Log In

Reviews

Review: 24 Horas – Day 6: 5:00 P.M.- 6:00 P.M.

Pin it

Cena de Day 6: 5:00 P.M.- 6:00 P.M.Série: 24 Horas
Episódio: Day 6: 5:00 P.M.- 6:00 P.M.
Temporada:
Número do Episódio: 132
Data de Exibição nos EUA: 5/3/2007
Data de Exibição no Brasil: 26/6/2007
Emissora no Brasil: Fox

Começamos com Jack, que parece desconcertado pelo lado “zen” do Logan. O cara está bem diferente com aquela barba, parece outra pessoa, ajudando na composição desta aparente fase de grande mudança do seu personagem. E no caminho ao consulado, Jack é informado sobre o atentado ao presidente e da morte de Assad. Ironia ou não, no final a morte de Curtis acabou não servindo muito já que Assad não conseguiu o que o presidente esperava dele para descobrir o paradeiro das bombas através da comunidade árabe.

Enquanto descobrimos que o estado de Palmer é preocupante, Reed tenta convencer Lennox a “deixar passar” o atentado orquestrado contra o presidente, provando que realmente pessoas estúpidas existem em todos os lugares. Como alguém que se demonstrou contrário ao plano iria subitamente ficar calado? É muita ingenuidade até mesmo para uma obra de ficção. O que se salvou foi as diferentes “versões” de patriotismo deste grupo.

Lennox acredita que Palmer está tomando a decisão errada, entretanto ele respeita a função de presidente como parte do processo democrático e deixa que Palmer tome suas decisões. Já Reed acredita que a manutenção do EUA exige novas idéias a serem implementadas com alguns sacrifícios em busca de um bem maior para o país. Lados opostos da mesma idéia, mas que na maioria das vezes separam o ditador do democrata.

Cena de Day 6: 5:00 P.M.- 6:00 P.M.Estava na expectativa que assim que ficasse a sós com o cônsul russo, Logan tentaria algo para fugir, afinal talvez fosse a única chance que ele teria. Entretanto, ele de fato tenta descobrir o paradeiro de Gredenko, porém não consegue dobrar o russo. Jack tentará uma manobra arriscada: invadir o consulado russo. Uma manobra surpreendente e quem tem tudo para dar errado outra vez.

Agora a política ganha importante destaque. Afinal, com o atentado a Palmer, Noah, que é favorável ao plano de Lennox, tem a oportunidade perfeita para poder colocá-las em prática, culpando Assad pelo atentado. E Karen, sabendo que isso irá acontecer, decide retornar a Casa Branca para defender a política dela e de Palmer. E teremos um belo enfrentamento daqui por diante. Mas me frustrou um pouco a aceitação de Lennox da proposta de Noah para jogar a culpa em Assad. E o vice-presidente tem uma postura que realmente convence como vice-presidente, diferente de Palmer.

As cenas no consulado foram bem intensas, entretanto ficamos com aquele gostinho de “eu já vi isso antes”. Foi uma espécie de déjà vu e foi o que acabou levando a série a receber tantas críticas este ano – e este não será o primeiro caso como veremos daqui para frente. O que temos em seguida é Jack preso, com a informação de onde está Gredenko, mas sem possibilidade de repassar a CTU.

A partir da saída de Palmer e com uma oposição mais forte ao seu plano de governo, o núcleo presidência ganhou em qualidade e interesse. Entretanto, na CTU não tivemos nenhuma grande novidade, a presença de Logan ainda não foi totalmente justificada e Jack está preso no consulado. O episódio no geral não foi bom, mas deixou algumas pontas interessantes, como a possível invasão do consulado por parte da CTU. Resta aguardar para termos um bom episódio na semana que vem.

* * *

E para quem está confuso com essa história de cônsul, consulado, embaixada, aqui vai um texto esclarecedor:

Diplomata é todo profissional que trabalha em relações exteriores de um país. É funcionário do governo. Pode trabalhar em uma embaixada, consulado, escritórios de negócios do governo em outros países, representações comerciais ou políticas oficiais ou no Ministério das Relações Exteriores.

Embaixador é um diplomata que representa seu país em um outro país ou organismo internacional (ONU, UNICEF, OTAN e etc). Em uma embaixada é a maior autoridade e reportam-se a ele todos os Secretários, Adidos, Cônsules e etc.

Cônsul é um diplomata que trabalha em uma embaixada ou escritório de representação com finalidade de cuidar dos aspectos consulares (vistos e etc.). Enquanto uma embaixada tem que ficar na capital do país em que está instalada, um consulado pode estar instalado em qualquer cidade. Por exemplo, nossa embaixada nos EUA está em Washington mas temos consulados em Nova York, Boston, Los Angeles… O Cônsul é o chefe de um consulado. Reporta-se ao Embaixador.

Chanceler é o Ministro das Relações Exteriores de um país. Em geral é um diplomata, mas isso não é obrigatório já que sendo ministro o cargo ganha um viés político. No Brasil, em geral o Chanceler tem sido escolhido entre os diplomatas de carreira. O Chanceler tem cargo de Ministro de Estado e reporta-se diretamente ao Presidente da República.

Séries citadas:

Luiz Marcelo é advogado. Fã de Lei & Ordem, Desperate Housewives, Grey's Anatomy, 24 Horas, The Good Wife e The Shield.

8 Comments

  1. João da Silva

    Esta temporada de 24 Horas está fraquinha. A série fica mais implausível a cada episódio que passa. Este atentado contra o presidente americano foi ainda mais forçado que a absurda aliança entre os russos e os muçulmanos e foi quase tão forçado quanto uma bomba nuclear explodir em Los Angeles.

  2. Carina Medeiros

    Luiz, gostei dos esclarecimentos finais sobre as funções de diplomata, embaixador, etc. Afinal, teleséries é cultura! Uma boa rewiew para um episódio não tão bom. Como você citou, foi um ” Dejá vù”.

  3. Bernardo

    Gostei muito do review do Luiz e inclusive do conhecimento do assunto que ele tem sobre esses cargos diplomáticos (sendo eu um internacionalista formado, me agrada ver pessoas conhecendo essas diferenças – é coisa simples, mas que muita gente erra).

    Cooperando c/ glossário, o Chanceler/Ministro das RE nos Estados Unidos (já que nós vemos muitas séries passadas nos EUA, então é interessante saber) é o Secretário de Estado (Secretary of State) – no governo Bush Jr., esse é o cargo da Condoleeza Rice.

  4. Lucas Barreto Gomes Leal

    gostei mto desse seu review, soube abordar mais os aspectos politicos que de fato foram a unica coisa que prestou nessa temporada, mas como vc bem disse a grande maioria foi um ‘déjà vu’…
    uma pena essa temporada começou tão bem tinha tudo pra ser tão espetacular quanto as outras e vacilou deste jeito

  5. Maria

    Hoje (03/07/2007) fui surpeendida com a dublagem da “24 Horas”. Que absurdo! Não me conformo! Dublado tem “24 Hs” nos canais abertos. Não preciso de TV por assinatura para ouvir Jack Bauer falando português. Quero acreditar que foi uma experiência para testar a audiência,que o bom senso prevalecerá e eu não precisarei trocar de canal neste horário além dos interminááááááveis episódios dos “Simpsons”.

  6. claudia

    O presidente não irá mais aparecer nesta temporada? Alguém saberia me dizer?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account