Log In

Reviews

Review: Arrested Development – Making a Stand (episódio 48)

Pin it

cena de Making a StandSérie: Arrested Development
Episódio: Making a Stand
Temporada:
Número do Episódio: 47
Data de Exibição nos EUA: 19/12/2005
Data de Exibição no Brasil: 25/4/2006
Emissora no Brasil: FX

A melhor palavra que achei para descrever esse episódio é: eficiente. Ele não foi um dos melhores da temporada, mas passou longe de ser um dos piores. Teve a participação especial de Jeff Garlin (Segura a Onda) e Steve Ryan (com participações em The West Wing, Las Vegas, CSI: Miami), além de fazer uma pequena referencia a série de Garlin.

Gob tem uma idéia para a empresa dos Bluths conseguir dinheiro rapidamente, que inclui um negocio com:

… nossos amigos mexicanos da Colômbia.

No que Michael responde:

Eu acho que eles se chamam Colombianos.

E Gob retruca:

Ah, eu tinha esquecido, nós estamos sendo politicamente corretos agora.

George Sr. pediu para o Michael incluir seu irmão nos negócios, mas a idéia toda havia partido dele, que novamente estava jogando os irmãos um contra o outro. Quando eram garotos, George Sr. os provocava para brigarem entre eles, acreditando estar criando um espírito de competitividade que os prepararia para a vida. Como estamos falando do George Sr., ele não ficou só nisso, além dessa lição que acreditava estar dando, ele resolveu filmar essas brigas e vende-las posteriormente com o nome de “Boy Fights”.

cena de Making a Stand Michael, cansado de se ver manipulado por seu pai para brigar com Gob, resolve fazer uma trégua e dar uma franquia da barraca de frozen banana para ele administrar como quiser. Acontece que o Gob coloca a barraca na frente da antiga, o que gera nova disputa e posteriormente briga entre eles (e claro, cenas muito engraçadas). No final Gob revela que tudo foi idéia do pai deles, então Gob e Michael resolvem não ser mais manipulados por seu pai e também resolvem dar uma lição nele.

George Sr. arrumou um serviço para o Buster numa loja de brinquedos, o dono esperava diminuir os roubos deixando ele parado mostrando seu braço amputado e com uma placa pendurada em seu pescoço “EU ROUBEI”. Buster se sentiu discriminado tendo sido contratado para assustar os outros só porque tinha um braço só e passou a ser contra pessoas como ele serem usadas para assustar os outros.

A armação de Michael e Gob incluía fazer o pai deles pensar que o Gob estava de seu lado e que na verdade eles é que iriam ensinar uma lição para o Michael. É usado na armação J. Walter Weatherman (personagem que participou do episódio Pier Pressure da 1° temporada e era usado por George Sr. para dar importantes lições em seus filhos, assustando-os com o fato de não possuir um braço). No final George Sr. pensa que ensinou uma lição para o Michael, mas é surpreendido pelos irmãos com uma pequena surpresa. Quando pensam estar tudo bem, aparece o Buster os assustando para lhes ensinar uma última e final lição:

E é por isso que não devem usar uma pessoa de um braço só pra assustar alguém.

Agora vou falar da cena mais engraçada do episódio. Michael estava questionando o pai, sobre ele estimluar a disputa com o Gob e os vídeos “Boy Fights”. É quando George Sr. fala:

Talvez eu estivesse tentando te ensinar algo. Talvez eu estivesse te ensinando como competir. Eu não fiz isso com o Buster e olha como ele ficou.

Daí mostram o Buster, e a cara dele quando o fazem é demais e não dá pra descrever (sabe aquelas cenas que só de lembrar, já da vontade de rir de novo? É o caso dessa).

Outras Coisas: Na armação para cima do George Sr., Michael usa os empregados da casa, e um deles, que já fez parte das “Groundlings”, pergunta se vai ser sem roteiro como Segura a Onda.

Em todas as fitas “Boy Fights”, eram incluídos curtas com o nome de “Baby Buster”.

Não só neste episódio, mas em varios outros ao longo desta temporada, toda a vez que alguém fala “the O.C.” qualquer personagem logo em seguida fala “don’t call that.”

On the next … review of Arrested Development: Um review do episódio com diversas referências ao suposto destino e a seu possível fim: Save Our Bluths!

Séries citadas:

12 Comments

  1. fer

    ah, sério, anderson? só eficiente? putz, eu usei minha licença-saúde para FINALMENTE rever toda a temporada e acho esse o melhor episódio de todos! nossa, como eu ri, mesmo sendo a segunda vez e eu sabendo das viradas finais. talvez porque eu amo muito o J. Walter Wheaterman, sei lá, mas esse episódio é o máximo.

    bom, finalmente estou aprontando meu texto final sobre a temporada 3 de AD. até o final do dia eu devo publicar lá no blog. beijos!

    (ps: as tuas reviews continuam muito boas!)

  2. Anderson Vidoni

    fer, obrigado pela leitura do review e comentários, e eu achei que o melhor episódio dessa 3° temporada é o Forget Me Now, e eu gostei bem desse também.

  3. fer

    eu leio o teleséries quase todos os dias, anderson, só q só qdo falaram de AD eu me animei a comentar ;-)

    ah, acabei de postar sobre AD!

  4. Paulo Antunes

    Falando em nossos amigos mexicanos da Colômbia, acho que deveríamos invadir a Bolívia. Vamos nacionalizar as plantações de coca!!! Rerere.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account