Log In

Reviews Spoilers

Review: 24 Horas – Day 8: 8:00 A.M.-9:00 A.M.

Pin it

24 Horas - 800 A.M. - 900 - A.M.

Série: 24 Horas
Episódio: Day 8: 8:00 A.M.-9:00 A.M.
Temporada:
Número do Episódio: 185 (8×17)
Data de Exibição nos EUA: 12/4/2010

Confesso não esperava um episódio como esse. E muita gente também não. E em que pese a temporada estar irregular, 24 Horas ainda continua sendo 24 Horas, com a possibilidade de causar surpresas – mesmo quando isso parecia impossível de acontecer nesta temporada. Talvez esse não seja um de seus melhores episódios, mas certamente entra como um dos mais memoráveis.

Começando pelo que não gostei: foi muito estranho ver a chefia da CTU cair no colo de Chloe, visto que no começo da temporada, ela estava toda atrapalhada com o novo sistema da agência. Ela teve bons palpites durante o dia, mas daí a virar chefe falta muita coisa. Para ser justo, nunca ficou claro quem poderia ser o segundo em comando depois de Hastings mas, mesmo assim, acho que ele ao menos poderia continuar sendo subordinado a Chloe. Outra coisa que não gostei também foi a morte de Samir. Parece que sempre tem um cara disfarçado com uma seringa, pronto para eliminar uma testemunha chave das investigações.

O lado bom foi o retorno do sempre enigmático Charles Logan. Aliás, o núcleo político da série também teve um grande destaque, com Dalia Hassan assumido a liderança do seu país para que o pacto de paz possa ainda ser concretizado. Apesar de parecer que os russos estão interessados no fracasso do acordo, ainda é cedo para afirmar isso, uma vez que o representante russo pode estar agindo com interesses particulares e não propriamente de seu governo. A ponte que Logan irá fazer poderá revelar quem de fato quer derrubar o tratado.

Mas sem duvida o maior destaque do episódio foi Renee e Jack. Finalmente eles assumiram que poderiam realmente ter um compromisso, algo que já estava sendo esperado por muita gente e tudo correu conforme o esperado. Mas o tiro que Renee leva e em consequência a sua morte mudaram tudo. E os fóruns se dividiram: uns gostaram (afinal, a morte dela vai novamente despertar o “verdadeiro Jack Bauer”, adormecido nesta temporada), outros acham que diante de tanto sofrimento nessas oito temporadas, Jack não merecia um destino tão trágico (e que Renee seria uma persronagem importante demais para ser tirada da série).

24 Horas - 800 A.M. - 900 - A.M

O que aumentou o impacto da morte de Renee foi o fato de, pouco tempo antes, finalmente ela e Jack consumaram sua relação. Parece que Jack é um herói das antigas, que sempre que encontra felicidade, algo trágico acontece em seguida e está destinado a viver sozinho. Também não podemos esquecer que a maioria das mulheres que se relacionaram com ele, tiveram um fim trágico. James Heller, no final da 6ª temporada disse que “tudo que Jack toca morre”.  Os russos então agora devem rezar para que Jack não fique cara a cara com eles, para não confirmarem essa tese.

A série aos poucos parece que começa a sair das cinzas e mostra que pelo menos na parte final, a temporada pode crescer ainda mais. A questão é: teremos ainda mais um relógio mudo até o final?

Séries citadas:

Luiz Marcelo é advogado. Fã de Lei & Ordem, Desperate Housewives, Grey's Anatomy, 24 Horas, The Good Wife e The Shield.

12 Comments

  1. Thais Afonso

    Eu estava super atrasada com a série e ontem finalmente coloquei tudo em dia. Fiquei muito triste com o destino da Renee. Honestamente não acho que nessa temporada ela estivesse tão relevante assim, pelo menos não depois da morte de Vladimir. Mas sou do grupo que acha que nesse último ano o Jack merecia finalmente ter um descanso, poder encontrar alguém com quem dividir sua vida pós-24 e etc. Muito triste ele ter que acabar sozinho.

    De resto, amei tudo. Muito bom episódio.

  2. Carlos T.

    Também estava super atrasado com 24 Horas, comecei a ver há duas semanas e alcancei a exibição dos Estados Unidos, bem neste episódio.

    Preciso desabafar…

    Produtores de 24 Horas VÃO SE F%&@*! Matar logo a Renee! Porque não matam aquela Dana chata, o Arlo, o Hastings, o diabo a quatro? Mas não a Renee!

    Antes que alguém venha com o papo que 24 Horas não é uma série de romance e que não tem finais felizes, só quero dizer que não estou puto por causa de um possível final feliz entre ela e o Jack, mas sim porque a personagem dela foi a melhor coisa que surgiu nas últimas temporadas.

    Já mataram o David Palmer, o tony (ou foi o que a gente pensou na época), a Michelle… tá louco, totalmente desnecessária, só pra atrair audiência e dar uma desculpa pra renascer o “Dark Jack Bauer”. Desanimei, mas vou até o fim. Justo agora que a temporada estava melhorando!

    Acho que desde Mark Greene em ER uma morte de um personagem de uma série me deixou tão triste como essa, sem exageros!

    QUE ÓDIO!

    Eu gostei de ver a Chloe como diretora da CTU, ela merece. No sábado estavam passando uma maratona com os primeiros episódios dessa temporada na Fox e bem na hora que eu coloquei lá a Chloe estava falando pro Hastings que achava que a repórter que eles prenderam não tinha nada a ver com o atentado ao presidente e ele nem ligou para o que ela disse, achei bem feito pra cara dele o afastamento!

    Adorei o diálogo entre adorei o diálogo entre a Presidente Taylor e o Logan, não sei quais sãos as reais intenções dele e seu retorno foi meio “rápido” demais, vamos ver o que vai acontecer.

    Então vamos lá… fazer o quê? Não dá pra mudar as coisas… Morte aos Russos!

  3. Gabriel Paixão

    Concordo 100% com a review. Pode não ser um ep. excelente, mas é certamente impactante. Para mim que pensou que a série ia dar uma amornada depois da morte de Hassan, foi chocante. Se os primeiros 14 episódios tivessem uma fagulha destes três últimos, a série não seria cancelada.

  4. Celso

    Eu gostaria que os Russos raptassem a filha e a neta de Jack e as matassem na frente dele a sangue frio. Daí, o Jack ficaria como que o Tonny e passaria a querer destruir os EUA se juntando a um grupo terrorista.
    Não seria legal?

  5. Patricia E.

    Matar criança e animais de estimação “on-screen” são dois grandes “no-nos” na TV de lá. Até mesmo quando o Jack matou um cachorro na 2ª temporada foi “off-screen”. :P Matar pessoas a rodo pode, mas cachorro, não, o público fica chateado. :D E, se não me engano, mataram uma criança na série, acho que foi na 5ª temporada, mas ficou subentendido, não mostraram o assassinato. E o Jack passando pro “Dark Side”, bom, já fizeram isso com o Tony, e não seria lá muito original. O único final que vejo pra 24 Horas é o Jack morrendo (o que pode ocorrer num possível filme, se houver mesmo). E a morte da Renee, que pra muitos seria uma possível substituta do Jack, acabou com as esperanças de uma possível sobrevida pra série. Logo quando estava começando a gostar da ruiva… bom, isso é 24 Horas. Pobre Jack…

  6. Mauro Lopes

    Olha as interpretações das mulheres do presidente hassan, parece de novela mexicana. É muito forçado! A Chloe merecia ser a chefe da CTU. Nesse episódio esqueceram da horrível Dana(graças a Deus) e agora o bicho vai pegar! Eu não queria estar na pele daquele russo tão calmo. Ele me parecia estar entediado. Agora eu não sei porque essa comoção toda pela René. Ela foi péssima na temporada passada. E só foi importante em uns 3 ou 4 episódios dessa temporada. Reconheço que ela melhorou muito as interpretações nessa temporada.

  7. Carlos T.

    Cada um tem a sua opinião, eu achei ela excelente por isso fiquei puto com a morte dela.

  8. Eduardo

    Não foi o melhor da série, mas chegou perto! Não sentia tamanha tensão e tristeza em 24 Horas desde que Jack matou Chappelle no terceiro ano.

    O oitavo ano evoluiu de forma lenta, mas cujos resultados valeram muito a pena. O início lento, as tramas que pareciam não ter muita ligação, até tudo começar a se unir e criar um resultado incrível com a bomba que quase explodiu, a morte de Hassan, e esse triste final pra Renée.

    Toda a equipe de roteiristas merece parabéns por esse esforço nessa reta final, principalmente David Fury por esse episódio, e também Manny Coto e Brannon Braga pelo anterior.

    O produtor e diretor Milan Cheylov mostra o quanto os diretores da série são essenciais em como tudo isso fica orquestrado visualmente. O mesmo vale pra Brad Turner.

    Não sou fã da atriz que faz a filha de Hassan, mas gosto muito da que faz a esposa. Era inevitável que ela iria ter mais importância com a morte dele. Muita boa afinidade com Cherry Jones, que melhora como a presidente a cada semana.

    24 Horas sempre teve sorte com os atores nos papéis de presidente. David Palmer e Allison Taylor são exemplares, e Charles Logan sempre foi um prazer imenso de se assistir. Gregory Itzin é Richard Nixon reencarnado.

    Gostei da forma como o episódio foi simples e direto em sua trama. Chloe tornando-se chefe parece ridículo no papel, mas Mary Lynn já dominou ela tão bem que a transição foi divertida de assistir. Isso sem falar da afinidade dela com Mykelti Williamson, o Brian Hastings. Essa foi uma relação interessante de confiança e maturidade nessa temporada, quase equivalente a forma como progrediu a relação dela com Bill Buchanan.

    Por fim, Jack e Renée. Era evidente que ela ia sofrer após uma transa com o herói da série. Não se pode ir pra cama com alguém em Lost ou 24 Horas, porque sempre há conseqüências.

    A morte dela me deixou tão triste quanto a morte de Teri. É deprimente relembrar o primeiro episódio dessa temporada, quando Jack brincava com a neta. Jack havia passado por anos infernais, e conseguiu burlar a morte certa, e ganhar uma chance de vida nova com sua família. Agora tudo isso vai pelo ralo mais uma vez.

    Annie Wersching freqüenta o twitter, e conseguiu segurar essa revelação por mais de três meses. Isso é que é diligência com spoilers. Renée Walker vai fazer muita falta. Fiquei arrasado e de luto nessa última semana ao ponto de usar preto.

    Era inevitável. Do ponto de vista de roteiro, era o único rumo que podiam tomar com Jack Bauer nessa reta final. Agora, tudo vale até o final!! Sabe deus qual vai ser a resolução disso tudo, mas não espero um final feliz pra 24 Horas.

  9. Pingback: Lá Fora: a estreia de Treme, as season finales de Life Unexpected e Spartacus e o episódio 100 de Supernatural » TeleSéries

  10. MARY SP

    VOCES TÃO DE BRINCADEIRA COMIGO. FUI DIRETO NOS COMENTARIOS E FICO SABENDO QUE A RENE MORREU. EI, AUTOR DESTA COLUNA , POR QUE VC TÁ SEMPRE ADIANTADO UMA SEMANA EM RELAÇÃO AOS EPISODIOS EXIBIDOS NO BRASIL ? AVISE QUE CONTEM SPOILERS, MAS COM LETRAS MAIUSCULAS, CARAMBA. QUE DROGA, MATARAM A RENE. JÁ QUE É A ULTIMA TEMPORADA , PODERIAM DAR UM POUQUINHO DE FELICIDADE PRO JACK BAUER. ELE MERECIA, TADINHO.

  11. Rodney

    Acho que essa é a pior temporada de todas, com repetição de fórmulas já usadas. Achei surpreendente a morte da Renee Walker, não pelo fato de formar o par romântico com Jack Bauer. Ela poderia ser um ótimo personagem para um spinoff de 24 Horas.

    Reparem nessa cena: antes do casal consumar sua relação, ela olha uma foto da neta de Jack e pergunta por seu nome. Assim que ele reponde, ela fica meio cabreira achando que o fantasma de Teri pode ser um empecilho na vida dos dois.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account