    Será que simboliza os sentimentos da equipe que se sentiu abandonada pelo ator? Já pensou ele assistindo a estréia do seu substituto na TV e BANG, tiro na cabeça do penoso!

  8. Tatiana

    Estava esperando seu texto para ver sua opinião, e bateu com a minha, não gostei do cara, arrogante e tudo bem sae tudo, mais ficou 10 parado e agora quer que o “mundo” continue igual…..faz favor né…….Sobre o episodio em si, achei mais fraco do que o habitual, mais com uma diferença sinistra……..Imagina vc chegar em casa e ver um monte de fotos suas como desaparecida…….nosssssssssssaaaaaaaaaaaaa eu surtava legal…….tirando isso, na minha opinião um episodio de médio pra fraco…..Vamos esperar o de hoje :)

  9. Pingback: Criminal Minds: About Face (03×06) « Só Seriados de TV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account