Log In

Reviews

Review: Army Wives – After Birth

Pin it

Army Wives - After BirthSérie: Army Wives
Episódio: After Birth
Temporada:
Número do Episódio: 2
Data de Exibição nos EUA: 10/6/2007
Data de Exibição no Brasil: 28/7/2009
Emissora no Brasil: People+Arts

Quando Roxy disse que todos tinham segredos, ela não foi retórica. Embora ainda estejam se conhecendo, a vida dessas mulheres (e deste homem) estão ligadas para sempre por um fato muito emocionante em suas vidas: o nascimento dos bebês em cima de uma mesa de bar.

Era de se esperar que, após o nascimento dos gêmeos, Pamela fosse rejeitar os bebês, afinal, eles eram apenas um “negócio”, ela não seria a mãe deles. Na companhia de Denise, Claudia, Roland e Roxy, Pamela tenta encontrar os pais que “encomendaram” os bebês e descobre que eles estão no México. Para não piorar a situação, Claudia decide levar os bebês para sua casa, até que os pais adotivos venham de buscar os filhos. Eu achei Pamela super fria com os bebês. Entendo que é para proteção própria, mas senti até nojo da atitude dela. O engraçado dessa parte foi os nomes que Claudia deu para os bebês: Isso e Aquilo. Ela não poderia se apegar, então os nomes pareceram perfeitos.

Quando Roxy chega em casa, encontra Trevor dando banho nas crianças e percebe como ela foi sortuda ao encontrar o marido. Mas ficou claro como a felicidade dela acabou quando Trevor revela seu interesse em adotar os filhos da esposa. Claro, Roxy vibra com a notícia, mas ela também percebe que tem algo estranho em relação ao pedido do marido. Sim, Trevor está indo para o Iraque e não há nada que ela possa fazer.

Acho que, por mais que Roxy estivesse ciente de que se casaria com um militar quando aceitou o pedido de Trevor, ela não esperava que esse momento, o de partir para o Iraque, pudesse realmente chegar. E foi ali que ela caiu na real e percebeu a desvantagem principal de casar-se com um soldado: a de não saber se ele voltaria para casa.

Será que ele foi mimado demais? Me enchi com Jeremy, especialmente depois que ele se rebela e avisa a mãe que não quer ir para West Point. A mãe, no entanto, passiva como sempre, tenta convencer o filho a não mudar os planos do seu futuro, alegando que ele terá a chance de estudar em uma das melhores escolas da região. Inconformada com a atitude do filho, Denise conta para o marido. E Jeremy revida. Mesmo sabendo que ele está na mira do Coronel Holden, ele não deixa por menos e agride a mãe. A super Roxy aparece bem na hora e salva a amiga. É, Jeremy, agora tem outra pessoa que sabe do seu “segredo”.

Já dá pra perceber que Roxy, no passado, deve ter sofrido muito com a violência doméstica. Logo após o ocorrido com Denise, ela levou a amiga para ter aulas de defesa pessoal. E lá, Roxy desabafa e conta sobre seu passado sombrio. Denise tem boa vontade e percebe que, mesmo sendo seu filho, ela precisa se defender dele, o que a torna ainda mais triste e decepcionada com ela mesma. Dói perceber que a tentativa de ser uma boa mãe não terminou como ela planejava. E, acredito que deva doer mais ainda perceber que ela não fez nada de errado e, mesmo assim, recebe esse comportamento do filho.

Outra situação triste é o casamento de Pamela e Chase. O marido nem sequer percebeu que sua esposa não estava mais grávida, ou que ela tinha dado a luz em uma mesa de bar ao lado de estranhos. Ele nem se preocupou em saber se ela está bem e o que aconteceu com os bebês. A comunicação de marido e mulher já está com interferências.

E é no café da manhã que Chase percebe que sua TV de plasma sumiu, que não existe mais o vídeo-game. Ele interroga Pamela, que avisa que devolveu tudo, assim como fez com a Jacuzzi do quintal. “Dá para devolver uma jacuzzi?”, pergunta Chase. “Existem meios”, responde Pamela.

Roxy acorda para a vida e decide tentar fazer parte da rotina militar de Trevor. Voluntariamente, ela compra alguns acessórios que o marido usará no Iraque. Trevor agradece, no entanto, mostra para a esposa que ela comprou tudo errado. Já era de se esperar que Roxy se sentisse patética, porém, ela se mostrou prestativa em ajudar o marido. De volta à loja, dessa vez na companhia de Pamela, Roxy aprende o porquê de cada acessório ser comprado de forma correta.

Esse, talvez, seja o momento mais tenso do episódio. Quando saem da loja, Roxy e Pamela encontram outras mulheres da base, que imediatamente abordam Pamela e perguntam sobre os bebês. Tentando conrtornar a situação, Roxy percebe quando Pamela explode em raiva e tristeza ao mesmo tempo:

Eles morreram. Mais alguma pergunta?

Não, sem mais perguntas.

Na casa de Claudia, a coisa fica feia quando os bebês começam a chorar e a megera da comunidade, Lenore Baker, chega e percebe o choro das crianças. Sabe aquela situação em um episódio quando a coisa vai piorar, mas fica apenas naquele susto? Então, é quando Claudia abafa o caso (e o choro dos bebês) e diz que seu gato está ficando velho e tira a desagradável Sra. Baker da sua casa. É impressionante como ela acreditou e se prontificou a deixar a residência sem mais questionamentos. Ali seria uma situação que dava para esperar um grande conflito. Enquanto fica com os bebês na ausência de Claudia, Pamela começa a chorar. Roxy a convenceu que seria bom amamentar os bebês. A cena é comovente, o laço entre mãe e filho é forte e Pamela sabe que aqueles filhos não a pertence. Seu coração aperta, mas foi necessário.

Army Wives - After BirthAlgumas pessoas vieram ao mundo somente para perturbar o sossego dos outros. Nesse caso estou falando, mais uma vez, de Lenore. Pamela recebe a visita de Claudia, que a ajuda com os afazeres domésticos, enquanto conversam sobre a experiência de compartilhar o nascimento dos bebês e o fato de precisar mentir sobre a morte dos gêmeos. Entretanto, para piorar a situação, Lenore resolve dar um alô para Pamela e se oferece para contar para os filhos de Pamela sobre a morte dos bebês. Pamela ainda foi educada quando pediu que a senhora se retirasse. Eu no lugar dela, pegaria uma vassoura e faria a velha sumir da órbita da Terra.

Roland pede ajuda para um médico amigo. É sobre Joan. Ele acredita que a esposa está passando por um período difícil devido à guerra e o fato de ter ficado fora por dois anos. No entanto, Joan parece irredutível e decide deixar o marido, quando Roland recusa fazer amor com ela em cima da mesa de jantar. Ela se entregou à bebida e está usando isso como escudo. Não entedi do que ela precisa se defender, uma vez que o marido está do lado dela. Tá, ela acredita que o marido não ficou na seca durante os dois anos que ela esteve no Afeganistão, mas isso não é motivo para agredir o marido ou até mesmo deixá-lo.

O clima fica tenso quando Roxy pergunta para Trevor se ter se casado com ela não foi uma burrada. Imediatamente Trevor, sem acreditar no que ouviu, deixa a casa. É Roxy, sua atitude não foi das melhores. Acredito que ela não se ache merecedora do marido, afinal, ela já sofreu tanto, bateu tanto a cabeça que, estar com Trevor, não parece certo. Dá para entender esse pensamento, mas não essa atitude. Eu teria corrido até ele e me desculpado.

Mas como eu não sou a Roxy e vice-versa, ela foi mais esperta. Com a partida de Trevor para o Iraque, Roxy decide improvisar e criar uma situação de lua-de-mel para o marido. Era preciso fazer alguma coisa para compensar a besteira anterior. As crianças estão fora e o casal aproveita o momento até a hora de Trevor deixar a cidade. A cena é engraçada, ao mesmo tempo que romântica.

Chega a hora de entregar os bebês para os pais adotivos. Com muita dificuldade, Pamela e Chase levam os gêmeos embora. A cena é comovente, especialmente quando os novos pais veem os filhos pela primeira vez. É quando Pamela percebe que, mesmo entre altos e baixos, sua atitude em ser barriga de aluguel trouxe felicidade para uma família. Pela primeira vez Pamela chora, desabafa no colo do marido. Talvez, a partir dessa situação, tudo entre eles possa melhorar, incluindo a comunicação.

O episódio foi forte, comovente e muito intenso. Gostaria de mais ação na relação de Denise com Jeremy, ela ficou muito passiva perante ao ocorrido. Roxy já mostrou ao que veio. Lenore não vai ter sossego enquanto não dar flagrante em alguma situação vexatória, ela é a megera e isso é inevitável.

Séries citadas:

8 Comments

  1. Felipe

    Eu achei a Denise tão morta. Tipo ‘ah meu filho me bate, so what?’. Eu acho que ela deveria contar para o marido e ele daria uma surra bem dada no Jeremy.

    E a Roxy é a salvadora! \o/

  2. Ricardo

    Eu acho q a Claudia foi legal cedendo a casa dela pra Pamela. A relação do Roland com a Joan tá podre e o Jeremy tinha q ser amarrado num carro e arrastado por 3 quarteirões! haha

  3. Vlad

    Eu entendo a Denise, quantas mulheres não se mostram passivas quanto a isso? maridos que batem nas mulheres e elas nao falam nada, sofrem caladas? Eu sei que revolta, mas eu ja convivi com isso e sei como é dificil para a mulher contornar essa situaçao.

  4. Pingback: Pablo via Rec6

  5. carlosfazenda

    Não se sou distraído, mas até agora não consegui ver os nomes do elenco na abertura. Será que o P&A está como a Globo e cortando a abertura

  6. Angela

    O canal é péssimo, mas a série é boa. Antes fosse transmitida pela Warner ou pelo Sony…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account