Log In

Reviews

Review: Brothers & Sisters – Grapes of Wrath

Pin it

Brothers & Sisters - Grapes of WrathSérie: Brothers & Sisters
Episódio: As Vinhas da Ira (Grapes of Wrath)
Temporada:
Número do Episódio: 21
Data de Exibição nos EUA: 6/5/2007
Data de Exibição no Brasil: 20/2/2008
Emissora no Brasil: Universal

Sou apaixonada por Brothers & Sisters desde o início, mas tem algo que me incomoda e que agora está me deixando frustrada com a série que são as ações dos roteiristas para nos mostrar a interação de Holly e Nora. Não acredito na relação que as duas possuem. Brigam, choram e depois são verdadeiras uma com outra. As conversas que as duas têm são irreais. Tudo bem que é uma série de TV, não é real, mas tudo tem limite. E realmente acho um pouco demais, muito exagerado.

E a Holly é a personagem que mais odeio, e se fosse bem interpretada seria até bom, mas esse não é o caso. Então não somente odeio o personagem, como odeio a atriz.

O enredo da série é bom, não entendam errado. Só que o personagem está se tornando um peso na série. Como se não tivessem o que fazer com ex-amante, agora que toda a história foi revelada, só estejam tentando descobrir o que fazer com ela. E com isso, acredito, surgiu Rebecca.

Como se não fosse suficiente descobrir que Holly foi amante de William por toda a vida, agora temos que lidar com sua personalidade mais jovem. O que será daqui para frente? A real personalidade de Rebecca irá surgir para os Walkers? Ou ela irá se mostrar arrependida de seu erro e buscar o amor da família? Certamente será uma das duas opções.

E o que foi aquela vingança de Holly “agarrando” o Mark? Sinceramente, se alguém tinha que se vingar naquele vinhedo este alguém é Nora e talvez, Sarah.
Com tudo que anda acontecendo, após o “beijo”, Joe está saindo melhor do que imaginava. Enfrentando tudo e todas para se mostrar arrependido. Só que não será fácil, não tendo uma família unida como os Walkers são.

E Sarah está tentando lidar da melhor maneira possível com a busca de uma solução para os problemas do seu casamento. E fica difícil a cada momento que alguém lhe dá um conselho ou tenta ajudar. Tudo parece piorar.

E, finalmente, Tommy apareceu. Uhuu!!! Agora, acredito que irá aparecer mais. O final do episódio foi bastante emotivo e, certamente, criou uma expectativa para a próxima semana. Foi tão inesperado que me vi chocada, chorando e esperando para saber o que vai acontecer.

Sempre soubemos que os Walkers são unidos e nesta cena final, se percebe o desespero de todas com Júlia. Tommy sem saber o que fazer, Justin a acalmando, Nora tentando confortá-la, Sarah assustada e Kitty e Kevin chocados.

Repararam que Kitty sempre faz parte da comédia do episódio, de um jeito ou de outro, seja cozinhando, indo a um encontro com o noivo e o cara que transou, indo a outro encontro com o chefe, começar a namorá-lo ou pedí-lo em casamento. Mas, desta vez, ela extrapolou. Kitty bêbada, dopada e falando pelos cotovelos é demais.

Brothers & Sisters - Grapes of WrathNunca vi uma personagem numa série dramática se envolver em tantos problemas cômicos como ela. Se fosse só ela, tudo bem. Mas os Walkers parecem atraídos para o desastre cômico. O que foi aquilo do início do episódio quando Sarah entrega um bolo que cozinhou para Kitty levar para o vinhedo, e Kitty entrega a Kevin que passa a tocha para Justin. E logo após tem a reunião familiar com Nora. Só faltou o tio Saul.

Mas, o que mais agradou foi a festa de inauguração do vinhedo, teve de tudo: discussões, bebida alcoólica, suco de uva, irmão bêbados, reunião de familiar, boa comida e até caminhada e amassos ao luar. Um ótimo fim de semana.

Estamos no final de uma ótima primeira temporada, em que acompanhamos as mudanças numa família após a morte de seu patriarca. E agora? O que esperar nestes últimos episódios? Acredito que será bem dramático e emotivo, ou quem sabe, podemos ser surpreendidos. Afinal, tudo pode acontecer.

Séries citadas:

32 Comments

  1. Matheus

    Seria bom você rever seus conceitos sobre roteiro e atuação, porque o que você diz…

  2. Simone Miletic

    Oi bárbara,

    Quase nunca comento teus reviews, pelo simples fato de que eu mesma não consigo decidir o que sinto por B&S.

    É justamente por coisas como a Holly piranha e essas cenas entre ela e a Nora que me deixam p da vida. Já passou da hora da Nora dar um chega para lá naquela víbora. Eu até gostei do começo da conversa entre as duas, aí descambou pro pastelão e eu odiei.

    Também tenho dó do Joe. Espero que não demore muito para desmascararem Rebecca.

  3. Rafael

    Concordo com o Matheus. E também acho que o “gostei” e “não gostei”, embora seja relevante, não pode nortear todo um review…

  4. Luiz Alexandre

    Com todo respeito, mas se não houvesse Holly e Rebecca, mais da metade do enredo não teria a menor graça. Acompanhar as aventuras da família Walker sem conflitos não geraria nenhum tipo de emoção.

  5. Rodrigo

    ALELUIA!!

    Alguém concordou comigo sobre os reviews! Viu como não era implicância?

    É uma pena…o melhor episódio da temporada e foi tão criticado. Ok, então…

    Enfim, simplesmente me rendi a série depois desse episódio. Caramba…é sensacional! Nunca me vi vibrando tanto pela Nora! E ela falando “oh, alfaces, oh! oh!” foi a coisa mais engraçada do mundo!

    Que review foe esse?

  6. Maurício

    Bárbara

    Acho você uma excelente comentarista e gosto de ler a sua opinião, mesmo que pontualmente eu discorde de vez em quando.

    Concordo plenamente com você. Não acho que a Holly tenha motivos para se vingar de ninguém, e tudo que fizerem contra ela é pouco.

    Por um lado o que ela fez dando em cima daquele professor foi até um favor para a Nora. O cara não prestava e mais hora menos hora iria sacaneá-la (assim que se escreve???),se não fosse com a Holly seria com outra.

    Interessante verificar como os Walkers elegeram a Rebeca como uma santa. Acho que no desespero de integrá-la a família ou na tentativa de corrigir um erro de seu pai, simplesmente acreditam nela cegamente sem nem dar o benefício da dúvida para uma pessoa que eles conhecem e convivem há dez anos: o JOE. Ele errou sim, mas quem dessa família nunca cometeu erros?

    Eu, se fosse ele, não ficaria levando na cara sem revidar. Já que meu filme tá queimado eu iria responder mesmo. Para o Justin diria: “É rapaz, eu errei feio mesmo, mas você deve saber como é isso né? Afinal tá fazendo reabilitação de um monte deles!”

    Para o Tommy diria: “Estranho….você é tão rigoroso moralmente mas colocou essa moral de lado para ir trabalhar com a mulher que esfaqueou sua mãe pelas costas ao longo de vinte longos anos”

    Para o Kevin diria: “Quem é você para me censurar? Também saiu com o outro cara só para gerar ciúmes no artista enrustido sem se preocupar com os sentimentos de trocar de parceiro a cada dia”.

    Para a Nora diria: “A senhora é bem rigorosa para quem foi presa fumando maconha mesmo tendo um filho lutando contra o vício dentro de casa. Espero que quando eu chegar na sua idade eu nunca cometa um erro desse”.

    Eu sei que é natural a família querer proteger sua irmã, filha etc. Mas com ela mesma pedindo para ninguém interferir.Ela que tem de saber se perdoa ou não. O que aconteceu foi resultado de erros no relacionamento DELES. Ninguém tem nada com isso. O cara, mal ou bem, já é casado com ela há dez anos. Tem filhos com ela, merece pelo menos um tratamento formal.

    Ainda mais que ninguém ali é santo. E para uma família tão liberal eles se revelaram muito intolerantes e rigorosos. E como eu disse não deram nem o benefício da dúvida para o cara.

    Achei interessante o Justin censurando que o Joe não trabalha: “Tá infeliz….procura um emprego”. Primeiro lugar: ele trabalha dando aula de violão e cuidando das crianças em tempo integral (para quem tem filhos sabe como é difícil e por isso as donas de casa merecem todo respeito). Segundo: Quem é o Justin para fazer essa crítica. Tendo em vista que no começo da série o próprio pái lhe cobrava que ele trabalhasse e no momento ele não trabalha e mora na casa da mãe.

    Sei que ele tá fazendo reabilitação. Mas repito: Para ser exigente com os outros ele não tem doença. Porque não pode trabalhar também. Além disso o Joe, pelo que se saiba, nunca recorreu as drogas para curar seus males.

    Eu gosto da série. Mas me decepcionei muito de uns tempos para cá. Com o lance da maconha e de maltratar uma criança para roubar um troféu bobo a Nora acabou para mim. Toda admiração e simpatia que tinha pela personagem viraram pó, nem ligo muito mais nas cenas em que ela aparece.

    Também acho que a Kitty tá correndo riscos em sempre cair no fato de virar alívio cômico.

    Acho que a série é boa. Mas poderia render muito mais.

  7. Se alguém tinha dúvidas de que a Rebecca é uma bitch acho que a mãe dela deixou bem claro quando disse: “Nora, posso te falar uma coisa que você não vai gostar? É melhor não ter minha filha na sua casa”

    Não sei se as palavras estão exatas, mas foi o que ela quis dizer é que importa.

  8. Matheus

    Já assisti os últimos dois episódios e garanto que que o 22 será mais drama e o 23 (último) será mais comédia com uma pitada de drama.

  9. MAURO

    “Eu gosto da série. Mas me decepcionei muito de uns tempos para cá. Com o lance da maconha e de maltratar uma criança para roubar um troféu bobo a Nora acabou para mim. Toda admiração e simpatia que tinha pela personagem viraram pó, nem ligo muito mais nas cenas em que ela aparece.”

    Como se não bastasse o péssimo review ainda tenho que ler uma coisa absurda e ridícula dessas. Como assim? “maltratar uma criança para roubar um troféu bobo a Nora acabou para mim.” Ou eu sou louco ou essa frase está exagerda em demasia. Maurício, acho que você não deve ter um mínimo de senso de humor para ser tão rígido assim. Talvez essa série não seja para o seu bico, talvez seja “LIBERAL” para a sua cabeça.

  10. LuisaJones

    Mas esse episódio foi tão bom!
    E sem Holly e Rebbeca na série o que veriamos? Irmãos brigando pela atenção da mãe? Isso eu já tenho em casa…

  11. digo

    Adorei uma frase que a nora disse nesse episódio, não me lembro muito bem, mas foi algo sobre o par dela e a holly.

    foi ótima! :D

  12. Mônica

    Eu gostei do episódio e gostei da review.

    O Joe sempre foi um bom marido e errou feio, com certeza, mas quem não erra? Os Walkers teriam que dar mais crédito a ele e não a Rebecca, que eles mal conhecem. Ainda mais sendo filha de quem é.

    Também concordo que a Holly fez um favor pra Nora, dando em cima do professor mulherengo. Mas não deixa de ser uma atitude idiota da parte dela. E totalmente bitch, que é o que ela é.

    Esse lance da Nora e da Holly ficarem de risinhos e conversinhas está me cansando. Embora eu ache Brothers & Sisters uma série realista, essa parte está totalmente fora da realidade.

  13. Rafael

    “E sem Holly e Rebbeca na série o que veriamos? Irmãos brigando pela atenção da mãe? Isso eu já tenho em casa…”

    Hahahaha, Luisa, este foi o melhor comentário do review…

  14. Paula

    Rodrigo, você é engraçado! Gostaria de visitar seu blog, mas não está acessível…

    Simone e Mauricio, discordo de cada palavra que vocês escreveram.

    Abraços!

  15. Maurício

    MAURO

    Sinto muito se minha opinião lhe ofende tanto.

    Eu canso de ler opiniões diferentes das minhas em revistas e jornal e nunca escrevi cartinhas para estas xingando ou amaldiçoando o fato dessas opiniões estarem ali.

    Você me acusa de ser muito rígido e diz que essa série talvez seja liberal demais para a minha cabeça.

    Talvez você que não tenha uma cabeça liberal o suficiente para tolerar as opiniões alheias sem ofender quem as diz ou amaldiçoar o fato delas simplesmente existirem, e, pelo visto, é a você que falta bom humor, pois são pessoas assim as mais intolerantes. Eu até dou rizada quando leio coisas que considero absurdas.

    Não me entendam mal. Podem discordar do que eu digo. A vontade. Como fêz a PAULA no comentário número 16. Se quiser, pode atacar o conteúdo do que eu disse, pouco se me dá.

    Quanto ao trecho que você comentou achar exagerado em demasia da minha parte. É que com ética e princípios eu sou mesmo CHATO. Nunca achei graça em comédias em que pessoas são humilhadas ou maltratadas.

    Achei horrível da parte da Nora e da Kitty maltratarem uma criança por causa de um motivo tão bobo. Chegar para uma criança, que ainda não possui o necessário desenvolvimento intelectual e social para se defender e dizer coisas do tipo: “Se pai é um bêbado!!”, “Sua vó é uma velha acabada cheia de rugas e operações”. Achei covardia!!! Porque não falam esses desaforos na cara da pessoa. Atacar uma CRIANÇA que não lhes fêz nenhum mal, destruindo a imagem de seu pai e avó. A Kitty deveria ser a primeira a entender como é ruim ter a imagem de um pai que é idolatrado destruída. E isso que ela é uma mulher adulta, imagina esse efeito numa criança.

    Entendo perfeitamente que a série quis criar uma situação cômica, mas pelos motivos expostos não consegui achar graça da situação.

    Não me considero um moralista, intolerante, pudico nem nada do tipo. Assisto todo tipo de filme e série. Concordo com a liberação de casamentos gays, adoção por parte deles, acho que o aborto deveria ser descriminalizado (que deve ser uma decisão da mulher), acho que a gente deve tentar sempre ver o lado bom das pessoas entre outras coisas, não sou contra o sexo antes do casamento, não vejo problema em filhos e filhas trazerem namorados para casa etc.

    Mas existem certos princípios que não consigo arredar o pé. Uso de drogas, maltratar crianças (COVARDIA!)e promiscuidade não fazem minha cabeça.

    Quando essa série começou eu a adorei. Não tive nenhum problema de ordem moral contra a série como você quis insinuar. Porém, acho que a série está se perdendo. Acho que é uma série que poderia render muitas situações interessantíssimas, Com a Holly se enfrunhando na família, com a Rebecca. Com os erros cometidos pelos personagens etc.

    Só acho que eles estão infantilizando a Nora, a Kitty e criando situações que ferem a própria lógica da série.

    Quando critiquei a postura dos familiares com o Joe e como me defenderia se fosse ele, não critiquei a série por ter essa situação, apenas comentei o enredo, entendo perfeitamente que situações assim tem de ocorrer.

    O que critiquei, de forma pontual, são erros cometidos que ferem a própria série e seus personagens de morte, como as atitudes tomadas pela Nora e pela Kitty.

    Acho que elas estão sendo muito infantilizadas.

    O próprio criador da série não gostou desses rumos impostos pela emissora e abandonou a série. Ele afirmou que na ânsia por juventude a emissora está até infantilizando personagens maduros.

    É isso. Desculpem me alongar demais. Nem sei se me fiz entender.

  16. Regiane

    Francamente…tem gente que se leva a sério demais. Opinião, cada um tem a sua. Eu particularmente não achei ofensiva a tal “cena da discórdia” pela qual se degladiam Mauro e Maurício. Tampouco achei engraçada. Acho que a idéia de fazer comédia ali se perdeu. Daí a escrever um pergaminho para defender uma posição, já acho um tantinho de exagero.

    Sobre o episódio da semana passada, concordo em um ponto com a Bárbara: estão exagerando na caracterização da Kitty como palhaça em potencial. Terá sido para aproveitar o talento cômico da Calista Flockhart ? Os outros personagens raramente são tão ridicularizados.

    Enfim…apesar dos percalços, sou fã da série e mesmo não concordando com tudo o que ela escreve, sou fã da Bárbara também.

  17. Carla

    Mauricio,

    Concordo com vc em tudo!

    Regiane, quem lhe obrigou a ler alguma coisa?????

  18. Maurício

    Regiane e Rafael

    Eu não estou me digladiando com ninguém, apenas fiz o possível para explicar o meu ponto de vista. Não é que me leve a sério apenas não quis deixar uma pecha de intolerante como um sujeito ai quis.

    Além disso…é tão divertido conversar sobre as coisas que a gente gosta, discutir idèias, expor nossas opiniões, faz parte da diversão de ver séries, filmes, ler livros. É só ver como funcionam os clubes do livro que muitas pessoas formam,inclusive blogs como esse.

    Eu dou graças a DEUS por ter coisas para dizer. O problema é que tem gente que tem preguiça de ler, a esses aconselho, então, que nem se dêem ao trabalho.

  19. Maurício

    Há….também sou fã da série, apesar dos percalços e erros cometidos. Só que ser fã não é idolatrar. Ignorar o que acha errado a achar tudo uma maravilha. É ter senso crítico e julgar pelos valores que possui.

  20. Carol

    Pessoal, cada um tem o direito de pensar de cada cena,de cada diálogo. Uma certeza temos, todos que postamos somos fãs da série que nada mais trata de realidades enfrentadas por todos nós. A Holly é certamente uma bis.. neste episódio chegou a me dar batedeira. Estou anciosa com o fim da temporada e o recomeço de uma nova…

  21. Patrícia

    Gente, quanta discussão! Depois de ler todas as opiniões, eu digo o seguinte: discordo da opinião do Maurício, mas aí eu acho que cada um pensa de um jeito, né? E se ele expôs a opinião aqui, é óbvio que alguém vai criticar, ou concordar… só acho que ele se ofendeu demais… concordo com a Regiane!

  22. Maurício

    Patrícia

    Se possível leia o que eu escrevi. Eu não me ofendi por discordarem da minha opinião, nem estou discutindo. Só quis me fazer entender e explicar que não sou intolerante.

  23. Maurício

    Patrícia

    Se possível leia o que eu escrevi. Eu não me ofendi por discordarem da minha opinião, nem estou discutindo. Só quis me fazer entender e explicar que não sou intolerante.

    Além disso discordar não é ofender.

  24. angela

    Bárbara …
    Seus reviews são ótimos e se vc insere comentários e faz avaliações é sinal de que B&S está mexendo mesmo com quem assiste. Só lamento que vc não publique o review um ou no máximo dois dias depois de o episódio ir ao ar. É que fico ansiosa – e curiosa – por eles.
    O eps de ontem foi tristíssimo … outro daquele eu não agüento, não.
    Uma question para todo mundo: alguém sabe se o Universal vai levar ao ar uma segunda temporada de B&S? Histórias como o divórcio da Sarah, o noivado da Kitty, o bebê de Tommy e Julia, a ida de Justin para o Iraque não podem ficar sem um final – de preferência, feliz.
    abs

  25. Maurício

    angela

    A segunda temporada está passando na TV americana. Acredito que vai passar no Universal lá para o fim do ano. O ruim de acompanhar séries americanas é o espaço que fica entre temporadas. Comcordo com vc e espero que ela retorne em Novembro no máximo.

  26. Patrícia

    Maurício

    Como eu havia escrito antes, eu li todas as opiniões, inclusive a sua, e continuo com minha opinião inicial…

  27. caio

    Eu senti a necessidade de postar quase um ano depois, pois só assisti o episódio agora. Eu realmente adoro a série, o jeito leve de levar as histórias, gosto muito da Holly também mas, após ler esse comunidado do criador sobre como ele levaria a série (http://www.buddytv.com/articles/brothers-and-sisters/brothers-sisters-creator-leave-15307.aspx ) eu não pude deixar de sentir um aperto no coração, sabendo que ele realmente teria aprofundado nos temas da guerra e suas consequências, o contraponto político entre Kevin e Kitty e, principalmente, já que é a unica coisa que eu realmente me desaponto às vezes na série, pela falta de material, material real e adulto para Sally Field e Patty Wettig, outra que eu adoro. Não que a cena entre as duas não tenha sido excelente, mas antes disso, Nora saindo com o professor cafajeste e Holly pegando o namorado de Nora, coisa que não é do feitio dela, apesar do que os roteiros recentes possam fazer parecer, me deixou triste, por estarem desperdiçando duas personagens/atrizes excelentes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account