Log In

Reviews

Review: Torchwood – Captain Jack Harkness

Pin it

Torchwood - Captain Jack Harkness
Série: Torchwood
Episódio: Captain Jack Harkness
Temporada:
Número do episódio: 12
Data de exibição na Inglaterra: 1/1/2007
Data de exibição no Brasil: 20/11/2007
Emissora no Brasil: People+Arts

Há um bom tempo eu estou tentando achar o ponto certo do meu review, sem muito sucesso. Principalmente porque nunca consegui coragem para mudar. Mas eu sei que escrevo demais e detalho em excesso, então, em homenagem ao meu episódio preferido, falarei menos que sempre.

Basicamente o que o episódio nos traz é Jack e Toshiko viajando pela fenda ao passado. Lá, enquanto Tosh tenta desesperadamente encontrar uma forma de avisar aos outros membros de Torchwood como agir para fazê-los voltar aos dias atuais, Jack encontra-se com o verdadeiro Jack Harkness. E, sou obrigada a admitir, ele escolheu um ótimo espécime para usurpar a identidade. O verdadeiro Jack Harkness é tão bonito quanto ou ainda mais que o nosso Jack.

Entre todas as implicações, Tosh descobre que Jack na verdade não é Jack, que até mesmo seu nome foi tomado de outro (e nós continuamos com a maior dúvida da história: qual o verdadeiro nome do nosso amado capitão? Morro de curiosidade, admito). O outro acontecimento é que Jack se apaixona por Jack e é lindo ver a emoção que os dois passam a cada olhar, cada gesto. A cena dos dois dançando é a coisa mais doce desse mundo e eu sou completamente apaixonada pelo beijo entre eles. Porque Jack Harkness mexeu com nosso Jack, e não apenas por ser o dono do seu falso nome ou porque iria morrer no dia seguinte (muito triste isso, apesar de já termos conhecimento do fato desde que o Jack foi introduzido em Doctor Who).

No lado de cá da fenda, a coisa fica bem complicada. Após uma caçada às informações deixadas pela Tosh lá no passado, Owen e Ianto, ainda às turras (com direito a tiro no ombro e tudo), finalmente abrem a fenda e salvam Jack e Toshiko. A pergunta é: a que custo? O velhotinho, Bilis Manger, também não é personagem a ser desconsiderado. Com sua capacidade de deslizar pelo tempo e bagunçar com tudo, vai ser a chave para o término da temporada. E que venha o último episódio, porque eu resumi bem resumidinho para ninguém reclamar.

********

O problema de não detalhar o episódio é que fico sem saber o que falar depois, e isso é quase uma heresia, já que Captain Jack Harkness é sem dúvida nenhuma o episódio que eu mais gosto da temporada inteira. Nunca vi o Jack tão vulnerável, e se tem uma parceria que eu gosto é a dele com Tosh. A japonesa é a pessoa certa para se carregar quando se fica preso num tempo fora do seu.

Mas vocês notaram como Jack estava super a vontade lá em 1941 e a Toshiko era um poço de nervosismo? Japoneses são naturalmente ‘econômicos’ em suas reações físicas, mas a Tosh foi ao extremo. E ela estava tão apavorada, que agia como se tivesse um batalhão seguindo-a todo o tempo, querendo impedi-la de deixar a mensagem para os outros membros da Torchwood. Elevou a neurose aos pontos máximos…

E foi interessante ela mencionando o pai (ou avô? Esqueci!) que iria fazer 88 anos. Li há poucos dias um livro que mencionava com os 88 anos era uma data especial para o japonês. Curioso vê-la mencionando justamente uma coisa da qual eu tomei conhecimento recentemente.

Quanto a Owen e Ianto, não sei se os dois não se dão, se tem ciúme (ou inveja) um do outro, ou se são cabeças-duras mesmo. Ianto se apegando ferrenhamente ao que Jack acharia correto, enquanto Owen estava pronto para mandar o mundo para o espaço simplesmente para provar para si mesmo que Diane não o abandonou e sim foi levada dele. No final das contas, a interação entre os dois foi muito boa. Adorei os diálogos, principalmente as trocas de farpas por causa das respectivas mulheres. E ficou (quase) comprovado que o relacionamento do Jack e do Ianto definitivamente é sexual.

Mas voltando ao Jack, fico pensando em como seria se eles não conseguissem voltar. Haveria dois Jack Harkness (o nosso, e o nosso que ainda estava vivendo no passado e usurpando pela primeira vez o nome do verdadeiro Jack). Uma complicação sem tamanho. Acertada a decisão de trazê-lo de volta ao nosso presente, mesmo porque, senão o coitado teria que passar pela II Guerra Mundial duas vezes.

Torchwood - Captain Jack HarknessAgora, achei lindas as cenas entre os dois Jacks. O nosso totalmente encantado pelo original e sentindo-se o último homem da face da Terra, pois sabia que o outro morreria no dia seguinte. O original lutando contra a atração evidente que sentia por “James”. O capitão correto X o homem que deve viver todo dia como se fosse o último. Fico feliz que ele tenha tomado coragem no final e chamado Jack para dançar, independente do olhar de todo mundo no salão. Foi lindo demais. E ainda mais especial porque pela primeira vez o People & Arts não cortou a cena. Ou eles ouviram os fãs chorando para que esse episódio não fosse retalhado, ou eles conseguiram perceber que o beijo não estava ali simplesmente por estar, que havia um motivo e que cortá-lo tiraria boa parte do sentido do episódio.

E só para mencionar, conman não é ‘condenado’ como traduziu o canal. Ainda estou tentando achar a melhor tradução para a palavra, mas é algo como trapaceiro.

Uma curiosidade!

Na porta do salão Ritz, há vários cartazes de Vote Saxon. Para quem ainda não sabe, Saxon é o candidato a Primeiro Ministro do Reino Unido que tem uma importante participação nessa terceira temporada de Doctor Who. Os cartazes mostram a consonância entre as temporadas das duas séries. Quem quiser conhecer Harold Saxon (vale a pena) é só entrar no site oficial (e fictício, é óbvio) do candidato, clicando aqui.

Eu iria encerrar aqui, mas acho pertinente fazer uma listinha de coisas que Torchwood nos fez saber sobre Jack ao longo de sua primeira temporada:

1) Ele não pode morrer.

2) Ele nasceu no nosso futuro e viveu no passado, lutando inclusive na I e II Guerra, ou seja, tem uma bagagem muito maior do que a maioria imagina. Tudo bem que quem assiste Doctor Who já sabia disso, mas…Torchwood foi mostrando as singularidades de Jack aos poucos. Quanto a idade real dele não há como se ter certeza, mas de acordo com Utopia (episódio de Doctor Who no qual ele irá participar) dá para fazer um cálculo aproximado.

3) Já teve algum trabalho que implicava em prática de tortura (e pelo visto, com certo prazer).

4) Foi para a guerra quando era jovem e levou o melhor amigo com ele. Os inimigos os capturaram e torturaram o seu amigo e o fizeram assistir e depois o libertaram.

5) Jack tem uma necessidade especial de ver as pessoas ao seu redor sendo felizes. Todos com quem ele se importa ele inevitavelmente irá perder, e talvez por isso deseje ao máximo que as pessoas aproveitem suas vidas e seus amores. Isso fica muito óbvio na forma como incentiva o relacionamento de Gwen e Rhys, e mesmo na sua conversa com o verdadeiro Jack Harkness.

E mais uma vez o review ficou maior do que eu previa, mas tudo bem, o próximo será o último.

Séries citadas:

Michele Reis Martins, a Mica, é advogada e mantém o blog Esperando o Esperado. Fã de Arquivo X, Highlander, Buffy, Doctor Who e sci fi em geral.

30 Comments

  1. Daisy

    Excelente review. E não concordo com vc que vc fala demais. Não li nada que estivesse para mais.
    Mas concordo, plenamente, que esse episódio é lindo. Fiquei mais apaixonada por Jack depois dele.
    Quando ví que o Peolpe&Art não cortou o beijo fiquei de boca aberta, literalmente. Se tivessem cortado seria um sacrilégio.

  2. Lucas "Gandalf" Leal

    sofrendo com sindrome de fã ctz!hehehe
    eu tenho a mesma dificuldade pra fazer review de BSG, acho que só fui acertar depois da metade pro final da temporada…
    e poh o proximo já é o ultimo?passa rapido hein!
    bom só passei pra dar um oi e meu apoio nas suas dificuldades de escrita, dificuldades essa que eu tb tenho hehehe

  3. Eric Fernandes

    Eba, dará tempo de terminar de assistir antes de passar na TV!

    Acabei de ver Small Worlds e achei um baite de um episódio. Não vou falar mais nada para não fugir do tema do tópico, mas foi muito bom. :D

  4. Antonio Carlos Braga

    Conman é uma abreviatura de “Confidence Man”. Vigarista, passador de conto do vigário; em última instância, estelionatário. A origem do termo vem do fato que o vigarista, antes, conquista a confiança (confidence) do ‘trouxa’. O melhor filme sobre essa turma é o “Golpe de Mestre”.

  5. Guibarranco

    Mica,
    Seus reviews são ótimos. É um prazer lê-los, passa rápido e a gente sempre fica querendo mais.
    E confesso que foram seus reviews que me levaram a assistir Torchwood, e hoje ela é uma série que eu gosto bastante!
    Abração!

  6. Olga Nogueira

    Esse beijo foi um dos mais lindos que já vi… Fiquei enternecida… e a dança deles também foi muito, muito linda… E o mistério de Jack continua e fico até pensando se ele não será o outro Senhor do Tempo, desde que ficamos sabendo que Dr Who não está sozinho como pensa!

    E Jack estava com a melhor pessoa nessa hora, Toshiko, alguém leal e íntegro. Com ela tudo que aconteceu será guardado e respeitado. Ianto também me parece ser assim, leal e íntegro. Se a questão de humanidade é realmente tão importante em Torchwood, Jack está bem acompanhado pelos dois.

  7. Regina

    Quando eu vi que o P&A passou a cena da dança e do beijo toda fiquei super emocionada.

    E legal mesmo que conseguiram fazer uma cena bem legal, sem ficar piegas.

    Nota 10 para o episodio.

    Obs: Li em algum lugar que aparece escrito as palavras ‘bad wolf’, quando Jack e Tosh estão no salão investigando, mas nãi achei. Fiquem de olho para as mensagens da Rose.

  8. Silvinha

    Adoro os seus reviews !! Tb não concordo que vc escreve demais, gosto muito do jeito que vc detalha os episódios.
    Esse foi o episódio que mais gostei. A cena da dança dos Jacks, o beijo, o carinho……simplesmente linda !!
    Tb reparei nos cartaz “Vote Saxon”…rsrs

  9. fernando dos santos

    Achei a cena do beijo totalmente gratuita porque não teve função narrativa.Em primeiro lugar a sexualidade do Jack já ficava bem clara na primeira temporada de DOCTOR WHO(2005).Em segundo lugar muito antes da referida cena já estava claro que havia um interesse romântico entre os personagens.O fato de estarem dançando juntos e em público em plena década de 1940 já prova isso.A dita cena não ajudou nem mesmo a lançar um pouco de luz sobre o misterioso passado do capitão.

  10. Gui Barranco

    Fernando,
    Fala sério!
    Só porque em um episódio de outra série foi dito qual era a preferência sexual do cara não quer dizer que a cena do beijo seja gratuita. E só porque é beijo gay deveria ter ficado só no “interesse romântico”, sem mostrar a cena em si? Também não concordo, pois se a relação fosse heterosexual todo mundo iria torcer pro beijo acontecer, e muita gente ficaria frustrada se o beijo não acontecesse.
    A cena foi totalmente dentro do contexto, filmada de forma muito natural e elegante, sem apelação.

  11. Luis Trigo

    Regina

    As palavras “Bad Wolf” estão na parede, na cena em que Jack e Tosh descem as escadas do Ritz para chegar ao salão de baile.
    Ao que parece cada ano de Dr Who tem uma “pálavra oculta”. No 1º ano foi “Bad Wolf”, no 2º foi “Torchwood”, e agora no 3º é “Mr Saxon”.

  12. Olive

    Adorei o episódio e o review! E o People & Arts está de parabéns! Não acreditei quando eles exibiram o beijo! O beijo foi sensacional e super romântico! Claro que tinha que haver beijo. Não foi nada gratuito. Você não beijaria alguém por quem você se apaixonou? E alguém que você não veria mais não só por estarem em tempos diferentes, mas por que a pessoa iria morrer no dia seguinte? Não sei onde viram gratuidade. Adoro este seriado e adoro o fato da preferência de Jack não seja uma questão de controvérsia, todos encaram com a maior naturalidade. Adorei a Toshiko neste episódio e eu nunca gostei muito dela. A cara dela de incentivo para Jack quando o outro Jack o pegou para dançar foi muito legal. E o relacionamento de Ianto e Jack eu sempre desconfiei, desde o primeiro episódio. E outro dia (!SPOILER!) vi na internet várias fotos deles se beijando. Vem muita coisa por aí! Acho que eles formam um ótimo par! E que bom que os reviews estão sendo postados com mais rapidez!

  13. claudia braga

    Mica
    Tenho muita vontade de ver esse seriado mas não posso ver no horário(faculdade) nem nas reprises ( ou tô no trabalho ou tô dormindo, porque é de madrugada )vc sabe se vai reprisar toda a temporada?
    agora vou ficar de férias e adoraria ver.
    bjos

  14. tiago

    Otimo episódio.Otimo beijo tbm.O interesse entre os dois Jacks ja ficou claro desde a primeira vez que se encontraram no episodio e o beijo foi necessário pra firmar isso e não ficar só na insinuação.Acho muito legal essa liberdade sexual dos personagens, praticamente todos ja tiveram relações homosexuais e isso é retratado com naturalidade e sem ser vulgar, diverente dos seriados americanos, que vêem o assunto como um tabu.

  15. Mica

    Também não vi gratuidade no beijo. Ele serviu para ‘fechar’ um encontro que havia mudado algo dentro do Jack. De fato, se fosse um homem e uma mulher, tenho certeza que todo mundo ficaria furioso se o tal beijo não acontecesse (bom, eu costumo ficar, hehehe).
    Também gosto da naturalidade com que os assuntos são tratados em Torchwood (e também em Doctor Who, mas em DW é de uma forma um pouco mais sutil). Eles não querem chocar ou fazer o povo ficar criando caso e discutindo o assunto, apenas que aceitem o que vêem como coisa natural.
    Mas o que realmente gosto nesse episódio é como ele mostra muito mais do íntimo de cada personagem. A lealdade e integridade da Tosh e Ianto, a obsessão egoísta e quase doentia do Owen, as feridas no coração do Jack – e muito mais do seu passado…
    Fico feliz que o povo está gostando da série e triste que semana que vem será o último episódio. Por um lado é bom, pq em meados de dezembro eu saio de férias e ficaria difícil de fazer review, por outro é ruim porque já estou sentindo falta antecipadamente, hehehe. A ansiedade para a segunda temporada está a mil.
    E volto a dizer, quem realmente gosta do Jack deveria assistir os três últimos episódios da atual temporada de Doctor Who.

    Quanto ao “Bad Wolf”, eu também li que as palavras estavam lá no hall do salão de baile, mas eu procurei e não encontrei. Tentei decodificar os rabiscos na parede, mas juro que não consegui. Mas é legal ver os reflexos da Rose mesmo dentro de Torchwood ^_^. (como se o próprio Jack não fosse um reflexo eterno dela, hehehe).

    Ah! Antonio, obrigada pela explicação sobre Conman. Eu lembrava que era a abreviação de duas palavras, mas apesar de eu saber exatamente o significado, o português simplesmente fugiu da minha mente. Há semanas vinha tentando lembrar das palavras que usamos para descrever um ‘conman’ e não conseguia.

    E é legal saber que você finalmente está assistindo, Eric ~_^. Espero que até semana que vem consiga amar a série tanto quanto eu.

    Sério, ainda estou em êxtase pelo People & Arts não ter cortado a cena do beijo…

  16. Will

    Hoja é só 10 para:
    a) comentários acima;
    b) para jack x jack;
    c) para os atores;
    d) para o canal que não cortou NADA; e,
    e) para a série.
    Que venha a segunda temporada.
    Valeu!!!

  17. fernando dos santos

    Acho que a sexualidade dos personagens deve ser mostrada de uma forma que sirva ao desenvolvimento da história.O episódio centrado na Tosh fez isso corretamente.Como o telespectador até então não sabia nada a respeito da opção sexual da japonesa foi realmente necessário mostrá-la tendo relações com aquela outra mulher.

  18. Mica

    Mas a Toshiko não opta por mulheres. Ela é completamente apaixonada pelo Owen! O que eu vi do relacionamento dela com a Mary foi pura solidão. Ela precisava de carinho e a Mary lhe deu. Até mesmo pelo susto que ela levou quando ‘leu’ a outra dizendo que a queria beijar, dá a entender que ela nunca havia tido algo com mulheres antes.

    E mais estranho é ver o Jack sem ‘pegar’ ninguém. Ele é um namorador incorrigível e que está extremamente calmo em Torchwood. Sinto falta da malícia do personagem. Espero que a explorem mais a partir da segunda temporada, já que ele vai ter motivos para deixar de lado todo esse lado sombrio que ele tem enquanto espera reencontrar o Doutor.

  19. fernando dos santos

    Talvez minha linha de raciocínio esteja errada mas no meu entender, naquele momento ela optou porque não foi forçada de nenhuma maneira a ter aquele relacionamento.

  20. Olga Nogueira

    Quando vc fala no que aconteceria se Jack e Toshiko não conseguissem voltar, imagina que haveriam dois de cada um deles, um no passado e outro no nosso tempo. Fiquei pensando e acho que não. Eles sumiriam do nosso tempo, seriam dados como desaparecidos porque eles atravessaram a fenda materialmente, com o corpo atual, como se viajassem de um lugar a outro. A Rose, quando foi para a outra dimensão através da fenda, desapareceu no nosso tempo e foi dada como morta. Igualmente aquelas pessoas que passaram pela fenda no avião, estavam com o corpo aqui e não no seu tempo original e tinham sido dados como desaparecidos lá.

  21. gessy

    Adoro os seus reviews…não os acho longos não e esse foi perfeito pra um episódio maravilhoso!! Acompanho Torchwood mas nunca assisti Dr. Who e adoro qdo vc traz informaçoes pertinentes as duas explicando o pq disso acontecer agora.

  22. Mica

    Não, Olga, não foi o que eu quis dizer. Os dois com certeza desapareceriam do nosso tempo, mas viveriam no passado, correto? Para a Tosh tudo bem, já que na época ele não era nascida, mas o Jack viveu naquela época. Mesmo enquanto ele estava ali com a Tosh, o ‘Jack do passado’ também estava vivendo na Inglaterra (mas provavelmente em outro lugar, já que nunca tinha encontrado o verdadeiro Jack Harkness pessoalmente). Então, se o Jack ficasse preso na década de 40, ele teria que dar um jeito de nunca se encontrar com ele mesmo até quando chegasse o momento que ele ‘sumiu’ no passado. Então ele poderia voltar para sua vida normal (ou continuar onde estava, que com certeza não seria novamente na Torchwood).
    Consegui explicar ou confundi mais ainda?

  23. Mica

    E antes que eu esqueça, fico feliz em saber que vocês gostam dos meus reviews ^_^. Confesso que fico com o coração na boca a cada semana quando tenho que escrevê-lo, hehehehe. Não consigo acreditar que semana que vem será o último :-(

  24. Olga Nogueira

    Mica, agora entendi o seu raciocínio sobre os dois Jacks no passado e isso me pareceu algo bem complicado pois para evitar um encontro entre os Jacks seria necessário que ambos tivessem consciência da existência do outro. No nosso caso, apenas o Jack de hoje teria esse conhecimento. O outro não e assim este outro – Jack 01 – poderia ir ao encontro do Jack 02 (o atual) já que de nada sabe. Talvez até fosse bom o encontro e uma explicação sobre o que estava ocorrendo. Jack 01 teria total condição de encarar a existência de Jack 02 com toda naturalidade. Isso tudo caso eles tivessem ficado lá, o que parece não ter acontecido.

  25. Pedro Luiz

    O episório com oo dois “JACKs” foi demais!!! Que maravilha o P&A ter deixado o episódio inteirinho com aquele beijo lindo e sensual. Eu me apaixonei pelo personagem quando vi Dr. Who e quando soube que tinha virado série achei super legal e que felicidade que o P&A tenha trazido para nós. Realmente um episódio para guardar na mémoria e claro gravar para rever muitas vezes. Adoro os seus reviews e concordo que você não fala demais. Por favor continua escrevendo muito para podermos curtir os melhores momentos dos episódios!

  26. Paulo Roberto

    Mais um excelente episódio de Torchwood.

    Gostei de ver o Owen enquadrando o Ianto e dizendo que ia abrir a fenda, para trazer de volta o amor de sua vida e seu Capitão. E o Ianto atirando nele sem dó e nem piedade. A fidelidade dele ao Jack é mesmo canina…

    Uma personalidade conturbada, é o Owen… pega todas as mulheres que aparecem em Torchwood, menos a única que ama ele de verdade, a Toshiko… já viu e experimentou tanta coisa nas aventuras do grupo, mas sempre fica com a sensação de que falta alguma coisa… se apaixona perdidamente por uma mulher perdida no tempo e que vai embora, deixando marcas profundas em seu ser… é capaz de entrar numa jaula com um Weevil para morrer por que não consegue viver com sua vida, que ele considera miserável… esse é o cara em Torchwood!!!

    O medo da Toshiko por estar em 1941 era porque ela sabia que, no final do ano, os japoneses seriam os diabinhos de plantão no mundo… tudo de ruim seria culpa deles e ela não queria acabar em algum campo de concentração dos Isteites… ainda bem que esse tipo de coisa não acontece mais nos nossos dias, não é mesmo???

    Nosso Jack (doravante B1) atuando com o outro Jack (doravante B2), foi uma aula de interpretação do John Barrowman! As emoções de alegria, interesse, jovialidade, tristeza, amargura passaram por sua face com uma naturalidade monstro. É como se ele tivesse vivido toda uma vida em alguns minutos junto com o B2! Até o choro dele, ao contar para Toshiko que B2 morreria no dia seguinte foi cativante.

    Agora, a cara que B1 fez ao dançar com B2… parecia uma moçoila em baile de debutante!!! E dentro de todo esse contexto, o beijo não foi gratuito. E, mais uma vez, parabéns a B1 e B2 por atuarem tão bem, numa cena tão difícil.

    Torchwood tá bombando!

  27. Rafael Roveda

    Ola…
    Pssando pelo youtube vi esse vidio e me apaixonei pela historia, agora não concigo achar a minicérie ´pra comprar, quem solber e queiser me dechar recado meu emal, parre_smaed@hotmal.com, obrigado… Gostaria muito de assistir se puderem me deem retorno… Agradeço de de ja… Rafael Roveda.

  28. Michel Cássin

    Ola….
    Eu descobri essa série e queria comprar a primeira temporada, quem tiver essa informação deixe um recado no meu e-mail michelcassin@hotmail.com……Abração…Michel Cássin

  29. Flávio Heleno de Souza

    Gostei desta série, gostaria de saber como faço para adquirir os DVD’s, que souber por favor informações para ” flavioheleno@hotmail.com“, deste já obrigado, e este série é algo que faltava para prender-me à TV,

  30. Pingback: Doctor Who 2005 – 3×03 – "Gridlock"Fala Série

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account