Log In

Reviews

Review: Battlestar Galactica – Exodus – Part 2

Pin it

Cena de Exodus - Part 2
Série: Battlestar Galactica
Episódio: Êxodo – Parte 2 (Exodus – Part 2)
Temporada:
Número do Episódio: 42
Data de Exibição nos EUA: 20/10/2006
Data de Exibição no Brasil: 24/3/2007
Emissora no Brasil: TNT

Graças aos Deuses mais um sábado chegou e com ele o quarto episódio da terceira temporada, e assim pudermos ver como o almirante Adama salvou as pessoas em Nova Caprica, como os cylons receberam esse ataque e como o coronel Tigh resolveu seus problemas com Ellen.

Escrever essa coluna essa semana é uma grande responsabilidade, quem viu o episódio sabe bem o motivo – escrever sobre um dos melhores episódios já produzidos não é das tarefas mais fáceis e nada que eu escreva aqui vai chegar próximo do brilhantismo deste episódio. Portanto, quem não viu não ache que lendo por aqui vai saber mais ou menos como foi, só vendo pra saber mesmo o que foi Êxodo – Parte 2.

A primeira cena já mostra que a tarefa de retirar as pessoas de Nova Caprica não vai ser das tarefas mais fáceis e a conversa entre Dualla e Apolo desanima sobre a possibilidade de sobrevivência da Battlestar Galactica ou mesmo da missão de resgate ter sucesso.

Mas como duvidar do Almirante depois de tudo que ele já fez? Lutar contra as probabilidades quando não existe mais esperança, trocar a sua vida pela dos outros, morrer pra salvar a humanidade, ele estava disposto a tudo isso e, claro, foi recompensado.

E pergunto como continuar em busca da Terra sabendo que seu pai vai morrer? Apolo não conseguiu isso e graças a ele a Galactica e toda sua tripulação foi salva. Em troca a Battlestar Pegasus foi destroçada pelos cylons, mas óbvio que tanto para Lee como para frota essa troca valeu a pena.

Em Nova Caprica os atos de Ellen finalmente refletiram contra ela. A morte foi uma punição justa? Eu que pessoalmente sou contra a pena de morte, acredito que não. Mas em razão do fato dela ter traído a humanidade e colocar a existência dos humanos em risco, não consegui ter outro sentimento ao vê-la morrer do que o de justiça, mesmo achando que ela podia ter outro destino. O mais chocante da morte de Ellen foi ela ter sido executada pelo coronel Tigh. O sofrimento dele ao ter que cometer o ato ao mesmo tempo que sentia que Ellen merecia isso foi realmente conflitante e ficou estampado na cena. Eu jamais conseguiria fazer o que Tigh fez, mas como disse Anders antes ela morrer pelas mãos do coronel do que pelas de outro. Pelo menos Ellen morreu sem dor e de uma das formas que mais gostava de viver, bebendo.

Na Colonial One, Baltar tenta convencer os cylons a simplesmente assumirem a derrota e irem embora, mas a resposta da número Três deixa claro o principal motivo de tanto ódio que perdura entre vários povos:

O que fariam se simplesmente deixássemos vocês aqui? Viveriam suas vidas em paz ou criariam suas crianças com histórias sobre os cylons (…) Assassinos que cometeram genocídio contra a sua raça? (…) Diriam a eles a história para suas crianças. E para os filhos dos seus filhos e manter o sonho de vingança através dos anos, para que um dia eles fossem através das estrelas caças os cylons.

Baltar somente responde:

Sangue por sangue, isso tem que parar um dia.

Mas nesse exato momento, começa o ataque dos rebeldes, irônico não? E aqui o episódio começa pra valer, as cenas de ação e a tensão que se seguem são indescritíveis, ao ver e rever esse episódio a tensão continuou igual, mesmo sabendo o que ia acontecer à expectativa continuava a mesma.

O golpe de Adama pra simular uma Battlestar no dradis dos cylons através da união dos zangões de vários Raptors foi algo de mágico. Ao descobrir para o que eles tanto treinaram, eu simplesmente me rendi diante de tamanha genialidade militar do velho. E agora deu pra entender a razão de Adama ser tão rigoroso nos treinamentos para o resgate, pois aquele movimento tinha que ser executado com perfeição.

Começa o corre-corre dos humanos para as respectivas naves pra fugir de Nova Caprica, Jammer vai acompanhando a presidente Laura por ordens de Tom. Depois do arrependimento de seus atos e do resgate de Cally, Jammer subiu um pouco no meu conceito, assim como o Zarek. Tory manda Hera (ou Isis para quem preferir) e Maya pra suas naves, mas infelizmente algo dá errado, mas isso eu vou tratar mais pra frente.

Voltando a Colonial One, os cylons descobrem o golpe com os zangões e Simon não se conforma e indaga Baltar:

Onde está a Galactica?

E eis que a Battlestar aparece nos céus de Nova Caprica e com um salto o Almirante executa o próximo passo do seu plano. A nave começa a cair e começa a literalmente pegar fogo devido a entrada na atmosfera do planeta. Adama manda lançarem os Vipers e prepara novo salto partindo antes de se espatifar no solo de Nova Caprica.

Essa cena em especial e uma das mais sensacionais que eu já vi na vida, os efeitos especiais, a tensão do Almirante Adama no CIC (Centro de Informação de Combate), a expectativa, Hot Dog saindo com o Viper em meio ao céu de Nova Caprica, Tigh, Tyrol e os outros rebeldes olhando a Galactica liberando seus Vipers enquanto cai pra finalmente saltar e desaparecer bem próxima ao chão, sem palavras pra dizer o que eu senti quando vi essa cena (sem exageros).

Finalmente com a ajuda dos Vipers, Tyrol e Tigh conseguem entrar no centro de detenção e liberar os presos. E Kara? Anders vai atrás dela e a encontra caída no chão, já que ela tinha tomado uma bofetada de Leoben logo no início do ataque dos rebeldes. O desespero de Anders ao verificar o pulso dela me assustou e achei que o meu temor que um personagem importante morreria tivesse se concretizado, mas Starbuck acorda e tudo não passou de um susto mesmo.

Starbuck acorda e se dá conta da ausência de Kacey, ela corre de Anders e retorna pra pegar sua filha. Antes de ir ela reencontra Leoben e realiza a previsão do cylon – só que obviamente estava apenas fazendo cena para levar Kacey. Kara mata Leoben e finalmente foge com Anders e sua filha. Mas depois do resgate, ao chegar a Galactica, Kara descobre que Kacey tinha sido seqüestrada pelos cylons e que não é sua filha de verdade. A decepção toma conta de Kara e parece que ela vai ficar ainda mais revoltada do que antes.

Depois do salto, a Galactica está cheia dos problemas, com vários danos, e ainda tem que enfrentar o ataque das Baseships cylons. Aqui neste momento achei que o temor de Lee fosse real e todos os tripulantes da Galactica não fossem sair vivos da missão de resgate. Afinal, Adama estava praticamente sem nenhum Viper pra defender a Galactica, por mais que os Raiders estivessem espalhados enfrentar duas Baseships, totalmente danificada, a Galactica encontraria ali seu fim, mas a frase de Helo deixa claro qual era o plano deles:

Se movermos as duas Basestars pra longe do planeta, os colonos podem escapar.

É a Galactica estava realmente disposta a se sacrificar pelo povo de Nova Caprica. Nesse momento saltam mais duas Baseships cylon na órbita de Nova Caprica, e Adama desanima:

Não. Não podemos segurar quatro.

Começa o bombardeio a Galactica, já danificada após a queda em Nova Caprica e a realidade a ser encarada é que a nave vai ser destruída, eles não têm mais como saltar e nem como segurar o ataque das Baseships.

Após a boa caçada desejada por Adama no final do episódio anterior, o Almirante se despede dos seus tripulantes:

Foi uma honra.

Mas começa a reação e aposto que todos vibraram muito ao ver os tiros atingindo as Baseships, e o retorno triunfal de Lee e a Pegasus. O filho de Adama avisa pra Galactica arrumar seus drives de salto FTL (Faster Than Light, tradução, mais rápido que a luz) que do resto ele dá conta. A primeira reação de Adama é muito engraçada, primeiro ele pragueja:

Maldito Lee.

Depois agradece:

Obrigado Lee.

Enquanto isso, na Colonial One os cylons finalmente resolvem ‘abandonar o navio’ e sair de Nova Caprica. Mas antes de partirem eles resolvem armar uma bomba atômica para destruir o planeta. D’Anna chama a cylon Caprica pra sair também e toma a decisão surpreendente de chamar Baltar pra ir junto, até porque como disse a número Três:

Bem, você estava certo, nós estávamos errados.

Depois, Baltar se depara com a fúria de Gaeta, que aponta uma arma pra cabeça do ex-presidente e estava disposto a puxar ao gatilho. Mas Gaeta é convencido por Baltar a não atirar devido a existência da bomba nuclear, que ele poderia tentar desarmar. Pergunto a vocês, vocês puxariam o gatilho aqui ou deixariam Baltar livre como fez Gaeta? Eu acho que o deixaria ir.

E voltando ao confronto das naves, a Pegasus estava perto de sua destruição quando a Galactica finalmente arruma seus drives FTL e Lee consegue salvar a vida do seu pai e não só por salvá-la propriamente dita, mas salvar o que é a vida de Adama, a Battlestar Galactica. Helo avisa Adama que a Pegasus esta sofrendo muitos ataques e eles não têm nenhuma nave no ar, Adama avisa que Lee deixou as naves protegendo a frota civil e Apolo sabia que era uma viagem só de ida. Assim Lee ordena a todos que se encaminhem para os Raptors saltem para o ponto de encontro.

Uma decisão muito forte de um filho que não tinha nenhuma proximidade do pai e que somente após os ataques se aproximou dele. E por mais que o carinho dos dois tivesse se tornado real, não imaginava que Lee, sempre muito racional, conseguisse tomar uma decisão dessas, digna do seu pai. Apolo trocou sua nave pela do seu pai. E como eu disse no início, Adama fez por merecer e nada mais justo do que seu filho ajudá-lo. Assim chega o fim a Pegasus, deixando a Galactica como a única Battlestar existente, tal qual na primeira temporada. Antes de explodir, a Battlestar ainda se colide com uma Basestar, destruindo ela. Os restos da Pegasus ainda batem em outra Basestar destruindo-a.

E finalmente vamos tratar do fato chave desse episódio. Hera, a híbrido humano-cylon, cai nas mãos de D’Anna tal qual a oráculo Selloi havia previsto, Baltar encontra a criança em meio aos escombros e a entrega a cylon, Maya e seus acompanhantes devem ter morrido em uma explosão, mas a criança sobreviveu e graças a isso D’Anna a pega em seus braços acaba por não armar a bomba atômica. Baltar a deixa viver.

Os resultados desses acontecimentos prometem ser importantes pro desenvolvimento da série, afinal como vai lidar Shanon Agathon ao saber que sua filha está viva? E mais que a criança está com os cylons (!!!). E Baltar, irá viver normalmente com os cylons? Será que a consciência dele vai pesar e ele vai ajudar os humanos? E Kara como vai ficar após descobrir que a filha por quem ela criou tanto amor não é sua filha mesmo? E Tigh, como vai lidar com a traição e a perda de sua mulher? Como os sobreviventes que ajudaram os cylons serão tratados? Quem será o presidente? Como vai ficar os cargos na Galactica, agora que muitos retornaram de Nova Caprica e a Pegasus foi destruída? Cally vai identificar Jammer como seu salvador? Para obtermos essas respostas só nos próximos episódios.

Cena de Exodus - Part 2Pois este episódio chegou ao fim – Lee e Adama se abraçam, Tigh volta a nave e reencontra seu grande amigo William e Adama é aclamado e atirado para o ar.

Agora finalmente a série volta a nave, abandona o solo, Adama finalmente tira seu bigode e tudo volta a ser como era – mas esses quatro episódios com certeza foram um dos melhores arcos já desenvolvidos na história e os acontecimentos vão refletir muito ao longo dos próximos episódios e no rumo da série. As críticas de muitos dos fãs ao final da segunda temporada se dissolveram em meio a qualidade desses episódios, que entraram no hall dos melhores da série e quiçá de todas as séries.

Curiosidades do episódio:

• A Marvel lançou uma HQ chamada Exodus! (Êxodo!) em 1979 e a história era baseada na Saga of a Star World segunda parte da série Battlestar Galactica original.

• Exodus (Êxodo) havia sido planejado como um episódio único, mas posteriormente se desmembrou em dois.

• Durante a fuga das naves, o logotipo da companhia aérea Pan Am pode ser visto embaixo de uma das naves, mas os dizeres Pan Am do logotipo foram substituídos por Pan Gal, Pan Galatic é uma homenagem a 2001: A Space Odyssey (2001: Uma Odisséia no Espaço).

• A baia estibordo de lançamento da Galactica, que não era mencionada desde o inicio da segunda temporada, foi usada como campo de refugiados. Para quem não lembra dela, ela era a lojinha de lembranças da minissérie e na primeira temporada foi usada pelos centuriões que invadiram a Galactica.

• Kate Vernon, a atriz que faz Ellen, revelou em um fórum da SciFi, que Ellen sabia que sua bebida estava envenenada.

Séries citadas:

Viciado em séries desde 1998, quando gravava os episódios em fitas cassetes para assistir depois (estou ficando velho). Minhas séries prediletas são: Battlestar Galactica, Boston Legal, Ally Mcbeal, Quantum Leap, Dexter, X-Files, GoT, TWD, Seinfeld, dentre outras! Atualmente sigo buscando séries que forneçam algo mais do que um passatempo de qualidade, ainda que para tanto precise recorrer a séries antigas que não vi.

36 Comments

  1. Rô Floripa

    Lucas,
    Tua review está a altura do ep. Parabéns!
    Neste sábado, finalmente, eu consegui assistir, e fiquei em estado de graça!
    Sobre a morte da Ellen Tigh, a cena foi muito forte. O diálogo foi maravilhoso. A Ellen dizendo que não se arrependia e mesmo sendo um ato repulsivo (mesmo para ela) se entregar a um cylon ela o fez por amar Tigh e que o faria de novo. Este é um dos aspectos da série, ela fala sobre convicções. Todos ali são movidos crenças. Não são simplesmente mocinhos x bandidos.

  2. Paulo Fontes

    Lucas,
    parabéns pelo review, como eu já disse aqui antes, não consigo assistir neste horário maluco uma de minhas séries prediletas…
    Com as tuas reviews posso acompanhar o que está acontecendo com Adama e sua turma.
    Obrigado!

  3. Alessandro

    Nem tenho o que dizer… Esse episódio é simplesmente FRAKtástico!!! :P

  4. Alessandro

    Pô, Paulo, por melhor que seja o review do Lucas é impossível vc imaginar o quanto esse episódio é PERFEITO! Dá um jeito de assistir!! Se vc por acaso morar no Rio me avisa que eu até dou um jeito de te passar o episódio (tenho gravado no computador), blz?? Esse é imperdível mesmo!

  5. Marcos Almeida

    Também perdi o episódio, não deu pra ver no sábado e esqueci de deixar gravando ontem. Que droga!

  6. Marcelos

    Sinceramente, Srs., não vejo algo de tamanha qualidade à muito tempo! com tanto clichê e falta de criatividade q anda por aí, fiquei mais do que feliz em ver um episódio tão completo. As imagens das batalhas da pegasus e da galactica, as explosões das naves cylon, as cenas de resgate (em especial a galactica entrando na atmosfera e liberando os vipers para logo em saguida dar um salto) os diálogos, o clima de tensão, TUDO PERFEITO!
    É assim que se faz uma série de ficcção!

  7. Darth Cesar

    Lucas,
    como sempre ótimo rewiew, olha, acho q sabado tivemos o privilegio de ver algo historico na tv, pra mim tambem é uns dos melhores episodios q vi na vida, a cena da queda da Galactica já é classica!!! o deslocamento de ar quando ela desaparece é soberbo!!! sou fã de Jornada, Stargate, Star Wars, mas… o realismo das batalhas é inigualavel, uma aula de como usar efeitos especiais, fora o drama que é de uma competencia fora de série.
    Se o Apolo não voltasse eu ficaria muito decepcionado, (acho q não tinha outra saida pra série), tava contando os segundos pra Pegasus aparecer.
    Uma pergunta Lucas, tu não acha estranho que nenhum ator de BSG foi indicado a qualquer premio da tv? (que eu saiba) pelo menos o Adama e a Roslin deveriam pois suas interpretações são fantasticas.
    Lucas aproveitando, tu saberia se é agora em abril mesmo q o Scifi channel vem ao Brasil e se BSG vai p aquele canal? obrigado.

  8. Darth Cesar

    Lucas,
    como sempre um ótimo rewiew, olha, acho q sabado tivemos o privilegio de ver algo historico na tv, pra mim tambem é uns dos melhores episodios q vi na vida, a cena da queda da Galactica já é classica!!! o deslocamento de ar quando ela desaparece é soberbo!!! sou fã de Jornada, Stargate, Star Wars, mas… o realismo das batalhas é inigualavel, uma aula de como usar efeitos especiais, fora o drama que é de uma competencia fora de série.
    Se o Apolo não voltasse eu ficaria muito decepcionado, (acho q não tinha outra saida pra série), tava contando os segundos pra Pegasus aparecer.
    Uma pergunta Lucas, tu não acha estranho que nenhum ator de BSG foi indicado a qualquer premio da tv? (que eu saiba) pelo menos o Adama e a Roslin deveriam pois suas interpretações são fantasticas.
    Lucas aproveitando, tu saberia se é agora em abril mesmo q o Scifi channel vem ao Brasil e se BSG vai p aquele canal? obrigado.

  9. Luciano Bruce

    Parabéns Sr Lucas pelo ótimo review e epísódio estupendo de Battlestar Galactica… fiquei tenso em todo os 45 minutos …. e a cena da Battlestar entrando na atmosfera, nasceu clássica!

  10. Mica

    Lucas….li seu comentário lá no meu live journal ^_^, e li também suas respostas aqui no site. Eu assisti a série até o episódio antes do break. Depois que voltou a passar nos EUA eu não assisti (estou esperando minha amiga enviar o DVDs com os episódios que baixou e gravou para eu assistir, heheheeh), mas não esquento com spoilers não, portanto, se quiser dar uma passadinha lá no meu LJ novamente para comentar o que não se sentiu a vontade de comentar aqui pois era spoiler, sinta a vontade ^_^, será um prazer.
    Btw, eu escrevo lá em inglês (no meu péssimo inglês, diga-se de passagem) pq alguns dos amigos que lêem só falam inglês, e a grande massa brasileira também entende, então…uni o útil ao agradável.

    E sobre o episódio desse sábado que passou (e que eu perdi pois tinha ido viajar para minha cidade), eu confesso que quando assisti fiquei encantada. O surgimento da Pegasus…o Lee deixando tudo para trás para salvar aqueles a quem ele amava…e achei lindíssima a morte da Ellen. Quero dizer, entendo o motivo pelo qual o Tigh a matou, mas no fundo no fundo ela não merecia isso. Eu nunca gostei da personagem, mas ela, ao contrário de muitos outros, apenas os traiu pq foi humana e queria salvar o homem que amava e, diga-se de passagem, muito mais humana do que muitos ali (inclusive o próprio XO).
    Já a Starbuck….ainda acho que ela seria uma mãe muito lindinha :-) Foi um baque para ela descobrir que a garota não era sua e a sua reação a isso não me agrada nem um pouquinho (sem mais comentários). Agora, ao contrário de vc, eu adorei a passividade dela ao ‘descobrir’ que a garota era sua filha, pq naquele momento ela viu uma conexão com o tal cylon (que é um dos cylons que eu mais gosto) e que a garota acima dela mesma deveria viver e ela tinha que buscar pelo melhor pela menina. Eu enxerguei como uma luta diferente, não exatamente passividade.

  11. Lucas Barreto Gomes Leal

    “Pô, Paulo, por melhor que seja o review do Lucas é impossível vc imaginar o quanto esse episódio é PERFEITO! Dá um jeito de assistir!! Se vc por acaso morar no Rio me avisa que eu até dou um jeito de te passar o episódio (tenho gravado no computador), blz?? Esse é imperdível mesmo! ”

    Alessandro concordo PLENAMENTE!!!

    “Uma pergunta Lucas, tu não acha estranho que nenhum ator de BSG foi indicado a qualquer premio da tv? (que eu saiba) pelo menos o Adama e a Roslin deveriam pois suas interpretações são fantasticas.
    Lucas aproveitando, tu saberia se é agora em abril mesmo q o Scifi channel vem ao Brasil e se BSG vai p aquele canal? obrigado. ”

    Darth Cesar cara eu ADORO o Adama e a Roslin…por sinal eu estou atualmente esperando pra ver o ultimo episódio da terceira temporada…e digo tem dois episódios com cenas que valem simplismente pelo Adama…eu não imagino o personagem sem ser esse ator, até aonde eu sei nunca teve indicação mesmo pra nenhum dos dois o que é uma tamanha injustiça!!!mas como sou fã tardio da série posso estar enganado!!!(não me dei ao trabalho de pesquisar…vou ver se achar algo informo vcs!)
    Sobre o SciFi tinha uma notinha aqui no TeleSéries mesmo anunciando do canal…acho que chega em abril mesmo…agora se BSG vai pra lá eu já não se te informar…acho que só esperando pra saber ;)
    mas se eu descobrir algo eu aviso tb !!!ok?

    Mica vou responder seu comment no seu live journal ok?

    de resto mto obrigado pelos elogios galera ;)
    tenho me esforçado ao maximo pros textos ficarem pelo menos proximos da qualidade da série…pq ficar igual…jamais irei conseguir!!! ;)

  12. Lucas Barreto Gomes Leal

    ah duas coisas que eu não comentei…
    1- o nome do ator que faz o Adama é Edward James Olmos
    a da Roslin eu sempre esqueço…(fui pesquisar no google) é Mary McDonnell ;)
    2- ninguem comentou o que eu fiquei mais chocado ao ler as curiosidades do episódio…de quem a Ellen SABIA que a bebida estava envenenada eu fiquei de queixo caido quando li isso!!!
    realmente Ellen foi embora mas de forma MTO bem bolada pelos roteiristas…de tanto odio que eu tinha pela mesma no fim se tornou em pena! ¬¬

  13. Lucas Barreto Gomes Leal

    ah e
    “Rô Floripa escreveu às 27/03/2007 às 09:07 am
    Lucas,
    Tua review está a altura do ep. Parabéns!
    Neste sábado, finalmente, eu consegui assistir, e fiquei em estado de graça!
    Sobre a morte da Ellen Tigh, a cena foi muito forte. O diálogo foi maravilhoso. A Ellen dizendo que não se arrependia e mesmo sendo um ato repulsivo (mesmo para ela) se entregar a um cylon ela o fez por amar Tigh e que o faria de novo. Este é um dos aspectos da série, ela fala sobre convicções. Todos ali são movidos crenças. Não são simplesmente mocinhos x bandidos. ”
    Rô apesar de não concordar, que meu review esteja a altura do episódio, agradeço mto os elogios!!!fiquei mto feliz mesmo viu!
    Obrigado =D
    quanto a série não ser só mocinhos x bandidos acho que esse é o grande trunfo…o mocinho de hj é o bandido de amanha e vice-versa!um dos motivos de eu amar BSG

  14. Mica

    Tem vezes que eu chego a achar que até os cylons são os mocinhos, heheheheh.
    Mas é legal essa falta de alguém que seja o sr. certinho e o sr. vilão, pois uma coisa que eu adoro em BSG é justamente a proximidade com reações verdadeiras que o homem teria. Ninguém acerta sempre, muito pelo contrário, as pessoas tem a maior mania de meter os pés pelas mãos, correr atrás do prejuízo, errar tentando acertar e por aí vai. O homem é um ser mesquinho, egoísta, centrado em seu próprio umbigo…mas as vezes, o pior dos seres tem um toque de piedade que ninguém esperaria, um carinho que vem sabe-se Deus de onde, uma capacidade de se sacrificar, ajudar, amar, que só outro ser humano (e as vezes nem ele) pode entender. E os personagens de BSG são justamente assim: cheios de erros e acertos completamente humanos. E, como eu disse, nem mesmo os cylons são sempre os vilões dos acontecimentos, já que, querendo ou não, eles também são uma raça (de máquinas, mas deixa quieto) em busca de algum objetivo que, para eles, é extremamente importante e merecedor de qualquer atitude para se chegar lá.

  15. Alessandro

    Não vou falar spoiler mas tenho que dizer uma coisa: vi o episódio final da terceira temporada e…. FRAK!!!! É MARAVILHOSO!!!!!!!!!!

    Não sei como vou aguentar esperar até 2008 pra ver a quarta temporada!! :P

  16. Lucas Barreto Gomes Leal

    Alessandro eu acabei de ver o 19…realmente o final promete…o 19 foi meio preparatorio e tals…mais já foi mto bom!
    agora é ver o 20…depois só 2008 =/
    Mica assino embaixo do que vc falou!

  17. Darth Cesar

    Mica é por ai mesmo, em BSG são personagens humanos e robos aprendendo com seus erros, a Roslin é fantastica, mas o q ela fez c/ a Boomer(?) é tão tragico quanto o q o cylon fez c/ a Starbuck.
    Tem uma conversa entre o Adama e a Boomer ou sharon(sempre confundo as duas) la na 2 ou 3 temp . bem interessante, quando ela questiona POR QUE SÃO OS HUMANOS QUE DEVEM SOBREVIVER E NÃO OS CYLONS? adorei essa parte.

  18. Paulo_Fiaes

    Lucas,

    eu pensei em fazer uma review sobre qndo ainda nem existia. sinceramente, lendo esse review, tenho certeza q vc é a pessoa certa para escrever sobre a serie.

    eu defendo BSG, a melhor atualidade, eu tenho uma raiva dessas premiações, Adama, Roselyn, Tigh, Baltar. cada um desses personagens mereciam no minimo terem sido indicados e a serie merecia no minimo concorrer a melhor drama, olha q sou fã de 24 horas, gosto de house e greys, mas BSG esta um nivel acima dessas series, como eu disse a um amigo, no mundo dos seriados, a não indicação de BSG é a injustiça da decada.

    otimo review para uma otima serie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account