Log In

Reviews

Review: 24 Horas – Day 7: 07:00 P.M. – 08:00 P.M.

Pin it

24 Horas - Day 7: 07:00 P.M. - 08:00 P.M.Série: 24 Horas
Episódio: Day 7: 07:00 P.M. – 08:00 P.M.
Temporada:
Número do Episódio: 156 (7×12)
Data de Exibição nos EUA: 2/3/2009
Data de Exibição no Brasil: 30/6/2009
Emissora no Brasil: Fox

Este episódio começa com Renee sendo perseguida pelo soldado do grupo de Juma. Enquanto isso, na Casa Branca, Jack pede que Bill comece de onde ele parou com Burnett, ou seja: que volte a torturá-lo. Surpreendentemente, Bill diz não e afirma que ele não conseguiria fazer isso. Para quem esteve sempre ao lado de Jack, não deixou de ser uma informação surpreendente.

Afinal, não é segredo para ele até onde Jack vai para conseguir a informação. Parece que ele aprova o método, desde que não seja ele que o execute. Enquanto a Casa Branca era surpreendentemente invadida, a busca do FBI por Renee continuava até que, como sempre acontece, o bandido hesita e ela é salva. A partir daí o episódio ganha corpo.

E como a presidenta tinha um rastreador em seu braço eu não sei, mas a cara de surpresa dela ao ver Jack solto e armado pareceu uma mistura de surpresa com alívio por ele estar ali. O medo de assumir a responsabilidade que muitas pessoas têm acaba transparecendo quando os agentes da Casa Branca, mesmo em maior número estranhamente recuam sem ter provas que Juma realmente detinha a presidenta em seu poder. Um erro grave que acabou gerando graves consequências.

Foi legal também ver Aaron com Olivia Taylor. Ai está um personagem que foi bem aproveitado nesta temporada. Foi também interessante perceber a reação de Renee quando descobre que Jack também está na Casa Branca. Ela parece, ao mesmo tempo, nutrir uma relação de ódio e admiração para com ele. Ódio pela sua frieza e seus métodos, e talvez admiração por ele ser tão frio e acabar conseguindo seus objetivos.

E eis que surge o que parece ser o grande vilão desta temporada: Jonas Hodges, que está patrocinando todo o plano de Juma. O personagem de Jon Voight também apareceu em 24 Horas – A Redenção e lá já ficou evidente que ele seria de fato o mentor de toda a conspiração desta temporada. E me pareceu que quando Bill troca rápidas palavras com o Senador Mayer parece ficar implícito que ele está arrependido de não ter acatado o pedido de Jack.

E para quem gosta de CSI:Miami, Rory Cochrane também marca presença.

24 Horas - Day 7: 07:00 P.M. - 08:00 P.M.O Vice-Presidente também não quer ser o responsável por tomar uma decisão e permite também que Juma e seus homens possam ter mais tempo na Casa Branca. Aaron leva um tiro e Olivia é capturada o que gera uma grande discussão entre a presidenta e Jack quando Juma ameaça matá-la. Tudo parecia se encaminhar para que Olívia fosse morta, mesmo que Jack precisasse impedir à presidenta a força de sair. Mas surpreendentemente a porta se abre e Jack e a Taylor se entregam.

Daqui para frente o final parece ser imprevisível, uma vez que todos estão presos e a vida da Presidenta está mais ameaçada do que nunca. Com a hesitação do FBI de fato agora Juma a fazer de refém, fica difícil imaginar como todos escaparão dessa. Lembrando que este episódio e o episódio anterior foram exibidos no mesmo dia pela Fox americana. Pena que a Fox aqui no Brasil não seja tão “boazinha” com seus telespectadores…

Séries citadas:

Luiz Marcelo é advogado. Fã de Lei & Ordem, Desperate Housewives, Grey's Anatomy, 24 Horas, The Good Wife e The Shield.

5 Comments

  1. jayls

    O final do episódio é de arrebentar! Nunca vi um presidente do USA levar um tapa na cara! E falando em cara, a que Jack fez!!! Juma que se cuide! Enervante!!!

  2. Eduardo

    É assim que se cria um ponto de ação e suspense central na temporada.

    Muitas séries lidam com o problema de não ter episódios com muito conteúdo em pleno meio de temporada, até porque não há muito dinheiro para bancar os episódios.

    Manny Coto e Brannon Braga desafiaram esse padrão televisivo e colocaram a casa branca no centro das atenções dos terroristas. Essa foi uma forma bem ousada de inovar com 24 Horas em plena sétima temporada.

    O roteiro afiado de Evan Katz, e a direção claustrofóbica de Brad Turner, criaram alguns dos momentos mais tensos da temporada.

    Essa é também uma forma criativa de reunir a maioria do elenco num só espaço e criar tensão a partir da relação próxima entre eles. Cherry Jones e Kiefer Sutherland estiveram perfeitos.

    James Morrison também impressionou como Bill Buchanan. Pela primeira vez, houve um argumento convincente quanto as motivações desses personagens. Alguém tinha que admitir que não era capaz de conduzir uma tortura, e Bill admite. Ele depende de Jack para conduzir sua missão, mas não é capaz de preencher seu lugar.

    Quase achei que Bill fosse dessa pra melhor quando ele foi cercado pelos homens de Juma. Turner sabe montar suspense e expectativas melhor do que qualquer diretor em 24 Horas. O roteiro de Katz foi bem construído para criar essa sensação.

  3. Giselle

    Este episódio foi ótimo.
    Só não quero que o Aaron morra. Ele não !!!
    E o Jon Voight apareceu. Tomara que o personagem seja bem aproveitado porque o Jon é um ótimo ator.
    Eu gosto de CSI Miami e foi bom rever o Rory Cochrane .
    E realmente o final do episódio arrebentou. Também nunca vi um presidente do USA levar um tapa na cara .

  4. marília

    nesse passei bem mal!

    Juma meteu o pau na presidenta. choquei!

    essa temporada té bem boa, viu?

  5. Mauro Irapuan

    Vcs nao sabem o que acontecem?
    Vai acabar…aguardem o próximo capítulo que vale a pena.rs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account