Log In

Especiais

Retrospectiva 2006 – X – Julia Louis-Dreyfus decreta o fim da maldição de Seinfeld

Pin it
Julia Louis-Dreyfus

Nenhum prêmio Emmy foi tão significativo na noite do dia 27 de agosto de 2006 como o de Melhor Atriz em Comédia. Afinal, na noite em que 24 Horas, The Office, Mariska Hargitay, Kiefer Sutherland e Tony Shalhoub saíram consagrados, foi apenas Julia Louis-Dreyfus quem exorcizou uma maldição.

Quando se despediu, em 1998, Seinfeld herdou em definitivo o título de maior série cômica já produzida. O que não se esperava era a pressão que isto acarretaria sobre suas estrelas (excluindo Jerry, que espertamente pendurou as chuteiras, certo de que não conseguiria fazer nada melhor em televisão). Desde então Jason Alexander, Michael Richards e Julia Louis-Dreyfus tentaram sem sucesso dar o passo seguinte em suas carreiras, se tornando as estrelas maiores de suas próprias sitcoms. Uma após uma, suas tentativas acabaram fracassando, gerando o estigma que a imprensa acabaria popularizando como “A Maldição de Seinfeld”.

Até que The New Adventures of Old Christine finalmente veio para romper com este padrão.

Old Christine parecia ser mais um show destinado ao saco de fracassos que reunia Bob Patterson, The Michael Richards Show, Watching Ellie e Listen Up. A série tinha um nome comprido, que implicava que tinha uma sinopse complexa (mulher divorciada precisa conviver com a namorada do novo marido que é mais jovem e que tem o mesmo nome) e que podia ser o indicativo de uma série de uma só piada. O seriado ainda não tinha nenhum showrunner conhecido (a produtora executiva é Kari Lizer, ex-atriz com passagem por Matlock e pontas em Will & Grace, série na qual escreveu 13 roteiros e foi co-produtora). Para completar, Old Christine tinha Julia como a única estrela no elenco (aumentando a pressão) e ainda entrou no ar em uma situação desfavorável: foi escolhida apenas para a mid-season e sabia-se que ela teria que disputar uma vaga para a segunda temporada com outros shows com bons elencos como How I Met Your Mother, Out of Practice e Courting Alex.

E The New Adventures of Old Christine se saiu aindamelhor do que se esperava. Desde o piloto mostrou ter um texto bom e ousado, que seguia a receita de Two and a Half Men – ser nitidamente liberal, não tendo medo de ofender o telespectador conservador. Old Christine inclusive cresce quando aborda temas espinhosos, como o racismo e a homofobia, em The Other F Word, da primeira temporada, e religião e o ateismo, em Oh God, Yes, da segunda temporada.

E, apesar de centrado no talento de Julia Louis-Dreyfus (que por sinal está fantástica no papel de Christine e fez por merecer o Emmy), o elenco da série também se revelou muito bom, com destaque para os competentes como Clark Gregg e Hamish Linklater e boas presenças de bons atores regulares como Tricia O’Kelley, Alex Kapp Horner, Wanda Sykes e Andy Richter.

Resultado: depois de 13 episódios, The New Adventures of Old Christine garantiu a
renovação (derrubando a também competente Out of Practice), deu o Emmy para Julia Louis-Dreyfus (o segundo de sua carreira, mas o primeiro como lead actress), recebeu a ordem para produção da segunda temporada completa e encerra 2006 com a notícia de que os produtores da CBS já acreditam que a série tem potencial para andar com as portas pernas (a partir de fevereiro deixa de ser exibida após Two and a Half Men, a sitcom de maior audiência dos EUA na atualidade).

E, claro, além de tudo enterrou definitivamente com a maldição de Seinfeld.

Séries citadas:

16 Comments

  1. Heitor Albernaz

    “Oh God, Yes” foi um dos melhores episódios com certeza. Poucas vezes ri tanto em uma sitcom. Talvez com a própria Seinfield ou com Friends. Mas o que fica marcado é o esbanjo que a Julia dá na série.
    Se não tivesse torcendo pela Cross, com certeza estaria do lado dela pra mais um prêmio na sua estante.

  2. Vinicius

    Tá ai uma série que eu não vejo quase graça. Two and a Half Men da de 10 a 0.

  3. Roberto

    Estou achando a segunda temporada ainda melhor que a primeira.Eles estão acertando a mão, e todo o elenco tem chance de brilhar (destaque para a dupla das mães/peruas da escola, que quando aparecem roubam a cena). Todos colaboram para que Julia alcance vôos cada vez maiz ousados. O que se pode esperar mais de uma série? (e provando também que muitas vezes o formato tradicional supera as abordagens mais intelectualizadas das séries mais badaladas do momento-acho que há sempre espaço para o talento).

  4. Victor Pacheco

    Discordo, Vinícius… Na maior parte do tempo não consigo rir com Two And A Half Men… acho simplesmente idiota, sofrendo do mesmo mal de Friends. Já Old Christine me faz rir com uma tremenda facilidade.

  5. Eric Fernandes

    Não cheguei a ver Seinfeld, mas ela está muito bem nesse papel de mãe divorciada. Ela é um show a parte.
    Eu gosto de Two And A Half Men e Old Christine. Acho as duas bem legais.

  6. João Nilson

    Tanto Two And A Half Men quanto Old Christine são pra mim aquele tipo de série legal q eu só ssisto quando não tenho mais nada pra fazer, não são ruins mas não são espetaculares (melhores que Friends com certeza, mas muito inferiores a Seinfeld e outras comedias antigas)

  7. Milena

    Depois de Grey’s e DH, o novo pato da vez pro povo falar mal é Friends! Affe, séries de sucesso, inveja mata!

  8. Eudes Antonio

    Eu adoro “Old Christine”!Pra mim é melhor q “Two and a half man”(ultimamente naum tô gostando mto).Depois de Friends foi a sitcom tradicional pela qual mais me interessei.E a Julia Louis-Dreyfus é ótima,mereceu mesmo o Emmy e espero q ganhe mais prêmio pq essa segunda temporada tbm tá ótima,o ator q faz o irmão dela tbm arrasa na série.Enfim,acho q é uma das melhores sitcons tradicionais do momento

  9. Jussara

    Eu amo Old Christine!!!!!!!!! A Julia é uma atriz perfeita, comepetente, audaciosa, enfim tudo de bom, e tem um carisma como poucas! Fiquei muito feliz pelo Emmy e acho q foi totalmente merecido! Além dela, todos os outros atores são muito bons, meu favorito é o que faz o irmão dela, eu morro de rir com ele todo episódio!!! Parabens pra série!!!!!!!!!!

  10. Victor Regis

    O engraçado é que mesmo sendo odiada por muitos, sempre dão um jeito de mencionar Friends, mesmo q o post nada tenha a ver…
    Milena, concordo com vc.

  11. Rodrigo

    “Old Christine” é a única série que eu chorei de rir, desde “Friends”. “Oh God, yes” foi muitl muito, muio engraçado! Eu tive que enfiar minha cabeça no travesseiro pra parar de rir…xD

  12. Victor Hugo

    Sabe aquela serie que quando vc não tem nada pra fazer e assiste e acaba por viciar …. Eu amo Old Christine é simplismente muito engraçado, pelo seu jeito simples que acaba por fazer o espectador querer mais…. To feliz com o que a CBS acredite no potencial de Old Christine, pelo menos as pessoas vão deixar de creditar todo o sucesso da serie por Two and a half men que tbm gosto muito.
    e tbm concordo que os textos melhoraram na segunda temporada… não vejo a hora de ver novos episodios….

  13. Ricardo

    Concordo com todos vocês. Old Christine me surpreendeu. “Oh God Yes” foi de fato o episódio mais engraçado da série.
    Costumo dizer que é uma das únicas séries da atualidade em que eu realmente gargalho pra valer, porque as caras e caretas de Julia Louis-Dreyfus são hilárias.
    A série tem muito potencial para crescer. A idéia de separá-la de 2 and 1/2 men é bem-vinda, pois a faz andar com as próprias pernas.

  14. Martins

    Mas ta ai uma pergunta:

    Aonde encontro os Dvds ou Box
    De Old Cristine e Two and Half Man??

    Alguém pode me ajudar?

    Obrigado!!

  15. Ricardo

    Julia Louis-Dreyfus é simplesmente a atriz mais engraçada dos EUA…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account