Log In

Reviews

Review: Brothers & Sisters – Valentine’s Day Massacre

Pin it

Brothers & Sisters - Valentine's Day MassacreSérie: Brothers & Sisters
Episódio: O Massacre do Dia dos Namorados (Valentine’s Day Massacre)
Temporada:
Número do Episódio: 14
Data de Exibição nos EUA: 11/2/2007
Data de Exibição no Brasil: 2/1/2008
Emissora no Brasil: Universal

Episódio bom é bom demais de assistir. Fala sério! Quando percebi já tinha acabado. O episódio já começou ótimo com as ligações entre os irmãos (semelhante ao piloto da série). E flasbacks é o que todos nós adoramos. E flashbacks dos Dia dos Namorados, melhor ainda. E percebemos que não é só a vida do Jack Bauer que é movimentada em 24 Horas, o dia-a-dia dos Walkers também tem emoções fortes.

Os casais foram: Kitty e o charmoso senador McCallister, Kevin e Scotty, Justin e Tyler. Mas, o chocante e engraçado foi a Nora e sua noite na cadeia.

Houveram outros problemas também no decorrer do episódio. Problemas na Ojai Foods, é claro. Olha, para mim, já encheu a Holly na empresa. E agora ela usando da memória do William para juntar forças foi demais. Se o tio Saul não tivesse puxado a orelha dela, eu teria um troço. Sério mesmo! Seriously! (o assunto é chato, mas essencial para demostrar o dia-a-dia da empresa da família). Agora, fortes emoções podemos esperar: com certeza Tommy e Sarah vão bater de frente no que diz respeito a compra da vinícola.

E coitada da Sarah, a única que não conseguiu se dar bem na noite dos namorados. Ela e acredito que o Tommy também. Porque para declarar que vai ficar do lado da Holly no dia seguinte é porque a noite não foi boa.

Vamos ao que foi de melhor no episódio: o Dia dos Namorados. Adoro todos na família Walker, até o tio Saul, só que tenho meus preferidos: Justin e Kevin (não necessariamente nesta ordem). E a peregrinação de Justin, de restaurante em restaurante com os sobrinhos foi o gesto mais romântico da noite. E o fato da Tyler ter acreditado no discurso dele foi lindo. Só espero que não ocorra nenhuma recaída dele – como ele está em recuperação, esse tipo de relacionamento é perigoso.

E o que dizer do triângulo romântico que por uma noite se tornou um quadrado? Kevin só se mete em roubada. Nunca vi. Teve atitudes do Chad que achei egoístas, mas quando ele liga para o Kevin e pergunta se ele dormiu com o Scotty, senti uma dorzinha no coração. Sei que ele não tem direito nenhum, mas mesmo assim. Fiquei de coração partido por ele e pelo Kevin, que está apaixonado pelo Chad.

A melhor frase da noite foi da “acompanhante” da Nora: “Querida, ninguém se lembra dos 60!”. Ótimo pretexto para poder fumar um baseado. A reação da Nora foi divertidíssima. Até perder o rosto, ela perdeu. E achou um horror ir presa.

Brothers & Sisters - Valentine's Day MassacreAgora, o melhor encontro do Dia dos Namorados, e olha que não era um encontro de verdade. Kitty sai para jantar com um cara e termina a noite com outro, o que é ainda pior, termina a noite na cama com o chefe. Mas, todas as dúvidas foram por água baixo quando, no final do episódio, quando ele simplesmente diz que gosta dela e pronto. Obs.: ele vai se candidatar a presidência dos EUA! Tem coisa mais charmosa do que o sorriso dele quando afirma o objetivo para a Kitty? Estou apaixonada!

Séries citadas:

24 Comments

  1. Mônica

    Como assim “o que é ainda pior, termina a noite na cama com o chefe”? Com um chefe daqueles, melhor que isso, impossível! ;)

    Adorei o episódio. Muito bom mesmo! E você tem razão. A Holly já encheu. E há muito tempo, na minha opinião. Independentemente da atriz que a interpreta ser péssima (e não ajudar em nada), nunca gostei da Holly. Quero mais que ela se exploda.

  2. Não gostei tanto do eps assim… Aliás odeio todas as cenas que tem esse Chad, odeie esse cara, desde o primeiro dia. Ele é cretino, egoísta, safado… melhor parar por aqui.

    Pra não falar que odeie o eps, adorei o início que começou do final, e adorei o Justin indo atrás da Tyler.

    Até agora eu relamente não achava que havia motivos pra odiar a Holly, eu odiava mais o Willian. Mas neste eps achei que ela baixou o nível,mesmo que o Willian tivesse mesmo dito aquelas coisas, se ela queria mesmo fazer o que o Willian queria teria ir contar a história pra Sarah e não pro Tommy.

    Não sei quanto aos demais, mas não achei correta a atitude da Nora, foi muito bem interpretado, mas não foi correto, realmente esse não é o melhor exemplo pra um filho em recuperação. E não é papel pra uma mulher daquela idade se prestar. Mesmo porque tem coisa muito mais divertida que ela podia fazer na vida do que fumar um baseado.

    Mas se era pra tirar uma lição do que ela fez, creio que serviu pra mostrar pra gente o quanto a Nora ta perdida, primeiro usa os filhos pra preencher o buraco na sua vida, aí se envolve com o empreiteiro, depois vai a um encontro às escuras e agora fuma um baseado no carro como se fosse adolescente. Pra mim ela tá precisando achar um novo sentido porque viver.

  3. Osório Coelho

    Meu Deus, a amiga stoned da Nora é a Lois Lane do Christopher Reeve!!! Como envelheceu mal…argh.

  4. Nanda

    Adorei a participação da Margot Kidder (é assim que se escreve)? Foi divertidíssima. Mas concordo com a Fê em relação a atitude da Nora. Entendo o desabafo do produtor executivo da série. Não gosto quando ela age como uma adolescente. Deixem os personagens mais velhos agirem como tal. Essa falsa idéia que tudo tem que ser jovem, que a audiência só gosta disso é ridícula.

    E fiquei com raiva do Kevin. Como assim dispensa a graça do Scotty, um cara divertido, sincero, gente boa por causa de um idiota egoísta como o Chad? Espero que o Scotty apareça mais. Mesmo que não seja para ficar com o Kevin, acho o personagem interessantíssimo.

  5. Mônica

    Putz, só agora me toquei. sbia que conhecia aquela mulher e não prestei atenção aos créditos.

    Ela realmente envelheceu mal, mas bonita ela nunca foi.

  6. Mônica

    Eu quiz dizer sabia. Bom, vocês entenderam, né?

    Também não gosto do Chad, mas tenho a impressão que o Kevin não sabe direito o que quer da vida. Acho que ele precisa se encontrar primeiro pra depois realmente gostar de alguém.

  7. Mônica

    Eu quis dizer sabia. Bom, vocês entenderam, né?

    Também não gosto do Chad, mas tenho a impressão que o Kevin não sabe direito o que quer da vida. Acho que ele precisa se encontrar primeiro pra depois realmente gostar de alguém.

  8. Rafael

    Não foi um dos meus episódios preferidos, mas foi legal.

    Eu, remando contra a maré, adoro a Holly e acho a Sarah uma chata de galochas. Na queda de braço entre as duas eu sempre torço para a Holly.

    E o Kevin, de quem eu gostava muito, mostrou-se muito infantil e inseguro. Realmente ele precisa se encontrar primeiro e depois procurar alguém. Concordo com a Monica.

  9. Angela

    A Holly é um horror. Achava que B&S nao tinha mocinhos nem vilões, mas agora a Holly virou vilã, jogando irmãos contra irmãos. Não vi o início da série, quando o William nomeou a Sarah presidente da Ojay, mas continuo achando ela a melhor executiva da família.
    Os melhores momentos do episódio (só podia ser com os meus dois favoritos: Justin e Sarah.)
    1) O gracinha levando as crianças 19 restaurantes afora atrás da Tyler e o Cooper perguntando: “Tio, por que temos de ir a tantos restaurantes?”
    2) A declaração dele à Tyler – que mulher resistiria? Só achei o bobão do namorado dela um … bobão.
    3) A conversa inicial nas linhas cruzadas – muito boa. Claro que os melhores comentários foram da Sarah.
    3) A Sarah aconselhando a mãe a curtir a vida, mas sem usar substâncias proibidas. Até quando dá lições de moral ela é espirituosa e carinhosa. O resumo da Sarah é este: afetuosa e inteligente.
    Quanto a Norah, realmente, sem o menor propósito aquela noitada de papo furado e maconha com a ex-senhora SuperHomem. Acho melhor os roteiristas de B&S acharem um rumo para aquela senhora … E nos pouparem um pouco da Holly (argh! blergh!)

  10. Rafaelly

    Amei o episódio…Ri pacas…
    Mas Norah drogada foi o fim.Foi engraçado,confesso, mas que não tem nada a ver com nada não tem.Ainda mais com os problemas que o Justin enfrenta por usar drogas.Acho que seria a última coisa que uma mãe faria nessa situação e ainda mais uma mãe como ela…Descaracterizou a personagem totalmente.
    Sarah se dando mal de novo, tadinha, perdeu o dia dos namorados pra tirar a mãe da cadeia…Pq todos os personagens que eu gosto só se dão mal???hehehe
    Justin foi um fofo e adorei rever o Cooper e a Paige.Adoro aqueles dois.
    Kevin pra variar, se dando mal tb.Senti pena do Chad tb,mas foi só por um instante.Aí percebi lembrei que não gosto dee e tudo ficou resolvido.Senti pena do Scotty tb…Foi usado legal!!!
    E a namorada do Chad(que é filha da atriz que faz a Holly) é super parecida com a mãe…Até o jeito de falar…
    Holly passou dos limites falando isso justamente pro Tommy…Nem culpo o coitado por ficar a favor da compra dessa vinícola depois do que ele ouviu dela…

  11. Mauro

    Nossa que povo mais moralista. A Nora nunca fez nada de errado na vida. Aliás, ela praticamente não teve vida própria. Viveu apenas para os filhos e para o marido. Todos cometemos erros. Ela estava lá com aquela amiga louca. Já tinha bebido um vinho. No dia dos namorados, sozinha, num restaraunte que ela havia marcado reserva com um ano de antecedência porque achou que o marido estaria vivo. Junta tudo isso. Não achei tão absurdo assim. Mas é claro que forçaram a barra para dar um toque de comédia. Mas eu gostei dela ter deixado se levar. Acho que foi uma das poucas vezes em que ela conseguiu se desvincular dos filhos. Não pensar neles. Só pensar em si mesma. Porque caso contrário ela realmente não teria feito aquilo, não como mãe. Acho que nesse sentido, a situação foi válida.

  12. Giselle Bauer

    Adorei o episódio foi ótimo. Amei o Justin andando com os sobrinhos que aliás são umas gracinhas. A Nora chapada foi hilário. E a Holly
    já encheu o saco. E pra mim quem se deu hiper bem foi a Kitty. Como escreveu a Mônica terminar a noite com um chefe daquele melhor impossível e Bárbara eu já sou apaixonada pelo Rob Lowe desde
    que eu era adolescente hahaha. Caraca Osório bem que eu tava reconhecendo aquela amiga da Nora de algum lugar e realmente ela envelheceu mal.

  13. Gui Barranco

    Coitada da Nora gente!!! Todo mundo faz besteira de vez em quando, e fumar maconha uma vez nos últimos 30 anos não é tão condenável assim…
    Pra falar a verdade, achei a cena bem engraçada e pra mim ela representou um momento de transgressão da Nora, onde ela se permitiu fazer algo inusitado, inesperado e errado, mas fez mesmo assim. Quantos de nós já não fizemos a mesma coisa? Não digo com relação à maconha, mas com relação a fazer algo que a gente sabe que é errado, mas faz mesmo assim, só pra se permitir um momento de transgressão? Pode ter sido comer alguma coisa que o médico proibiu, roubar no sorteio do amigo secreto de Natal, fazer uma conversão proibida, enfim, a vida está cheia de pequenas transgressões que fazem a nossa “rebeldia” se manifestar e não machucam ninguém, como foi o caso da Nora.
    Sobre o Chad e o Kevin, mão senti pena do Chad não… Afinal, é ele quem não têm coragem de se assumir gay, está enganando a namorada e não têm o direito de exigir nada, sequer tinha o direito de perguntar ao Kevin se ele tinha dormido com o Scotty. Mas reconheço que a situação dele é difícil também. É preciso de muita coragem pra assumir a sexualidade, e ele está meio perdido nesse processo. Mas pra quem está perdido, não dá pra ficar fazendo exigências. O que ele queria, que o Kevin ficasse sozinho no Valentine’s Day?
    Agora, preciso dizer uma coisa, o Kevin foi meio sacana com o Scotty… Levar o cara pra cama só pra fazer o outro sentir ciumes, e depois ainda dizer isso na cara do Scotty foi um pouco cruel. Se pelo menos ele tivesse dito pro Scotty, antes deles terem passado a noite, que estava saindo com o Chad, e o Scotty tivesse topado mesmo assim, ainda vá lá, mas me pareceu um pouco de sacanagem do Kevin, que só queria saber de usar o Scotty, seja como instrumento de ciumes, seja como boy toy.
    E a cena dos telefonemas no começo do episódio realmente foi ótimo, mas só perdeu pra frase da Margot Kidder falando dos anos 60. Achei genial a frase: “Darling, nobody remembers the 60’s. That was half the fun!”.

  14. Eu sempre odiei o Chad, e não é porque ele não assume, é direito dele, mas é por ele enganar a namorada.

    Se pelo menos ele ainda tivesse dúvidas e não traísse a garota, ms traíção!!! Isso é imperdoável.

    Quanto ao Scotty, no fundo ele sabia que estava sendo usado, ele percebeu desde o início o que tava rolando entre o Kevin e o Chad, talves ele não soubesse, o quanto o relacionamento deles estava adiantado. Agora o Kevin não tinha nada que atender aquele telefone na frente do cara, isso sim foi cruel, ele tava jogando na cara dele que era só pra fazer ciúme no outro, o que não precisava.

  15. Desculpem os erros de português. Traição e talvez! É que eu tava com pressa…

    ok, não tem desuculpa errei feio. =D

  16. Paula

    Acho normal a Norah curtir, ela já criou os filhos, são todos adultos, o marido morreu, ela não tem compromissos profissionais, e sempre teve uma vida correta e regrada. Se ela não relaxar e aproveitar a vida agora (mesmo com um pouquinho de irresponsabilidade) quando ela vai fazer isso??? E nada a ver mencionar o fliho em rehab. Se for seguir esse raciocínio, também foi um péssimo exemplo para o Justin todos os irmãos bebendo no armário no aniversário da Norah? Pior é não liberarem bebida na festa, isso dá a entender que não confiam no autocontrole do Justin e que ainda estão privando a todos de um prazer por causa de um problema dele. O personagem é muito mais evoluído do que quem faz esses comentários reacionários. Como os “politicamente corretos” são chaaaaaatos!
    Barbara, seus reviews são EXCELENTES!!! Adoro! Obrigada, beijos.

  17. Paula, quando você tiver alguém próximo viciado em drogas vai entender!

  18. Mauro

    Fê, eu tenho algém próximo viciado em drogas e mesmo assim mantenho o meu comentário anterior. Acho que o raciocínio é esse mesmo Paula.

  19. Eu tenho alguém próximo com problemas de bebida, na verdade ele parou de beber, mas eu nunca tenho confiança de que não vai voltar, foram 28anos muito, muito, ruins. Então não é que eu fui careta, mas que… bem acho que vc sabe.

  20. Kim Jr.

    Achei o episódio muito bom!!!
    Não gosto muito do Chad, mas o Kevin também tá muito ridículo pro meu gosto. Mas, bem feito, se deu mal: quem tudo quer nada tem, ou, melhor um pássaro na mão do que dois voando. Acabou sem ninguém!!!!
    A Nora foi mais que hilária!!!
    O Justin muito legal, tomara que eles fiquem bem!!Agora a Holly, aff, aff, aff…
    Muito chata, inconveniente e ridícula!!!
    Mas no geral o episódio foi muito bom!!!
    Que venha o próximo!!!!!!!

  21. Rafaelly

    Se ser politicamente correta (e chata) é achar a atitude da Norah completamente ridícula e sem noção ,já que volto a dizer, o filho dela passa por uma situação delicada em relação as drogas e como mãe ela deveria estar mais sensibilizada em relação a esse assunto, sou politicamente correta com muito orgulho…Se modernismo é achar que fumar um pouquinho de maconha é legal e é o que as pessoas devem fazer pra se divertirem e saírem da monotonia de suas vidas regradas, sou completamente contra o modernismo!
    Então ao meu ver, não gostei da atitude da Norah…Mas aí é a minha opinião, né!

  22. Paula

    Rafaelly, “modernismo” é tãõ 1922…
    Chata! e “com muito orgulho”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account