Log In

Opinião Reviews

Revendo: Família Soprano – Nobody Knows Anything

Pin it

Família Soprano - Nobody Knows AnythingSérie: Família Soprano (The Sopranos)
Episódio: Nobody Knows Anything
Temporada:
Número do episódio: 11
Data de exibição nos EUA: 21/3/1999
Data da reprise na Warner: 2/11/2008

Sinopse: Em uma batida do FBI, Jimmy e Pussy, que está com problemas de saúde, são presos. Vin Makazian alerta a Tony que Pussy pode ser um rato. Tony no início não acredita, e pede que Paulie investigue o amigo. O bordel que os mafiosos freqüentam também é alvo de uma batida policial. Vin se suicida. Livia conta para Junior que os mafiosos tem se reunido na clínica geriátrica. Junior vê ali uma conspiração e dá a ordem para Mikey: chamar alguém de fora da cidade para matar Tony.

Opinião: Acho que demorei tanto para comentar este episódio porque eu realmente não gostei dele. Ou melhor, não entendi. Aquele início, no bordel, foi completamente surreal e cafona. Aliás, se aquele bordel teria alguma importância para a trama da série, porque não apareceu antes? Ao longo da temporada tivemos várias reuniões de Tony e Vin em lugares públicos, porque não ali? Depois temos o suícidio do Vin, não entendi exatamente o porquê (talvez simplesmente para mostra que Família Soprano não é uma série certinha, não vai explicar tudo em detalhes). Também não entendi aquele papo de que o policial freqüentava o lugar mas não transava com ninguém.

O ponto forte do episódio, claro, é ver a tensão de Tony, percebendo que poderá ter que matar um dos seus melhores amigos. O rato, no entanto, é Jimmy.

Livia mais uma vez tem uma participação diferenciada no episódio e, num misto de mágoa e inocência, acaba marcando o filho para a morte. Mal posso esperar pelo próximo episódio.

Uma cena: No final do episódio, o desespero de Tony, tentando localizar Pussy e perguntando para Paulie se ele o matou.

MVP: James Gandolfini.

Família Soprano - Nobody Knows AnythingCuriosidades:
• Mais uma vez, o título do episódio faz referência a diálogos do episódio. Pussy está com dores nas costas e Paulie diz: “When it comes to backs, nobody knows anything.” Mais adiante do episódio, Tony está em dúvida se Pussy é o rato e repete a frase: “Nobody knows anything.”
• Oitava vítima: o policial corrupto Vin Makazian se suicida depois de ser pego em uma casa de prostituição. Achei prematura a morte, porque eu realmente ficamos sem saber a verdade: se ele estava certo e Pussy é o rato, se ele simplesmente se enganou, ou se mentiu apenas para afastar Pussy, em razão de suas dívidas de jogo.
• O episódio introduz na série JoJo, a esposa de Mikey, e um de seus comparsas, Chucky Signore.
• Roteiro de Frank Renzulli.
• Primeiro episódio da série dirigido por Henry J. Bronchtein, que participa do show desde o primeiro episódio, ocupando cargos como assistente de diretor, produtor assistente e gerente de unidade de produção.
• Engraçadíssimo o som da buzina do carro de Paulie – o clássico “Speak Softly Love”, tema de O Poderoso Chefão.

Um diálogo: Adorei este aqui, do Mikey Palmice contando um segredo para a esposa:

Mikey:

Eu posso ser promovido, uma posição ou duas. Tony Soprano está de saída, e eu quero dizer para sempre.

Jojo:

Ah, meu Deus! Ele vai para a cadeia?

Mikey:

Não, o outro para sempre…

Um música: A música que toca no encerramento dos créditos é “Manifold de Amour”, do grupo latino-americano Latin Playboys.

Séries citadas:

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

5 Comments

  1. anderson

    M.V.P: James Gandolfini.

    Tipo assim, ele sempre será o M.V.P, ele é muito bom, deveria ter tambem o “coadjvante de destaque” sendo que nesse episódio seria o policial que se suicidou.

  2. ~vivi

    Eu também fiquei surpresa com o bordel, achei que o Bada Bing era prostituição suficiente para os mafiosos… huahuahua
    Mas eu gostei do episódio, não achei como você disse que a morte do Vin foi prematura. Quando Tony disse para ele que era um tira corrupto e viciado em jogos (ou algo assim), e ele disse que Tony tinha o dom de resumir as pessoas, pra mim foi o momento que Vin viu no que tinha se tornado e foi a gota d’água.
    Mas agora fiquei preocupada: quem vai dar informações pro Tony??? =D

  3. Flavia

    Tenho urticária só de ver a Livia… E não acho nada inocente o papo dela com uncle Junior.

  4. Fábio

    Não achei esse episodio tão ruim, quanto a morte do policial também achei prematura, seria legal se o personagem fosse mais explorado.É engraçado em Sopranos que um casal de velhinhos tão frageis podem ter uma mente tão diabolica como a do Uncle Junior e da Livia. Só vejo o seriado pela Warner as vezes mas acho besta mudar o horário, não sei vocês mas acho que Sopranos se sairia melhor se fosse transmitido na Universal.

  5. guilherme

    Como sempre os reviews são otimos, não deixem, por favor, de faze-los…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account