Log In

Reviews

Review: Battlestar Galactica – Taking a Break From All Your Worries

Pin it

Cena de Taking a Break From All Your Worries
Série: Battlestar Galactica
Episódio: Taking a Break From All Your Worries
Temporada:
Número do Episódio: 51
Data de Exibição nos EUA: 28/1/2007
Data de Exibição no Brasil: 26/5/2007
Emissora no Brasil: TNT

Graças aos Deuses, sábado, Battlestar Galactica, décimo terceiro episódio da segunda temporada. Faltando apenas sete episódios para o final, damos uma parada (novamente) na trama envolvendo a Terra e vamos resolver as questões entre Lee, Dualla, Kara e Anders. Sendo assim sem perder mais tempo vamos ao review.

Gaius Baltar

Logo de cara vemos o que acontece com o ex-presidente após a sua prisão. Alucinado pelas visões da Seis, ele resolve cometer suicídio.

Em uma seqüência que chegou a me convencer de que ele era um cylon, o vemos no recipiente de download dos cylons, naquela gosma nojenta, rodeado por três modelos Seis, ele comemora:

Então ninguém foitraído, eu nunca fui um deles.

Mas pobre Gaius, tudo não passava de uma alucinação. As cylons começam a afogá-lo e ele está se enforcando (a sensação deve ser parecida). Fiquei com pena, tudo que ele queria era não ser um traidor, era a aceitação da sua raça (seja ela qual for). O que ele mais teme é a rejeição e o desprezo e é isso que ele ganhará dos humanos na Battlestar. Logo, na mente dele, é preferível à morte ao desprezo, ou mesmo ser um cylon. Mas, claro, ele acaba não morrendo.

Descobrimos durante uma reunião que Baltar está se negando a comer e que não quer revelar os fatos de conhecimento dos cylons. Como fazer pro ex-presidente cooperar?

Soluções simples, primeiro vigiar, através de câmeras, o doutor pra que ele não tente se matar novamente. Segundo, tentar dialogar. Roslin tentou, mas o que aconteceu foi uma áspera discussão entre os dois, com muitas acusações por parte da presidente e Gaius respondendo negativamente a todas. Roslin ordena então que atirem Gaius pra fora da nave. Ele clama por um julgamento justo, e mais uma vez Gaius se salva – a presidente estava blefando pra ver se Baltar revelava algo e ele não cedeu.

A terceira hipótese foi dar uma de Jack Bauer e mandar ver na tortura psicológica com uma espécie de alucinógeno. Essa solução não me agradou muito, pois botava em risco a vida de Baltar mas, pensando melhor, eles tinham que arriscar, já que ele não queria contribuir para informar as descobertas dos cylons. Baltar é torturado e começa a enfrentar os seus próprios demônios. O Doutor se vê imerso em água e questionado por Adama e Roslin tenta convencê-los e convencer a si mesmo que não fez parte dos ataques as Colônias:

Eu não sou responsável!

Será que não Gaius? Eu pessoalmente acho que Gaius foi realmente enganado, mas ele foi muito negligente ao dar os códigos a Seis. Mas o fato é que Baltar agüenta a tortura de uma forma impressionante e nada revela sobre os planos dos cylons. Revela somente que procurava pelos cinco finais, que ele queria ser um dos cinco. A presidente não entende, mas Baltar explica que sendo um cylon todos seus pecados seriam perdoados, porque ele só quer ser aceito.

Depois é a vez de Gaeta ser acionado para tentar arrancar do Baltar informações sobre os cylons, já que eles trabalham juntos em Nova Caprica. Baltar desabafa:

Eu sei que sempre fiz o que devia ser feito.

Baltar descobre a jogada de Adama ao enviar Gaeta. Ele insulta o rapaz, diz que ele sabia que Gaeta ajudava a resistência em Nova Caprica e permitiu. E acusa Gaeta de jogar dos dois lados, dizendo que ele sim foi obrigado a cooperar com os cylons, pois teve uma arma apontada para sua cabeça. Baltar pergunta:

Então quem é o verdadeiro traidor nesse lugar?

Gaeta parte para cima e tenta matar Baltar, mas (in)felizmente não consegue. As câmeras filmaram Gaeta, e os soldados conseguem chegar primeiro e evitar a morte de Baltar. Mas ver o pescoço de Gaius sendo furado foi realmente emocionante. Por fim, Roslin acaba por aceitar e concede um julgamento a Baltar.

Kara e Anders; Lee e Dualla

Finalmente chegamos ao fim, ou ao menos resolvemos por ora, o chove não molha de Lee e Kara. O rapaz dá um basta na loira e prefere ficar com a sua mulher. Como isso aconteceu? Vamos ver.

Após brigar com suas mulheres Lee e Tyrol vão pro bar (devem ter aprendido com o Tigh). Tyrol comenta:

Ao casamento. O motivo de termos bares!

Lee chega completamente bêbado no seu quarto, Dee esperava acordada. Após pequenas farpas o rapaz deita pra dormir, enquanto Dee conversa e acerta detalhes de um jantar no dia seguinte. Apollo a ignora e cai no sono, numa realmente desprezível a atitude.

Vemos Kara e Anders, ele indaga sobre o destino especial dela, a loira brinca:

Kara Thrace e seu destino especial. Isso soa como nome de uma banda ruim.

Anders segue falando, e finalmente pressiona Kara perguntando:

Você o ama?

A moça incrédula parece não acreditar. Os olhos de Kara se enchem de lágrimas e sua voz fica embargada, e ela responde apenas talvez, mas é o suficiente pra Sam incentivar Kara a seguir seu coração e lutar pelo amor de Lee. Surpreendente a decisão de Sam – e de fato se você ama a uma pessoa você acaba por colocar a felicidade dela na frente da sua.

Depois é a vez de Dualla pressionar Lee, questionando se ele não vai se encontrar com Kara, Lee joga a culpa em Dee, diz que o único problema é que ela não confia nele. Muita cara de pau (ou seria Kara de pau?), mas Dee não foi à mulher submissa que todos estão acostumados a ver, ela desabafa pega suas coisas e resolve ir embora:

Isso não é um casamento, Lee. Isso é uma mentira.

O desabafo dela foi lindo, primeiro porque mostrou o quanto ela ama Lee, afinal ficar com uma pessoa mesmo sabendo que ela ama outro e sabendo que um dia aquilo vai ter um fim é tarefa das mais ingratas. Mas como disse Dee, ela amava tanto Lee que se achava sortuda só por ter ele por aquele breve período de tempo. Ela acaba por liberar Lee pra ir atrás de Kara.

Então quando tudo se desenhava para o casal Lee e Kara finalmente vingar, as coisas começam a dar errado. Kara propõe: se ela abandonar Sam, Lee abandona Kara. Mas Lee sabe que Kara muda de opinião rapidamente e não se rende.

Então finalmente o filho de Adama percebe ao conversar com Tyrol. Questionando se ele sente falta de Boomer, entende que nem sempre quem nós amamos mais é a pessoa certa. Tyrol diz não se perguntar “e se” ele estivesse com Boomer, e diz não lembrar da cylon, de fato ele está muito feliz com seu filho e com sua esposa.

Assim Lee entende que por mais que Kara o ame, somente amor não faz um relacionamento. Kara é instável, não é uma pessoa 100% confiável para se entregar o coração e é impossível criar uma vida do lado de uma pessoa assim. Anders passou por isso e Apollo percebe que por mais que Kara seja seu amor, ele terá uma vida muito mais feliz ao lado de Dee.

E em uma virada nada habitual nos “happy endings”, o mocinho não fica com a mocinha – fica do lado da mulher com quem ele realmente pode ter uma vida.

Cena de Taking a Break From All Your WorriesMas tenho que fazer uma ressalva, se Kara é inconstante, Lee também não ficou atrás, ele pareceu uma criança mimada, brigou tanto por Kara que quando conseguiu não quis mais. E fez o contrário com Dualla, teve sempre a moça do seu lado mas precisou perdê-la pra ver o quando ela lhe faz falta e o quanto ele a ama.

Mas como diz o ditado “antes um passarinho na mão do que dois voando”. Lee, em sua indecisão quase que acabou perdendo a pessoa com quem ele queria ficar, e muitos perdem a mulher que amam assim. Lee então declara para Dualla:

Você é boa para mim. Eu preciso de você (…) Por favor, me dê outra chance.

E para sorte de Lee, Dualla o aceita de volta. Dualla se julgava sortuda, no fim nós percebemos que o sortudo na verdade é Apollo.

E Kara, bem ou mal a moça fica sentida por Lee ficar com Dualla, mas acho que ela é mais feliz ao lado de Anders, que a aceita do jeito que é.

E assim acaba o episódio e eu acabo o meu review, nos próximos episódios veremos então o julgamento de Baltar, e saberemos mais sobre o passado de alguns dos personagens principais.

Curiosidades do episódio:
• Esse é o segundo episódio da série dirigido pelo Edward James Olmos.
• O título do episódio é um quote parcial da música tema da sitcom Cheers, chamada Where Everybody Knows Your Name. O quote é “Making your way in the world today takes everything you’ve got/Taking a break from all your worries, sure would help a lot.”
• 41,403 sobreviventes, dois a mais que no último episódio.
• Um período de tempo razoável parece ter passado, uma vez que a mão de Kara parece curada e a barba de Baltar está bem maior do que quando ele foi capturado.
• O episódio foi originalmente planejado pra se focar no Joe’s Bar, por isso o nome do episódio.

Séries citadas:

Viciado em séries desde 1998, quando gravava os episódios em fitas cassetes para assistir depois (estou ficando velho). Minhas séries prediletas são: Battlestar Galactica, Boston Legal, Ally Mcbeal, Quantum Leap, Dexter, X-Files, GoT, TWD, Seinfeld, dentre outras! Atualmente sigo buscando séries que forneçam algo mais do que um passatempo de qualidade, ainda que para tanto precise recorrer a séries antigas que não vi.

36 Comments

  1. Eduardo

    Esse Baltar está com a “barra suja”.
    Foi torturado pelos Cylons, e agora é torturado pelos humanos.
    Parece que todo mundo quer torturar esse pobre coitado !

  2. Alinne

    Concordo com o Eric,Baltar so faz burrada mesmo!!!

    E como sempre,otimo texto Lucas muito bom!!!!

  3. Rô Floripa

    Graças aos Deuses, chegou a review.
    Eu não consegui assistir neste final de semana, estava ansiosa pela review. Pelo texto do Lucas sei que perdi um grande episódio, mas pelo menos consegui ter uma ótima idéia do que se passou. Parabéns, está cada vez melhor.
    Pois é, só amar não basta. É preciso querer que dê certo, e lutar para que aconteça. Uma relação de amor de verdade é uma coisa que exigiria muito da Kara, ela não consegue. E os roteiristas conseguem abordar este tema numa série deste tipo sem ser peigas, o que destoaria totalmente do show.

  4. Darth Cesar

    Episodio pra mim meio estranho, as vezes parecia que ia descambar pra um novelão mais de repente engrenou e quando vi, pimba, acabou, agora esperar mais um semana…
    Ao contrario daquela historia lá do Kansas, aqui pelo jeito não tem enrolação, infelizmente não da pra confiar na Kara, ta certo o Lee, agora, os dois são o Ross e Rachel da vida, no fim eles tem que ficar junto, mesmo sendo um baita cliche.
    O Baltar é muito inteligente e um sobrevivente, consegue se equilibrar levando pau dos dois lados, depois do Adama e da Laura, já é o meu personagem favorito, grande atuação do James Callis(acho q é esse o nome dele).

  5. Darth Cesar

    Episodio pra mim meio estranho, as vezes parecia que ia descambar pra um novelão mais de repente engrenou e quando vi, pimba, acabou, agora esperar mais um semana…
    Ao contrario daquela historia lá do Kansas, aqui pelo jeito não tem enrolação, infelizmente não da pra confiar na Kara, ta certo o Lee, agora, os dois são o Ross e Rachel da vida, no fim eles tem que ficar junto, mesmo sendo um baita cliche.
    O Baltar é muito inteligente e um sobrevivente, consegue se equilibrar levando pau dos dois lados, depois do Adama e da Laura, já é o meu personagem favorito, grande atuação do James Callis(acho q é esse o nome dele).
    Se for duplicado, desculpe.

  6. Marcelos

    Valeu Lucas! seu review me salvou outra vez! ainda estou sem tv a cabo!!!! Poxa, queria muito ver o julgamento do Baltar. Será que vão jogar ele no espaço? será? queria muito ver isso. E essa estória de ele só querer ser aceito, baaa!!! coisa de menino chorão! isso não é coisa de quem já foi presidente!
    Quanto ao Lee, ele fez bem em naum ficar com a Kara, mas fez mal em ficar com a Dee. Ele não gosta dela pow! o cara não sabe ficar só, não???
    É isso aí.

  7. Paulo_fiaes

    Episodio mto bom, Kara e Lee, n sei se eles ficam junto no final, BSG n tem a cara de uma série q vai ter final de novela.

  8. Lucas Barreto Gomes Leal

    obrigado gente!!!
    e Rô que azar em vc tem perdido bons episodios!!!

    e Dath eu ESPERO do fundo do coração que acabe Kara sozinha e o Lee com a Dualla, pq essa coisa de ‘o amor sempre vence’ além de totalmente irreal é um baita cliche!então prefiro deixar ele com a Dualla que ama ele tanto ou mais que a Kara!
    James Callis é esse o nome dele sim Darth ;)

    e to contigo Paulo não sei não se eles ficam juntos no final, e espero que não fiquem!!!

    Marcelos já vi o julgamento do Baltar e te garanto é MTO bom o episódio, tente ver que vc não vai se arrepender, mas se não der leia os reviews que eu vou tentar ao maximo ajudar quem não viu!;)
    e acho que ele gosta da Dee sim, só que ele gosta mais da Kara, mas agora acho que ele sabe com quem quer ficar e pq quer ficar com ela!!!então creio que se ele ficar com a Dee ele vai ser super feliz!!!

  9. Rô Floripa

    Pois é Lucas tenho perdido episódios muito bons mesmo. Mas eu não sacrifico nada em função da TV. Se tem algum programa com a família no horário, ou se estou com sono, tenho visita, etc, deixo a TV de lado. E neste horário medonho que a TNT insiste, geralmente tenho outras prioridades, e o horário da reprise é de matar. Mas teus reviews tem me alvado.Também dou uma olhada no TV.COM, mas me policio para não ler spoliers nos episódios que ainda não passaram aqui. Como não tenho paciência de baixar no PC, qualquer dia eu compro o box e assisto tudo de uma sentada só – hehehe.

  10. Rô Floripa

    Eu destesto quando eu coloco um comentário todo desenvolvido e ele não aparece.
    Pois é Lucas, tenho perdido alguns. Mas ainda bem que tem tuas reviews que me colocam a par do que aconteceu. Espero não perder os próximos, pois eu acho que este julgamento do Baltar vai ser ótimo. Vamos ter um drama de tribunal dentro de uma espaçonave – hehehe.

  11. Lucas Barreto Gomes Leal

    entendi Rô…
    e conselho quando o comentário não for manda um comentário com um ponto . que ele acaba indo…
    e sempre tenta dar um copiar no texto antes de mandar, assim se não for mesmo com vc mandando o . (ponto) vc manda de novo!!!
    ;)

  12. Milena

    Um bom episódio. Mas da mesma forma que aconteceu com Grey’s essa semana, eu esperava mais pelo que li de spoilers. Agora essa história Kara/Lee tem acabar. Já deu o que tinha que dar. Está muito chato. Depois daquele episódio da luta de boxe, achei que ia se resolver logo, mas ficou numa lenga lenga, que pra mim só atrapalha o desenvolvimento da história.

  13. Lucas Barreto Gomes Leal

    Milena discordo de vc eu acho que não teve lenga lenga não, depois da luta de boxe teve o episódio do olho de jupiter e rapture aonde avançamos bastante com a historia e tb com a drama Kara e Lee (o que resultou nesse episódio)
    e o episódio da morte da Kat, aonde NADA avançou na série devido a falta de comida, que a busca pela planeta foi o unico assunto levantado ali, junto com o passado e morte de Kat
    ou seja não vi lenga lenga não, o episódio do boxe foi a 3 episódios atrás, de lá pra cá dois episódios foram focados na terra e TB mostrou a trama de Lee e Kara e esse teve sua resolução!

  14. João Luiz

    Prezados comentaristas, faladoristas, amigos e leitores da coluna mais badalada da NET, sou compelido, recheado de tristeza, a informar que agora é oficial o fim de nossa tão querida BSG. No link que coloco tem tudo que foi divulgado dia 01/06/2007 (http://www.omelete.com.br/teve/100005955/Confirmado__Battlestar_Galactica_chega_ao_fim_depois_do_ano_quatro.aspx)
    Sei que ainda temos muito tempo e assunto para discutirmos sobre este assunto. By the way Lucas, vc ARREBENTA!!!!
    Falaremos mais depois bye.

  15. Patricia E.

    João, essa notícia me deixa triste e feliz. Triste porque uma ótima série chegará ao fim; feliz porque ela ao menos terá um final, que não será feito às pressas porque o canal resolveu cancelá-la na última hora ou, pior, se cancelassem no meio do caminho e a série ficaria em aberto, como um livro cuja última página foi arrancada.

  16. Rô Floripa

    Eu cada vez mais gosto mais de Battlestar Galactica. Eles têm um cuidado na produção muito especial. É nos roteiros, na continuidade, na elaboração e desenvolvimento dos personagens e isto se percebe com este anúncio antecipado de que esta será a última temporada. Assim eles podem terminar todas as subtramas com o mesmo cuidado. Algo semelhante aconteceu com The West Wing. Eu, particularmente achava que TWW era uma série com data de validade especificada. Quando acabasse o mandato Bartlet teria que acabar o show. E eu, apesar de amar a série, fiquei feliz como terminou. É melhor terminar de maneira bem feita do que virar uma zumbi se arrastando como ER tem feito nas 4 últimas temporadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account