Log In

Reviews

Review: Brothers & Sisters – Date Night

Pin it

Cena de Date Night
Série: Brothers & Sisters
Episódio: Noite de Encontros (Date Night)
Temporada:
Número do Episódio: 5
Data de Exibição nos EUA: 22/10/2007
Data de Exibição no Brasil: 31/10/2007
Emissora no Brasil: Universal

Estes dias me deparei com um antigo episódio de Sex and the City que falava sobre a “Noite de Encontros”. Os americanos têm este conceito de encontros, que sempre fazem as pessoas se sentirem sem graça e agirem como bobas, ou simplesmente elas descobrem uma companhia maravilhosa. No último caso foi o meu querido Kevin que teve um encontro mágico com Scotty. Nora passou vergonha com o Dave, o empreiteiro. Tio Saul, sem comentários. Quero saber como os roteiristas vão levar adiante esse quase romance dele com Holly. E o “double date” foi desastroso.

Sempre no início de todos os episódios de Brothers & Sisters acontece algo que irá ser “o” assunto a ser tratado. Neste também aconteceu, quer dizer, mais ou menos, a chegada surpresa de Jonathan foi engraçada, como da última vez que ele apareceu e a Kitty caiu na piscina. Desta vez foi a estante que quebrou. Por causa da surpresa de Jonathan e dos Santas Anas. Sendo a única republicana que não tem uma arma em casa, ele deu sorte. Mas, no final das contas, a viagem não foi para ficar junto da namorada, foi para terminar o relacionamento.

O episódio foi centrado nos relacionamentos da família. No de Kitty com Jonathan, Nora com Jonathan, Nora com o empreiteiro, Tio Saul com Holly, Kevin com Scotty, Justin e Sarah e, menos, mas intenso, a falta de contato de Justin com Tommy.

A Ojai Foods é o personagem coadjuvante mais interessante na história. Os problemas financeiros são difíceis e causou muita discussão por parte da diretoria. A família Walker, contudo, está unindo Tommy e Sarah aos poucos. A conversa que tiveram após a reunião mostra que estão no caminho certo, um escutando ao outro e conversando sobre opções. Adorei o gesto de Jonathan ajudando a empresa, mostra uma pessoa de caráter, uma pessoa que você adoraria ter ao seu lado. Ele me conquistou no final da prorrogação, espero que ele volte.

Adoro a Kitty, mas o que foi aquela crise de ciúmes do Warren? Eu não gosto do Jonathan, mas o que ela fez foi patético, o único resultado só poderia ser esse: o fim do relacionamento. O ponto final. E agora, o que vai acontecer com ela e o Warren? Pelo visto, Warren é um mulherengo, já está com a Amber, vejo um padrão. A única coisa que salvou o jantar foi tocar Like a Star, da Corinne Bailey Rae.

Nora ao saber que Jonathan ia cozinhar ficou com ciúmes da sua cozinha. Quando ela o convidou para ficar em sua casa não imaginava que ele iria “tomar conta” de seu espaço pessoal. E quando o jantar foi um sucesso com a comida dele, ela não se agüentou. A sua necessidade de controle acabou por ser o ponto de início para outra briga com Kitty. O que seria um episódio sem a discussão entre as duas? Não seria um episódio normal. Nunca vi na televisão uma mãe e uma filha com tanto em comum e, ao mesmo tempo, são diferentes. Só que eu já cansei das brigas das duas.

As melhores cenas do episódio vieram de dois Walkers diferentes: Justin e Kevin. Justin é adorável, essa é a palavra que vem a minha cabeça. Ele com a sobrinha foi a coisa mais fofa da série. Dúvida: não sei dizer qual é a sua profissão, só sei que ele sabe RCP e aplicar injeções. Médico? Muito novo. Enfermeiro? Quem sabe!? Paramédico? Se tivesse que apostar, seria nesta opção. E quando vai ensinar a Sarah a aplicar injeções conseguimos enxergar que ainda há uma luz no final do túnel para que ele se recupere.

Já disse que Kevin é o meu personagem favorito? Agora sou sua fã de carteirinha, tirando alguns deslizes, foi um encontro muito bom. Pareceu muito fácil o modo que o encontro foi marcado. Queria eu ter essa facilidade! A minha parte favorita é conversa que os dois têm no restaurante:

Scotty:

Como você ficou tão fofo?

Kevin:

Eu nasci assim. Qual a sua desculpa?

Cena de Date NightE quando o Scotty e Kevin estão se olhando e não conseguem desviar o olhar. Ótima cena, tanto no restaurante quanto no apartamento do Kevin. Só tenho um problema em relação ao casal: todo episódio os dois tem uma conversa séria sobre homossexualidade. Não sei se é necessário. A série não veio para fazer tabu e ser para entreter.

Gente, será que essa antipatia pelo Tio Saul vai ter fim? Ela e a Holly, sem comentários. Quando Holly disse que o Saul era um egnima, ela tirou as palavras de minha boca. Não consigo definir o papel dele na empresa ou na família. O encontro dos dois só foi bom porque podemos ver a Nora com o David no mesmo restaurante. Ela bêbada foi hilário. Na escada com o irmão, hilário. E ela com o David falando de seu primeiro encontro em 40 anos, hilário.

Este episódio foi bom, não ótimo, foi mas divertido que o normal. Acredito que seja por isso que não chorei. E senti falta desse choro.

Séries citadas:

25 Comments

  1. Rodrigo

    Eu na verdade achei esse o melhor episódio até agora…tinha achado o de semana passada muito fraco. Tanto as cenas de comédia e drama se mesclaram muito bem.

    Quanto ao Justin: Na hora que ele acabou de aplicar a injeção na filha da Sarah, e todos olha espantados, ele faz o comentário de que é mais difíil ainda enquanto estão atirando…acho que isso tirou a dúvida do que ele foi fazer na guerra: Ele não era um soldado pra ir na frente de batalha e atirar nos outros, e sim uma espécie de paramédico da guerra.

  2. Tricolor de Coração (RJ)

    Bárbara Reis

    Excelente texto. Uma análise muito boa a respeito dessa série, me fêz pensar em coisas que eu não havia pensado antes. Parabéns.

    Também achei muito legal da parte do Jonathan que, depois de tudo, ele ainda tenha ajudado aquela família. Eu não faria, após ter sido traído e humilhado naquele jantar patético que Kitty programou com o Warren e ainda ser atacado daquela maneira pela matriarca da família. Achei aquele ataque grosseiro e hipócrita. E se fosse comigo responderia a altura, lembrando que ela é bem rica e capitalista para ser citica com o estilo de vida dele e perguntando se todos os funcionários da empresa ganham o mesmo rendimento que eles.

    Enfim depois de ser traído, humilhado naquele double date e atacado ferozmente pela sogra, não ajudaria mesmo. Não iria nunca mais querer encontrar essa gente.

    Mas acho que o Warren não seria tão galinha assim se a Kitty tivesse dado uma chance a ele. Lembra que ele foi procurar ela e ela que desiludiu ele de qualquer relacionamento mais sério. Talvez ele ao procurar a estagiária tenha tido por objetivo provocá-la. Achei o máximo quando a moça esfregou, sem querer, a idade dele na cara e o ridiculo da situação ao dizer: “…nessa boate entra gente de todas as idades, mesmo mais velhos como vocês…”. LEGAL!

    Pode ser caretice da minha parte mas achei muito cedo para a matriarca começar a se interessar por alguém. Acho que no momento ela deveria ficar focada nos assuntos da família e isso começar a vir lentamente no futuro. Mas que ela bêbada tava engraçada isso estava. Porém acho que foi cedo…

    Tio Saul e a amante é como você disse: “sem comentários”. Detesto aquele velho e tenho a desconfiança que ele foi o culpado pela bancarrota da empresa. A gota da água para eu detestar aquele velho foi o episódio passado quando ele falou que não precisava da benção da irmã nem nada. Ela tinha que ter corrido com ele da casa dela naquela hora. Cara filho da @&@$#. Ele acha que a mulher tem de encorar normalmente a situação. Vai te catar.

    Enfim. Bom episódio. Essa família sintetiza em uma única série várias coisas boas e ruins em diversas famílias. Mas sem sr suja ou groseira, Muito boa mesmo.

  3. Mica

    Muito embora eu ache lindo a Nora dar a sua benção ao Saul, eu acho que ele tem todo o direito de dizer que não precisa dela para buscar a sua própria felicidade. Não devemos viver pensando no que os outros vão pensar ou como os outros (mesmo os mais íntimos e queridos) irão reagir, mas sim percebendo o quão felizes a atitude que tomaremos nos fará…e quais as conseqüências dela e como iremos lidar com a situação.

    Achei o Justin aplicando a injeção um pouco…agitado. Eu, se fosse a criança, teria ficado mais assustada com a forma rápida com que ele apareceu e depois me carregou no colo, do que com a picada em si. A princípio achei que ele tivesse experiência pq era viciado (mas ele não injeta..imagino), já que tive um farmacêutico que usava drogas e aplicava injeções melhor do que ninguém (hohoho). Mas depois percebi que a prática dele advinha da guerra.
    De fato Justin parece uma pessoa que teria um grande futuro se não tivesse se atolado até o pescoço na sujeira da guerra e suas conseqüências.

    Amo o Kevin e achei uma graça seu encontro com o Scotty. E quando o Scotty vai pedir desculpas e diz que na verdade estava inseguro…achei muito bom o Kevin dizendo que era bom ver que ele não era tão elevado (esqueci a palavra) assim, hehe.

    Kitty e Nora…até agora não engoli a forma como as duas se dão bem. Para mim as duas são típicas mãe e filha. Não parece que ficaram dois anos sem se falar e que temiam tanto o reencontro. Apesar do povo falar sempre sobre as brigas das duas, tudo o que eu vejo ali são discussões normais entre familiares que se amam e tem pontos de vista diferente…o que acontece em toda família. No piloto parecia que havia algo mais difícil de lidar entre as duas. Eu sinceramente acho isso uma falha, mas…todo o restante compensa.

    E fiquei tristíssima com o término do relacionamento com o Johnathan. Eu gostava muito dele (além de ser lindo) e o cara demonstrou ter caráter, diante de uma família a quem ele tinha todo o direito de ignorar. E mesmo sua conversa com a Kitty terminando tudo foi decente e ponderada. Virei fã ^_^. Já a Kitty…gosto dela, mas ela definitivamente não é um modelo a ser seguido, tanto politicamente quanto pessoalmente.

  4. Rafael

    Gostei muito do cap. Como disseram acima, melhor que o passado, ou pelo menos me prendeu mais.

    Essa semana saiu o cap. 6 da segunda temporada, ao qual estou já assistindo desde quando estreou e só agora percebo o quanto está mudado da primeira temporada.
    Não sei se é porque a primeira temporada sempre é aquela a qual devemos nos interagir e conhecer os personagens e a trama. Para mim, realmente, essa série está cada vez melhorando, tanto na trama, quanto nas atuações em si.

    Lembro quando vi no youtube um vídeo que passou na ABC (um trailer). Era outra atriz a Nora e o Kevin também. Ao meu ver, foi uma boa jogada substituirem eles dois por Sally e Matthew. São exelentes astros e se encaixaram perfeitamente no papel.

    Até o próximo review XD

  5. Alvaro

    Brothers & Sisters é o tipo de série que estava faltando no meu prime Time… até agora a série está boa demais…. vamos ver como seguirá até o fim da temporada…

  6. Paula

    Nunca tinha assistido (tento me concentrar nas séries da Sony, Warner e FX, e mesmo assim é difícil dar conta…) e vi a maratona da Universal na madrugada de sábado para domingo. Amei! Eu já estava sem sono, quando comecei a assistir ele foi embora de vez! Espero que continue assim. Barbara, seu artigo foi ótimo (aliás, todos – fui atrás deles depois desse final de semana) e concordo com quase tudo o que você disse. Só não antipatizo com o Saul tanto assim… rsrs, só acho ele meio esquisito. O que eu achei mais fofo em todo o episódio foi quando, depois do Justin aplicar a injeção na sobrinha, todos na mesa ficaram com o orgulho e admiração por ele estampados no rosto, e o Kevin pergunta “quem era esse homem com a máscara?”, chamado o irmão de super herói.

  7. Bárbara,

    Seus reviews são sempre ótimos!

    Tenho uma coisa a falar do Jonathan… ele é perfeito demais… tanto que toma conta. Lembro que no eps piloto o Kevin disse que a Kitty some perto dele, mas na verdade não é só ela, ele faz isso. Neste eps (apesar da sacanagem que a Kitty fez com ele) ele mostrou isso quando tomou conta da casa da Nora. Ela tava errada em agredí-lo daquela maneira, mas ele também não tinha o direito de tomar conta da casa dela como fez.

    A Kitty, tava errada desde o início… primeiro fez um discurso moralista contra traíção e na cena seguinte tá ela traindo também… E no eps seguinte fica dando uma de amiga, mas agora que o cara tá lá, engolindo todo o seu orgulho, ela faz o quê, marca aquele jantar ridículo. Olha aquilo não foi só imaturidade não, foi… foi… não tenho nem palavras… foi muito feio.

    Adorei a cena do Justin, mostra realmente como ele é legal…

    Os encontros… assim como a bárbara, eu também amo o Kevin… e de todos os encontros, foi o dele que eu amei. Pena os deslizes de tradução… Mas no final quando ele admite para o Scotty que ele tava certo… e a vizinha olhando o beijo deles… com aquela cara de “que absurdo!!!” mas não parava de olhar… foi muito boa essa parte.

    Eu chorei quando o Jonathan termina com a Kitty… achei triste… porque não precisava ter chegado ao ponto que chegou. Ele realmente gosta dela e naquele momento a ficha dele caiu… ele percebeu que ela não sente o mesmo.

    Caramba, como eu falei. Até o próximo.

  8. Mônica

    Só eu que não gosto do Kevin com o Scotty? Sério, gente, eu amo o Kevin. Ele é fofo demais. Mas acho que ele e o Scotty não têm nada a ver. Também não gosto de todas as vezes que eles se encontram eles têm conversar sobre homosexualidade. Talvez se deixassem essas conversas de lado eu conseguisse gostar mais do dois juntos. Mas (embora o Scotty seja uma graça) acho que Kevin é muita areia pro caminhaozinho dele.

  9. Guibarranco

    A série realmente melhora a cada episódio.
    Pra mim o highlight desse episódio foi a cena onde o Scotty se desculpa com o Kevin.
    Fala sério, o cara se abriu inteiro, admitiu que se sentia inferior, que o outro intimidava ele, e mais, admitiu que errou ao fazer um julgamento equivocado sobre o caráter do outro. É muito raro alguém se expor dessa maneira, falar tão abertamente sobre seus erros e defeitos. Enfim, achei bem legal a cena.
    Sobre a Kitty e o Jonathan, bom, o que eu posso dizer? O Jonathan já vai tarde. Nos dois primeiros episódios peguei uma birra dele, pois ele só anulava a Kitty, só pensava nele, no que ele queria, na carreira dele, e nunca nela. Depois ele ainda melhorou um pouco, quando aceitou se mudar pra California pra ficar com ela, mas aí já era tarde, já achava ele um egoísta de marca maior…
    Enfim, acho que ela ficaria melhor com o Warren, e acho injusto classificar o Warren como mulheirengo, pois ele só começou a dar em cima da estagiária DEPOIS que a Kitty disse na casa da irmã que não queria nada com ele. Aí ele partiu pra outra, mas não acho que isso faça dele um galinha.

  10. solange

    Acho que Justin aplicou a injeção na sobrinha tão bem porque costumava se ‘picar'(e olha que sou fã dele). Posso até está errada, mas essa foi a primeira impressão que tive. Outra impressão que tive é de que Dave, o empreiteiro é gay.
    Achei ótimo o que o Warren fez com a Kitty, vamos combinar, ela não está com essa bola toda pra ter dois lindissimos homens brigando por ela. Está sempre com aquela cara de carente mal-amada.A melhor parte foi do Kevin com o Scotty.

  11. Mônica

    Não acho que o Jonathan anulava a Kitty. Acho que ela se deixava anular, é bem diferente.

  12. Marcos

    Mônica, concordo: o Scotty é o clássico caso de gay politizado, um saco!

    O Justin é insuportável, talvez até pelos recursos franciscanos do ator. Tomara que volte para o Iraque!

    O resto da série é sempre muito bom!

  13. Mica

    Também acho que a Kitty é quem se deixava anular…tanto que quando ela se impôs, ele refletiu e aceitou os termos dela, pois viu que tinham coerência.
    Assim como também não acho que ele chegou-chegando na casa da Nora. Ele falou com a Kitty sobre o jantar e era sua forma de tentar agradar a família, unir todo mundo, mostrar que queria fazer parte daquele povo. O problema é que a Nora é controladora e a Kitty fez o favor de não contar para ela os planos do Johnathan, aí o coitado ficou naquela saia justa.

    Como eu tinha comentado, minha primeira impressão também era de que o Justin usava tão bem a agulha por ser usuário, mas…não sei se ele usa drogas injetáveis. Acho que o negócio dele são remédios, não? Seja como for, gosto mais da idéia dele estar acostumado por causa do Iraque.

    O Scotty pode até ser politizado demais, entretando acertou em cheio no caso do Kevin e fez o cara olhar para o próprio umbigo e ver que precisava tomar alguma atitude se queria realmente ser feliz.

    E eu preciso de mais episódios!!! Amei essa série, viciei. Uma pena que não tenha pausa no final do ano…(egoísta! Quando eu estou com a tv em casa e sem nada para fazer nas férias eu não quero reprise de nenhuma espécie, hehehe).

  14. Daniel

    Liga nao pessoal, vou logo avisando, o episodio 9 e 10 são extraordinarios!se nao me engano faz uma sequencia: episodio 8, 9 e 10.Pra flar a verdade os proximos sao otimos tb.Mas vai começar a flar sobre os problemas globais em relaçao a familia q é fantastico!
    abraço

  15. Rafaelly

    Adorei o encontro do Kevin com o Scotty…Fofinho demais!!!
    Achei q o encontro da Norah com o Treat Williams foi muito cedo tb.Ela tinha que ficar na fossa mais um tempinho…sei lá!
    Quanto ao Johanatan, achava dispensável, assim como o Warren, mas cá entre nós, nesse episódio o Johnatan se mostrou um cara bem legal.Não pareceu o tal controlador q os irmãos dela diziam q ele era…Aliás, ele só me pareceu assim no primeiro episódio.
    E o q foi aquele ataque da Norha pra cima dele?Até parece que ela é pobre…Mó hipócrita!

  16. Mônica discordo de você, adoro o Scotty com o Kevin, e acho ele muito fofo (como ele mesmo diz)… E não acho ele um gay politizado demais, mesmo porque todas as vezes que ele tocou no assunto foi porque a situação pediu.

    Acho que todos concordamos que a Kitty errou muito neste eps, o tempo todo. A verdade é que ela não quer adimitir que ficou afim do Warren, e a impressão que tive é que ela escolhe seus relacionamentos pela posição política que eles têm, o que é ridículo.

    Eu tbm acho que a pratica que o Justim tem, veio da Guerra, embora eu não descarte que ele use drogas injetáveis.

  17. Paula

    Ê povo! É LÓGICO que veio da guerra! Que dificuldade de interpretação!!! Ele falou sobre os tiros, a família ficou orgulhosa… se fosse porque o cara se pica, o clima ia ficar constrangedor, só isso. Vamos prestar mais atenção!

  18. solange

    Paula,’POVO’, não é dificuldade de interpretação. A impressão que tive de que ele aplicava bem a injeção porque ‘se picava’, foi justamente pela reação da familia com um misto de medo e surpresa,levando em conta a vida pré-gressa dele.
    E eu presto bastante atenção nas coisas, por exemplo não te conheço pessoalmente mas já Interpretei seu jeito de ser: bem chatinha.

  19. Morgana

    nossaaaaaaaa!!
    vi a amaratona dessa serie q passou sábado!(acho)e tô amandoo!
    confesso,ainda tô me situando!!
    hihihi…sabendo do enredo e dos personagens direitinho!to lendo seus reviews e tá ajudando muitooo!to fã de brothers and sisters!!
    pode ter certezaa!vou vim aqui com frequencia!

    =*

  20. Paula

    Solange,
    Algumas correções: a reação da família não foi “um misto de medo e surpresa”, e sim de admiração e surpresa (anote na sua agenda: estudar expressões faciais). A palavra pré-gressa não existe (o correto é pregressa – anote na sua agenda: estudar gramática). E eu não sou chatinha.
    Beijinhos!

  21. Essa série é o máximo, o eps de ontem foi ótimo… acho que o melhor até agora, e pelas chamadas o eps da próxima semana será ótimo.

    Tô ansiosa pelo próximo review.

    Abraços

  22. solange

    HA,ha,ha, Tudo bem Paula, eu errei.Você não é chatinha,é CHATONA. Deveria se candidatar a fazer correções gramaticais aqui no TeleSéries, iria achar cada absurdo!!!Poxa, se eu for ver um seriado preocupada com a expressão fácial de cada personagem tentando advinhar o que ele pensa não teria graça,não teria diversão. Gosto de surpresas, de suposições. E é por isso que gosto de frequentar essa página, pra me distrair sem maiores compromissos.
    Anote na sua agenda:Futuramente passe batida pelos meus comentários, porque sempre irá encontrar impressões que tive realmente,sem querer provar isso ou aquilo, só quero me divertir.
    Beijões.

  23. cecilia

    amigos,desculpa me meter no meio do assunto d vcs massssssss…eu gostaria de saber um pouco da vida(ou tudo)do q vcs sabem sobre a vida do kevin,é q tive q fikr um bom tempo sem ver broters & sisters e acho esse personagem tão fofo,por favor me ajudem.bjsssssssss,e obrigada desd já.(ahhhh,ñ esqueçam é tudo mesmo).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account