Log In

Reviews Spoilers

Review: Chuck – Chuck Versus the Subway e Chuck Versus the Ring, Part II

Pin it

Chuck - Chuck Versus the Subway

Série: Chuck
Temporada:
Episódio: Chuck Versus the Subway e Chuck Versus the Ring, Part II
Número dos Episódio: 53 (3×18) e 54 (3×19)
Data de Exibição nos EUA: 17/5/2010

Assim que li o nome da primeira parte do episódio final acreditei que a ação se passaria em uma das lojas Subway, um dos principais responsáveis pela série ganhar uma terceira temporada. Só que me enganei feio. O subway em questão era o metrô. E esse foi o começo de várias ‘pistas erradas’ lançadas até aqui. Brincar de adivinhar como e/ou quando as coisas iriam acontecer não foi uma tarefa tão simples. Na segunda parte (com propaganda da Subway) não foi diferente. Os minutos finais trouxeram revelações importantes e provavelmente surtariam vários fãs se a série não tivesse sido renovada.

Uma das grandes sacadas foi a maneira como reencontramos Shaw. Esse tempo todo ele estava vivo e trabalhando com a Aliança mas para a CIA ele continuava como alguém de confiança que fez tudo que fez para provar que Bartowski não poderia continuar a serviço da agência.

O encontro de Ellie e Chuck também foi diferente do que imaginei. Ao contrário dele resgatar a irmã, os dois acabaram se esbarrando dentro de uma das unidades da CIA. Onde Shaw dava início ao plano de desacreditar toda a equipe Bartowski, incluindo a General Beckman.

Foram tantos acontecimentos que acredito que seja mais simples dividir em partes para tentar ser mais objetiva. O que é deveras complicado em se tratando de uma série tão subjetiva como Chuck que pode agradar como desagradar num piscar de olhos dependendo da seriedade com que tratamos as personagens e a história.

Shaw: Brandon Routh acredito que andou tendo umas aulinhas porque melhorou muito e não comprometeu. Pelo contrário, nos momentos que ele precisa ser mais frio foi muito bem dentro das suas limitações. Só não tinha muito sucesso quando precisava mostrar maior emoção como demonstrar o quanto tem raiva da Sarah.

Casey: O personagem revela para sua filha que está vivo com o objetivo de protegê-la da Aliança. Alex Coburn parece assumir um pouco o lugar de Casey e temos o agente deixando suas emoções em primeiro lugar. Não só na cena com a filha mas quando pela primeira vez chama Walker de Sarah.
As cenas dele ameaçando Morgan por ciúme de Alex foram hilárias principalmente porque foi no meio da ação e ele geralmente é sempre o mais controlado. E fechando com chave de ouro a dificuldade dele em abraçar. Mostrando o quanto a atuação de Adam Baldwin é fantástica.

Morgan: Joshua Gomez me ganhou. Tenho que dizer que ele encontrou o tom certo do personagem. As cenas em que ele defende Casey para Ellie e tentar confortar Devon pelo fato dele ‘estar’ sendo traído foram muito boas. Sem contar as poucas cenas dele com a filha de Casey. Quando consegue falar com General Beckman e ela diz que ele é a única esperança foi uma bela homenagem a Guerra nas Estrelas. De certa maneira, Morgan ainda mostrou que aceitou muito melhor o fato de ser um espião que Chuck. Recebeu a ordem de quebrar os próprios dedos e o fez sem grandes reclamações.

Devon: Outro personagem que foi me ganhando aos poucos e durante essa temporada teve grandes cenas. Em nome do amor pela esposa, aceita a idéia de sumir e larga tudo para garantir a segurança de todos. E tem funcionado como um bom parceiro para o Morgan.

Sarah: Parece que cada vez mais está deixando a emoção no lugar da razão e isso tem afetado seu lado espiã. A sensação que fica é que só funciona quando está com Chuck o que pode ser um tanto chato. Gosto quando ela luta de igual para igual. Ela sempre foi boa no que faz e assim que tem que ser. Contudo não tenho como negar que Yvonne e Zachary construíram uma química muito boa.

Chuck - Chuck Versus the Ring, Part II

The Buy More: Será o fim?! A explosão da loja no final da segunda parte foi algo que não esperava e fico pensando se isso implica que nunca mais veremos Big Mike e The Jeffester. Sei que muitos fãs adoram as cenas na loja de departamento. E o que muitas vezes acho cansativo, muitas vezes funciona. Confesso que me acabei de rir com o clipe-homenagem a Jovens Demais para Morrer, com os Jeff e Lester cantando Blaze of Glory. Foi hilário.

E por último, Os Bartowski:

A morte do pai de Chuck ao mesmo tempo que esperada foi surpreendente. Assim que Stephen diz a filha que nunca mais vai deixá-la fica evidente que ele iria morrer até o final do episódio. O que não esperava é que fosse tão rápido e que Ellie fosse presenciar.

No momento em que Shaw atira em Stephen apenas com o objetivo de fazer Chuck perder o controle foi impactante. Ao mesmo tempo, foi surpreendente ver a Ellie manter a calma.

Stephen Bartowski:

Não há nada quebrado nesse mundo que vocês não possam consertar juntos.

Parece que realmente não há nada que os irmãos não possam consertar juntos. Ellie cumpriu o seu papel de cuidar do irmão custe o que custar. O que explica essa preocupação e a relação que ela sempre teve mais de mãe que irmã mais velha. Ela recebeu esse trabalho antes mesmo de ser abandonada pelo pai. E, agora sabemos, pela mãe.

Antes de entrar no grande mistério para a próxima temporada, eu quero voltar um pouco na cena em que Chuck e Shaw se enfrentam durante a ‘convenção de espiões’. Gosto dessa maneira que os roteiristas mostram que tudo se encaixa. Foi muito bom Chuck usar a sua experiência na Buy More para conseguir desmascarar Shaw. Foi simples?! Claro que sim. Fácil?! Provavelmente. Contudo, é Chuck, a seriedade tem seu limite.

Chuck - Chuck Versus the Ring, Part II

Outro ponto importante: nada foi por acaso. Chuck sempre teve uma parte do Intersect na sua cabeça, mas precisamente o protótipo. E quando o pai antes de morrer diz que ele é especial estava se referindo a esse pequeno detalhe que até então não havia sido revelado. Como Stephen diz em sua mensagem para o filho, parece que ser um espião está no destino da família. E o grande inimigo será justamente a mãe de Chuck. Por essa definitivamente eu não esperava. Demorei a entender e achei que estava vendo tudo errado, mas não estava. A mãe de Chuck está viva e foi uma das responsáveis pelo sumiço do pai deles. Aparentemente ele ‘fez de tudo para salvá-la’.

E agora nos resta esperar como a série irá desenvolver. Será que Chuck vai voltar a mentir para Sarah? (Espero que não). E quem será a atriz para fazer a mãe dos Basrtowski? De cara pensei na Mary McDonnell, de Battlestar Galactica. E vocês?! Alguma sugestão?

Séries citadas:

Pós-graduada em História Contemporânea, pretende fazer mestrado usando séries como fonte. Seriados fazem parte da sua vida desde sempre. Magnum, Casal 20, Macgyver, Super Vicky são alguns deles. Assiste aproximadamente 40 séries (incluindo algumas já canceladas). Está aprendendo a abandonar séries mas sempre acaba colocando outras no lugar.

4 Comments

  1. @ATHEdu

    Essa parte da mãe do Chuck ser a “próxima vilã” e essa cena muito bem mostrada na última imagem me fizeram lembrar e muito de Prison Break. Sério.

  2. Pedro Paulo

    Nossa, fantástica review!!!! parace que foi eu quem escrevi, descreveu tudo o que eu senti nessas cenas específicas!

    Sobre a interpretação do Brandon Routh, eu não havia reparado nos episódios anteriores nada de tão fantasmagórico, mas nessa season finale que foi tão “elogiada” sua interpretação, ele fez uma cara uma hora, que deu vergonha alheia. Acho que ele foi falar alguma coisa pra Sarah e fez uma expressão forçadíssima, que eu até rachei de rir.
    (Até pensei em falar pro Brandon ter aulas de interpretação com o Jack Nicholson, acho que só assim melhora.)

    Sobre a mãe do Chuck, Mary McDonell é uma boa opção, também pensei em Chrsitine Lahti e Candice Bergen, duas atrizes que pegam excelentes papéis coadjuvantes.
    (As três têm a voz meio grave, então, combina com o jeito espiã.)

  3. RAFAEL

    vem cá……o chuck vai voltar a passar no Brasil…? essa temporada vai estrear aqui um dia?

  4. Paulo Roberto.

    Acabei de assistir a 3ª temporada de Chuck e ela foi bem acima de todas as minhas expectativas. Ainda que existisse uma construção nas duas temporadas anteriores, a 3ª temporada foi uma reinvenção magistral da personagem! A série, que já era boa, melhorou assim uns… 500%!!! Tramas bem construídas, o crescimento de Chuck como espião, mas sem deixar de ser Chuck, a maior interação de Casey, inclusive com uma história própria e até o Devon e o Morgan entraram na dança! Sem dizer a Ellie, cumprindo a promessa de sempre cuidar do Chuck.

    Excelente temporada. Se a 4ª for metade desta, já estará ótima!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account