Log In

Reviews

Review: Brothers & Sisters – Family Day

Pin it

Brothers & Sisters - Family Day
Série: Brothers & Sisters
Episódio: O Dia da Família (Family Day)
Temporada:
Número do Episódio: 11
Data de Exibição nos EUA: 7/1/2007
Data de Exibição no Brasil: 12/12/2007
Emissora no Brasil: Universal

Adoro dinâmicas de família. E a da família Walker é maravilhosa de se observar. A conclusão que se tem é que sua família e você não são doidos. Simplesmente cada família tem uma forma de expressar seu amor e carinho pelos pais e irmãos. E nesse episódio mostra duas pessoas tentando fazer parte desta dinâmica: Gabe e Holly.

Admiro a Sarah por ter assumido Gabe como filho. Não se vê muito disso na TV ou na vida real. Ela se considera a mãe dele e com razão. Na casa dela, suas regras. Sua atitude foi ótima. E isso só nos mostra que mãe dedicada que ela se tornou. E como a própria Nora disse: uma mãe maravilhosa.

Já a Holly é um caso a parte. Acho que os roteiristas estão forçando demais. O fato dela ser acionista lhe dá direito de trabalhar na Ojai Foods? Só vai resultar em problemas, assim como neste episódio e nos próximos (não é spoiler, é minha opinião, se eu acertar, que culpa tenho?). Só que ela não atrapalha sempre e é isso que incomoda. As suas idéias são boas, podem ser usadas. Mas, o que eles querem mostrar para gente? Que ela é humana, que errou, mas quer consertar os erros? Não sei, acho muito forçado.

E mais forçado e ao mesmo tempo real foi a Nora trabalhando na Ojai Foods. Foi forçado porque por mais que ela tenha ajudado a construir a empresa, essa construção foi do lado de fora. E real porque a atuação dela foi perfeita. Que mulher sensacional, as duas, tanto Nora quanto Sally Field.

Brothers & Sisters - Family DayBem, voltando a falar de dinâmicas, o que foi aquilo na rehab? Justin recebendo visitas de todos e ao invés de descansar em paz, os problemas de todos chegaram até ele. A terapia em grupo que tiveram que participar serviu para abrir os olhos de todos. Foi engraçada e séria, verdadeira. E vimos como o Justin se sente deslocado dos outros.

Não gostei muito da Kitty neste episódio. A sua escolha entre trabalhar para o senador ou não foi demais. Sei lá, toda a confusão com o Kevin por causa de política. Adoro política, em todos os sentidos e em todos os aspectos, mas família e política não se misturam. Isso já aconteceu anteriormente, mas os roteiristas continuam nos mostrando os conflitos internos na família Walker quando o assunto é política.

Foi um episódio bom, mas não excepcional. E, como sempre, a cena final foi o melhor do episódio. As palavras de Justin foram lindas: “Aquilo que vivo é para minha família”. E a fita foi emocionante. Nestes tempos de correio eletrônico, que é algo tão impessoal, escutar a voz da pessoa que você ama lhe trazendo notícias é algo libertador e renovador.

Séries citadas:

10 Comments

  1. Albert Fagundes

    Só estava esperando por esse review,ehehehe
    Que episódio viu!sensacional.Mamãe defendendo suas crias, ninguem tem defeitos, todos são iguais.Adooooro!!!!

  2. Bárbara, tenho que discordar de você, ao contrário do que você disse a Sarah só viu o problema com o Gabe por que ela não é sua mãe, caso o contrário ela faria como o marido, eria tentar amenizar o fato até não ter mais jeito, é isso que os pais fazem normalmente, não por mal, e nem por que são maus pais, mas quase sempre não querem ver a realidade.

    Quanto a Holly, eu também não achei forçado, e de longe acho que ela quer se desculpar por algo, na verdade ela quer é se mostrar, sair da nulidade que foi a vida dele durante os último 15 anos, e não está errada! Embora ter sossêgo seria muito melhor.

    Já a Nora, foi realmente perfeita a sua atuação. E a fita que ela mandou pro Justim foi linda, assim como foi muito bom o que o justin falou sobre ser um deles. Perfeito!

  3. Mônica

    Bárbara, eu concordo com a Fê (é a Fê ou o Fê?). Acho que fica mais fácil uma pessoa de fora ver um problema do que os próprios pais. Os pais tendem a super proteger a cria e a achar que um problema sério não acontece com seus próprios filhos. Até o problema se transformar num problemão.

    Conocordo quando você diz que os roteiristas estão forçando muito com a Holly. Que mulher mais cara de pau. Problema dela se ela ficou na nulidade por anos e anos. Ninguém a forçou a isso. E os filhos do William (que sempre disse que é o mais errado nessa estória toda) não têm obrigação nenhuma de engolir o sapo que ela é. Putz, não suporto a Holly! Por que ela não morre?

    Sally Field, sem comentários. Maravilhosa, como sempre.

    O melhor do episódio foi o final, com o Justin ouvindo a fita mandada pela mãe, junto à toda família. Foi lindo e emocionante.

    Ótimo episódio, ótima review.

  4. Eric Fernandes

    A cena da discussão na rehab só não é melhor que as cenas de gossip dos irmãos no celular. Estas são insuperáveis. Me divirto pacas com essa família Walker!

  5. Mica

    Ao contrário de você, Mommy, eu gosto da Holly (pelo menos até agora). O que não suporto é a atriz que a interpetra. Canastrona até o último fio de cabelo!
    Mas não gostei muito desse episódio. A única coisa que gostei de verdade foram as cenas com o Justin. Incrível que justamente ele é quem tenha salvo o episódio para mim.

  6. Mônica

    Mica, talvez a minha antipatia pela Holly se potencialize porque também não gosto da atriz. Ela é péssima! E trabalhar junto de Sally Field e cia não a ajuda em nada.

  7. Angela

    Concordo que a atriz que faz a Holly é péssima – canastrona e careteira (mas não é por isso que continuo detestando o personagem) E perto da Sally Field e da Rachel Griffiths, ela é um que desastre ainda maior.
    Justin continua me cativando, só acho forçado aquele movimento de mãe e irmãos no Spa (spa?!) Assim não há quem se cure!!!
    A família é mesmo ótima, cada um discute seus problemas sem censura, na frente de todos, uma família que, no entanto, não existe muito na vida real. Mas, querem saber? O que eu gosto de Brothers & Sisters é mesmo aquele tom de novelão, dramalhão entrecortado por ótimas piadas. (Aquela da Sarah dizendo ao Joe que precisava de uma bebida, mas que a vodca tinha acabado é uma pérola de sutileza e sacação)
    bjs

  8. É a Fê!!!

    E tbm concordo que a atriz que faz a Holly é péssima. Mas não odeio a personagem.

  9. Suzana Zanelato

    eu gosto de brothers and sisters, mas nao consigo assisitr por ser muito tarde! qual o problema da universal channel? so assisto nas maratonas…

  10. Angela

    Pois é, Suzana, concordo com vc que só dá para ver tudo nas maratonas. O eps de ontem foi fogo! Foi difícil ficar de olhos abertos com tanto anúncio. Os intervalos eram imensos, mal começava uma cena e eles cortavam para colocar anúncio. E isso numa série que começa às 11 da noite de uma quarta-feira. Será que eles não sabem que quinta-feira é dia de trabalho, estudo, malhação etc .. ?Realmente, é falta de respeito da Universal.
    Aliás, quem poderia me ocntar a conversa da Sarah com o Joe … foi curta mesmo ou perdi entre um cochilo e outro?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account