Log In

Reviews

Review: Battlestar Galactica – Exodus – Part 1

Pin it

Cena de Exodus - Part 1Série: Battlestar Galactica
Episódio: Êxodo – Parte 1 (Exodus – Part 1)
Temporada:
Número do Episódio: 41
Data de Exibição nos EUA: 13/10/2006
Data de Exibição no Brasil: 17/3/2007
Emissora no Brasil: TNT

Graças aos Deuses chegou o dia do terceiro episódio da terceira temporada e um episódio que no nome já anuncia uma seqüência – que com certeza nos deixará esperando muito pelo próximo episódio.

Logo de cara retomamos o final do episódio anterior, com Cally fugindo. Ouvimos os tiros ao longe e por um momento pensei que seria o fim anunciado de Laura, mas não foi dessa vez que a ex-presidente morreu. Ainda bem, ela ainda tem grande importância na série e é uma das minhas personagens prediletas. O episódio volta uma hora no tempo, quando Tyrol recebe uma lista com o nome dos executados e prepara o resgate para Cally e os demais prisioneiros.

Cena muito inteligente foi a do reencontro de Shanon “Agathon” e Anders, onde ele diz “engraçado, sinto que te vejo todos os dias”. E engraçado, sinto que já ouvimos essa frase, uma espécie de déjà vu do déjà vu de Anders. Graças a cobertura montada por ela, a vida de Anders e dos homens da resistência ali presentes, e quiçá da humanidade, foi salva. E também os homens da resistência encontraram o mapa do local desenhado por Anders, com um dos cylons, deixando a traição de Ellen exposta.

Mais pra frente no episódio sua traição é revelada a Tigh, que primeiro não acredita muito, mas fica de queixo caído depois que sua mulher assume o que fez. O que ele fará com o traste só vamos saber no próximo episódio.

Esse episódio não teve muita ação propriamente dita, mas teve cenas tensas, como Cally na linha de fogo entre centuriões e os homens da resistência. Interessante ver que o Chief não priorizou a vida de sua mulher sobre a das várias pessoas presas, afinal a vida dela não vale mais do que a de dezenas de pessoas. E para quem não reparou, quase todos os homens da Polícia de Nova Caprica morreram junto com os centuriões, mas Jammer conseguiu se salvar.

E como sempre tivemos uma cena com um escape humorístico. Após Laura derrubar Tom tirando ele da linha de tiros, ela pergunta se está tudo bem com o ex-terrorista, que após responder brinca:

Faz um tempo que não rolava com uma mulher no chão. Não é tão divertido como me lembro.

Outra cena que ri muito também foi com a brochada do Gaius Baltar. Tudo bem que nunca fui presidente e nem deixei a humanidade a mercê de robôs assassinos, mas isso nunca aconteceu comigo não, ao contrário do que disse a Caprica:

Essas coisas acontecem.

Acho que com uma “mulher” sexy como Caprica só estando muito estressado mesmo.

Outra cena interessante desse episódio foi a do irmão Cavil ter sido deixado pela resistência ali, no sol, sofrendo, esperando morrer pra poder fazer o download, que já é o seu terceiro. E descobrimos também que o cylon só não sofreu mais porque se suicidou. Bom saber que os cylons sofrem cada vez que fazem um novo download, ou seja, matá-los não é desperdício. Pessoalmente fico feliz que eles sofram, pois o sofrimento que eles causam aos humanos é imenso e é bom sentir na pele, mesmo que de forma branda, a dor que eles causam.

O fato mais importante mostrado nesse episódio foi sem dúvida alguma a busca da criança híbrida Hera, a filha de Shanon e Helo. D’Anna teve sonhos premonitórios que resultaram na visita a um oráculo – e apesar de já citados outras vezes na série nunca havíamos visto um. A cena da oráculo Selloi foi interessante. Ela, ao perceber o ceticismo da cylon, a avisa:

É seu sonho que traz você até mim.

E após conquistar a crença e abalar a fé da número Três avisa ter uma mensagem dos deuses a D’Anna:

Hera vive.

E termina a profecia avisando que D’Anna vai segurar a criança em seus braços e vai sentir o que é amor verdadeiro, mas que vai perder tudo que fez.

D’Anna acredita na mensagem e vai questionar Dr. Cottle sobre a morte da filha de Shanon. Ela pergunta por que o médico cremou o corpo da criança, e ele diz que foram ordens da presidente Laura, mas a cylon parece não acreditar muito. Uma frase que me fez pensar muito vem no decorrer dessa cena. D’Anna, após perguntar a Cottle se o paciente de que ele cuidava era cylon ou humano, faz um um comentário ao observar o sangue em seu jaleco:

Que coisa engraçada porque esse tipo de coisa parece igual pra mim.

É, a guerra sempre deixa seus feridos, e faz diferença de quem é o sangue? Vida sempre é vida não importa se de cylon ou humano, nem se de iraquiano ou americano, o sangue nunca deveria ser derramado a troco de nada.

Mas dessa cena fica outra questão, será que a profecia da Oráculo Selloi ira se cumprir? Essa parte religiosa e mítica da história havia sido deixada de lado nesse início de temporada para a abordagem dos temas mais políticos, mas agora temos um resgate na mitologia de Battlestar Galactica, algo que particularmente me agrada muito.

Porém se depender de Laura, D’Anna não vai por suas mãos cylons sobre Hera nunca, a ex-presidente se reúne com Anders e deixa claro que eles devem ter cautela extra na proteção a Isis (Hera) e Maya, sua mãe adotiva. O que resulta na pergunta de Anders:

Até aonde você quer que eu vá?

Se parecer que os cylons conseguiram capturar elas, Laura dá a entender que Anders deve matá-las pra que isso não ocorra, mas diz a ele apenas pra não os deixar chegarem a isso.

No núcleo que anda chato nesse inicio de temporada, graças aos deuses temos apenas uma cena: Kara mais passiva do que nunca cuida da sua filha Kacey, que se recupera do acidente na escada. Mas Starbuck se sente culpada e se apega ainda mais a criança e nunca havia imaginado Kara como mãe. Um comentário aqui, a criança que faz a filha de Kara é realmente linda como a mãe.

Cena de Exodus - Part 1Na Galactica vemos todos em um tom de enterro, deixando claro que a tentativa de resgate tem realmente pouquíssimas chances de dar certo. Mas a como todos confiam no Almirante, a esperança ainda existe. Em uma cena emocionante vemos os tripulantes da Galactica e da Pegasus divididos e, após uma prece, eles se abraçam. A despedida continua entre Adama e Apolo. Muito emocionados, pai e filho se abraçam e o Almirante sempre introvertido em seus sentimentos diz ao filho:

Não me faça chorar no meu próprio hangar.

Apesar dessa despedida em tom dramático acho que ninguém espera de fato que os roteiristas façam a tentativa de resgate dar errado, mas temo que morra algum personagem importante na tentativa.

No gabinete de Baltar, um debate entre os cylons levanta a crueldade da humanidade em relação aos cylons. A conclusão que os cylons chegam é que aquilo não vale a pena. A discussão segue até que Baltar se irrita, será que finalmente ele se deu conta que ele é a escória da humanidade, e que tudo aquilo é culpa dele? Baltar pede:

Porque não atiram em mim.

Mas pra minha infelicidade nenhum dos cylons se dispõe a tal.

Na seqüência, Aaron Doral, o cylon de número cinco, chocado com as atitudes humanas, chega à solução dos problemas:

Precisamos reprimir mais.

Mas os outros cylons percebem, finalmente, que isso não trará os resultados esperados, e sim mais ódio dos humanos, então seguindo sua linha de raciocínio Aaron diz:

Sempre podemos jogar uma bomba atômica e acabar com tudo.

Qualquer semelhança ao imperialismo americano e a outros povos belicistas não é mera coincidência.

Chegando ao fim, os rebeldes de reúnem pra combinarem os ataques e os alvos para quando a Galactica chegar os cylons estarem ocupados, Shanon se prepara pra conseguir as chaves de lançamento das naves e no caminho é hostilizada pelos humanos, que obviamente não sabem da importância daquela cylon em especial.

No momento de obter a chave Shanon se depara com D’Anna – como ela chegou ali naquele momento em especial? Suspeito que foi mais uma de suas premonições.

D’Anna rapidamente reconhece o modelo cylon como Shanon “Agathon”. As duas entram em um debate acalorado, D’Anna acusa Shanon de estar traindo seu próprio povo, escuta como resposta de Shanon que ela fez sua escolha, mas pra sua surpresa escuta:

Hera está viva.

Com essa frase D’Anna apela pra que Shanon abaixe a arma e se una novamente aos cylons, Shanon começa a abaixar a arma… e nesse momento eu fiquei muito tenso, achando que seria ali que Shanon trairia a humanidade, por conta da sua filha. Mas ela não acredita na número Três e só abaixa a arma pra atirar nos joelhos de D’Anna:

O Almirante não iria mentir pra mim.

Mas Shanon começa a ter duvidas e faz perguntas sobre a cremação a Tyrol. Ela entrega as chaves de lançamento ao Chief e lhe parabeniza pelo nascimento de seu filho Nicholas.

Por fim temos Helo avisando Adama que Shanon conseguiu as chaves, e eles vão se preparar pro resgate. Adama faz um dos discursos mais emocionantes que já vi, que termina com:

Boa caçada.

E agora só semana que vem.

Curiosidades do episódio:
” Apesar de demonstrar ser pouco religioso e às vezes adverso à religião a mãe do Chief era um Oráculo.
” O discurso de Adama que nos emociona no final do episódio é baseado em uma cena da peça Henrique V de Shakespeare aonde o rei Henrique motiva seu exército, em número inferior e desmotivado, a entrarem em batalha contra os franceses. Os ingleses vencem.

Séries citadas:

Viciado em séries desde 1998, quando gravava os episódios em fitas cassetes para assistir depois (estou ficando velho). Minhas séries prediletas são: Battlestar Galactica, Boston Legal, Ally Mcbeal, Quantum Leap, Dexter, X-Files, GoT, TWD, Seinfeld, dentre outras! Atualmente sigo buscando séries que forneçam algo mais do que um passatempo de qualidade, ainda que para tanto precise recorrer a séries antigas que não vi.

18 Comments

  1. Rô Floripa

    Eu odeio a TNT pelo horário que teimam em passar BSG.
    E adoro tuas reviews Lucas. Você equlibra bem entre a descrição do ep e a tua análise, e tem sempre um toque de humor e uma pontinha de spoiller disfarçada que só nos provoca a curiosidade pelos próximos ep.

  2. paulo_fiaes

    Lucas,

    discordo de vc em relação a Baltar. n vejo ele sendo um miseravel, nas condições dele, era a unica coisa possivel a ser feita, talvez ele devesse tentar alguma coisa para ajudar os humanos, sem que os cylons percebesse, mas ele realmente não tinha escolha.

    a sua review é otima, mto bom mesmo, e agora as pessoas sabem porque estou afirmando que BSG é a melhor serie drama da atualidade

  3. Alessandro

    Parabéns pelo review, Lucas!!

    E agora se preparem: o próximo episódio é, na minha opinião, um dos melhores episódios de todos os tempos não só de Battlestar Galactica, mas de todas as séries da História da Humanidade!!!!!! ahhahaha

    Será que tô exagerando? Aguarde e verão! :P

    Abraços

  4. Darth Cesar

    Pelo que vi no comercial spoiler que a TNT adora mostrar, acho que o Alessandro não esta exagerando não, chega logo sabado!!!

    Acho que o erro do Baltar foi se acomodar, ele não tinha muito o q fazer na hora da ocupação, mas depois…

    otimo rewien Lucas!

  5. Patricia E.

    Esses dois episódios têm cenas de tirar o fôlego e a segunda parte vai agradar tanto quem gosta de ação como também quem gosta de drama. Resumindo, não perca — apesar do horário podre da TNT. :| Tá ficando melhor a cada review, Lucas. Continue assim. Abraço! :)

  6. Eric Fernandes

    Ótimo review Lucas! O Baltar estava sem saída acho que não devemos cobrar muito dele. Mas tem gente que fez a parte dele..hehehe.

    Alessandro, concordo contigo. Exodus 2 é espetacular. Mas meu episódio preferido continua sendo o 2×18 Download. Vibrei com cada cena do episódio.

  7. Anderson Vidoni

    Infelizmente não consegui rever o episódio. E pelo review, percebi que eu tinha errado, hehehe. O próximo episódio é o melhor de Galactica. Exodus 2 é maravilhoso.

  8. Mica

    Lucas, vc escreve os reviews sem ter assistido os episódios seguintes? (só curiosidade)
    Curiosamente eu adorei a idéia da Kara ser mãe. Acho que a idéia da criança ser dela e do cylon me atraiu ainda mais quando vi o episódio.

    Engraçado ver a Boomer realmente ajudando os cylons, pq acabou sendo obrigada a isso depois de ter sido assassinada, enquanto Athena (é isso mesmo? Não assisti nesse sábado, mas em janeiro, então não lembro mais do nome) é quem acabou do lado dos humanos, inclusive continuando seu trabalho como piloto. Fico com pena da Boomer :-(

    O Baltar…apesar de eu não ser lá muito fã dele, entendo sua posição. O que eles queriam que ele fizesse? No momento que foi atacado dissesse ‘não, não nos renderemos’ e morrer junto com todo mundo!? Assim como também entendo e apóio o Gaeta.

    Já o fervor religiosa da D’Anna me irrita um pouco. É interessante quando visto na número 06, na Laura, na Starbuck….mas por alguma razão soa tão estranho quando vejo na D’Anna.
    E…o que foi feito dos outros cylons? Quero dizer, eles ao atacarem Nova Caprica romperam com os outros, mas não lembro como isso aconteceu. Alguém pode me recordar, please?

  9. Lucas Barreto Gomes Leal

    vamos por partes…eu tinha postado aqui mas a net caiu bem na hora!!!hehehe
    primeiro obrigado pelos elogios gente acho que do primeiro review pra esse já melhorei mto e espero ir melhorando cada vez mais…afinal a série merece…mas eu me motivo com o cometario de vcs e claro com a qualidade absurda da série
    paulo_fiaes realmente sua observação tem sentido…eu acho que o Baltar podia sim ter sacrificado sua vida ao inves de assinar ou mesmo antes ter colaborado com os cylons…eu duvido que o Tom Zarek por exemplo tivesse assinado…até pq como vimos ele fez diferente!
    mas meu odio do Baltar talvez, ai já respondendo a pergunta da Mica, eu tenho nutrido meu odio nos episodios seguintes…então pra não passar nenhum spoiler aqui não terei como defender meu ponto de vista!!!então =x
    Alessandro não cara vc não esta exagerando…BSG tem VÁRIOS dos melhores episodios de todos os tempos com ctz…alguns que nos fazem pensar mto sobre coisas em geral outras sobre o nosso momento atual…enfim a série é mto boa e dispensa comentários…melhor série da atualidade como disse o paulo_fiaes, mas não acho o proximo O melhor de todos os tempos…porém é UM dos melhores…
    Eric download realmente é mais um dos melhores…e eu prefiro ao Exodus part 2 tb!
    ah e Mica assim…eu to acompanhando no episódio 18 já essa semana verei o 19, eu revejo o episódio pra escrever o review, afinal boa parte do que acontece essas pequenas piadas, vc esquece então eu revejo pra escrever, mas não vejo os seguintes, mas já os vi!tendeu!?ou ficou mto confuso?
    exemplo essa semana vou ver o 19 e o 4…mas não verei o 5…mas sei mais o menos o que acontece pq eu já vi!hehehe =D
    Puts eu tb gosto mto da Kara mãe pq muda um pouco a personagem…e isso cria uma coisa interessante pra série…mas a forma que ela ficou que ficou mto chata…ela podia ficar diferente, mas continuando a guerreira que é, mas pra defender a filha e etc…e não submissa…sei lá eu particularmente não gosto da forma que foi feito!
    sim Athena =x (não passe spoiler menina!) vc pelo jeito já viu mais adiante TB!hehehe
    tb fico com pena da Boomer…mas não mais (se eu falar vou passar spoiler então =x de novo)
    se quiser saber eu te deixo msg no blog depois pq eu não tenho mais pena dela!hehehe
    Quanto ao Baltar eu acho que ele podia ter se rendido mas não ter ajudado os cylons…saisse de cena…mas ele deixou o poder prevalecer sobre a ética!veja o Zarek por exemplo…saiu de cena, abandonou a vice presidencia, foi preso, mas não ajudou os cylons!!!
    quanto aos outros cylons eles apoiam sim a decisão da ocupação!!!não teve rompimento!até aonde eu lembro e revi pra escrever hehehe eles tomam uma decisão conjunta…o problema é que eles se ‘arrependem’ depois!ai começa os ataques, as prisões e a repreensão aos humanos!!!ou seja igual o eua faz no iraque ¬¬
    por hora é isso já escrevi d+!
    valeu gente!!!
    ;)
    e continuem postando vamos debater um pouco essa questão do Baltar
    ps ah a frase do Eric ” Baltar estava sem saída acho que não devemos cobrar muito dele” vai ao encontro da broxada do Baltar!!!uhauhaauhauhauh

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account